• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
bebeto_maya

Gabriel Torres Divulga Linux

20 posts neste tópico

__Em 99 o GAbriel fez uma analogia infeliz: Comparou Linux ao finado OS/2, numa entrevista.Disse que Linux era díficil demais. . .E completou afirmando que escrevia para a maioria, excluindo os usuários de linux. Bem Gugu apresenta programa de auditório dominical para as massas também. . .De fato, lendo um Livro do Gabriel, uma vez, fiquei revoltado, pois me parecia um daqueles clichês:"Depois de montar o micro, vamos instalar o Windows. . .". Estou dizendo que o compromisso de um escritor deveria ser com a ciência, e não com a massificação e alienação, inda que seja seguindo as tendências, e não impondo-as. Acho que os livros do gabriel devem tratar de Windows prioritariamente, contudo também abrir consideráveis parentéses para o linux, levando em conta uma grande comunidade que posta neste fórum e a necessidade, que ele tanto frisa, de ser imparcial.Falando, também, da compatibilidade de hardwares com Linux e sobre como instalá-los!Linux hoje é muito fácil!!!

__A minha surpresa, quando já perdia as esperanças no homem, foi vê-lo recomendando o Livro do Morimoto na seção http://www.clubedohardware.com.br/recomenda.html,ENTENDENDO E DOMINANDO O LINUX, principalmente porque calou as bocas, inclua a minha, das pessoas que achavam que havia desavenças entre ambos. A recomendação foi muito merecida, não pelo Kurumin em si, mas pelo que o autor do dito sistema tem feito, na produção de literatura e divulgação do Linux, mostrando que o sistema hoje, nas palavras de Gabriel, "Pode ser operado por qualquer pessoa com 2 neurônios".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bom saber que cada vez há mais gente reconhecendo que o linux já é um sistema estabelecido.... B)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tambem sentia uma falta do Tio Gabriel neste assunto... nunca chegava a citar o Linux em seus livros e quando citava era alguma coisa pouca e não muito estimulante... fico feliz em saber disto...

Bons ventos começam a soprar... =D...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

também fico contente... pra mim esta atitude mostra a força da comunidade... independente de ideologias pessoais, fazemos uso e colaboramos com conhecimento uns com os outros...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

__Não fiquem tão felizes, é um bom sinal vê gente tão dispersa do nosso meio apoiar o Linux vez ou outra, mas, como o Gabriel mesmo friza, ele escreve para as massas, assim como o Zezé di camargo canta pra elas "musiquinhas melosas".

__Ao meu ver isso é errado, pois quem escreve pro "povão", tem que ter o compromisso de formar opinião e não apenas o de agradar os instintos primitivos do ser humano.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O erro que via em seus (Gabriel Torres) era o de não mostrar as opções... as pessoas saem pensando que só existe Windows... num livro sobre informatica deveria ser a bordado o tema de que existem outros sistemas operacionais... e que se a pessoa estiver interessada em conhecelos pode buscar mais informações por ai ou no próprio livro...

É preciso dar o direito de escolha... se ela preferir Windows... fazer o quê... gosto é gosto... mas ela teve a opção...

=D...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por antonypeople@29 dez 2004, 01:44

O erro que via em seus (Gabriel Torres) era o de não mostrar as opções... as pessoas saem pensando que só existe Windows... num livro sobre informatica deveria ser a bordado o tema de que existem outros sistemas operacionais... e que se a pessoa estiver interessada em conhecelos pode buscar mais informações por ai ou no próprio livro...

É preciso dar o direito de escolha... se ela preferir Windows... fazer o quê... gosto é gosto... mas ela teve a opção...

=D...

