• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
N0625

Não consigo ter êxito em compilar o Kernel

41 posts neste tópico

Fala, galera!!

Sei não, acho que minha casa mesmo é o mundo Win32, já que não me dou bem com o Linux nem por decreto. Por duas vezes eu tentei recompilar o Kernel do Mandrake 10.1, de versão 2.6.8.1 para a versão 2.6.10, mas não tenho êxito.

Olhei trocentos tutoriais na Internet sobre o assunto. Sigo tudo à fio, linha por linha, gasto um tempo do ######, quase uma hora só na compilação dos módulos, e isso numa L7VTA com DUron 1.6 e 384MB RAM DDR333. Faço tudo como manda o figurino, mas na hora do reboot...

Da primeira vez, fiz as modificações no arquivo lilo.conf direcionando todas as opções para o novo kernel. Resultado: FDISK no garoto, já que não avançava da mensagem KERNEL_PANIC.

Já na segunda vez, que foi agora a pouco, a mesma coisa: KERNEL_PANIC. Só que desta vez eu fui mais precavido e só alterei a linha principal do lilo.conf, sem alterar as outras opções como fail-safe. Mas não usei a fail-safe, mas sim uma outra , a "linux-nonfb", que interpretei com uma espécie de "Modo de segurança". Consegui retomar o sistema e mudei a linha principal do lilo.conf. Estou novamente com o kernel original, mas mantendo o novo em disco. O que estou fazendo de errado?

Veja se isso ajuda: o vmlinuz original tem uma seta tipo atalho. Já o novo kernel, o vmlinuz-2.6.10 não tem. Será que é isso? Como resolver?

Outra: com as modificações já feitas, o kernel original está carregando os novos módulos? Desculpem a minha total desinformação e ignorância em relação ao Linux. Estou tentando entrar neste mundo livre, mas tá difícil. O Windows nunca me deu dor de cabeça em matéria de configuração. Com ele eu já me sinto em "casa", me garanto!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também tenho esse problema, já recompilei umas 4958498 vezes e dá kernel panic relacionado a não sincronizar com o VFS e unknown block (0,0)

Já não sei o que fazer...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala pessoal...!

Primeiramente, eu só gostaria de lembrar que compilar um kernel linux e acertar de primeira não é coisa muito fácil... é bem normal que de erro. No problems!

Vamos por partes! Para dar um kernel panic, pode ter acontecido uma (ou as duas) das situações abaixo, mas sugiro que deixem dar novamente o kernel panic e leiam as linhas anteriores, procurando o erro.

Possibilidades:

1. Vocês esqueceram de colocar suporte para o tipo de arquivo (do sistema) no kernel.

Ex: ReiserFS, ext2, ext3, ...

Normalmente, o kernel panic vem antecedido por uma mensagem similar a esta:

"Unable to mount file system"

2. Houve erro de configuração na tabela de arquivos do sistema (FSTAB) ou um erro na configuração do LILO;

Neste caso, a mensagem seria similar a:

"Wrong filesystem on root"

De qualquer forma, revisem com CALMA o kernel, usando o comando:

cd /usr/src/linux

make menuconfig

aonde /usr/src/linux É um apontador para a pasta do kernel a ser compilado (novo).

Salvem as modificações.

Após isto, executem (ainda no diretório /usr/src/linux):

make

make modules_install

mount /boot

make install

-Onde o comando "make" compila a nova imagem do kernel e todos os módulos.

Se já existe um kernel compilado, o processo se torna mais rápido, pois apenas é feita as novas alterações na imagem final ("re-linkagem").

-O comando "make modules_install" pega os novos módulos criados e copia-os para a pasta correta para o sistema usar (/lib).

-Em algumas distribuições, é comum cada pasta ser uma partição diferente. Nestes casos, se faz necessário o comando "mount /boot". Se sua distribuição não possuir uma partição diferente para a pasta /boot e você executar o comando, não se preocupe, aparecerá uma mensagem de erro e o linux não ficará zangado...

