Imprimir artigo
Teste do Gabinete PCYES Wolf
por em Testes
Última atualização:
18.411 visualizações
Página 5 de 8

Por dentro do PCYES Wolf

Cada painel é fixado ao gabinete por meio de dois parafusos metálicos de dedo na cor preta..

A bandeja da placa-mãe tem uma enorme abertura que permite acesso à placa suporte do cooler do processador sem a necessidade de remover a placa-mãe do gabinete. Além disso, há orifícios que permitem que os cabos passem por trás dela, sendo que há uma distância de 20 mm para acomodar os cabos entre a bandeja e o painel esquerdo. O gabinete suporta placas-mãe ATX e de padrões menores.

PCYES Wolf
Figura 9: visão geral

Um detalhe interessante foi a organização dos cabos internos do Wolf. Alem das abertura para passagem dos cabos, há fixadores para os fios e o fato de já virem organizados como mostra a Figura 10 inspira o usuário a mantê-los assim.

PCYES Wolf
Figura 10: vista por trás da bandeja da placa-mãe

Na Figura 11 temos uma visão geral do interior do gabinete. Note que o painel superior suporta a instalação de uma ventoinha de 120 mm ou um radiador que utilize ventoinha deste tamanho.

As placas de expansão são fixadas usando parafusos comuns, o que é uma pena; o gabinete poderia ter vindo com alguns parafusos de dedo para este propósito. Além disso, as tampas fixas devem ser quebradas para que o slot possa ser utilizado, e se você deixar de utilizar um slot, o mesmo ficará aberto.

O Wolf suporta placas de vídeo de até 370 mm de comprimento nos quatro slots mais próximos do processador; já nos demais slots você pode instalar placas de até 260 mm de comprimento.

Você pode também instalar coolers de processador com até 160 mm de altura.

PCYES Wolf
Figura 11: visão geral

A fonte de alimentação é instalada na parte inferior do gabinete. Ela pode ser instalada tanto com sua ventoinha virada para cima quanto para baixo, de forma que você decide se quer que a ventoinha puxe o ar de dentro ou de fora do gabinete. Como mostrado anteriormente, há um filtro de ar removível para a ventoinha da fonte de alimentação.

Há duas tiras de material emborrachado que sustentam a fonte de alimentação, para auxiliar a absorver vibrações.

O gabinete suporta fontes de até 280 mm de profundidade.

PCYES Wolf
Figura 12: compartimento da fonte de alimentação

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.042 usuários cadastrados
977 usuários on-line