T+

__É exatamente assim que eu penso Anthony, este é o princípio da imparcialidade, e da

da ética jornalistica. Não aponto culpa apenas no Gabriel, mais 99% dos cursos de hardware,

de quem quer que seja,(a exceção do MOrimoto), são focados apenas em WIndows, e isto a

meu ver é um erro científico!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

so que eu acho que recomedar livro e muito pouco pra realmente fortalecer o linux, ate porque não sabemos em que condições ele resolver recomendar esse livro

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi pessoal,

Fico feliz que vocês tenham entendido o recado. Às vezes muita coisa rola "nos bastidores" e que por falta de tempo e/ou espaço acabo não compartilhando com os leitores, daí a importância do nosso fórum. Algumas considerações:

Convenhamos que em 1999 o Linux era muito diferente do que é hoje. Acredito que o sistema tenha amadurecido bastante de lá para cá, oferecendo uma solução viável para várias situações. A comparação com o OS/2 era inevitável na época, já que muitos defendiam o Linux como solução para sistema operacional a ser usado por usuários finais, e o OS/2 era o único sistema voltado a este segmento que trazia recursos como isolar aplicações em suas próprias áreas de memória (máquinas virtuais), recurso disponível na época apenas com o Windows NT, que nunca foi voltado a este mercado. Hoje temos finalmente o Windows XP que faz isso para este mercado.

Mas, na minha opinião, ainda há um caminho muito grande para o Linux percorrer em termos de facilidade de uso em termos de instalações avançadas. Baixar, compilar e instalar um patch, por exemplo, não é algo que um usuário iniciante saiba fazer ou vá acertar de primeira. Nossos servidores são em Linux (sempre foram, desde o início do site em 1996) e a coisa que eu fico mais p da vida é quando eu preciso instalar algo e a documentação não é suficiente ou, principalmente, fala coisas como se elas fossem as mais óbvias do mundo, e não são.

Sem querer alimentar a tola guerra Windows vs. Linux, o Windows neste ponto ganha por ser muito mais fácil de se instalar e configurar.

Quanto a eu só citar o Windows em meus livros, a única falha real que vejo foi em meu livro de Redes, que deveria ter uma seção só para o Linux, coisa que devo reparar na próxima edição. Infelizmente o prazo que eu tinha para escrever o livro imposto pela editora era curto demais e tive que decidir entre abordar vários sistemas ou me concentrar em apenas um para os exemplos. Escolhi o segundo. Em relação aos demais livros, sinceramente não vejo muito sentido em citar o Linux em um livro voltado ao grande público, muito embora a sugestão seja pertinente e levarei em conta nas próximas atualizações. O motivo é simples, veja as estatísticas de quem acessa o nosso site:

Windows 98.6 %

Linux 0.8 %

Unknown 0.3 %

Macintosh 0 %

FreeBSD 0 %

Dreamcast 0 %

OS/2 0 %

Sun Solaris 0 %

Unknown Unix system 0 %

Aix 0 %

Others 0 %

Ou seja, a esmagadora maioria (quase 99%) dos meus leitores usa Windows...

Lembrando que meus livros são sobre hardware e teoricamente não tenho "obrigação" nenhuma em citar sistemas operacionais e suas configurações. Só o fiz por achar que para um técnico saber consertar um micro ele tem que saber a configurar e ajustar o sistema. Quando o técnico vai na casa de um cliente consertar um micro, a probabilidade dele pegar um micro com Linux é quase nula. Vide estatísticas acima. Ademais, os fãs de Linux típicos são geralmente nerds que manjam (ou pelo menos acham que manjam) tudo e raramente chamariam um técnico, já que eles mesmos têm o "tesão" de mexerem na máquina.

Importante notar que como os meus livros são sobre hardware, eu cito e explico o funcionamento de peças que tem uma participação pífia de mercado, como é o caso dos processadores da VIA. Se fosse um livro "Sistemas Operacionais Curso Completo" é claro que eu teria de fazer o mesmo, ou seja, falar de forma relativamente aprofundada do funcionamento de outros sistemas operacionais.

Sei que minhas considerações podem despertar comentários críticos dos defensores xiitas do Linux, mas são os dados acima que usei em minha decisão por optar somente por Windows nas explicações do livro. Por favor, se forem postar críticas, que estas sejam construtivas, pois críticas destrutivas não levam a nada.

Quanto ao fato de eu ter recomendado um livro do Morimoto, que aliás era o tópico original, tenho aí muito a falar.