-E finalizando, o comando "make install" copiará para dentro do /boot as novas imagens do kernel, assim como o arquivo de configuração. Este script de atualização deixa o apontador "vmlinuz" direcionado para a NOVA imagem do kernel, e, a antiga, como "vmlinuz.old".

Para observar isto, basta executar um:

ls -la /boot

Fica faltando agora acertar a configuração do LILO (ou grub).

No /etc/lilo.conf , ADICIONE (e não modifique) as linhas:

image=/boot/vmlinuz

label=linux TESTE # Nome que aparecera na tela

read-only # não altere

root=/dev/hda3 # localizacao do "/", copie da configuração que está funcionando

E agora um ponto importante... por que adicionar as linhas acima e não simplesmente apagar? Simples! Por que as linhas que já estavam no lilo.conf já estão funcionando, e não queremos perde-lás, certo? Precisamos, então, fazer uma pequena modificação para assegurarmos a funcionalidade do sistema:

cd /boot

ln -sf vmlinuz-versao-que-funciona vmlinuz-ok

ex.: Se a versao que vem funcionando no seu linux é a 2.6.8.1-r2, então o comando ficaria: ln -sf vmlinuz-2.6.8.1-r2 vmlinuz-ok

Isto fará um backup do apontador para a última versão do kernel que funciona. Tudo isto por que se por um acaso executarmos mais de uma vez o comando "make install", o que acontecerá?! O atual vmlinuz é renomeado para vmlinuz.old e a nova imagem do kernel recebe um apontador chamado vmlinuz. Por isto o backup...

Então, faremos uma COPIA das linhas que funcionam no lilo.conf, modificando a linha "image=/boot/..." para "image=/boot/vmlinuz-ok" e modificamos a linha "label=..." para alguma coisa... Ficando, em geral, assim:

image=/boot/vmlinuz-ok

label=linux kernel funcionando

read-only

root=/dev/hdaX

OK! Agora é só imprimir isto e colocar em prática =)

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala, galera!!

Valeu mesmo pelas dicas!!

Vou dar mais informações sobre o que está havendo. Eu vou carregar o kernel novo só para anotar o erro do KERNEL_PANIC e postar aqui. Mais tarde eu volto. Abraços!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah, mais uma coisa. No Guia do Hardware está informando que usuários do Conectiva e do Mandrake (meu caso) podem ter problemas com o gcc padrão, e que era para usar o kgcc. Pois bem, eu não acho esse kgcc. O que faço?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal...

Fiz tudo de novo...montei como built-in o sistema de arquivo utilizado (ext3), etc

Mas dá o MESMO ERRO DE TODA VEZ

Unable to sync VFS, unable to mound on unknown block (0,0)

Algo assim...

Continuo na mesma...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala, galera!!

Edit...

Estou editando esta mensagem. Não posso me entregar assim. Não, eu vou prosseguir!! Vou trazer as mensagens de erro que estão aparecendo aqui na compilação do kernel. Vou lutar bravamente, afinal o PC onde eu tenho o Linux instalado é meu laboratório, já que tenho o meu principal, para Windows, programas Win32 e jogos! O Tux não pode ser esse bicho de 7 cabeças que acho ser.

Agora a minha sugestão quanto a compilação do Kernel:

Eu sugiro a comunidade Linux que crie uma interface que automaticamente fizesse a atualização do Kernel do Linux, com o faz o Service Pack do windows. Uma interface gráfica com certeza ajudaria os iniciantes a começar a dominar este sistema e popularizar de vez o Linux nos desktops. Pensem nisto. :goff:

Deixo aqui a minha sugestão para os que desenvolvem e criam seus próprios kernels e programas open-source: desenvolvam uma interface gráfica que reúna todos os comandos necessários para uma compilação bem-sucedida do kernel. :joia: E tomara que seja um brasileiro que invente esta interface. Isso mostrará que o Basil tem talentos maravilhosos. :bandeira:

E então? Posso voltar a comunidade Linux? :rolleyes:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sei pra que você quer atualizar o Kernel, esse 2.6.8.1, têm tudo que sua maquina precisa.

