Maionese Funciona Como Pasta Térmica?

       
 123.950 Visualizações    Testes  
 30 comentários

Nós sabemos que a maionese é uma boa pasta térmica de emergência, mas será que ela continua funcionando após alguns dias? Vamos descobrir!

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Em 2011, nós testamos maionese como pasta térmica entre o processador e a base do cooler. Por incrível que pareça, ela funcionou muito bem, provando ser, ao menos em um primeiro momento, um composto térmico melhor do que muitas pastas comerciais. Naquele momento, nós não pudemos determinar quanto tempo ela continuaria funcionando antes de uma redução de desempenho ser notada. Dessa vez, nós “viajamos na maionese” e resolvemos fazer um teste mais prolongado para determinar se maionese funciona como pasta térmica por algum tempo.

Nós aplicamos “a verdadeira maionese” Hellmann’s em nosso processador, como mostrado na Figura 1.

Maionese como pasta térmica
Figura 1: Maionese aplicada como pasta térmica

Nós deixamos nosso sistema rodando por 12 dias, 24 horas por dia, enquanto fazíamos medições diárias. Vamos ver os resultados nas próximas páginas.

Compartilhar




Comentários de usuários




O que vai ter de pseudo-técnico que irá sugerir o uso de maionese agora...

"Meu windows travou o que eu faço?"

"Verifica a temperatura; abre o PC; passa a borracha na memória e a maionese no processador."

:P

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Existe a possibilidade de fazer depois de um ano ou algo assim de novo esse teste deixando 30 dias por exemplo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A conclusão é que dá pra usar por um curto período de tempo (um ou dois dias) mas é preciso comprar o quanto antes uma pasta térmica de verdade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Existe a possibilidade de fazer depois de um ano ou algo assim de novo esse teste deixando 30 dias por exemplo?

Deixar nossa máquina usada para testar coolers "parada" por quase 2 semanas já foi complicado...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com maionese... entendi!

É interessante saber disso se a pasta térmica convencional tiver em falta ou for de má qualidade. Mas se a maionese for de marca Hellmann's, imagine o resultado (...):). Obs: nem tinha reparado a marca no artigo :lol:

Editado por EdgarPereira
detalhes

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Poderia também efetuar este teste mais longo com as outras "pastas alternativas"

acho que 6 dias seria mais do que suficiente

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faz 5 anos que deixei SEM PASTA TÉRMICA um Athlon X2 de 65W e ta funcionando ainda (lógico que ralando no magma do inferno). Quero ver quando essa porcaria vai queimar.

Vou pegar um PC bixeira da sucata e deixar 1 ano NA MAIONESE (se aguentar), pra ver o que acontece. Que nem o amigo falou, se for de marca "genérica" não deve durar muito, mas vou usar Hellmann's pra ficar bom... kkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Po, janeiro de 2009 eu comprei meu Athlon x2 5000+ veio com a pasta cinza padrão, NUNCA troquei; lá pra setembro 2009 coloquei um Kuma 7750 também com pasta padrão, NUNCA troquei; em 2010 coloquei um Athlon II x4 640 ( só funciona em over ), NUNCA troquei; e agora vou pegar um FX 8350 sem nunca ter trocado, ou colocado pasta térmica nova nos meus processadores, e sou chato heim, mau chega já coloco no over básico, e pelo que tudo indica também não vou botar pasta nesse FX.rsrsrs

Ainda bem que nada me aconteceu! ^^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Legal esse teste!

Podia experimentar também com Corretivo em Bastão da Payot!

A viscosidade deste corretivo me lembra a Artic Silver 5 que tenho!

Quem sabe funciona!

:D

Editado por FORCE_LINE_X

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

a vantagem que a maionese ja sai quentinha e so por no doG fica a dica!!! acho que a maionese henz ou hellmans deve se melhor que muita pasta vagabunda ae!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quem ai arriscaria um processador I5 na média de R$400,00 ou um I7 na média de r$ 800,00 colocando maionese? teste de doido esse nada a ver, o negócio é aguardar e comprar pasta térmica, claro que processadores da Intell dificilmente queimam mas imagine fazer isso com um Phenon ou Athlon XP? kkk vai ter fumaça pra tudo que é lado kkkkkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pelo menos os "técnicos" não irão mais usar super bonder no lugar da pasta. Irão usar maionese sachê.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Deixar nossa máquina usada para testar coolers "parada" por quase 2 semanas já foi complicado...

