• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
mentesana

Produtos e tecnologias de ficção made in Brazil

12 posts neste tópico

Produtos e tecnologias de ficção made in Brazil

Imagine, leitor, sistemas de reconhecimento da fala e da voz humana que lhe permitem conversar com as máquinas, com toda naturalidade. Ou um chip que supervisiona a programação de sua TV e impede que as crianças vejam programas impróprios ou violentos. Ou ainda um karaokê que avalia sua interpretação musical e lhe dá uma nota justa. Se você acha que esses avanços são coisas da indústria japonesa ou norte-americana, está totalmente enganado. Ele são brasileiríssimos. Antes de falar sobre o centro de excelência que desenvolve tais avanços, num país com tão grandes variações dos níveis de auto-estima, como o Brasil, talvez fosse oportuno mencionar alguns exemplos brasileiros de sucesso em inovação tecnológica. Para tranqüilizar os pessimistas, cito, a propósito, a Embraer, a Embrapa ou a contribuição notável dos cientistas brasileiros para Projeto Genoma em 2002. Ou a façanha mais recente de pesquisadores brasileiros do Hospital Pró-Cardíaco da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ao realizarem o primeiro transplante de células-tronco no mundo, numa vítima de Acidente Vascular Cerebral (AVC). E com sucesso total.

Nessa mesma linha de sucessos, devemos incluir o Instituto Genius, um centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) privado, com sede em Manaus e filiais e São Paulo e Campinas, fundado em 1999 por Eugênio Staub, presidente da Gradiente.

COMANDO VERBAL

Moris Arditti, presidente do Instituto Genius, não tem a menor dúvida em afirmar que, na próxima década, a quase totalidade das máquinas entenderão a linguagem humana. Para ele, o diálogo entre o homem e as máquinas será, então, uma estrada de duas mãos, com a comunicação em linguagem natural, a partir do pleno domínio das tecnologias de reconhecimento e de síntese da voz. Ou, no jargão internacional, a plena maturação dos processos de Automatic Speech Recognition (ASR).

Graças ao avanço das pesquisas conduzidas até aqui pelo Instituto Genius no desenvolvimento de chips e programas, o Brasil já domina essas tecnologias de reconhecimento da fala e síntese da voz, lado a lado com as pesquisas mais avançadas do mundo. Com esses chips, poderemos em breve dar ordens verbais ao automóvel, ao forno de microondas, ao televisor, ao computador e aos equipamentos de multimídia. Num novo diálogo, essas máquinas não só entenderão nossa linguagem como nos darão respostas audíveis, em linguagem humana.

E, por mais estranho que possa parecer, devemos ir nos acostumando a conversar com as máquinas, dar a ordens a portas e geladeiras, computadores, aparelhos de ar condicionado, terminais de acesso à internet ou a caixa postal telefônica.

Poderemos ditar e editar textos, consultar bancos de dados e deles obter qualquer tipo de informação pelo telefone. Está nascendo um novo paradigma não apenas para serviços de informação e de entretenimento, mas para os sistemas operacionais dos computadores pessoais do futuro.

V-CHIP NACIONAL

O Instituto Genius desenvolveu uma solução original, patenteada, para o V-chip nacional. Como o leitor deve recordar-se, V-chip é a abreviatura de violence-chip, que no jargão internacional designa um software para o bloqueio da recepção de programas de televisão. Com esse recurso, os pais poderão em breve selecionar o que seus filhos podem ver na televisão, evitando programas considerados impróprios ou com excessiva carga de violência. No passado, essa função de bloqueio era feita por um chip. Hoje, basta apenas um programa embutido no televisor para exercer as mesmas funções. Mas o nome V-chip ficou. A propósito, o Congresso brasileiro já aprovou lei que obriga as emissoras a fazerem a classificação de programas, indicando seu conteúdo de violência, erotismo ou outros aspectos.

CANTE MELHOR

Até hoje, os equipamentos de karaokês, videokês ou devedeokês (para DVDs) davam uma nota de avaliação da performance dos cantores de botequim ou de fim de semana. O problema, no entanto, era a pouca precisão do processo. Daqui para o futuro, tudo muda nesse aspecto, pois, com a colaboração essencial de pesquisadores de universidades brasileiras, o Instituto Genius desenvolveu programas muito mais precisos para avaliação do desempenho musical de usuários de videokês.

