Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Campus Party 2009: SEO - Otimização de Sites

       
 1.919 Visualizações   0 comentários

Resumo da palestra de Ricardo Martins, ministrada no setor de Desenvolvimento da Campus Party Brasil 2009.

Campus Party 2009: SEO - Otimização de Sites
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Resumo da palestra de Ricardo Martins, ministrada no setor de Desenvolvimento da Campus Party Brasil 2009.

O Que É SEO? 

Otimização de sites refere-se ao conjunto de técnicas e estratégias com o objetivo de melhorar o posicionamento de um site nas páginas de busca.

SEM = Search Engine Marketing*

  • SEO
  • Links patrocinados

SEO = Search Engine Optimization

  • Busca orgânica (natural)
  • Sem custo
  • Maior relevância
  • Mais cliques

No Brasil, SEO é novidade. Estima-se que, no país, menos de 1% dos sites tenham alguma otimização. Nos EUA, é um segmento que movimenta US$ 10 bilhões, segundo o livro Google Marketing.

Cerca de 62% dos usuários param na primeira página de uma busca. O número vai para 90% até a terceira página. Google, Yahoo! e Microsoft detêm mais de 90% das buscas realizadas na Internet.

Técnicas de Otimização

Categorias

  • Off Page SEO
    Dependem das páginas externas, de outros sites. Não dependem totalmente de você.
  • On Page SEO
    Otimizações que dependem do desenvolvedor e são feitas no próprio site ou página.

Título

O título da página é um dos fatores mais importantes. Não utilize títulos repetidos em todas as páginas. use palavras-chave no título. Crie títulos criativos.

Não use mais de 70 caracteres, pois desta forma seu título não aparecerá completo nas páginas de resultados. Evite usar caixa alta. Use o bom senso. Cada página deve ser tratada como única.

Meta Tags

Não use mais de 20 palavras-chave (há fontes que sugerem até 10 palavras). Coloque as palavras por ordem de importância com seu conteúdo. Se as palavras-chave estiverem presentes no conteúdo mostrado, melhor ainda. Não repita suas palavras-chave (evite repetir palavras-chave em páginas diferentes também).

Stop Words
Existem palavras que a busca natural não considera. Geralmente são preposições e artigos, como: a, o, de, para e um. Em inglês, são palavras como: a, are, an, at, be, do, in, of, the e to.

Utilize acentos e o português correto. Está em dúvida entre o plural e o singular de uma palavra? Use o Google Trends para medir.

Google Trends
www.google.com/trends

Compare palavras-chave separando-as por vírgula. Não caia na tentação de usar palavras que trazem muitos acessos, como \"sexo\", \"mp3\", \"viagra\" ou \"futebol\" se este não for seu conteúdo. Seu site pode ser penalizado por isso.

As regras para descrição são praticamente as mesmas da palavra-chave. Não use mais de 150 caracteres na sua descrição. Utilize uma para cada página e abuse das palavras-chae desde que não saia do contexto.

Ainda os

O peso dos metas, assim como o de todos os atributos, variam de acordo com o mecanismo de busca. As meta tags devem ser inseridas dentro da tag . A posição delas dentro do é irrelevante. O que conta é a posição das palavras de seu conteúdo. Evite duplicar suas meta tags entre as páginas. Isso pode soar como conteúdo duplicado.

URL Amigável

URLs amigáveis possibilitam um fácil entendimento do conteúdo que será exibido. Os crawlers também percebem e indexam informações do url do site. É possível que um endereço amigável corresponda a um arquivo em outro lugar do servidor. Sempre que possível, use palavras-chave no url da página.

Prefira usar o hífen ( - ) como separador ao invés de underline ( _ ), pois é melhor interpretado e não confunde com espaços.

Ao mover um arquivo de lugar, crie uma página de redirecionamento permanente no lugar dela, usando o header HTTP 301 ao invés de não colocar nada ou usar javascript (cada linguagem tem um jeito diferente de alterar os headers da página).

Em servidores Apache é possível criar regras de redirecionamento editando o arquivo .htaccess de cada diretório e ativando a extensão rewrite module. Nos servidores que utilizam IIS é geralmente usado um protocolo ISAPI chamado ISAPI REWRITE (www.isapirewrite.com). O funcionamento é praticamente igual e utiliza expressões regulares.

Padrões

Na web existem padrões de desenvolvimento. A W3C é o órgão que define tais padrões como HTML, CSS e outros. O não uso de padrões pode não impedir o funcionamento de um site para o usuário final, mas dificulta o entendimento para um robô de busca.

