Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
BlueBear

Eletro Eletrônica, duvidas.

Recommended Posts

Bom, vou logo pedindo desculpas por estar postando em lugar errado, mas sou novo aqui.

Queria tirar algumas dúvidas. São elas:

 

1 - Quero começar a criar meus próprios hardwares, mas não sei o que estudar e por onde começar. Alguém tem uma dica?

 

2 - Queria saber qual faculdade tem Hardwares e programas na sua composição matricial.

 

3 - Onde posso comprar componentes para montar um pequeno circuito de leds, em casa, e o que eu preciso estudar para montar um.

 

Se estiver em local incorreto, por favor, movam. Obrigado, desde já. 

Editado por Jonny Henrique
Tópico movido para: Fórum do Clube do Hardware → Eletrônicos → Eletrônica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1- O título do seu post já indica o que você tem que estudar.

2- Não posso te dizer qual faculdade fazer, pois você não mora no mesmo estado que eu. Mas pesquisando pelo curso de eletrônica, ou mesmo engenharia da computação (Que acho mais adequado no seu caso) você consegue achar a faculdade.
3- Os materiais que você precisa pra fazer isso, tem em qualquer loja de elétrica/eletrônica e são componentes muito baratos. Os LEDs compensa mais comprar pelo Mercado Livre do que em loja física, lá você pode achar os LEDs prontos que ja possuem o plug pra Fonte, ou mesmo os componentes separados pra você mesmo criar o seu. 

 

Da uma olhadinha aqui mesmo no fórum na área de CaseMods (http://forum.clubedohardware.com.br/forum/80-casemods/). Tem muita coisa interessante lá!

 

Você pode começar estudando em casa mesmo Hardware, Circuitos Elétricos, Eletrônica, e principalmente LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Com materiais online, tutoriais no YouTube e se aprofundando um pouco mais aqui mesmo no fórum você vai achar um material excelente pra seus estudos! Basta apenas força de vontade, e um fim de semana pesquisando os materiais no Google.

Abraços e bons estudos!

Editado por GCSouza
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Qual a sua ideia?

Você pretende fazer manutenção,um projeto de interface,procurar futuramente um emprego na área,pretende apenas se graduar,esta começando do zero,pretende trabalhar com programas para computador ou ainda esta pesquisando?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@BlueBear,

1 - Estude Eletrônica.

2 - Engenharia Eletronica ou Engenharia de Computação

3 - Diga exatamente o que esse circuito com Leds vai fazer...

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você pode optar por fazer cursos profissionalizantes, onde você encontra facilmente por ai cursos específicos de Eletrônica básica, Eletrônica Digital, Eletrônica analógica, Programação de microcontroladores, Programação de CLP, entre outros.

 

Pode também optar por fazer um curso técnico(de nível médio), como o de Eletroeletrônica, Eletrotécnica, Instrumentação e controle, Mecatrônica, Eletrônica e até mesmo Informática.

 

ou você pode já partir para uma Engenharia Eletrônica, Engenharia da computação, ou que tenha alguma ênfase voltada à area de seu interesse, como por exemplo Engenharia Elétrica com enfases atribuídas pela CREA em Eletrônica e Eletrotécnica. 

A melhor coisa que você pode fazer é visitar as escolas profissionalizantes, técnicas e de nível superior da sua cidade, conhecer os laboratórios que irá utilizar, conhecer a grade do curso oferecido, e pesquisar mercado de trabalho, as áreas de atuação e etc.

Pesquise também se o curso é reconhecido nacionalmente(no caso dos superiores pelo MEC) e a nota do curso e instituição nas provas do ENADE do ano anterior.
E não se esqueça de checar valores do curso e se for uma instituição pública, de estudar para as provas! 

 

Não é muita coisa a mais além do que já postaram, mas espero ter complementado em algo.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Rafaela-Sama.

 

Esqueçeu de avisar que ao se formar em Engenharia ganha de cara uma obrigação de pagar anuidade ao Crea.... mesmo que voce trabalhe fora da área !

