• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
ButcherBQ

Teste de Fonte

11 posts neste tópico

:tantan:

No teste do Clube do Hardware sobre potência de fontes, foi muito bem a didática sobre este importante componente do micro.

Minha dúvida e a seguinte:

01 - Fonte de 400W ATX ( marca x )

+3.3 +5V +12V -5V -12V +5Vsb

30A 40A 18A 1A 1A 2.5a

Resultando em uma fonte de 395.5W

02 - Fonte de 400W ATX (marca z )

+3.3V +5V +12V -5V -12V +5Vsb

12A 22A 8.5A 0.5A 0.5A 1.5A

Resultando em uma fonte de 268W

Este fonte não serve para trabalhar com muito itens tais como: cd-rom, Fans, Coolers, 02 Hd´s, Gravador Cd.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por ButcherBQ@26 nov 2004, 10:40

Resultando em uma fonte de 268W

Este fonte não serve para trabalhar com muito itens tais como: cd-rom, Fans, Coolers, 02 Hd´s, Gravador Cd.

Não é que não sirva, só não é confiável. Cerca de 90% de todas as fontes usadas no Brasil são genéricas que tem apenas essa potência real. E muitas pessoas ainda acham que é besteira investir 200 reais em uma fonte boa, mas depois choram quando o pc queima... vai saber...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
<_< minha fonte é uma Clone 500W, produzida no brasil. Seria ilegal ( passivel de processo e multa ) se ela for abaixo dos 500W ( é CLARO que é )? Gastei 85 pilas nessa porcaria e ela não presta ( meu PC tá esquentando quando rodo jogos ). é interessante como nos ( usuarios de PCs ) aceitamos tamanha mentira e desrespeito em relaçao a potencia das fontes. Estou pensando em notificar isto no procom. Adiantaria alguma coisa? Hah alguma possibilidade dessas fontes vagabundas fornecerem essa potencia em alguma circunstancia especial, que impeça algum processo contra a empresa? No meu gabinete veio uma fonte de "500W" generica, dessas feitas na china, leve como uma uma pluma ( minha thermaltake que esta chegando pesa 2,5 Kg ) e acabei comprando essa fonte Clone, pois o vendedor disse que era " uma fonte muito boa ". Hah alguma lei/instituiçao que nos protege em relaçao a essa pratica abusiva das empresas?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse negócio de potencia na etiqueta e potencia real é igual a potencia de aparelhos de som, tem a PMPO e a RMS. A PMPO não serve para nada, é uma potencia de pico com muita distorção, é a potencia máxima antes de estourar o equipamento e que se mantem por tempo muito pequeno. A potencia RMS é a potencia real do equipamento, aquela que você ouve o som sem distorção e por um periodo prolongado.

A potencia da etiqueta de muitas fontes é a potencia de pico, é o máximo que ela aguenta antes de estourar. Mas aguenta por pouco tempo, se usar por muito tempo nesta potencia ela aquece e queima, fora que as tensões nesta potencia estão muito fora dos limites.

As boas fontes vem com a potencia de trabalho da fonte (seria o mesmo da RMS) que seria a potencia que você pode usar por um periodo prolongado de tempo sem ter riscos de queimar a fonte e sem ter grandes variações dos valores de saida da fonte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por mad666@26 nov 2004, 13:34

<_< minha fonte é uma Clone 500W, produzida no brasil. Seria ilegal ( passivel de processo e multa ) se ela for abaixo dos 500W ( é CLARO que é )? Gastei 85 pilas nessa porcaria e ela não presta ( meu PC esquentando quando rodo jogos ). é interessante como nos ( usuarios de PCs ) aceitamos tamanha mentira e desrespeito em relaçao a potencia das fontes. Estou pensando em notificar isto no procom. Adiantaria alguma coisa? Hah alguma possibilidade dessas fontes vagabundas fornecerem essa potencia em alguma circunstancia especial, que impeça algum processo contra a empresa? No meu gabinete veio uma fonte de "500W" generica, dessas feitas na china, leve como uma uma pluma ( minha thermaltake que esta chegando pesa 2,5 Kg ) e acabei comprando essa fonte Clone, pois o vendedor disse que era " uma fonte muito boa ". Hah alguma lei/instituiçao que nos protege em relaçao a essa pratica abusiva das empresas?

