Imprimir artigo
Teste do mouse Argon Ocelote World da Ozone
por em Testes
Última atualização:
10.183 visualizações
Página 4 de 6

Jogando com o Argon Ocelote

Um mouse ambidestro oferece uma experiência um pouco diferente dos mouses convencionais, voltados para destros. Para começo de conversa, o usuário precisaria ser mutante para conseguir acionar os botões laterais com o mindinho, ainda que seja possível acionar o botão posterior com o anular, após um pouco de treino. O formato também é mais indicado para quem controla o mouse com a palma da mão apoiada sobre o periférico; o controle na ponta dos dedos não ocorre tão facilmente. Quem tem mãos grandes vai apreciar mais o Argon Ocelote World..

Argon Ocelote
Figura 9: mouse iluminado

Superada a adaptação com a movimentação (preferimos controlar mouses com a ponta dos dedos), o Argon Ocelote World mostrou ter excelente pegada e botões com acionamento rápido e preciso. Com dois nichos emborrachados, ele é confortável tanto no apoio do polegar quanto no apoio do mindinho. Mesmo ligeiramente maior do que outros modelos, o mouse deslizou agilmente; na verdade, ele nos pareceu extremamente leve. Foi necessário colocar os pesos para deixá-lo mais firme nos ajustes finos, como em tiros de precisão.

Com um software completo para programação de macros e ajustes de botões, o Argon Ocelote oferece a libertade de ajustar a sensibilidade em níveis independentes, sem patamares definidos pelo fabricante. 

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
529.265 usuários cadastrados
418 usuários on-line