Imprimir artigo
SLI vs. CrossFire
por em Tutoriais
Última atualização:
337.551 visualizações
Página 6 de 8

CrossFire

O CrossFire foi criado pela a antiga ATI, inicialmente usando o nome CrossFire, depois mudando o nome para CrossFireX, e agora usando novamente o nome original, CrossFire..

Como explicamos na introdução, as principais vantagens do CrossFire são permitir a instalação de placas de vídeo diferentes (mas ambas precisam ser compatíveis entre si, normalmente significando que devem ser da mesma série, embora nas placas mais recentes com nome de modelo começando com “R” apenas placas com exatamente o mesmo nome podem ser usadas) e ter um número maior de placas-mãe compatíveis.

O CrossFire pode usar os seguintes modos para renderizar imagens:

  • Scissors (Tesoura): este modo é similar ao modo SFR (Split Frame Rendering ou Renderização por Divisão de Quadros) do SLI, mas como você pode ter duas placas de vídeo diferentes no CrossFire, a placa de vídeo mais rápida terminaria de renderizar sua metade mais rapidamente e teria de esperar pela placa mais lenta terminar seu trabalho para então prosseguir para o próximo quadro. Isto faria a placa de vídeo mais rápida trabalhar na mesma velocidade da placa mais lenta. Para resolver este problema, o CrossFire habilita balanceamento de carga dinâmico, isto é, se uma placa de vídeo rápida estiver conectada com uma placa mais lenta, o sistema não dividirá a tela em duas partes iguais, ele colocará a placa mais rápida para renderizar porções maiores da tela do que a placa mais lenta, fazendo assim com que as renderizações efetuadas pelas duas placas terminem ao mesmo tempo.
  • SuperTiling: neste modo a tela é dividida em várias pequenos quadrados (ou “azulejos” – “tile”, em inglês, significa “azulejo” e “tiling”, portanto, o ato de se colocar azulejos, e daí o nome deste modo), cada um medindo 32x32 pixels, e cada placa de vídeo é responsável por tratar parte dos quadrados disponíveis. O balanceamento de carga é também usado aqui, portanto a placa de vídeo mais rápida receberá mais quadrados para renderizar do que a placa mais lenta se você estiver usando duas placas de vídeo diferentes.
  • Renderização Alternada de Quatros (AFR, Alternate Frame Rendering): este modo é idêntico ao modo SLI com o mesmo nome, onde enquanto uma placa de vídeo está renderizando o quatro atual a outra placa está renderizando o próximo quadro.

Há ainda as seguinte tecnologias correlatas:

  • Hybrid CrossFire: modo que não existe mais, sendo equivalente ao GeForce Boost da NVIDIA. Permitia que o processamento de um motor gráfico embutido em chipsets da AMD fosse combinado ao de um chip gráfico “avulso” para aumentar o desempenho, caso ambos fossem compatíveis com esta tecnologia.
  • Dual Graphics: modo similar ao Hybrid CrossFire, porém permitindo a união do poder de processamento do motor gráfico embutido em processadores da AMD ao de um chip gráfico “avulso” para aumentar o desempenho, caso ambos sejam compatíveis com esta tecnologia (clique aqui para uma lista completa de processadores e placas de vídeo compatíveis). A difereça entre Hybrid CrossFire e Dual Graphics é apenas uma questão semântica, pois o papel de ambos é o mesmo.
  • Dynamic Switchable Graphics: tecnologia que permite que o vídeo seja gerado pelo processador enquanto o usuário não estiver demandando por desempenho, alternando automaticamente para o processador gráfico dedicado quando o usuário rodar jogos (ou qualquer outra aplicação que de fato exija o uso do chip gráfico dedicado), de forma a economizar energia e aumentar a autonomia da bateria. É equivalente ao Optimus da NVIDIA e só existe para computadores portáteis.
ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM VÍDEO
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.061 usuários cadastrados
1.067 usuários on-line