 

Paulo

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Rafaela-Sama.

 

Esqueçeu de avisar que ao se formar em Engenharia ganha de cara uma obrigação de pagar anuidade ao Crea.... mesmo que voce trabalhe fora da área !

 

Paulo

Na verdade, se você trabalhar fora da área você não precisa pagar o Crea.

O Crea assim como o Creci, Coren e etc.. serve para você obter o Título da área correspondente e poder exercer a profissão da área, logo, se você não trabalhar na área não precisa pagar o título !

Mas se você trabalhar na área, dps parar e voltar novamente, vai pagar um monte de taxas !

Minha mãe é enfermeira, e meu pai corretor, ambos possuem um desses títulos, por isso posso afirmar com certeza !

Abraços o/

Editado por GCSouza

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só é obrigado a pagar a anuidade do CREA quem estiver com o registro ATIVO lá, quer esteja trabalhando ou não na área.

 

Quem não está trabalhando na área, não precisa e nem deve se registrar lá. Se o fizer vai ser obrigado a pagar anuidade, independentemente de estar trabalhando ou não, e ainda por cima pode ser assediado por sindicatos cobrando imposto sindical...

 

[...]

Pode também optar por fazer um curso técnico(de nível médio), como o de Eletroeletrônica, Eletrotécnica, Instrumentação e controle, Mecatrônica, Eletrônica e até mesmo Informática.

[...]

 

 

 

Acho que você quis dizer 'Técnico em Informática Industrial', que é diferente de 'Técnico em Infomática'

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@LMolinari,

 

Eu tive de mover dois processos contra eles, em 1985 e 1989, para eles pararem de me cobrar. E quando mudou a carteira de identidade do Crea, eles se recusaram a me dar uma nova a menos que eu pagasse o sindicato novamente, inclusive os atrasados !  

 

Mandei prá aquele lugar todos eles....

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk

 

Veja só,

 

A coisa pode ficar ainda pior para os técnicos. Há uma tentativa em curso para se desmembrá-los do sistema CONFEA/CREA, colocando-os em um conselho próprio. Na lábia, parecia uma coisa boa, mas pelo que li do projeto enviado a Casa Civil, vai ser o mesmo tipo de Conselho burocrático, restritivo e cobrador de anuidade. Vai ser obrigatório até o voto. Em resumo, vai mudar apenas quem segura a chibata.

 

PS. Já solicitei baixa no meu registro, já não exerço a profissão há anos. Agora eletrônica é só hobby, higiene mental e DIY mesmo. :)

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@LMolinari,

 

Pois é, eles sempre procuram uma maneira de criar um novo mecanismo, mas só muda QUEM vai ter o dinheiro nas mãos , a chibata é sempre em cima daqueles que tiveram a chance de estudar mais e se formar, parace que é um castigo que temos de pagar pelo nosso esforço !!!

 

Eu nem pedí baixa, nem quero conversa com Sindicato. Cansei de ser feito de trouxa.

 

Tenho um Diploma, reconheçido no MEC, e a carteira original do Crea. Se vierem com brincadeirinha que eu não tenho mais o título de Engenheiro, vão ser responsabilizados na Justiça. Não preciso pagar "mensalidade" para usar o título que merecí por meu próprio Estudo.

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que você quis dizer 'Técnico em Informática Industrial', que é diferente de 'Técnico em Infomática'

 

Opa, deve ser isso mesmo, obrigada por me corrigir, o técnico em informática não passa pra hardware né!? Eles devem ver algumas linguagens de programação e logaritmo, mas acho que só.

 

 

Galera o técnico também é necessário pagar CREA né? Uma vez um companheiro de trabalho me disse algo mais ou menos assim:

você saber(curso profissionalizante): Você tem conhecimento na área.

você cursar(pode ser nível médio ou superior): Você é capacitado para trabalhar na área.

e você ter o CREA ativo: Você é habilitado a trabalhar na área.