“O sistema de notas do devedeokê que desenvolvemos – afirma Arditti – foi testado e comparado com avaliações reais feitas por professores e profissionais de música, quanto ao ritmo, afinação e outras características, coincidindo largamente com as notas por eles atribuídas.”

GENIUS AT WORK

Além do reconhecimento de voz, os programas de pesquisas do Instituto Genius concentram-se em áreas de software, redes de nova geração (NGN, na sigla em inglês), telefonia celular, linguagem Java, eletrônica de consumo e telecomunicações.

Alçando vôo numa área totalmente nova no Brasil, o Genius está se libertando rapidamente da dependência de sua empresa-mãe, a Gradiente, para tornar-se um centro fornecedor de soluções tecnológicas para dezenas de clientes de todos os tamanhos e origens. Seu primeiro grande cliente internacional é a Siemens, para quem o Genius fornece novas soluções de software para celulares de terceira geração (3G), com tecnologia GSM.

O foco principal do trabalho do Genius é o mercado de multimídia, com ênfase na TV Digital.

Outra área de atuação que cresce rapidamente é a de serviços de P&D para terceiros. Com centros privados como o Instituto Genius, o Brasil passa a utilizar mais intensamente o trabalho e o talento de dezenas de pesquisadores de nossas universidades.

Agência Estado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

com a colaboração essencial de pesquisadores de universidades brasileiras, o Instituto Genius desenvolveu programas muito mais precisos para avaliação do desempenho musical de usuários de videokês.

Legal saber q parte dos impostos vão para uma coisa taaaaaaaaaooo importante... :/

O Brasil é o país do futuro. E sem ironia.

Tirou isso do discurso do Lula?hahaha... vai sonhando... como país do futuro, com um povo que não tem orgulho cultural (não, não sou xenófobo como o MV-Brasil) não tem capacidade e união para reagir diante a problemas externos graves etc. não vai ser com invençoes adaptadas e baratas q isso vai acontecer não.

Esse seu patriotismo otimista me irrita. só falta você por um trecho do hino nacional na sua assinatura

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por ANARCHIST@30 nov 2004, 20:27

com a colaboração essencial de pesquisadores de universidades brasileiras, o Instituto Genius desenvolveu programas muito mais precisos para avaliação do desempenho musical de usuários de videokês.

Legal saber q parte dos impostos vão para uma coisa taaaaaaaaaooo importante... :/

O Brasil é o país do futuro. E sem ironia.

Tirou isso do discurso do Lula?hahaha... vai sonhando... como país do futuro, com um povo que não tem orgulho cultural (não, não sou xenófobo como o MV-Brasil) não tem capacidade e união para reagir diante a problemas externos graves etc. não vai ser com invençoes adaptadas e baratas q isso vai acontecer não.

Esse seu patriotismo otimista me irrita. só falta você por um trecho do hino nacional na sua assinatura

cara tem de apreender a ler a notícia é da Agência Estado e não minha e o q você tem contra o hino nacional e o lula os dois são bacaninhas :D:D:D:D:D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por ANARCHIST@30 nov 2004, 20:27

com a colaboração essencial de pesquisadores de universidades brasileiras, o Instituto Genius desenvolveu programas muito mais precisos para avaliação do desempenho musical de usuários de videokês.

Legal saber q parte dos impostos vão para uma coisa taaaaaaaaaooo importante... :/

O Brasil é o país do futuro. E sem ironia.

Tirou isso do discurso do Lula?hahaha... vai sonhando... como país do futuro, com um povo que não tem orgulho cultural (não, não sou xenófobo como o MV-Brasil) não tem capacidade e união para reagir diante a problemas externos graves etc. não vai ser com invençoes adaptadas e baratas q isso vai acontecer não.

Esse seu patriotismo otimista me irrita. só falta você por um trecho do hino nacional na sua assinatura

você é brasileiro?? Ai que vergonha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Todo , todo mundo sabe como melhorar da escola para todos os brasileiros que o país vai para frente. Então se eles estão tentando já é um começo o tal do videokê..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A falta de inteligência no brasil é $)*(!$.

