Imprimir artigo
Teste do cooler PCYES Zero K Z5
por em Testes
Última atualização:
357.886 visualizações
Página 4 de 7

Como testamos

Produto Recomendado Clube do Hardware

Nós testamos o cooler com um processador Core i7-5960X (oito núcleos, 3,0 GHz), que é um processador soquete LGA2011-v3 com TDP de 140 W. Para alcançar uma dissipação térmica ainda maior, nós fizemos um overclock para 3,5 GHz (clock base de 100 MHz e multiplicador x35), com tensão padrão..

Nós medimos ruído e temperatura com o processador a plena carga. Para atingir 100% de utilização em todos os núcleos, nós rodamos o Prime 95 25.11 (nessa versão, o programa usa todos os núcleos disponíveis) no modo “In-place Large FFTs”.

Nós comparamos o desempenho do cooler testado com o de alguns coolers a ar topo de linha e um sistema de refrigeração líquida. Nós testamos todos os coolers com as ventoinhas na velocidade máxima.

A temperatura ambiente foi medida com um termômetro digital. A temperatura do núcleo foi lida com o programa SpeedFan (através dos sensores térmicos do próprio processador), usando uma média aritmética das temperaturas dos núcleos.

Durante os testes, os painéis laterais do computador estavam fechados.

O nível de pressão sonora foi medido com um decibelímetro digital, posicionado próximo à abertura superior do gabinete. Essa medida serve apenas para fins de comparação, porque uma medida precisa de nível de pressão sonora deve ser feita em uma câmara acusticamente isolada sem outras fontes de ruído e com paredes anti-eco, da qual nós não dispomos.

Configuração de Hardware

Configuração do Sistema Operacional

  • Windows 10 Home 64 bit

Software Usado

Margem de Erro

Nós adotamos uma margem de erro de 2°C para cima ou para baixo, o que significa que diferenças de temperatura abaixo de 4°C são consideradas irrelevantes.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.009 usuários cadastrados
579 usuários on-line