Como justamente não falo de Linux em meus livros, sinto-me de certa forma na obrigação ética/moral de recomendar livros deste assunto aqui no Clube do Hardware. Só que, como vocês lembraram muito bem, os livros que já recomendei sobre Linux eram traduções de livros gringos, que não refletem a nossa realidade. O melhor livro que encontrei foi realmente o do Morimoto, não só pelo texto, mas por já vir com vários CDs, permitindo ao usuário avançado "brincar" à vontade com as várias distribuições deste sistema em uma máquina de testes.

Quanto às suspostas desavenças existente entre eu e aos outros grandes autores de livros e sites sobre hardware, isso é só uma impressão, e acho muito engraçado isso. Tenho de admitir que até há algum tempo atrás eu achava "feio" assumir publicamente que lia os livros dos concorrentes ou recomendar o livro e os sites dos colegas. Só que me dei conta há uns 2 anos atrás, quando conheci pessoalmente o Laércio Vasconcelos e ficamos amigos desde então, que isso era infantilidade minha, então resolvi mudar a minha atitude, pois vi que a reação do meu público era justamente a oposta, isto é, passa uma sensação de humildade e reconhecimento do trabalho de outros colegas. Apenas um pequeno resumo para vocês entenderem melhor:

Morimoto: eu acho que o Morimoto acertou em cheio ao focar no Linux, preenchendo uma lacuna existente em nosso mercado. Acho até que o site dele deveria mudar de nome para Clube do Linux. Só acho uma pena ele ser tão tímido e não socializar.

Laércio Vasconcelos: um cara fora do sério, amigão mesmo. Tenho vários livros dele e ele tem vários dos meus. Um cara "cabeça feita" que abriu o mercado para os livros de hardware. O cara ralou muito, não encontrou ninguém para publicar o primeiro livro dele então decidiu ele mesmo publicar, em forma de apostila e vendendo pelo correio, em um tempo que Internet era pura ficção científica. Se ele não existisse a possibilidade de eu ter publicado meu primeiro livro seria quase nula, pois teria que "desbravar" o mercado como ele fez.

Paulo Couto: tenho a maior estima pelo Paulo e pelo o que ele escreve, pois ele preenche uma lacuna que muitas publicações deixam -- inclusive nós -- que é focar nos heavy users que curtem overclock, case mod e outras bossas como memórias turbinadas. Seu livro deve ser lido pois apresenta muitas dicas legais para overclockers sérios.

B. Piropo: É uma figuraça, outro amigão. Um dinossauro do mercado (no bom sentido) que, se não existisse, o caderno de informática do O Globo perderia o sentido. Se não fosse pelo trabalho dele, que acompanho desde que eu era um pirralho quando sequer tinha um PC próprio, é bem provável que o jornal O DIA não quisesse ter um colunista para "concorrer" com ele. Adoro o trabalho dele e dele como pessoa, porque ele é muito engraçado.

Bem, é isso. Espero ter passado a mensagem de que todos somos amigos e nos respeitamos mutuamente, muito embora possa ter pontos específicos que não concordamos...

Abraços,

Gabriel Torres

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quanto a eu só citar o Windows em meus livros, a única falha real que vejo foi em meu livro de Redes, que deveria ter uma seção só para o Linux, coisa que devo reparar na próxima edição.

Esperamos que sim... =D... este ponto realmente tem alguma relevancia... falar de configuração de redes sem falar um pouco de Linux deixa a desejar... apesar de existir uma farta documentação na internet sobre o assunto (Guia Foca Linux) deixa uma lacuna num livro sobre redes... eu percebi isso ao ler sobre redes e não ver nenhum exemplo sobre Linux nele... me senti meio "jogado num canto"... =D...

Em relação aos demais livros, sinceramente não vejo muito sentido em citar o Linux em um livro voltado ao grande público, muito embora a sugestão seja pertinente e levarei em conta nas próximas atualizações.