Nego reclama que é difícil, mais não sabe nem o que é Bash. :tantan:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Kobal@02 jan 2005, 14:58

Não sei pra que você quer atualizar o Kernel, esse 2.6.8.1, têm tudo que sua maquina precisa.

Nego reclama que é difícil, mais não sabe nem o que é Bash. :tantan:

Na verdade eu fiquei curioso em aprender a atualizar o Kernel. Estou usando o Linux apenas como teste, visto que eu tenho que ler muito e muito ainda para poder lidar com esse sistema. Por outro lado, de tanto instalar Firefox e Thunderbird, além dos plugins, pelo menos já sei como usar um "tar", um "./", um "cp", um "ls", um "su", um "sudo", etc. É mais um hobby que talvez possa virar coisa séria daqui pra frente, mas no momento é só para descobrir coisas novas.

O PC onde eu tenho este Linux instalado eu uso como laboratório de Windows, e o problema de usar um dual-boot é justamente o fato de com os testes de sistema de arquivos, backup, formatação, etc, eu teria que descobrir um modo de restaurar o boot do Linux sem precisar reinstalá-lo, por isso que mencionei as leituras.

Na minha última mensagem eu comentei que voltaria para o Windows. Bem, momentos antes de eu preparar o disco de boot do Windows para usar o FDISK e fazer a instalação do Windows, minha irmã pediu para navegar na Web, e enquanto ela navegava, eu via a velocidade do Konqueror ao abrir sites, a velocidade do sistema como um todo e me perguntei: "Se eu aprendi o Windows a duras penas e sem desistir, porque estou me entregando? O Linux é um sistema como outro qualquer, porque ter medo?"

Em respeito aos colegas que postaram as suas dicas sobre o Kernel, voltei atrás na minha decisão e por enquanto vou manter esta instalação. E vou colocar aqui as mensagens de erro do Kernel. Vou continuar a minha via-crucis na tentativa de compilação do Kernel.

Abraços, e até mais!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Hey Marshall!@02 jan 2005, 16:45

Eu não vou desistir.

Não é difícil, só estou fazendo algo de errado.

você tem razão. Eu também não posso me entregar assim. Vamos prosseguir. Vou editar a mensagem onde falo sobre desistir do Linux.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara... você pode conseguir viver tranquilo e sem problemas com um Kernel que vem da distro... mas se você quer apreder então tá valendo... pega alguns tutos e leia materias relacionadas sobre compilação e sobre o sistema em geral... você vai ver que é tudo interligado e vai aprender mais... enquanto isso vai usando ele como... sei lá... sistema operacional... =D... navegar na net e outras coisas mais... e quanto a compilação:

O link ao qual você se referia... não precisa modificar ele... deixa ele como está apontando para o Kernel default que veio com a distro e qualquer erro você escolhe ele no boot do lilo... em vez de alterar o lilo aponta a imagem do lilo para o novo Kernel no /boo... veja o meu lilo.conf:

other = /dev/hda1

  label = Windows

  table = /dev/hda

# DOS bootable partition config ends

# Linux bootable partition config begins

image = /boot/vmlinuz

  root = /dev/hda7

  label = Linux

  read-only

image = /boot/vmlinuz-2.6.9

  root = /dev/hda7

  label = 2.6.9

  read-only

# Linux bootable partition config ends

Pegue nformações sobre seu hardware... chipsets... discos rigidos... e compile seu Kernel de acordo com seu hardware... não deixe de colocar seu sistema de arquivos como (*), ou seja, dentro do Kernel e não como modulo... dê uma analisada na configuração do seu ernel default da sua distro... você consegue com um tempo...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por antonypeople@02 jan 2005, 17:19

Cara... você pode conseguir viver tranquilo e sem problemas com um Kernel que vem da distro... mas se você quer apreder então tá valendo... pega alguns tutos e leia materias relacionadas sobre compilação e sobre o sistema em geral... você vai ver que é tudo interligado e vai aprender mais... enquanto isso vai usando ele como... sei lá... sistema operacional... =D... navegar na net e outras coisas mais... e quanto a compilação:

