Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
DJlorran Lorran

Circuito pwm para resistência de fio Níquel/Cromo

Recommended Posts

achei um esquema de pwm na internet e queria saber se ele funcionaria se no lugar do motor eu colocar uma resistência de fio Níquel/Cromo de 0.40 Ohms e no lugar do potenciômetro de 50k um de 10k e a alimentação de tudo por duas baterias 18650 3,7v em serie dando um total de 7.4V na tensão nominal?

 

Obs: a resistência vai drenar bastante amperes pois a resistência é bem baixa.

2017-11-25.thumb.png.e689844f38072002900d421b2a791859.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais fácil arrancar leite de pedra do que ter 18A de uma pilha dessas. A ideia funciona bem em qualquer simulador, falta só colocar uma bateria ou fonte que suporte essa demanda.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Amigo

    2 horas atrás, Sérgio Lembo disse:

    Mais fácil arrancar leite de pedra do que ter 18A de uma pilha dessas. A ideia funciona bem em qualquer simulador, falta só colocar uma bateria ou fonte que suporte essa demanda.

    Amigo são duas lg hg2 de alta drenagem classificadas como 20A de drenagem cada bateria dessa, inclusive já tenho as duas e fiz o teste sem o pwm e elas se quer esquentarão, a unica coisa que me preocupa mesmo é o pwm

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Amigo o que o amigo @Sérgio Lembo quis dizer é que estas baterias baterias 18650 3,7v não tem tal capacidade.

    D_Q_NP_890515-MLB25264556734_012017-Q.jpMesmo se colocar várias em paralelo

    ...penso que não atinjam ...

    49 minutos atrás, DJlorran Lorran disse:

    20A de drenagem

    muito menos...

    50 minutos atrás, DJlorran Lorran disse:

    cada bateria dessa,

     

    Pra esta façanha, vais ter que pensar em bateria automotiva

     

    50 minutos atrás, DJlorran Lorran disse:

    a unica coisa que me preocupa mesmo é o pwm

    Isto não é preocupante e sim o mosfet que deve suportar pelo menos 50 ou 100A

    • Curtir 3

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    7 minutos atrás, Isadora Ferraz disse:

    Pra esta façanha, vais ter que pensar em bateria automotiva

    E que mesmo assim vai descarregar em minutos.

    • Curtir 1
    • Haha 1

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    @DJlorran Lorran , não leve a mal a ironia da primeira postagem. Com o aumento do consumo de eletrônicos portáteis passamos a ter uma corrida por mais potências embarcadas com menor volume. Houve muitos avanços nos últimos anos no quesito bateria, aparentemente já se consegue acumular quase o dobro por cm³ do que a 10 anos atrás, mas o dobro de pouco continua sendo pouco. Se as baterias dos celulares são mínimas comparadas aos primeiros foi por que o consumo dos aparelhos caiu drasticamente, não houve tanto avanço assim nas baterias. Mesmo que essas baterias consigam dar esse pico de corrente, vai ser por um tempo mínimo, uma rapidinha, coisa de coelho e já cai de lado.

    • Curtir 1
    • Haha 1

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • @Sérgio Lembo @Mestre88 amigos o circuito vai ser acionado só algumas vezes durante 5 segundos, não vai ficar em pleno funcionamento sem sessar,

    e também estou utilizando a dias um esquema improvisado com as duas baterias um mosfet lrlb3034 de canal n, e a resistência e pra mim esta tendo uma ótima autonomia mais o problema é que as vezes não preciso de toda essa potencia da resistência ai tive a ideia do pwm.

     

    adicionado 10 minutos depois

    @Sérgio Lembo @Mestre88 o único problema mesmo que estou tendo é achar um circuito pwm extremamente compacto que funcione com o meu potenciômetro de 10k (pois só achei de 10k no modelo que eu preciso) e que suporte esses 18A

    Editado por DJlorran Lorran
    esqueci de marcar

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Se é para rapidinhas, pode até ser. É bem provável que a tensão da bateria arreie demais durante o uso, talvez seja interessante o uso de 2 pacotes de bateria: um para a potência e outro para o PWM. Bateria tem uma característica a ser considerada: quantidade de recargas que suportam. Não são para sempre, algumas suportam 300 ciclos de recarga, outras mais. Verifique o manual e coloque isso no custo. Já que é para rapidinhas, tb existe a opção dos supercapacitores. Tem a vantagem se serem carregados em pouco minutos, suportarem altas correntes de descarga e grande quantidade de ciclos de carga/descarga, mas não são muito baratos.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 2 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