Pois é...Engenheiros de alimentos, não ficam atrás de engenheiros de tecnologia, vou comer meu cachorro quente (PASMEM) com "PASTA TÉRMICA"

Em tempo: Não acho adequado colocar a marca da maioneee nos testes, a não ser que seja propaganda paga aqui no fórum.

Editado por condiogo
Complemento

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Pois é...Engenheiros de alimentos, não ficam atrás de engenheiros de tecnologia, vou comer meu cachorro quente (PASMEM) com "PASTA TÉRMICA"

Em tempo: Não acho adequado colocar a marca da maioneee nos testes, a não ser que seja propaganda paga aqui no fórum.

Isso é informação referente à metodologia do experimento, não existe motivo para esconder essa informação.

Não há sentido, em um artigo técnico-científico, usar a lógica da rede Globo, onde quem não paga é escondido.

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Pois é...Engenheiros de alimentos, não ficam atrás de engenheiros de tecnologia, vou comer meu cachorro quente (PASMEM) com "PASTA TÉRMICA"

Em tempo: Não acho adequado colocar a marca da maioneee nos testes, a não ser que seja propaganda paga aqui no fórum.

Se fosse um teste com pasta térmica "de verdade", então também seria inadequado anunciar a marca utilizada? Eu entendo que, para fins de análise técnica, os resultados são válidos apenas para o composto exato que foi testado. Logo, é essencial citar todas as características necessárias para identificar o produto, na verdade até acho que ficou faltando esclarecer se foi usada a versão normal, light, sem colesterol, etc., que podem em última análise fornecer resultados diferentes :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O CDH deve estar de sacanagem ao publicar um teste destes sem colocar diversos avisos sobre os riscos desta utilização. Mesmo a utilização por um curto espaço de tempo, a maionese pode trazer danos irreversíveis ao hardware.

1) Qual a temperatura de fusão da maionese?

2) Ela conduz eletricidade?

3) Ela pode escorrer para alguma placa (lembrando que quem vai fazer esta besteira só pode ser um leigo e passar maionese com uma faca...)?

4) Se escorrer para a placa mãe, ela pode oxidar contatos da placa como fez com a base do cooler?

5) Se a condição 4 ocorrer, terá como recuperar a placa mãe?

Acho uma insanidade um site do porte do CDH postar uma mer** dessas!!!

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O CDH deve estar de sacanagem ao publicar um teste destes sem colocar diversos avisos sobre os riscos desta utilização. Mesmo a utilização por um curto espaço de tempo, a maionese pode trazer danos irreversíveis ao hardware.

1) Qual a temperatura de fusão da maionese?

2) Ela conduz eletricidade?

3) Ela pode escorrer para alguma placa (lembrando que quem vai fazer esta besteira só pode ser um leigo e passar maionese com uma faca...)?

4) Se escorrer para a placa mãe, ela pode oxidar contatos da placa como fez com a base do cooler?

5) Se a condição 4 ocorrer, terá como recuperar a placa mãe?

Acho uma insanidade um site do porte do CDH postar uma mer** dessas!!!

Eu não vejo problemas quanto aos testes com os produtos alternativos pois esses testes são para matar a curiosidade do pessoal...e não é um assunto para usuários leigos.. Um usuario leigo não deveria nem tentar mexer no PC se ter os devidos conhecimentos e a maionese não é desculpa para as :priv: que um leigo faz no pc...

Uma coisa é certa, a maionese tem água, e a água conduz a eletricidade, então não da para abusar, se não da :priv: mesmo... Processador com núcleo exposto não da nem para pensar em usar....

Editado por zex

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O CDH deve estar de sacanagem ao publicar um teste destes sem colocar diversos avisos sobre os riscos desta utilização. Mesmo a utilização por um curto espaço de tempo, a maionese pode trazer danos irreversíveis ao hardware.

