Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
alexandre.mbm

É preciso muito $$ e propaganda para chegar aos 150 Mbps

Recommended Posts

Olhar Digital de 30/09/2012: Qual é o melhor roteador do momento?

 

Ou seja, o mercado de roteadores sem fio atual é uma grande piada de mau gosto! Estou postando isso aqui para o pessoal saber que não me iludo, apesar de já ter opinado em favor de uns produtos baratinhos.

 

A questão é: o consumidor daqueles produtos está sendo enganado.

 

Update 1

 

Para chegar próximo aos 150 Mbps reais, só algo assim:

Update 2

 

Por isso que em pleno 2013* e num país desenvolvido existe quem defenda e tenha uma rede doméstica cabeada. Claramente é um ambiente de mais $$, mas talvez não seja tão distante, e existem garantias de altíssimas taxas de transferência. Além de mais segurança.

 

* Oops! Estamos em 2015. Mas nada mudou...

 

Você pluga, e funciona! Sem complicação de ruídos ou criptografia.

 

Update 3

 

Saiba mais sobre o Gigabit Ethernet:

Editado por alexandre.mbm

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os roteadores AC1200 que você mostrou são capazes de entregar uma taxa de transferência de 867 Mbps. Se você está achando ruim essa nomenclatura de "150 Mbps" quando o roteador não é capaz de atingir isso... sugiro dirigir sua reclamação ao IEEE. Enfim, a taxa de transferência máxima que pode ser atingida é 150/2 = 75 Mbps, porque o link é half-duplex.  É muito difícil atingir a velocidade máxima teórica de qualquer forma, não dá para esperar mais do que 50-60 Mbps de um link 802.11n de banda única com banda de 20 MHz e sem channel bonding, nem mesmo com equipamento capaz de 300 Mbps. Velocidade de um link depende de muitos fatores... condições ambientais, configuração do link (banda, presença de outros sinais adjacentes, número de canais que podem ser usados simultaneamente, número de clientes usando a rede, etc), enquanto que em uma rede cabeada você só tem praticamente um fator, esse último.

Esperar que um roteador baratinho com MIMO 1x1, single band, com canais de 20 MHz (porque usar 40 em 2.4 GHz é impossível, a não ser que você more no meio do nada) e sem channel bonding chegue aos 150 Mbps rotulados é demais... eu cheguei, como mencionado anteriormente, a uns 50-60 Mbps com um desses. É a mesma coisa que comprar um carro 1.0 e reclamar que a velocidade máxima é apenas 140 km/h, mesmo que o velocímetro marque até 220. Wi-fi rápido é caro porque é difícil de implementar. RF (especialmente modos digitais complexos como esses) é uma área que poucos possuem o conhecimento necessário para implementar uma solução adequada. Isso quer dizer que, bem, "você leva o que você paga".

Editado por victhor393
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Eu reconheço o que você explica. Tenho feito um "estudo".
     

    É a mesma coisa que comprar um carro 1.0 e reclamar que a velocidade máxima é apenas 140 km/h, mesmo que o velocímetro marque até 220.


    Mas não concordo com essa analogia. Não se faz propaganda que um carro 1.0 vai até 220 Km/h. Pelo contrário, todos sabem o que estão comprando: "um carro 1.0".

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Você comprou um roteador barato também... achava que ele ia ter a mesma performance que um dual band com MIMO 3x3?

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Você comprou um roteador barato também... achava que ele ia ter a mesma performance que um dual band com MIMO 3x3?

     

    Ou você não está entendendo ou está se fazendo de doido.

     

    O roteador com MIMO tem a propaganda dos 300 Mbps, e não chega a 150 Mbps. O roteador barato é dito 150 Mbps, mas não faz 72.2 Mbps.

     

    Todos esses produtos deveriam ter a etiqueta corrigida. Só isso.

    Editado por alexandre.mbm

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Depende de vários fatores.

     

    Como as redes wireless surgiram após as redes com cabo, utilizou-se o método conhecido para dar nomenclatura os adaptadores wireless.

     

    O mesmo ocorre por exemplo no USB 2.0 que adota 480 Mbps, mas sabe-se que a velocidade real é bem menor. (Cerca de 50%, semelhante ao wireless)

     

    Renomear é um problema, porque você poderia ter mais confusão no mercado. Por exemplo, um equipamento mais antigo com padrão 150 Mbps ser mais rápido que um padrão mais novo.

     

    Penso que seja melhor informar aos que utilizam a tecnologia de como funciona e adotar a regras para determinar a velocidade real máxima se necessário.

     

     

     

     

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×