Imprimir artigo
Teste do Headset Flux da SteelSeries
por em Testes
Última atualização:
14.869 visualizações
Página 1 de 6

Introdução

Produto Recomendado Clube do Hardware

Com o celular cada vez mais presente como plataforma de entretenimento digital (games e multimídia), é natural que o usuário queira um headset que possa servir tanto para jogar em um desktop/laptop quanto para ouvir música e realizar ligações em um telefone móvel. O modelo portátil Flux, da SteelSeries, atende a essas necessidades e ainda oferece vantagens como cabos de borracha que não se enroscam e capacidade de personalização. O produto é vendido em uma edição padrão e outra de luxo, com mais acessórios. Recebemos a edição de luxo para avaliar, mas primeiro falaremos do headset em si, depois descreveremos os acessórios e avaliaremos seu desempenho..

Flux
Figura 1: Headset Flux

O Flux é um headset de tamanho médio com auriculares posicionados sobre a orelha, sem tapá-la. O corpo dobrável conta com fones que giram no próprio eixo, e cada lateral tem uma dobradiça conectada à haste superior, que é vazada e emborrachada. Além do ajuste de tamanho em cada lateral, a haste também é muito flexível e abre bem para aceitar várias dimensões de cabeça.

Flux
Figura 2: Corpo dobrado

Flux
Figura 3: Haste vazada e emborrachada

Não há cabos fixos ao headset. Cada auricular tem uma saída própria de som, onde o usuário pode escolher em qual irá plugar o cabo. Para dar um toque pessoal ao Flux, é possível trocar por outros modelos o acolchoamento dos fones (embaixo fica o slogan “vencer é tudo/winning is everything” da SteelSeries) e os discos externos, que são presos magneticamente. A edição de luxo inclui dois discos pretos e dois modelos que imitam um circuito integrado, com a marca Flux no meio.

Flux
Figura 4: Alto-falantes e discos externos

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM ÁUDIO
ÚLTIMOS ARTIGOS
529.693 usuários cadastrados
256 usuários on-line