• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
OFAJ

Siemens: Brasil ganha em Projetos Mundiais

1 post neste tópico

Economia - O ESTADO DE S. PAULO - Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2004.

Siemens traz pesquisas de convergência para o País

Brasileiros desenvolvem projeto mundial com Alemanha e EUA

No começo do ano passado, a alemã Siemens decidiu reduzir o número de centros de pesquisa e desenvolvimento que tinha no mundo. Eram cerca de 20, que foram concentrados em seis. O Brasil foi um dos países escolhidos para conduzir o desenvolvimento de projetos mundiais, ao lado da Alemanha, Estados Unidos, China, Portugal e Áustria, país responsável por coordenar pequenos grupos no Leste Europeu.

"Além da mão-de-obra especializada, o Brasil oferece vantagens de custos, de impostos e de crédito", disse Enrique Genzone, diretor de Engenharia de Redes da Siemens. A empresa decidiu investir US$ 8 milhões em um novo projeto no País, um centro de desenvolvimento para redes convergentes, em Curitiba, que irá empregar entre 60 a 70 pesquisadores. Atualmente, cerca de 400 pessoas trabalham nos projetos da Siemens no Brasil, divididos entre Curitiba e Manaus. Para o ano que vem, a expectativa é chegar a 500 pesquisadores, sendo cerca de dois terços da própria Siemens e o restante de centros de pesquisa parceiros. Entre 2003 e 2008, a empresa alemã planeja investir US$ 110 milhões em projetos de pesquisa e desenvolvimento de telecomunicações no Brasil.

Em maio, a Siemens do Brasil começou a trabalhar no projeto de um media gateway, sistema que reúne software e equipamentos para interligar redes de voz a redes de dados. A equipe brasileira é responsável por um terço do trabalho, divido com os centros de Boston, nos EUA, e de Munique, na Alemanha. "O grupo brasileiro participa desde a especificação", disse o gerente de Parcerias Tecnológicas da Siemens, Luiz Mariano Julio. Com duração de três anos, o projeto deve gerar cerca de US$ 10 milhões em exportação de desenvolvimento de software para o Brasil no período.

Um dos motivos para a escolha do País para participar do projeto foi o conhecimento que os pesquisadores brasileiros têm de Linux embarcado. O sistema operacional Linux é um software livre, que pode ser usado, copiado e modificado livremente, sem a necessidade de se pagar licenças. Empresas de eletrônicos, como as do setor de telecomunicações, têm usado cada vez mais o Linux como base do software que roda em seus equipamentos, uma das especialidades do centro de Curitiba, que trabalhou com Linux embarcado em projetos anteriores. O último deles foi de sistemas de controle de infra-estrutura, que permitiu o monitoramento remoto, via internet, da rede de telecomunicações.

Os pesquisadores brasileiros também são especialistas no padrão de equipamentos de telecomunicações Advanced Telecommunications Common Architecture (Atca), usado no projeto do gateway, que funcionará tanto em redes móveis quanto fixas. Em Curitiba, a Siemens possui uma fábrica de equipamentos de infra-estrutura de telefonias fixa e celular.

O novo centro de Curitiba também conquistou, dentro da corporação, dois projetos que antes iriam para os EUA, de gateways para redes fixas que utilizam o protocolo de internet (IP, na sigla em inglês). O mercado para o produto deve movimentar US$ 2,5 bilhões somente em 2005, de acordo com estimativa da Siemens.

* Noticia supra é fiel à íntegra publicada no jornal, com nome da Fonte, Autor Original e Link para acesso ao veículo inseridos no corpo do tópico.

ABS.,

ATT., :joia:

OFAJ.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0