    Se é para rapidinhas, pode até ser. É bem provável que a tensão da bateria arreie demais durante o uso, talvez seja interessante o uso de 2 pacotes de bateria: um para a potência e outro para o PWM. Bateria tem uma característica a ser considerada: quantidade de recargas que suportam. Não são para sempre, algumas suportam 300 ciclos de recarga, outras mais. Verifique o manual e coloque isso no custo. Já que é para rapidinhas, tb existe a opção dos supercapacitores. Tem a vantagem se serem carregados em pouco minutos, suportarem altas correntes de descarga e grande quantidade de ciclos de carga/descarga, mas não são muito baratos.

    2017-11-25.png.9bd31208441679e75317c6fb943d02aa.png

    e quanto ao pwm, este esquema da foto funcionaria sem problemas mesmo trocando o potenciômetro de 50k pelo de 10k?,

    e se eu trocar também o mosfet que esta no esquema pelo 3034 que eu já tenho?

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    R1 diminua para 180 Ohms

    C1 aumente 5X o valor

    D3 pode ser eliminado

    Considere usar uma bateria de 9V para alimentar o circuito 555 como mostrado abaixo. Note que um simples interruptor de baixa potência consegue ligar o circuito. Ao soltar o botão o consumo das 2 baterias cessa imediatamente. Se quiser tentar com apenas um banco de baterias, tudo bem, mas o desempenho do 555 modifica com a queda da tensão.

    Sem título.png

    Sem título1.png

    • Curtir 1
    • Obrigado 1

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 47 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

    R1 diminua para 180 Ohms

    C1 aumente 5X o valor

    D3 pode ser eliminado

    Considere usar uma bateria de 9V para alimentar o circuito 555 como mostrado abaixo. Note que um simples interruptor de baixa potência consegue ligar o circuito. Ao soltar o botão o consumo das 2 baterias cessa imediatamente. Se quiser tentar com apenas um banco de baterias, tudo bem, mas o desempenho do 555 modifica com a queda da tensão.

    Sem título.png

    Sem título1.png

    e se eu usar o 7555 (o 555 para baixa tensão)?, e o c1 para qual valor exatamente eu aumento? 

    Editado por DJlorran Lorran

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    1 minuto atrás, DJlorran Lorran disse:

    e se eu usar o 7555

    Não adianta. A questão é a variação de tensão, isso afeta a frequencia do PWM.

    melhor por uma bateria de 9V mesmo é barato e dura bastante.

    Até 3 baterias CR2032 em série vão servir, ainda mais se usar o 7555.

    • Curtir 2

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    O problema é: quando o mosfet comutar, a tensão da bateria cai. Quando abrir, a tensão recupera. Independente da tensão utilizada, o 555 foi planejado para uma tensão estável.

    • Curtir 2

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 1 minuto atrás, Sérgio Lembo disse:

    O problema é: quando o mosfet comutar, a tensão da bateria cai. Quando abrir, a tensão recupera. Independente da tensão utilizada, o 555 foi planejado para uma tensão estável.

    e quanto ao c1 qual valor devo usar?

    Editado por DJlorran Lorran

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    10 minutos atrás, DJlorran Lorran disse:

    e quanto ao c1 qual valor devo usar?

    O valor original é 1nF, mas....

    58 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

    C1 aumente 5X o valor

    Então pode usar um de 4,7nF ou de 5,6nF.

    Editado por Mestre88
    • Curtir 2

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • @Sérgio Lembo @Mestre88 obrigado por me ajudarem já estava quebrando a cabeça com isso rsrsrs, já comprei os componentes e assim que chegar monto e aviso aqui no tópico se funcionou, Muito obrigado mesmo

    • Curtir 2

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Em 26/11/2017 às 20:18, Sérgio Lembo disse:

    R1 diminua para 180 Ohms

    C1 aumente 5X o valor

    D3 pode ser eliminado

    Considere usar uma bateria de 9V para alimentar o circuito 555 como mostrado abaixo. Note que um simples interruptor de baixa potência consegue ligar o circuito. Ao soltar o botão o consumo das 2 baterias cessa imediatamente. Se quiser tentar com apenas um banco de baterias, tudo bem, mas o desempenho do 555 modifica com a queda da tensão.

