Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Mateus_22

Circuito série-paralelo difícil

Recommended Posts

Oi gostaria de ajuda para encontrar a Req do circuito elétrico da imagem abaixo. Já tentei várias vezes resolver e não consegui.circuito_clube_do_hardware.PNG.f34e4b227f06307df20d76437973659d.PNG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sei se é possível te ajudar sem resolver pra você. Talvez... A dica parcial que dou é: coloque num simulador de circuitos, faça a medição e compare com o resultado que sua matemática achou. Em algum momento você vai estar certinho.

Tudo bem se , mas espero não considerar seu pensamento semelhante a este o qual reafirma minhas convicções de permanecer nos mesmos princípios.

abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aplique o chamado Teorema de Kennelly, que relaciona as conexões de circuito Y (ou T) e Δ (ou π).

 

 

 

O objetivo será converter as formas T à direita no seu circuito F5Rua4D.gif:

 

 

 

DLy5Erg.png

 

 

 

Em formas π, assim facilitando muito o trabalho de achar a resistência equivalente:

 

 

 

aM91yJG.png

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Você pode resolver seu circuito com a dica do rjjj, mas é imprescindível que você conheça (e saiba aplicar) as leis de Kircchoff das tensões de das correntes.

Segue um tutorial que fiz que contém as explicações dessas leis.

https://www.4shared.com/office/zLwtIk8Gba/Conceitos_Preliminares__1_.html

 

MOR_AL

Editado por MOR
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • A dificuldade desse circuito é que tendo como referência o resistor de 33 ohm, a gente não pode fazer ele em série com o resistor de 1 ohm e nem em paralelo com o de 21 ohm. Essa dica de configurar os resistores de outra maneira não resolve porque no circuito elas vão ficar lado a lado. :atirador:

    adicionado 8 minutos depois
    Em 03/07/2017 às 16:52, rjjj disse:

    Aplique o chamado Teorema de Kennelly, que relaciona as conexões de circuito Y (ou T) e Δ (ou π).

     

     

     

    O objetivo será converter as formas T à direita no seu circuito F5Rua4D.gif:

     

     

     

    DLy5Erg.png

     

     

     

    Em formas π, assim facilitando muito o trabalho de achar a resistência equivalente:

     

     

     

    aM91yJG.png

     

     

     

    Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

    Mas se você observar já existe essa ligações em pi, e sendo assim esse macete não ajudaria.

    adicionado 48 minutos depois

    Única forma que encontrei pra tentar encontrar a resistência foi usando programa, como o freemat. Como no vídeo do link abaixo, mas quando jogo os valores nele não encontro o resultado final.

    Pois ele aparece uma mensagem falando que não há como resolver a inversa duma matriz que não seja quadrada.

                   1                          2                                            3                      4

    1|(1/10+1/5+1/7+1/1)         -1/5                                     -1/7                   -1/1                      |

    2|-1/5                                  (1/5+1/5+1/15)                   -1/15                 (-1/15-1/21)          |

    3|-1/7                                  -1/15                      (1/15+1/7+1/21+1/3)      -1/21                   |

    4|-1/1                                   (-1/21-1/15)                        -1/21                  (1/1+1/21+1/33)|

    São os valores que usei para o G e V =100V para a tensão.

    Mas o programa não conseguiu resolver e não sei se meus valores de G estão corretos.:rezando:

     

     

     

     

     

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    @Mateus_22

     

     

    Pesquise sobre a transformação que eu indiquei. Por ela você reduzirá seu circuito a associações do tipo série-paralelo, como é comum de ser feito.

     

     

     

    dcp57.gif

     

     

     

    Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

    • Curtir 1

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Postado (editado)

    Por  Kircchoff, cheguei a nove equações linearmente independentes simples, com nove incógnitas. 

    I1, I2, I3, I4, I5, Va, Vb, V índice c e Vd.

    Substituindo I1, I2, I3, I4 e I5 em Va, Vb, V índice c e Vd, você chega a apenas quatro equações linearmente independentes e quatro incógnitas Va, Vb, V índice c e Vd. Daí fica fácil descobrir todas as tensões e correntes.

    Bons estudos.

    MOR_AL

     

    C2.jpg

    Editado por MOR
    • Curtir 2

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    @MOR

     

     

    Acrescentando, com a Regra de Cramer pode-se encontrar individualmente o valor de va. Com uma subtração envolvendo essa tensão e a da fonte, encontra-se a corrente de entrada do circuito F5Rua4D.gif.