A questão não é no que o brasil ta pesquisando, mas no que o brasil precise pra chegar nisso. Se os estudantes vão cantar melhor não interessa (só pro ministério da cultura), o que realmente importa são as patentes e os processos que a pesquisa leve pra chegar em um sistema de videokê que realmente funcione.

Isso passa por reconhecimento de voz (segurança? ) até uma forma do computador (ou similar) entender que o que a pessoa está cantando está de acordo com a música (reconhecimento vocal?), isso pode significar $$$ no que realmente importa (pesquisa científica, patentes, sub-produtos).

Sem contar que esses pesquisadores estão trabalhando, não somente dando aula.

Presta um pouco de atenção antes de falar bobeira:

Além do reconhecimento de voz, os programas de pesquisas do Instituto Genius concentram-se em áreas de software, redes de nova geração (NGN, na sigla em inglês), telefonia celular, linguagem Java, eletrônica de consumo e telecomunicações.
.

Se o cara disser que isso não vale a pena ou é perda de tempo, é um burro abissalmente ignorante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

QUOTE

O Brasil é o país do futuro. E sem ironia.

Tirou isso do discurso do Lula?hahaha... vai sonhando... como país do futuro, com um povo que não tem orgulho cultural (não, não sou xenófobo como o MV-Brasil) não tem capacidade e união para reagir diante a problemas externos graves etc. não vai ser com invençoes adaptadas e baratas q isso vai acontecer não.

Esse seu patriotismo otimista me irrita. só falta você por um trecho do hino nacional na sua assinatura

:tantan::tantan::muro::muro:

O Brasil é sim um país de futuro, e de um futuro brilhente, se depender de pessoas como eu ou a maioria dos colegas do fórum, que amam o país em que vivem, e não de pessoas como você, que é um rebelde sem causa nem consequencia, acho que você é uma pessoa que não tem orgulho cutural.

Faço de tudo para que meu país cresça e se desenvolva, e começa assim com idéias baratas, pois o Japão não nasceu inventando o CD, foi todo um desenvolvimento que o nosso país se Deus quiser vai passar.

Pense nisso... :bandeira::bandeira:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente alguns amigos pegaram o espírito da coisa, nós temos de partir de algum lugar e esse é o espírito se nós não testarmos e desenvolvermos nossas idéias como um dia aspiraremos a chegar ao nível das grandes potências tecnológicas, às vezes algo q nós achamos simplório tem aplicações q nem imaginamos como bem notou o Czar_Bruno e como disse o amigo Kelil os japoneses começaram copiando produtos. Acho q não devemos fechar os olhos o nosso país tem problemas imensos mas acho q um dia nós vamos conseguir andar p/ frente e termos orgulho de onde vivemos afinal de q adianta só criticar? nós temos de viver aqui e devemos é lutar p/ transformar nosso país num novo Japão. []´s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Noticias boas. Não tirei isso de nenhuma fonte confiavel, site de noticias nem nada, apenas ouvi falar. Um amigo meu, morador de um dos Tigres Asiaticos, me disse que a USP (isso mesmo, Universidade de São Paulo) é referida como uma das melhores do mundo, ao lado de nomes como Harvard e M.I.T.

So prescisamos de mais gente igual a maioria do pessoal ativo do forum.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Spinner+05 dez 2004, 19:44QUOTE (Spinner @ 05 dez 2004, 19:44) ANARCHIST@30 nov 2004, 20:27

com a colaboração essencial de pesquisadores de universidades brasileiras, o Instituto Genius desenvolveu programas muito mais precisos para avaliação do desempenho musical de usuários de videokês.

Legal saber q parte dos impostos vão para uma coisa taaaaaaaaaooo importante... :/

O Brasil é o país do futuro. E sem ironia.

Tirou isso do discurso do Lula?hahaha... vai sonhando... como país do futuro, com um povo que não tem orgulho cultural (não, não sou xenófobo como o MV-Brasil) não tem capacidade e união para reagir diante a problemas externos graves etc. não vai ser com invençoes adaptadas e baratas q isso vai acontecer não.

Esse seu patriotismo otimista me irrita. só falta você por um trecho do hino nacional na sua assinatura

você é brasileiro?? Ai que vergonha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0