 

Não lembro se era exatamente isso, mas até hoje não entendi muito bem hahah

Eu sei que eu sou registrada como técnica, mas não pago CREA, assim como muitos conhecidos meus. E seu que algumas empresas(normalmente multinacionais) exigem o registro ativo no CREA.

 

Esse valor é muito alto? Não tenho a minima ideia de valor. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Técnico precisa do CREA,caso contrário,não poderá prestar concurso publico na área além de problemas com o Procon,caso alguém o acione.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[...]

 

Galera o técnico também é necessário pagar CREA né?

 

[...]

 

Rafaela,

 

Existe uma categoria de técnicos denominada "Técnicos Industriais". Essa categoria é regulamentada por uma lei federal e para exercer a profissão é necessário possuir o curso técnico OFICIAL correspondente e estar registrado no CREA de seu estado.

 

Técnico em Eletrônica é um técnico industrial.

 

Se, apesar de formada como Técnico em Eletrônica, você não exerce a profissão, você não precisa - e nem deve - estar registrada no CREA. É só um encargo e uma dor de cabeça a mais.

 

Se você está registrada no CREA, é obrigada a pagar a anuidade, mesmo que não esteja trabalhando na área. No caso de não estar trabalhando na área, é melhor baixar o registro o mais rapidamente possível.

 

O registro no CREA é exigido por algumas empresas e concurso públicos. Mas deve ser feito só quando exigido.

Editado por LMolinari
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@vtrx e @LMolinari, entendi então.
Menos mal então, se a empresa exigir vou atrás.

E quanto a NR10? É só quando o funcionário trabalha com instalação industrial/ residencial(no caso só a rede), ou em casos de manutenção de máquina é necessário/obrigatório?

 

A empresa tem alguma obrigação quanto a isso? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Apenas como contribuição aqui...

De forma geral, prática acredito ser isso:

Todo profissional de nível superior precisa de registro no seu conselho para exercer sua atividade na área e tem taxa de anuidade obrigatória.

A nível técnico, acredito que seja a mesma regra, precisa confirmar se existe exceção dependendo de cada caso...

CREA por exemplo, se deixar de pagar dois anos, suspende a licença.

O registro no CREA só vale para o seu estado em que se encontra registrado. Por exemplo, meu é CREA-SP, quando tive que fazer um serviço na obra no Rio de Janeiro, tive que efetuar registro no CREA-RJ inclusive pagar outra anuidade, a de lá.

Uma surpresa, dois anos depois, recebi uma carta do CREA-RJ informando que minha carteira do CREA ia ser suspenso por falta de pagamento da anuidade daquela unidade, e que caso no registro naquele estado não fosse mais necessário, enviar comunicado para dar baixa no CREA-RJ. Com um simples e-mail consegui resolver.

 

@ Rafaela-Sama.

 

........Galera o técnico também é necessário pagar CREA né? Uma vez um companheiro de trabalho me disse algo mais ou menos assim:

você saber(curso profissionalizante): Você tem conhecimento na área.

você cursar(pode ser nível médio ou superior): Você é capacitado para trabalhar na área.

e você ter o CREA ativo: Você é habilitado a trabalhar na área.

 

Não lembro se era exatamente isso, mas até hoje não entendi muito bem hahah

Eu sei que eu sou registrada como técnica, mas não pago CREA, assim como muitos conhecidos meus. E seu que algumas empresas(normalmente multinacionais) exigem o registro ativo no CREA.

 

Esse valor é muito alto? Não tenho a minima ideia de valor. 

 

Vou citar o principal, mas tem que considerar os sub-itens da legislação.... que não são poucos. Entre parênteses coloquei as normas regulamentadoras para consultar informação completa.

 

Profissional qualificado:

Aquele que possui o diploma reconhecido pelo MEC; (consta no NR-10) ou

Curso/Treinamento ministrado pela empresa dando plenas condições para executar a atividade e acompanhado por um profissional capacitado ( NR-18);

 

Profissional habilitado: Diploma reconhecido MEC + CREA; ( NR-18);

 

Profissional Capacitado: Diploma reconhecido MEC + CREA + Documento oficial emitido pela empresa autorizando a executar a atividade em questão. (NR-10, NR-18 e NR-12).