     

     

     

    Por fim, como em outros casos, a tensão de entrada dividida pela corrente de entrada resulta na resistência equivalente do sistema.

     

     

     

    Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Vou parar por aqui. Afinal já sei calcular circuitos há um bom tempo.:thumbsup:

    Aliás, só se aprende queimando pestana mesmo.:huh:

    Infelizmente, ainda não descobriram, ou inventaram nenhum método mais simples.:(

    Bons estudos.

    MOR_AL

    • Curtir 4

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    3 horas atrás, MOR disse:

    Vou parar por aqui. Afinal já sei calcular circuitos há um bom tempo.:thumbsup:

    Aliás, só se aprende queimando pestana mesmo.:huh:

    Infelizmente, ainda não descobriram, ou inventaram nenhum método mais simples.:(

    Bons estudos.

    MOR_AL

     

    Jå inventaram sim... é só colocar no Proteus, medir a corrente, e pronto.... :tw_grin:

     

    Paulo

    • Curtir 3

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 1 minuto atrás, aphawk disse:

     

    Jå inventaram sim... é só colocar no Proteus, medir a corrente, e pronto.... :tw_grin:

     

    Paulo

    Boa resposta Paulo, kkkk

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    9 horas atrás, Mateus_22 disse:

    resposta Paulo

    também acho...

    Em 03/07/2017 às 16:05, Isadora Ferraz disse:

    coloque num simulador de circuitos

     

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Tendo base nesse vídeo: 

     

    Eu cheguei as seguintes equações para meu circuito:


    -V+I1(R1+R2+R3)-R3I3-R2I2=0
    I2(R2+R5+R4)-R2I1-R5I4-R4I3=0
    I4(R5+R6+R7)-R5I2-R7I5=0
    I3(R3+R4+R8)-R3I1-R4I2-R8I5=0
    I5(R8+R7+R9)-R8I3-R7I4=0

    Tenho 5 equações e não sei como prosseguir

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Postado (editado)

    Retornando....:exorcize:

    Siga o meu circuito na postagem #7.

    Você vai formar nove equações simples (como já expliquei). Mas como dica extra, vou te dar uma das equações. Com isso espero que você saiba continuar com as outras oito. De posse das nove, faça como explicado na postagem #7, que você chega lá.

    Exemplo de uma das nove equações: I2 = (va - vb) / R2.

    Você vai chegar em quatro equações (Va, Vb, V índice c e Vd). Todas em função dos valores dos resistores (que são conhecidos).

    Com uma matemática simples, você chega aos valores das tensões.

    Depois, com estes valores, você os aplica nas 5 equações das correntes (uma delas está aí em cima). 

    Fim.

    Bons estudos.

    MOR_AL

    adicionado 6 minutos depois
    1 hora atrás, Mateus_22 disse:

    Eu cheguei as seguintes equações para meu circuito:


    -V+I1(R1+R2+R3)-R3I3-R2I2=0
    I2(R2+R5+R4)-R2I1-R5I4-R4I3=0
    I4(R5+R6+R7)-R5I2-R7I5=0
    I3(R3+R4+R8)-R3I1-R4I2-R8I5=0
    I5(R8+R7+R9)-R8I3-R7I4=0

    Tenho 5 equações e não sei como prosseguir

     

     

    1 hora atrás, Mateus_22 disse:

    Este caso também funciona. São as equações de malha de Kircchoff.

    Repare que você tem 5 equações e 5 incógnitas (I1, I2, I3, I4 e I5).

    Este sistema é perfeitamente solucionável. Vai dar um trabalho de álgebra.

    MOR_AL

     

    adicionado 24 minutos depois

    Se não quiser calcular use o Simetrix, mas seu professor vai querer saber se você sabe calcular.

    MOR_AL

     

    C21_crop.jpg

    Editado por MOR

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Tendo base nesse vídeo: 

     

    Eu cheguei as seguintes equações para meu circuito:


    -V+I1(R1+R2+R3)-R3I3-R2I2=0
    I2(R2+R5+R4)-R2I1-R5I4-R4I3=0
    I4(R5+R6+R7)-R5I2-R7I5=0
    I3(R3+R4+R8)-R3I1-R4I2-R8I5=0
    I5(R8+R7+R9)-R8I3-R7I4=0

    Tenho 5 equações e não sei como prosseguir.

    Já tá bom, usei o Matlab e consegui achar as correntes, e como a corrente I1 está em série com todo o circuito, pegueiela e dividi pela tensão de 100 V e encontrei a Req do circuito. Mas valeu por todos terem me ajudado.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×