O link ao qual você se referia... não precisa modificar ele... deixa ele como está apontando para o Kernel default que veio com a distro e qualquer erro você escolhe ele no boot do lilo... em vez de alterar o lilo aponta a imagem do lilo para o novo Kernel no /boo... veja o meu lilo.conf:

other = /dev/hda1

  label = Windows

  table = /dev/hda

# DOS bootable partition config ends

# Linux bootable partition config begins

image = /boot/vmlinuz

  root = /dev/hda7

  label = Linux

  read-only

image = /boot/vmlinuz-2.6.9

  root = /dev/hda7

  label = 2.6.9

  read-only

# Linux bootable partition config ends

Pegue nformações sobre seu hardware... chipsets... discos rigidos... e compile seu Kernel de acordo com seu hardware... não deixe de colocar seu sistema de arquivos como (*), ou seja, dentro do Kernel e não como modulo... dê uma analisada na configuração do seu ernel default da sua distro... você consegue com um tempo...

T+

Grato pelas dicas.

Realmente não sei onde estou errando. Para começar o comando "make xconfig" não funciona direito, parece que ele requer uns componentes QT, mas não acho isso na instalação do Mandrake. ALiás, essa é a minha maior crítica quanto ao Linux: não há um padrão estabelecido, sempre há alguma mudança de uma distribuição para outra. Não podia, por exemplo, ter um Linuxconf no Mandrake? O Drakconf é muito resumido em suas funções. Qual aplicativo que aciono no Mandrake que tem todos os detahes que vem no Linuxconf?

Mas voltando a vaca fria, o make xconfig não funciona, tendo que recorrer ao make menuconfig. Eu gostaria de ter acesso a uma interface gráfica aos moldes do xconfig, como aparece no tutorial do Guia do Hardware de compilação de Kernel. O comando make xconfig exibe uma tela gráfica para a configuração do Kernel, porque não acontece a mesma coisa aqui? Será que é por causa do Kurumin ser baseado no Debian?

Na primeira tentativa frustada de compilar o Kernel, a única modificação que fiz foi a otimização para o processador do PC de testes, no caso um Duron. Na segunda tentativa frustada (que felizmente eu soube restaurar o sistema), não fiz modificação nenhuma no Kernel, e me apareceu o mesmo erro do Kernel_Panic. Na primeira vez o sistema estava instalado em Journalised Ext3, já na seguna eu optei por Journalised ReiserFS, que me dá a impressão de ser mais rápido que o Ext3. E lembro que quando eu examinava a configuração do Kernel, o sistema EXT3 e o Reiser FS estavam seleconados por padrão, então, não é erro do sistema de arquivos. A mensagem de erro do Kernel Panic nem menciona nada sobre sistema de arquivos. Eu vou reiniciar com o kernel novo, anotar a mensagem de erro e retornar.

Abraços!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Hey Marshall!@02 jan 2005, 22:12

Assim..

Er....

CONSEGUI! RECOMPILEI!!!! EBAAAAAAAAAA

Parabéns! :palmas:

Onde estava o erro? E qual é a sua distribuição e versão do Kernel antigo?

Infelizmente eu não tive esta sorte. Mais pra frente eu uso outra distribuição compatível com o XCONFIG. Estou de volta ao mundo Win32.

Abraço a todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fala ai pessoal... eu tb ralei pra aprender a configurar um kernel descente... e até hoje ainda to aprendendo... mas não desista e use o make menuconfig mesmo... é a mesma coisa (aliás acho até mais simples)... ok?!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fui mais prático, usei meu arquivo config (do /boot) antigo no novo kernel, tirei muita coisa que não ia usar, habilitei o que eu queria. E plunct-plact-zum...funcionou.

Eu tava com 2.6.9 sem suporte a ntfs, to com 2.6.10 com suporte a ntfs e outras coisas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Hey Marshall!@02 jan 2005, 23:44

Eu fui mais prático, usei meu arquivo config (do /boot) antigo no novo kernel, tirei muita coisa que não ia usar, habilitei o que eu queria. E plunct-plact-zum...funcionou.