A importância que vejo neste tipo de citação é para que o grande público veja que existe opções... saibam que existem outros O.S. além do Windows... tenho um primo que pensava que um computador ao ser construido já tinha o Windows dentro dele... "como um pc pode estar sem Windows?"... falar sobre outros sistemas que o usuario possa usar (mesmo que ele não vá fazer isso) como Linux, OS/2, *BSD e outros... mas como o Linux está em maior crescimento em relação a estes então é mais prático sar um enfoque maior sobre ele...

Tenho de admitir que até há algum tempo atrás eu achava "feio" assumir publicamente que lia os livros dos concorrentes ou recomendar o livro e os sites dos colegas. Só que me dei conta há uns 2 anos atrás, quando conheci pessoalmente o Laércio Vasconcelos e ficamos amigos desde então, que isso era infantilidade minha, então resolvi mudar a minha atitude, pois vi que a reação do meu público era justamente a oposta, isto é, passa uma sensação de humildade e reconhecimento do trabalho de outros colegas. Apenas um pequeno resumo para vocês entenderem melhor:

:joia: ... Ainda bem... nós só temos a ganhar com isso...

Morimoto: eu acho que o Morimoto acertou em cheio ao focar no Linux, preenchendo uma lacuna existente em nosso mercado. Acho até que o site dele deveria mudar de nome para Clube do Linux. Só acho uma pena ele ser tão tímido e não socializar.

Concordo com você... e espero que outros autores tambem o façam... não precisa se apronfundar no sistema... apenas fala que existe vida inteligente fora dos muros da Micro$soft... e não estou falando apenas de Linux... mas de outros sistemas...

Espero que os livros melhorem mais e mais... e sucesso...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa! É um prazer ver o Gabriel Torres postando uma mensagem aqui na parte de Linux. Nem sei se ele vai ler isso aqui, mas é bom vê-lo aqui onde, eu posso dizer isso pois já frequentei outras áreas do forum, considero ser o lugar no fórum onde a galera é muito unida e prestativa.

Bom, ultimamente eu tenho tido muito contato com gente leiga em informártica. Sério mesmo! gente q quando me liga pedindo ajuda eu chego a pensar, atráves do que a pessoa demonstra, uma maneira de como ele conseguiu chegar ali. Gente q não sabe nada mesmo! q se ao invés de pasta você dizer diretório ela tem um infarto. Tem q compreender elas, pois ninguém é obrigado a saber e ser expert da informática.

Mas q tem muita gente q nem faz ideia o que é Linux. É assombroso. Tudo isso justamente por, opnião minha, comodismo de quem usa (usuário) e também por pessoas que, como posso dizer, ensinam e divulgam informática. Tipo, falar que depois de montado, já se pode instalar o Windows, acho muito excludente (existe esse termo??). Sei que dizer "instalar o sistema operacional", por mais simples que seja, pode confundir muita gente. Porém tudo pode ser explicado. Instalar o sistema operacional de sua preferência (Windows, Linux ou outro de sua preferência) acho que fica mais adequado, pois, além de não ser muito complicado, as pessoas vão saber que tem sim outras opções, computador não tem necessáriamente funcionar só com Windows, Windows não é algo vital para o PC funcionar (ele não é gravado no BIOS hahaha) e outas coisas.

Quem sou eu pra ficar aqui discutindo com Gabriel Torres. Só tenho essa opnião. Ah, e se ofendi ou dei mancada, não foi essa minha intenção.

Além disso, é importantíssimo citar a evolução tremenda que o Linux apresenta. O pessoal, inclusive "os cães mais raivosos" do Linux já implementaram muitas soluções que no Windows tem e que são interessantes. Mas tem um mito que eu mais odeio é de gente que teve contato com Linux acadêmico anos atrás e acha que todo Linux é assim. Ou então nunca pegaram Linux do tipo do Kurumin, Kalango entre outros que pra mim só faltam advinhar pensamento. E o pior são aqueles que nunca usaram e que já tem um opnião formada e não mudam por nada nesse mundo. Isso é irritante. Mas deixa pra lá...