    Sem título.png

    Sem título1.png

    @Sérgio Lembo @Mestre88 amigos chegou quase todas os componentes só falta o mosfet, montei tudo na protoboard conforme o diagrama que o @Sérgio Lembo editou tirando a parte do mesfet e liguei o multimetro e um motor dc bem fraquinho direto na saida do R2 porém quando eu mudo o potenciômetro a tensão não muda fica sempre com um volt a menos que as baterias mesmo desligando o pot do circuito a tensão não muda

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 38 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

    2 perguntas:

    - Quantos mA consome esse seu motor fraquinho?

    - Lembrou de ligar o diodo D3?

    Não sei ao certo quanto ele consome mais é bem pouco tirei ele de um drive de cd servia para abrir a gaveta, o d3 eliminei como você disse, primeiro liguei só o multimetro rodei o potenciômetro e aconteceu isso ai pensei que fosse porque não tinha uma resistencia ai liguei o motor e deu no mesmo, era pra ter funcionado mesmo sem o mosfet não era?

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    1 hora atrás, DJlorran Lorran disse:

    era pra ter funcionado mesmo sem o mosfet não era?

    não né. Se não tem mosfet vai de bc337 (pra este motorzin!) . R2 uns 220R

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Para uma carga resistiva o D3 não é necessário. Para uma carga indutiva (bobina, motor, relé, etc) o D3 pode ser a diferença entre um equipamento saudável e um equipamento com a saída em curto.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • 7 horas atrás, Sérgio Lembo disse:

    Para uma carga resistiva o D3 não é necessário. Para uma carga indutiva (bobina, motor, relé, etc) o D3 pode ser a diferença entre um equipamento saudável e um equipamento com a saída em curto.

    Acabei de colocar o mosfet e a resistencia de e deu no mesmo e inclusive achei uma coisa muito estranha que percebi no circuito o gate do mosfet esta ativando no gnd do circuito e quando desligo o pino 1 do 555 eo r2 o gate do mosfet para de ativar no gnd do circuito 

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Não entendi essa relação entre o R2 e o pino1 do 555. R2 é ligado no pino3. Por favor, poste uma foto da montagem.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Em 05/12/2017 às 19:21, Sérgio Lembo disse:

    Não entendi essa relação entre o R2 e o pino1 do 555. R2 é ligado no pino3. Por favor, poste uma foto da montagem.

    Agora nao da pra tirar foto da montagem mais vou tentar explicar melhor quando quando o circuito não funcionou tava fazendo alguns testes e fui ligar o gate do mosfet direto posivo do circuito mais sem querer liguei o gate no negativo do circuito e para minhar surpresa a resistencia disparou com ele ligado no negativo e pelo que sei só era pra ele disparar quando o gate fosse ligado em um sinal positivo, ai desliguei o resistor de 10k que você adicionou que vai ligado no r2 do negativo e tmb o pino 1 do negativo, ai o mosfet parou de disparar com o gate no negativo, e esqueci de mencionar tmb que hoje dismontei o box que estava montando meu mosfet 3034 e vi que estava ligado um resistor 15k no gate e no source do mosfet tirei ai achei que fosse porcausa desse resistor só que quando tirei ele o mosfet começou a disparar com o gate desligado

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Eu coloque um resistor de 10k entre o gate e o source, mas tb pode ser de 15k, sem problemas.

    Sobre o mosfet, entenda uma coisa: ele nada consome para se manter desligado, assim como nada consome para se manter ligado. Existe apenas um pequeno consumo de energia para se fazer a transição de ligado para desligado e vice-versa. O resistor entre o gate e o source se destina a descarregar o gate na ausencia de comando do 555. Supondo uma situação de nada conectado ao gate e que este esteja descarregado. Só de encostar o dedo no gate é possível que este consiga chavear o mosfet e mantê-lo ligado mesmo após ter retirado o dedo.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×