Veja se seu site obedece os padrões: http://validator.w3c.org/

Use HTML

As ferramentas de busca lêem apenas texto/html. Evite o uso de JavaScript, Flash, Plugins e Pop-ups onde não for necessário, principalmente nos menus e links.

Alguns crawlwers já conseguem ler conteúdo em animações flash, mas dificilmente um site desenvolvido totalmente em flash estará nos primeiros resultados.

Os crawlers raramente leem javascript, portanto, não use javascript ou flash para fazer um link para outra página importante. Prefira sempre o tradicional

Usabilidade

Lembre-se que, antes dos crawlers, o usuário é nossa prioridade. Lembre-se que pessoas com deficiência visual utilizam programas leitores de tela e que estes também não conseguem ler conteúdo em flash e imagens que não tenham a propriedade de texto alternativo definida (alt).

Como os Crawlers Veem Meu Site?

Como mencionamos, os robôs veem apenas o texto disponível. Portanto, uma maneira de vermos da mesma forma é usar um navegador de texto puro. Uma das alternativas é o Lynx, disponível em http://lynx.isc.org/ . Outra opção é ver a página de cache do nosso site, digitando “cache:meusite.com.br” (sem aspas)  na caixa de busca do Google.

Outra opção é ver a página de cache do nosso site, digitando “cache:meusite.com.br” (sem aspas)  na caixa de busca do Google.

No Yaoo! Existe o Site Explorer, que mostra todas as páginas indexadas. Acesse-o em http://siteexplorer.search.yahoo.com/ .

O tempo que uma página leva para carregar também é relevante. Use páginas leves, separe corretamente seu conteúdo, verifique o tamanho das imagens e verifique o excesso de javascript, estilos e elementos desnecessários que não são utilizados em todas as páginas.

Domínios

O domínio também influencia na ordem dos resultados. Um dos fatores de relevância é a idade do domínio e a data de vencimento do mesmo. Os buscadores entendem isso como fator de confiança (se seu site é antigo, ele é mais confiável). O mesmo ocorre para data de expiração. Se sua 'marca' está registrada até 2020, significa que pretende ficar mais tempo no mercado que o concorrente que vence em 2010.

Palavras-chave no nome do domínio também são relevantes e ajudam na posição. Evite hospedar seu site em lugares gratuitos, pois o endereço fica sendo sempre o mesmo para vários conteúdos.

O TLD (.com.br, .com, etc) não tem influência no posicionamento, mas é usado para diferenciar o idioma.

Page Rank

O Page Rank foi, por muito tempo, o principal fator de relevância nos buscadores. O PR faz uma avalização objetiva da importância das páginas web, numa equação de mais de 500 milhões de variáveis e 2 bilhões de termos. O PR considera os links que uma página recebe como fator de relevância, pois entende que se uma página recebe muitos links ela é relevante.

Se a página X tem um link para a página Y, é computado 1 voto a favor da página Y. O PageRank também considera a importância de cada voto. O texto que está no anchor também é extremamente relevante. Ou seja, se uma página importante tem o texto “Clube do Hardware” linkado para www.clubedoharware.com.br , uma busca por este termo seria altamente relevante para o site acima e melhoraria sua posição no resultado.

Robots

O Robots é um pequeno arquivo colocado na raiz do site para auxiliar os buscadores na tarefa de indexar suas páginas. No Robots.txt também é possível restringir determinados diretórios, com a finalidade de dizer ao buscador quais páginas não serão indexadas. É possível criar regras diferentes para cada buscador.

Sitemaps

Sitemap é uma representação hierárquica da estrutura de um site, composta por páginas web. O sitemap é outro arquivo colocado geralmente na raiz do site, no formato .xml. O SITEMAP.XML deve conter informações de todas ou das principais páginas do site, com o endereço e peso/importância de cada uma.

Ferramentas

Yahoo! Site Explorer  http://siteexplorer.search.yahoo.com/
Google Webmaster Tools http://www.google.com/webmasters/tools/

Outras Ferramentas
136 ferramentas SEO online e gratuitas http://www.seocompany.ca/tool/seo-tools.html/
SEO Score Tool http://website.grader.com/

* A definição de SEM foi colaboração de Paulo Teixeira, autor do livro SEO Otimização de Sites e editor do blog Marketing de Busca, que contestou o conceito apresentado na palestra.

Compartilhar



  Denunciar Post no Blog
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×