Imprimir artigo
Teste do headset Blast ST da Ozone
por em Testes
Última atualização:
10.383 visualizações
Página 1 de 6

Introdução

A versatilidade tem um preço. Assim como o pato é uma ave que nada, voa e anda, mas não realiza as três atividades com excelência, produtos all-in-one (tudo num só) tendem a ter limitações para cumprir várias funções. O Blast ST da Ozone, por exemplo, é um headset que pode ser usado no PC, PlayStation 4, smartfones e tablets; para tanto, porém, abriu mão do som surround (que dá outra vida aos jogos) para ficar apenas no estereofônico, capaz de atender a todos esses equipamentos. Quem escolhê-lo sabe que está fazendo uma opção consciente de não curtir o melhor da ambientação sonora em games de PC e PlayStation 4..

Blast ST
Figura 1: Blast ST

O headset tem o mesmo design muito estiloso do Blast Ocelote World que já testamos, só que sem os detalhes na cor laranja e o revestimento cromado da junção da alça com os auriculares. O Blast ST é um headset grande, com alto-falantes de 44 mm em conchas acolchoadas de courino, que encobrem toda a orelha. Essas conchas estão presas a bases móveis que se ajustam melhor na cabeça.

Blast ST
Figura 2: Auriculares e alto-falantes

Uma borracha negra e fosca reveste todo o Blast ST, à exceção de dois detalhes cromados nos auriculares para quebrar monotonia cromática. A sólida haste de metal tem acolchoamento interno bem macio, e o nome do produto vem gravado na parte externa.

Blast ST
Figura 3: Haste

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM ÁUDIO
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.136 usuários cadastrados
618 usuários on-line