Fico muito feliz em saber que o Gabriel Torres recomendou algo sobre Linux e, principalmente, não é um xiita. Tem muita gente que adota sites como se fosse times de futebol. Um tem que ser Clube do Hardware, outro tem que ser Baboo, outros tem que ser Laercio, coisa e tal. Pra mim informática é informação que deve vir e ser agregada por meio de diversas fontes. Eu mesmo cresci lendo livros do Laercio Vasconcelos além da parte de informática que ele comandava no jornal Estado de Minas, livro do Gabriel Torres, etc.. Sem contar que tenho, nos últimos anos ficado mais informado por internet por diversas fontes. Mas não tem que adotar um só. Tem que usar tudo de bom que tem de qualidade.

É isso aí, já escrevi de mais, falei muito, minha mão está doendo hahahaha

Inté!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu pessoal, fico muito feliz em vez o altíssimo nível da galera daqui. E mais feliz ainda que vocês realmente entenderam o que eu tinha para dizer e não ficaram criticando de forma injustificada o meu ponto de vista, o que infelizmente é muito comum de ocorrer com usuários xiitas do Linux, como se fosse time de futebol, como foi bem colocado aqui.

Você acertou em cheio, meu primeiro contato com o Linux foi com o Linux "acadêmico", isso em 1999 ou antes, e realmente havia uma má impressão do Linux por minha parte até ver ele rodando com interface gráfica. Aí eu passei a levar fé nele como uma alternativa viável ao Windows.

Realmente esqueci de citar o Baboo, o Aurélio dono do Baboo é gente finíssima.

Abração,

Gabriel Torres.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Windows não é algo vital para o PC funcionar (ele não é gravado no BIOS hahaha) e outas coisas.

Já vi isso acontecer... realmente é muito entristecedor... saber que existe um mundo inteiro lá fora e esta pessoa aqui trancada neste quarto apertado e quente do Windows... =D... mas estamos só no começo... com pessoas como Morimoto e o Gabriel (entre outros importanrissimos tambem) a coisa anda... e vamos ter, no futuro um leque de O.S. sendo usados... e nada de extinção do Windows... quero que com isso a Microsoft rome vergonha na cara e comece a fazer programas decentes... ai então minha irmã vai poder usar o Windows dela (ou seja lá o que for daqui para lá) em paz...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É bem interessante ver Gabriel Torres num forum de pessoas desconhecidas, achei também bem legal da parte dele recomendar livros de Morimoto sobre Linux, mais ainda acho assim como muitos que você deveria mostrar mais opções de sistemas operacionais nos seus livros, sei que não sou ninguém apenas um pirralho de 14 aninhus admirador de todos vocês (Gabriel Torres, Morimoto e todos os outros grandiosos no mundo da informática no Brasil), espero que vocês continuem sempre assim botando o Brasil pra frente no mundo da informática assim como todos que frequentam esse forum. Bom espero que vocês continuem sempre assim até por que tem ganha mesmo somos nós!!! :palmas:

Um abraço e tchau

:bandeira:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gabriel Torres disse. . .

Mas, na minha opinião, ainda há um caminho muito grande para o Linux percorrer em termos de facilidade de uso em termos de instalações avançadas. Baixar, compilar e instalar um patch, por exemplo, não é algo que um usuário iniciante saiba fazer ou vá acertar de primeira. Nossos servidores são em Linux (sempre foram, desde o início do site em 1996) e a coisa que eu fico mais p da vida é quando eu preciso instalar algo e a documentação não é suficiente ou, principalmente, fala coisas como se elas fossem as mais óbvias do mundo, e não são.

__Concordo em alguns enfoques do Gabriel, contudo discordo em outros, quando ele aponta as estátisticas por exemplo. Se torna muito tênue a comparação: A quantidade de salas voltadas para hardware, já incluem, sublinarmente o uso de Windows como Base operacional, o que só atrai usuários de Windows. Daí cocluimos que esse site não é de Linux, mas uma de suas salas mais visitadas é do pinguim!Cito então o Br-linux.org , que é um site de Linux e se fala 99% em software livre. . .

