Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Montando Redes Com o Windows 9x

       
 68.244 Visualizações    Tutoriais  
 0 comentários

Aprenda a compartilhar seus dados e periféricos com outros computadores no Windows 9X.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Com o próprio Windows 9x você pode montar pequenas redes ponto-a-ponto em casa ou no escritório, utilizando os micros já existentes. A vantagem é o compatilhamento de dados e periféricos, especialmente a impressora e o fax/modem. No caso do compartilhamento de dados, os demais micros podem ter acesso a diretórios do disco rígido (ou mesmo o disco rígido inteiro, se você compartilhar o diretório raiz), a unidades de CD-ROM e até mesmo a unidades de Zip-drive. Qualquer unidade que contenha arquivos pode ser compartilhada.

Isto acaba com o famoso protocolo "DCDL", "Disquete prá cá, disquete prá lá", que acaba tomando espaço em nosso ambiente de trabalho. No caso da cópia de arquivos grandes, uma pequena rede ponto-a-ponto facilita bastante. Além disso, podemos trabalhar com os arquivos de dados diretamente no disco rígido do micro de origem, sem a necessidade de copiá-los para o disco rígido local.

No caso do compartilhamento de impressoras e fax/modem, não é preciso comentar a economia de dinheiro (você não precisará comprar mais de uma impressora) e tempo (não precisará ficar ligando e desligando a impressora em cada micro que precisa imprimir).


Redes ponto-a-ponto: A Rede do Windows 9x

A rede que vem com o Windows 9x é uma rede do tipo ponto-a-ponto. Ela se contrapõe à rede cliente-servidor, disponível através de sistemas operacionais cliente-servidor, como o Windows NT, o Unix e o Netware.

Em uma rede ponto-a-ponto (e na rede do Windows 9x em particular) todos os micros necessitam estar "completos", sendo possível trabalhar com eles sem que eles estejam necessariamente conectados à rede. O processo de boot remoto é uma exclusividade de redes cliente-servidor, não sendo possível, desta forma, montar redes Windows 9x com este recurso.

Além disso, o compartilhamento de arquivos se restringe ao compartilhamento de arquivos de dados, como textos, planilhas, imagens e banco de dados, não sendo possível (pelo menos na maioria das vezes) o compartilhamento de programas (por exemplo, rodar um processador de textos que esteja instalado em um disco rígido de outro micro).

Quanto à segurança, devemos lembrar que a rede ponto-a-ponto é bastante insegura. Isso não chega a ser uma desvantagem, já que em um ambiente de trabalho normalmente as pessoas têm acesso a todos os micros. Se você se preocupa com segurança, o mais interessante talvez seja proteger com senha os documentos mais sigilosos (o Excel e o Word protegem seus documentos com senha, por exemplo). Mesmo em computadores que não conectados a uma rede este procedimento é recomendado.


Material Necessário

Para uma rede simples, de dois ou três micros, você precisará de:

  •  Placas de rede NE2000 compatível com conector BNC
  •  Conectores BNC "T" (vem junto com as placas de rede)
  • Disquete de configuração da placa de rede (vem junto com as placas de rede)
  •  2 terminadores resistivos de 50 ohms
  •  Cabo coaxial fino, de acordo com a quantidade de trechos da rede
  • Importante: Em redes ponto a ponto, o comprimento mínimo de cada trecho de cabo coaxial é, obrigatoriamente, de 3 metros. Ou seja, se houver somente dois micros, o cabo deverá ter, no mínimo, 3 metros. No caso de 3 ou mais micros, a distância do cabo que liga cada placa de rede deverá ser de, no mínimo, 3 metros.


    Instalação Física da Rede

    Vamos a um roteiro passo-a-passo de como você deve proceder à instalação do hardware.

    1. Com os micros desligados, instale a placa de rede em cada micro.

    2. Instale o conector BNC "T" em cada placa de rede.

    3. Ainda com os micros desligados, faça a conexão do cabeamento da rede (vide aula de topologias).

    4. Instale os terminadores nos conectores "T" dos micros da ponta do cabeamento.

    5. Dê um boot com um disquete de boot e execute o utilitário de configuração da placa, presente em seu disquete.

    6. Verifique qual é a configuração da placa de rede. A configuração default é endereço de I/O 300h e IRQ3. Como você já deve saber, a porta serial COM2 utiliza a mesma interrupção. Por esse motivo, configure a placa de rede a utilizar outra interrupção. Esta configuração é feita através do programa de configuração da placa (em placas antigas a configuração era feita através de jumpers de configuração). Sugerimos a interrupção IRQ11 ou IRQ12.

    Dica: Faça com que todas as placas de rede utilizem a mesma configuração, para facilitar a manutenção.

    7. No setup do micro, altere a opção "HARD DISK TYPE 47 RAM AREA" ou "EXTENDED BIOS RAM AREA" ou "EXTENDED ROM RAM AREA" ou "SCRATCH RAM OPTION" de "0:300" para "DOS 1KB", caso este opção exista.

    8. A maioria dos programas de configuração de placa de rede possui uma opção de diagnóstico. Você poderá usar esta opção para verificar se a parte física da rede está corretamente instalada.

    O próximo passo é configurar o sistema operacional.

     

    Compartilhar



      Denunciar Artigo
    Entre para seguir isso  

    Comentários de usuários


    Não há comentários para mostrar.



    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×