 

NR-10: De forma prática: Se você trabalha junto ao painel energizado em média e alta tensão, é necessário. Caso trabalhe somente no escritório com projetos ou área administrativa, não é obrigatório;

O certificado tem a validade de dois anos e vale somente enquanto estiver na mesma empresa. Se mudar de emprego o certificado não vale para a outra empresa, mesmo não tendo vencido o tempo de validade do curso. Geralmente a empresa arca com o curso....

CREA: 350 a 400 dinheiros e NR-10: uns 350 cifras...

 

T+

Editado por Nelio2012

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o CREA é exigido em cargos onde se tenha responsabilidade técnica, no caso da engenharia é mais organizado regularizando um piso salarial.

 

Para técnicos em industria privada o CREA raramente é pedido, em concurso publico é exigido, embora no concurso da Petrobras para vaga de técnico operador, somente era exigido o diploma, para vagas de técnico em manutenção é exigido CREA e Diploma.

 

Recomendo para técnicos e ate alguns engenheiros que nao façam o CREA caso o cargo/empresa nao tenha solicitado.


@LMolinari,

 

Tenho um Diploma, reconheçido no MEC, e a carteira original do Crea. Se vierem com brincadeirinha que eu não tenho mais o título de Engenheiro, vão ser responsabilizados na Justiça. Não preciso pagar "mensalidade" para usar o título que merecí por meu próprio Estudo.

 

Paulo

 

O que você tem é um Diploma valido, podendo inclusive fazer pós graduação  mestrado, etc... você não perdeu o titulo de engenharia, mas não poderia ocupar um argo que se exige responsabilidade técnica (na pratica o cargo iria te exigir o CREA na contratação) .

 

Sua carteira do CREA e seu numero de registro estão suspensos e não tem nenhuma validade, visto que somente quem paga anuidade pode usar o registro. Eu desconheço perda do registro definitiva, em geral basta você se dirigir ao CREA, pagar anuidade (e multa) e terá o registro novamente.

 

Eu tinha um CREA temporário (CREA com certificado de conclusão de curso ou seja sem diploma), depois de ter feito nunca regularizei a situação durante 5 anos.

 

Mas recentemente tive reativar devido a um cargo que me exigiu, apresentei diploma, paguei uma taxa de registro com diploma e a anuidade e pronto, nao tive nenhuma cobrança de sindicato.

Editado por rafael.luc

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@rafael.luc,

 

Sim, o CREA é exigido sempre que o trabalho realizado envolve risco de vida. É realmente uma maneira de responsabilizar cível e criminalmente o engenheiro ou técnico .

 

Mas não é o meu caso. Por mim, o CREA é exatamente igual ao CRM. Nada fazem. Nunca punem. São apenas mais uma maneira de tirar dinheiro de muitos para manter o provilégio de poucos.

 

É a mesma coisa da ABNT, da ANATEL, e outros montes de organismos. Bastaria seguir as normar americanas ou européias, e pronto.

 

É a maior palhaçada ter de certificar um produto no Brasil quando ele já está certificado para o resto do mundo. Te obrigam a contratar empresas especializadas em "certificação" senão não tem jeito ! E para piorar, muitas vezes as regras nacionais são criadas sem nenhuma justificativa técnica, são colocadas pequenas alterações que complicam uma barbaridade para mudar todo um hardware ou um software apenas para se "compatibilizar" com as regras que inventamos aqui. E criamos um produto que fica incompatível com o resto do mundo ...

 

Um excelente exemplo é a Norma Brasileira para TV Digital. Mais uma vez, criamos o nosso próprio padrão, até o momento era o único no mundo diferente dos outros padrões que eram adotados por dezenas de paísas cada um.

 

Bom, não adianta ficar reclamando né ....

 

Paulo

 

 

 

Paulo

Editado por aphawk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×