Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
BernardoFreitas

Exercicio de endereçamento, me ajudem

Recommended Posts

  1.   Monte uma tabela para a máscara 255.255.255.224 (parecida com a tabela dos slides) especificando os endereços de subredes possíveis e a variação dos endereços dos hosts para cada uma, incluindo o endereço para broadcast. Mostre como os números de subredes foram encontrados (as contas). A seguir, responda:

Rede     Hosts

 0            Não utilizada

 32          33 – 62

 64          65 – 94

 96          97 – 126

128        129 – 158

160        161 – 190

192        193 – 222

224        Não utilizada

 

    • Quantas subredes podemos criar com a máscara 255.255.255.224?

      • 6 sub-redes (2^3 = 8 – 2 = 6)

    • E quantos hosts para cada subrede podemos endereçar com ela?

      • 30 hosts (2^5 = 32 – 2 = 30)

 

Gostaria de saber o porque da primeira e ultima faixa de ips não são ou não podem ser utilizadas.

 

Segundo a explicação da professora, a primeira faixa de ips não é usada porque o primeiro ip é usado para endereçar a rede dentro da sub rede, e a ultima para o broadcast, mas isso faria perder uma faixa muito grande de ips, não?

 

Exemplo que encontrei pela internet, do Julio Battisti:

 

Vamos, agora, analisar o outro extremo desta questão. Imagine, por exemplo, uma empresa de porte médio, que tem a matriz em São Paulo e mais cinco filiais em outras cidades do Brasil. Agora imagine que em nenhuma das localidades, a rede tem mais do que 30 computadores. Se for usado as máscaras de sub-rede padrão, teria que ser definida uma rede Classe C (até 254 computadores, conforme descrito na Parte 4 dest tutorial), para cada localidade. Observe que estamos reservando 254 números IP para cada localidade (uma rede classe C com máscara 255.255.255.0), quando na verdade, no máximo, 30 números serão utilizados em cada localidade. Na prática, um belo desperdício de endereços IP, mesmo em um empresa de porte médio ou pequeno.

Observe que neste exemplo, uma única rede Classe C seria suficiente. Já que são seis localidades (a matriz mais seis filiais), com um máximo de 30 endereços por localidade, um total de 254 endereços de uma rede Classe C seria mais do que suficiente. Ainda haveria desperdício, mas agora bem menor.

A boa notícia é que é possível “dividir” uma rede (qualquer rede) em sub-redes, onde cada sub-rede fica apenas com uma faixa de números IP de toda a faixa original. Por exemplo, a rede Classe C 200.100.100.0/255.255.255.0, com 256 números IPs disponíveis (na prática são 254 números que podem ser utilizados, descontando o primeiro que é o número da própria rede e o último que o endereço de broadcast, conforme descrito na Parte 4 deste tutorial), poderia ser dividida em 8 sub-redes, com 32 números IP em cada sub-rede. O esquema a seguir ilustra este conceito:

Rede original: 256 endereços IP disponíveis: 200.100.100.0  -> 200.100.100.255

Divisão da rede em 8 sub-redes, onde cada sub-rede fica com 32 endereços IP:

Sub-rede 01: 200.100.100.0      -> 200.100.100.31

Sub-rede 02: 200.100.100.32    -> 200.100.100.63

Sub-rede 03: 200.100.100.64    -> 200.100.100.95

Sub-rede 04: 200.100.100.96    -> 200.100.100.127

Sub-rede 05: 200.100.100.128  -> 200.100.100.159

Sub-rede 06: 200.100.100.160  -> 200.100.100.191

Sub-rede 07: 200.100.100.192  -> 200.100.100.223

Sub-rede 08: 200.100.100.224  -> 200.100.100.255

Para o exemplo da empresa com seis localidades (matriz mais cinco filiais), onde, no máximo, são necessários trinta endereços IP por localidade, a utilização de uma única rede classe C, dividida em 8 sub-redes seria a solução ideal. Na prática a primeira e a última sub-rede são descartadas, pois o primeiro IP da primeira sub-rede representa o endereço de rede e o último IP da última sub-rede representa o endereço de broadcast. Com isso restariam, ainda, seis sub-redes. Exatamente a quantia necessária para o exemplo proposto. Observe que ao invés de seis redes classe C, bastou uma única rede Classe C, subdividida em seis sub-redes. Uma bela economia de endereços. Claro que se um dos escritórios, ou a matriz, precisasse de mais de 32 endereços IP, um esquema diferente de divisão teria que ser criado.

Editado por BernardoFreitas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sua professora e o Julio Battisti deram a mesma explicação, e ambos estão corretos. Infelizmente, "perde-se" uma grande quantidade IPs mesmo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×