Eu tava com 2.6.9 sem suporte a ntfs, to com 2.6.10 com suporte a ntfs e outras coisas.

Sabe o que dá mais medo de tentar a recompilação? é quase uma hora para compilar os módulos!!! é até um teste de estabilidade para o PC, já que ele esquenta que é uma loucura!!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente, ele esquenta relativamente muito.

Quanto ao make xconfig, prefiro (e usei) o make menuconfig.

Eu tento fazer tudo pela linha de comando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Hey Marshall!@02 jan 2005, 23:44

Eu fui mais prático, usei meu arquivo config (do /boot) antigo no novo kernel, tirei muita coisa que não ia usar, habilitei o que eu queria. E plunct-plact-zum...funcionou.

Eu tava com 2.6.9 sem suporte a ntfs, to com 2.6.10 com suporte a ntfs e outras coisas.

Por favor, como você conseguiu? Qual tutorial você usou? Qual distribuição você usou? Quais os componentes? Quais as dificuldades encontradas? Qual o caminho do sucesso?

Eu tenho uma partição de 15GB usada pelo WinXP e outra, também de 15GB, reservada para meus arquivos, mas posso reservá-la para uma nova instalação do Linux Mandrake 10.1. Se eu conseguir ao menos compilar um Kernel, já me animo mais a trabalhar com Linux.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Copio o config já existente no diretório /boot para o diretório das fontes do kernel /usr/src/linux-versião

Renomeie para .config

No make menuconfig estará a configuração atual do seu kernel

Eu coloquei o que queria, tirei o que eu TINHA CERTEZA que não afetava e nem ia precisar (muita coisa, hehe)

E recompilei.

tutorial usado: nenhum, só a mente suese

Distro: Fedora Core 3, atualizei para o 2.6.10. E é só.

Agora é a jornada de conseguir configurar a minha radeon...hehe

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Hey Marshall!@03 jan 2005, 00:50

Realmente, ele esquenta relativamente muito.

Quanto ao make xconfig, prefiro (e usei) o make menuconfig.

Eu tento fazer tudo pela linha de comando.

É até uma opção para teste de estabilidade do PC: uma compilação de kernel.

Reparei na sua assinatura que você usa o Fedora Core.

Cara, quanto tempo levou no comando make install, ou semelhante? Um make levou uns dois minutos, mas o outro make imediatamente após o primeiro está levando 30 minutos. No Guia do Hardware diz que num Athlon 1.5GHz (1800+) a compilação leva em torno de 3 minutos. O meu processador é um Duron 1.6GHz numa L7VTA com 384MB DDR333 e 30GB de disco e está levando mais tempo que um Celeron 366MHz.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Hey Marshall!@03 jan 2005, 01:12

Copio o config já existente no diretório /boot para o diretório das fontes do kernel /usr/src/linux-versião

Renomeie para .config

No make menuconfig estará a configuração atual do seu kernel

Eu coloquei o que queria, tirei o que eu TINHA CERTEZA que não afetava e nem ia precisar (muita coisa, hehe)

E recompilei.

tutorial usado: nenhum, só a mente suese

Distro: Fedora Core 3, atualizei para o 2.6.10. E é só.

Agora é a jornada de conseguir configurar a minha radeon...hehe

OK!! Copiar o CONFIG para a pasta das fontes do Kernel. Rever a configuração do novo Kernel. É, posso tentar fazer isso.

Eu estou achando que é o Mandrake que está fazendo bico doce. :sne::sne:

:joia:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A compilação além de depender do processador e da memória, depende também do que você selecionou para ser como built-in ou como módulo.

A configuração básica para i386 que vem nos pacotes do kernel, não demora quase nada (elas se encontram no diretório /usr/src/linux-versão/arch/i386/defconfig).

Mas a minha sim, depois eu vou tentar diminuir as coisas...como o roger_2 falou, sempre aprendendo.

Passei quase 1 semana tentando compilar esse kernel, tentava umas 2-3 vezes por dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0