Imprimir artigo
Teste do Mouse Leetgion El’Druin da Leetgion
por em Testes
Última atualização:
13.344 visualizações
Página 4 de 6

Testando o El’Druin

Produto Recomendado Clube do Hardware

A proposta inovadora dos dois discos laterais exige um bom tempo para que o usuário se acostume com o El’Druin. Ao contrário dos mouses tradicionais, que oferecem um nicho de apoio para o polegar, aqui o dedo trabalha sempre no acionamento do SPAD, o disco de controle esquerdo. O funcionamento similar ao controle analógico de um videogame é intuitivo para quem joga em consoles como PlayStation e X-Box. Como é no SPAD que o usuário irá programar boa parte dos feitiços, poderes e ataques usados em um típico RPG, é bom ter em mente que o polegar irá trabalhar incansavelmente..

El Druin
Figura 11: El’Druin com lombada trocada

O Omni-Tuner, do outro lado, é fácil de ser apertado pelo mindinho. Novamente, é preciso se acostumar a deixar para esse dedo a função de alterar perfis e nível de sensibilidade, atividades que em mouses tradicionais costumam ficar a cargo do dedo médio, embaixo da roda de navegação. Assim que se pega o jeito, o El’Druin funciona muito bem.

Em relação à pegada e movimentos, o periférico não tem ajuste de peso, porém não é leve. A troca de lombada permite encurtá-lo (ligeiramente) a fim de tornar o El’Druin adaptável para dois estilos de pegada: para os usuários que gostam de controlar o mouse com a ponta dos dedos ou com toda a mão pousada sobre ele. Como a roda de navegação é grande, ela consegue ser acionada mesmo para os que pegam o mouse bem por trás, quase sem apoiar a mão no corpo. As lombadas emborrachadas deixam o El’Druin mais firme.

El Druin
Figura 12: Cabo com fita de velcro

Em termos de precisão, o sensor Avago 9500 é praticamente padrão no mercado e não decepcionou.  A questão de apenas podermos alterar a sensibilidade em incrementos de 300 DPI não foi problema, uma vez que o programa dá ampla liberdade de fazê-lo entre os limites de 100 e 5.000 DPI. Apesar de voltado para MMORPGs, também fizemos questão de testar o El’Druin com jogos de tiro, e ele fez bonito. Só tivemos que treinar o mindinho para troca rápida de resolução com o Omni-Tuner, o disco de controle direito.

Apesar de parecer ambidestro, é muito difícil que um canhoto use bem o El’Druin, pois no caso o SPAD teria que ser acionado pelo mindinho, que não tem a mesma mobilidade do polegar para mexer no disco esquerdo de controla.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
529.836 usuários cadastrados
1.006 usuários on-line