__Discordo também quanto ao nível de dificuldade do Linux.Tudo depende da distribuição. Linux é muito maleável, tem distribuições que não são para o usuário iniciante, como Slackware. Em outras, como a de seu amigo MOrimoto, que são ridículas de simples, você aplica o patch entrando no site do debian.org, baixa o arquivo, que está na home-page de cara, clica em cima dele, é aberto o kapackage, e a correção é aplicada só dando OK! Quanto aos Service Packs do Windows, não raras vezes, tenho problemas sérios após aplicá-los, exatamente por serem ¨fáceis demais¨, fazendo pouquissimas perguntas ao usuário. Não há, por exemplo um teste para estabilidade do sistema após a aplicação, isso sem contar que instalar qualquer programa no Windows é um sério risco de detonar definitivamente o sistema.

__Concluindo, já instalei Kurumin em alguns Cyber cafés, duas ou três máquinas em cada, e o consenso é de que a interface gráfica é tão fácil quanto a do XP. Todos navegam, com melhor desempenho, o dono do Cyber não tem mais problemas com travamentos, reboots, vírus e os usários acham fácil demais! Eu particularmente não gosto de xiitismo, mas o mercado precisa respirar, precisa haver concorrência, não é justo que o WIndows domine 99% dele, quando não é, de longe, tão superior assim, para que se justifiquem os números.Eu sempre cito os telecentros, que operam em Linux e são usados por crianças pobres em situação de risco e com pouca, ou nenhuma instrução,e são um sucesso.E se alguém acha que o Linux é díficil e não quer ter dificuldade com ele, usa o Kurumin. É mais fácil até que o XP!

A mente é um para-quedas, se não abrir não funciona!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por bebeto_maya@10 jan 2005, 11:24

E se alguém acha que o Linux é díficil e não quer ter dificuldade com ele, usa o Kurumin. É mais fácil até que o XP!

Finalmente alguém q tem a mesma opnião que eu...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Mr Burns@10 jan 2005, 11:46

Finalmente alguém q tem a mesma opnião que eu...

tb concordo... so senti firmeza de apagar o windows xp depois de usá-lo por 3 meses em dual boot... e olha que o meu nem é pirata (veio com a máquina)...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bebeto_maya e pessoal,

Valeu pelas opiniões. Eu não quero que ninguém concorde 100% comigo; o mais importante para mim é que as pessoas tirem suas próprias conclusões, tenham suas próprias opiniões. Concordar ou discordar tem que ser uma conseqüência disso e não uma causa. Para mim, o que mais detona o Linux e outras coisas na vida em geral é o fanatismo, o xiitismo, do tipo "só o meu presta, o resto é uma porcaria". Porque gente assim é cega.

Abração,

Gabriel Torres

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

acho que cada sistema tem o "seu lugar"...

niguem pode querer que um leigo em computador use Slackware linux só para acessar a internet, ainda mais com um modem on-board cheio de icompatibilidades com linux.

onde eu trabalho todos os servidores sao FreeBSD, tem apenas uns 3 ou 4 com windows 2000 server (para rodar ASP e Active Directory) e 1 com RedHat 7, isso porque quem gerencia os servidores gosta do sistema (FreeBSD) e acima de tudo sabe lidar com ele muito bem.

resumindo, voce tem que definir o SO que nem define o hardware do pc, pensar no que o pc vai fazer para aí sim ver qual vai ser o melhor sistema a ser utilizado, qual tem melhor suporte naquele determinado serviço e principalmente quem vai utilizar nesse pc.

so como exemplo em casa eu tenho slackware 9 em um "pc velho", no que eu uso com mais frenquencia (e que tb é usado pela minha irma) tenho Windows XP e via VMware tenho Slackware 10, Gentoo, Windows Server 2003 e quebrando a cabeça pra instalar o Solaris 9 e BeOS.

concordo no que Gabriel falou sobre seus livros, ele não é "obrigado" a falar de SO, porque sao livros de hardware, mas seria uma boa ele pelo menos dizer que existe a opção de instalar outros sistemas.

extremismo em qualquer assunto é pessimo.

falou

B)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0