Imprimir artigo
Teste do Teclado Aivia Osmium (MX Brown) da Gigabyte
por em Testes
Última atualização:
16.544 visualizações
Página 1 de 6

Introdução

Produto Recomendado Clube do Hardware

Há pouco tempo recebemos o teclado Aivia Osmium da Gigabyte para testar. Qual não foi nossa surpresa ao receber um segundo Osmium, com quase nenhuma diferença gritante na apresentação – a não ser pela iluminação deste teclado ser branca (a do outro era azul) e pelas teclas mecânicas serem do modelo Cherry MX Brown (no outro periférico testado, era a Cherry MX Red). As caixas têm apresentações visuais diferentes, mas, essencialmente, o consumidor tem que estar atento ao texto para saber qual Osmium está levando, pois não há diferença no nome (algo como “Osmium Brown” ou “Osmium Red”, por exemplo). Vamos analisar esse novo Osmium e compará-lo com o modelo já testado, pois aqui o que importa mesmo é saber a diferença de desempenho dos dois tipos de teclas mecânicas..

Osmium
Figura 1: Teclado Osmium

A não ser pela iluminação branca, esse Osmium é gêmeo idêntico do outro. Ele tem o mesmo corpo pesado e robusto, que não se move sobre a mesa, e conta com um apoio de pulso destacável (de plástico). O painel com nome Aivia, no canto superior direito, também age como um botão para trocar de perfis de usuário e muda de cor de acordo com cada escolha. Ali também ficam os leds da trava de maiúsculas, do teclado numérico e da rolagem.

Osmium
Figura 2: Painel Aivia

No canto superior esquerdo, vemos o detalhe visual mais característico do Osmium: uma parte protuberante com o banco de teclas de macro (G1-G5) e duas rodas denteadas e iluminadas que controlam o volume e a intensidade da iluminação. É o grande diferencial em termos de visual em comparação com outros modelos do mercado.

Osmium
Figura 3: Teclas de macro e rodas de controle

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
530.124 usuários cadastrados
838 usuários on-line