Se na etiqueta estivesse discriminado que a fonte possui 500W de potência real, você poderia processar sim. Mas eu nunca vi uma fonte dessas que admitisse isso. E em muitas ainda dizem que é potência de pico, então onde está a propaganda enganosa ??? Não é o simples fato de aceitar, e sim o fato de que 1 em cada 15 proprietários de computador se preocupa com a qualidade da fonte, então porque iriam fazer algo de qualidade ?? Eles fazem dentro do padrão mínimo... não vejo abuso. Os consumidores que tem que criar consciência disso e começarem a exigir mais qualidade nos produtos, mas qualidade implica em preços maiores... experimenta falar para um leigo que tenha computador ( isso é a coisa mais fácil que se tem de achar ), que pagou 200 reais em uma fonte e veja a reação dessa pessoa...

Esse negócio de potencia na etiqueta e potencia real é igual a potencia de aparelhos de som, tem a PMPO e a RMS. A PMPO não serve para nada, é uma potencia de pico com muita distorção, é a potencia máxima antes de estourar o equipamento e que se mantem por tempo muito pequeno. A potencia RMS é a potencia real do equipamento, aquela que você ouve o som sem distorção e por um periodo prolongado.

Não é uma potência de pico com muita distorção... é a máxima potência que o equipamento suporta, sem distorcer o som, por um determinado período. Esse período varia de fabricante para fabricante. Uns podem usar 10ms, outros 3ms... não sei se isso é regulamentado, mas acredito que não, pois já vi em diferentes manuais tempos diferentes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
<_< Gostei dos esclarecimentos mas não fiquei convecido. Imaginem alguem c/ um P4 3.4 Ghtz, com uma VGA 9800XT ( que, sozinha, consome mais de 100W ), ver sua fonte Clone 500W queimar ao rodar Doom3 e levar a placa-mãe e o HD junto.Nesse caso, se a fonte suportou reles 10 segundos e queimou ( afinal, ela forneceu 500W por 10 segundos ), o fabricante da fonte não tem responsabilidade alguma? Estranho a teoria de vocês...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

quem necessita de Watts reais compre uma fonte de marca boa, todos que compram fontes como clone, satelite... sabem que os Watts não são reais, é por isso que existem fontes de 80 reais e outras de 200 reais, quer qualidade pague por isso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Afinal alguem sabe quanto um xp-m com over consome? Ja vi gente roda p4 3ghz com a 9800, em uma fonte 350 sem problemas, mas quando o assunto e xp o pessoal esbanja na fonte porque?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
<_< O que é " xp-m"? Com relaçao a minha fonte, to pagando uma termaltake 480W, netadmin. só estou esperando chegar. Me sinto lesado por perder dinheiro com uma fonte vagabunda como essa Clone que comprei. só isso. Ainda por cima com um chefe de assistencia tecnica me dizendo que " é uma boa fonte ".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por mad666@26 nov 2004, 18:41

<_< Gostei dos esclarecimentos mas não fiquei convecido. Imaginem alguem c/ um P4 3.4 Ghtz, com uma VGA 9800XT ( que, sozinha, consome mais de 100W ), ver sua fonte Clone 500W queimar ao rodar Doom3 e levar a placa-mãe e o HD junto.Nesse caso, se a fonte suportou reles 10 segundos e queimou ( afinal, ela forneceu 500W por 10 segundos ), o fabricante da fonte não tem responsabilidade alguma? Estranho a teoria de vocês...

Não, não é teoria, e o fabricante não tem responsabilidade. É fato... nenhum fabricante é obrigado a colocar na etiqueta quantos watts reais tem a fonte. Ele é obrigado sim, a informar algum tipo de potência, mas não a real. E para impressionar os leigos ( que são a maioria esmagadora dos consumidores ), colocam a potência de pico. Não há nada que os impeça de fazer isso... e o consumidor é quem tem que saber quantos watts reais precisa, e ver quantos watts reais a fonte consegue fornecer. Isso sim é um abuso, porque nem todo mundo tem esse conhecimento, e nem sempre é fácil encontrar tais dados. Ou muda isso, ou que obriguem os fabricantes a colocar na etiqueta a potência real.

E como já disse em outro tópico, procure um leigo em informática que possua um computador ( isso é a coisa mais fácil que tem de se encontrar ), e diga que você pagou 200 reais numa fonte, e observe a sua reação. Provavelmente achará um absurdo ou irá rir de você. Mas como quem ri por último ri melhor, é só esperar a fonte dele dar problema...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0