• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
lukcruz

Internet pode estimular o suicídio.

7 posts neste tópico

%7Boption%7Dhttp://ciberia.aeiou.pt/aleph/dados/netsuicide091204_h.gif' border='0' alt='' />

De acordo com um artigo publicado no British Medical Journal, Sundararajan Rajagopal, médico psiquiatra no St. Thomas Hospital, em Londres, «a tendência para o suicídio individual ou colectivo tem crescido à mesma velocidade que a popularidade da internet».

Nos últimos dois anos, centenas de pessoas em todo o mundo cometeram suicídios isolados ou em grupo, depois de visitarem fóruns e chats online.

O primeiro grande caso de suicídio incitado pela internet aconteceu em 2002, no Texas, Estados Unidos. Patrick Marks, de 17 anos, sob o pseudónimo de Unresistence, escreveu um texto dramático em vários newsgroup - «Dentro de 40 minutos vou pôr fim à minha vida. Adeus». Nesta mensagem, Patrick incluiu ainda a receita de um cocktail de medicamentos misturados com álcool que estava prestes a tomar. Na altura, os seus familiares afirmaram que o jovem se tinha deixado influenciar pelas propostas subversivas do fórum alt.suicide.holiday, que induz ao acto do suicídio, tendo mesmo um guia prático que ensina as várias formas de o cometer.

No entanto, a situação mais drástica ocorre no Japão, onde os suicídios combinados pela internet aumentam radicalmente a cada fim-de-semana. De acordo com os últimos dados divulgados, nos últimos dois meses 32 pessoas puseram fim à vida depois de consultarem sites sobre este tema.

Sundararajan Rajagopal, citado pela BBC, fala de «uma perturbante tendência de pactos suicidas entre estranhos que se conhecem na internet».

Em finais do mês de Novembro, quatro japoneses mataram-se inalando gases tóxicos dentro um apartamento. Dias antes, nove pessoas foram encontradas mortas num caso similar em Saitama, perto de Tóquio. Segundo a polícia, todas as vítimas tinham cerca de 20 anos e travaram conhecimento na internet.

«Em países como o Japão, em que o índice de suicídios é normalmente alto, a internet apresenta-se como um factor agravante», afirmou Rajagopal que alertou ainda para o facto de «o recente aparecimento de sites japoneses dedicados ao suicídio – explicando os métodos mais eficazes e as doses de medicamentos fatais – representam um perigo adicional para os cibernautas mais vulneráveis».

As autoridades nipónicas estão já a estudar a possibilidade de regulamentar, ou até mesmo fechar, os sites que encorajam o suicídio. No entanto, os responsáveis por estas páginas afirmam estar a prestar um serviço misericordioso aos que perderam toda a esperança no futuro.

Os casos para já investigados pelas autoridades nipónicas dão conta de um ritual macabro. Pequenos grupos de pessoas fecham-se em apartamentos e automóveis, vedam as janelas e queimam carvão em pequenos fogões. Sabe-se que morrem por intoxicação de monóxido de carbono mas deixam tudo o resto por explicar.

Segundo dados estatísticos, um número cada vez maior de jovens no Japão sente-se alienado da vida moderna. Para além daqueles que cometem suicídio, milhares tornam-se hikikomori - jovens, sobretudo do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 15 e os 26 anos, que optam por cortar todas as relações sociais com o seu meio, em especial com a família, passando meses a fio fechados nos seus quartos. Dormem durante todo o dia e, ao anoitecer, despertam para se dedicarem à televisão, consola de vídeo e computador/internet.

fonte

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso funciona assim:

Eu leio sobre hardware e games , logo tenho a síndrome de ser um gamer compulsivo e louco por upgrades.

Já alguém que vê sites de mortes e coisas do gênero tem uma tendência maior de se suicidar.

OBs: No Brasil já foi provado que o grande incentivo aos suicídios são a música sertaneja e o pagode ( muito provavelmente pelo fato de falarem de par de chifres e coisas do gênero).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por CLAITOK@13 dez 2004, 05:26

OBs: No Brasil já foi provado que o grande incentivo aos suicídios são a música sertaneja e o pagode ( muito provavelmente pelo fato de falarem de par de chifres e coisas do gênero).

:P não esqueça também da "axé music"!

Mas acho que aqui no Brasil o que mais desperta tendencias suicidas entre os "internautas" é o trio modem onboard + acesso discado + qualidade da linha. Infelizmente a grande maioria (me incluo nessa) não pode ter acesso à conexões banda larga. Isso deixa qualquer um deprimido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É mesmo ( axé = :chateado: :priv: ).

Acesso discado e modem ruim e configuração onboard (fraca).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Clemente Silva@15 dez 2004, 09:36

Mas acho que aqui no Brasil o que mais desperta tendencias suicidas entre os "internautas" é o trio modem onboard + acesso discado + qualidade da linha. Infelizmente a grande maioria (me incluo nessa) não pode ter acesso à conexões banda larga. Isso deixa qualquer um deprimido.

Isso dá vonade de morrer mesmo...

mas não explica nada sobre Japão, pois a maioria tem conexão de 2M a 4Mbps !!! (um exagero de velocidade, como diria a propaganda do speedy hehehe)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Santiago-+15 dez 2004, 10:08QUOTE (-Santiago- @ 15 dez 2004, 10:08) Clemente Silva@15 dez 2004, 09:36

Mas acho que aqui no Brasil o que mais desperta tendencias suicidas entre os "internautas" é o trio modem onboard + acesso discado + qualidade da linha. Infelizmente a grande maioria (me incluo nessa) não pode ter acesso à conexões banda larga. Isso deixa qualquer um deprimido.

Isso dá vonade de morrer mesmo...

mas não explica nada sobre Japão, pois a maioria tem conexão de 2M a 4Mbps !!! (um exagero de velocidade, como diria a propaganda do speedy hehehe)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho que isso sempre existiu, o que a internet fez foi juntar essas pessoas de cabeça fraca, ela facilitou o encontro delas. Não é a internet que cria essa tendência... Alguém aqui já ouviu falar no ogrish.com ??? Dêem uma olhada lá, vocês acharão fotos de alguns desses manés.

Mas acho que aqui no Brasil o que mais desperta tendencias suicidas entre os "internautas" é o trio modem onboard + acesso discado + qualidade da linha. Infelizmente a grande maioria (me incluo nessa) não pode ter acesso à conexões banda larga. Isso deixa qualquer um deprimido.

Estranho, pelo que eu vi isso desperta as tendências homicidas das pessoas... todo mundo que eu conheço tem uma vontade louca de matar os donos das provedoras ou os outros usuários para que elas possam ter mais velocidade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0