Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Guest Fracarolli820

Microsoft reforça discurso contra Linux

Recommended Posts

Guest Fracarolli820

Informática

Quarta, 27 de outubro de 2004, 17h09

Microsoft reforça discurso contra Linux

A Microsoft renovou hoje seu discurso contra o sistema operacional Linux, seu principal rival no mercado de software corporativo. O presidente-executivo da companhia, Steve Ballmer, disse em uma carta enviada a clientes que o sistema livre é menos seguro e mais caro de se manter.

"Algumas companhias sabem o que elas estão realmente gastando", disse Ballmer, citando vários estudos que mostram que o custo de se contratar administradores e engenheiros de software para se manter sistemas baseados em Linux supera os benefícios gerados pela licença gratuita do sistema.

O Linux é um sistema operacional de código aberto, o que significa que ele pode ser copiado e modificado livremente. Esta característica tornou o software popular entre empresários que buscam economia nos custos com Tecnologia da Informação (TI).

Os distribuidores de sistemas Linux, como Novell, Red Hat e fabricantes de computadores como a IBM, conseguem dinheiro com o sistema ao venderem atualizações e serviços de suporte aos usuários. A Microsoft, que compete contra o Linux no mercado de servidores corporativos, citou vários estudos que mostram que os gerentes de TI podem reduzir pela metade o número de servidores que precisam se usarem o Windows Server.

Cinco entre 14 companhias pesquisadas divulgaram informações detalhadas sobre custos de TI e "cada uma destas cinco empresas descobriu que o Linux é mais caro (entre 5% e 20%) que ambientes da Microsoft atuais", escreveu Ballmer em um email enviado a clientes, o segundo encaminhado este ano.

O porta-voz da Novell, Bruce Lowry, rebateu as afirmações dizendo que muitos dos mesmos estudos independentes também mostram que o Linux tem vantagens de custos sobre o Windows em outras situações e que a popularidade do Linux é a melhor prova de sua competitividade. "O fato do Linux ter crescido tão rapidamente durante os últimos cinco ou seis anos evidencia a percepção de valor (sobre o sistema)", afirmou Lowry.

Defensores do Linux também argumentam que ele é mais seguro porque qualquer pessoa pode ver seu funcionamento. Ballmer concedeu uma derrota nesse ponto, mas afirmou que a Microsoft criou um sistema melhor para identificar problemas de segurança em seus produtos.

Em resposta a reclamações de usuários, a Microsoft adotou a iniciativa "Computação Confiável" no início de 2002 para tornar seus programas mais seguros. Ballmer também disse que a Microsoft tem uma estratégia melhor para consertar vulnerabilidades e proteger consumidores contra possíveis processos de violação de direitos autorais e de patentes.

Os usuários Linux foram surpreendidos quando a SCO Group processou uma companhia por uso do sistema aberto. A SCO alega que o Linux contém códigos de sua propriedade e está envolvida em um processo judicial contra a IBM, acusada de embutir trechos de programação da SCO no Linux. Em resposta, vários defensores do Linux, incluindo a Hewlett-Packard, ofereceram indenizar os clientes que usam o sistema livre.

Ballmer afirmou que "os fatos mostram que o Windows tem um custo total de propriedade menor que o Linux; o número de vulnerabilidades de segurança é menor no Windows e que a resposta do Windows em caso de falhas é melhor que a do Linux. Além disso, a Microsoft fornece identificação superior de seus produtos".

Reuters

Terra - Reuters

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o número de vulnerabilidades de segurança é menor no Windows

HAHAHAHAAHHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHA

P-Q-P

Esse cara come ***** né? Tem que ser muito sem noção pra ter a cara de pau de dizer isso....totalmente ridiculo....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E tem gente que ainda acha que o Linux não esta crescendo,nem incomodando a M$, por não ser viavel. Se não incomodasse a M$ simplesmente ignoraria esse sistema e se esta incomodando, é porque é viavel ter Linux em uma empresa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×