1) Qual a temperatura de fusão da maionese?

2) Ela conduz eletricidade?

3) Ela pode escorrer para alguma placa (lembrando que quem vai fazer esta besteira só pode ser um leigo e passar maionese com uma faca...)?

4) Se escorrer para a placa mãe, ela pode oxidar contatos da placa como fez com a base do cooler?

5) Se a condição 4 ocorrer, terá como recuperar a placa mãe?

Acho uma insanidade um site do porte do CDH postar uma mer** dessas!!!

1) Temperatura de fusão é algo que só pode ser definido para sólidos. A maionese é um coloide, formado principalmente por óleo e proteínas.

2) Por ser principalmente feita de óleo, ela não é condutiva. Ou pelo menos não é tão condutiva quanto as pastas térmicas comerciais, feitas à base de metais.

3) Mesmo uma pasta térmica comercial, se colocada em excesso, pode escorrer para a placa e causar danos.

O teste foi uma resposta à curiosidade de vários leitores que nos fizeram a pergunta "por quanto tempo a maionese continuaria funcionando", quando incluímos a mesma em nossos testes de pastas térmicas e ela se mostrou excelente.

Se você não é curioso, ao menos respeite quem é.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O CDH deve estar de sacanagem ao publicar um teste destes sem colocar diversos avisos sobre os riscos desta utilização. Mesmo a utilização por um curto espaço de tempo, a maionese pode trazer danos irreversíveis ao hardware.

1) Qual a temperatura de fusão da maionese?

2) Ela conduz eletricidade?

3) Ela pode escorrer para alguma placa (lembrando que quem vai fazer esta besteira só pode ser um leigo e passar maionese com uma faca...)?

4) Se escorrer para a placa mãe, ela pode oxidar contatos da placa como fez com a base do cooler?

5) Se a condição 4 ocorrer, terá como recuperar a placa mãe?

Acho uma insanidade um site do porte do CDH postar uma mer** dessas!!!

Achei desnecessária essa sua última frase Carvalhoso. Você já foi da Staff do fórum, poderia ao menos ter um pouco de educação com quem postou o teste, bem como para com o fórum em si.

Como o Rafael falou, trata-se de curiosidades sobre informática. Quem nunca ouviu falar no computador refrigerado a óleo? E você pode notar, que além da maionese já foram feito testes com outros materiais "estranhos".

E por fim... Em nenhum momento o Rafael incentiva o uso da maionese como pasta térmica. Portanto, se algum leigo testar por conta e risco, paciência. Não temos como prever o que cada um vai fazer com a informação. Seria a mesma coisa que um leigo ir na seção de RM (Remoção de Malwares), executar as ferramentas lá sugeridas, e ferrar com o pc. Aí vai dizer que é irresponsabilidade nossa?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O CDH é um dos maiores formadores de opinião nesta área no Brasil. Continuo achando que publicar um artigo destes sem destacar claramente os riscos é uma insanidade.

Edit:

Tinha me esquecido que não gostaram de ter escrito "temperatura de fusão da maionese", mas usei esta expressão por ser de melhor compreensão para pessoas não ligadas a área de mecânica dos fluidos do que o "ponto de gota". Mas se não gostaram dela, vai a retificação:

1) Qual o ponto de gota da maionese?

Editado por Carvalhoso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Caramba, não vejo problema algum em publicar um teste desses, pelo contrario acho até interessante, e claro que ninguém vai sair entupindo o processador de maionese pelo amor de Deus! Acho que além do teste tb é uma informação, ninguém sabe se um dia precisará recorrer a isso.

Igual antigamente quando os carros usavam platinado e condensado, na queima do condensador era possível usar um pedaço de batata que o carro funcionava, pelo menos enquanto tivesse agua na batata, e nem por isso todo mundo saiu trocando condensador por batata.

Parabéns ao CDH pelo teste, todo dia a gente aprende alguma coisa mesmo que não a use nunca.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei da Curiosidade do teste, gostaria de citar outros opções a titulo de curiosidade de teste com o creme dental, alias este já foi alvo de uma zoação aqui no CDH, com um carinha que quis economizar $ na pasta térmica

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora