• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Diogo Baptista

Sucessor do windows xp mostra a cara

1 post neste tópico

SDS., :bye:

Texto retirado do site PC World na qual o texto pode ser lido através deste link. PS.:É uma matéria antiga mas vale a pena ler, sabendo que até hoje não saiu esta versão (ou seja desde 2003 é só enrolação)

Sucessor do Windows XP mostra a cara

PC World

05/11/2003 16:31

Bill Gates ofereceu o primeiro preview do sistema que deve ser o próximo Windows da Microsoft, chamado pelo dono da empresa como "o lançamento da década e o maior desde o Windows 95".

Em uma palestra para milhares de desenvolvedores na Conferência para Desenvolvedores Profissionais Microsoft (PDC) na segunda (27), Gates ofereceu pequenas mas deslumbrantes amostras do sistema.

Chamado de Longhorn, o sistema operacional deve ter sua versão beta divulgada no segundo semestre de 2004, mas o lançamento não é esperado até pelo menos 2006. O Longhorn trará gráficos que integrarão todos os tipos de mídia, um novíssimo sistema de arquivos com um sofisticado sistema de banco de dados; e novas características que, segundo a Microsoft, facilitarão muito a comunicação entre aplicativos e dispositivos.

Gates também anunciou planos para um segundo service pack para o Windows XP, que corrigirá os problemas de segurança que infestam e atormentam o sistema operacional. A Microsoft planeja lançar o Windows XP SP2 no começo de 2004, com uma versão beta esperada para o final do ano. Entre outros destaques, o service pack tornará o firewall do Windows como padrão, revelou Gates.

O cuidadoso road map do sistema operacional indica também que o lançamento do edição 64-bits do Windows XP para os novos Athlons 64-bits da AMD foi adiado até, pelo menos, a segunda metade de 2004.

Gates citou que o orçamento de pesquisa e desenvolvimento da Microsoft se mantém em US$ 6,8 bilhões - o dobro do que era há quatro anos. O empresário acredita que a próxima onda de programas Windows vai levar a computação a um "nível completamente novo".

"Não há ciência nenhuma de que nós atingimos qualquer limite. Acreditamos que esse é a década em que dispositivos digitais serão uma parte de nossas vidas e da economia de uma forma muito profunda" disse Gates. "O aumento da produtividade será mais forte nesse década do que já foi na outra".

Bill Gates e Jim Allchin, vice-presidente do Grupo de Plataformas Windows, disseram que o Longhorn será baseado em fundamentos melhorados, incluindo a segurança.

"Juntos, nós temos que aperfeiçoar a infraestrutura de segurança para que as pessoas possam confiar no sistema" falou Allchin aos desenvolvedores. A Microsoft está trabalhando para melhorar fundamentos como confiança e performance em drivers e aplicações, adicionou ele.

Facilitar o manejo também é um objetivo. O Longhorn permitirá instalações com um clique e sem reinicialização, acrescentou Allchin. "Estou em uma campanha para livrar-nos de reboots, não apenas no nosso código, mas no seu também" disse ele.

Na lista de fundamentos, o Longhorn trará três grandes inovações. Seu sistema visual de apresentação baseado em XML, chamado de Avalon; um novo sistema de arquivos, o WinFS; e uma nova tecnologia para comunicação entre aplicativos e dispositivos, chamada Indigo.

O Avalon aproveitará do poder de processamento gráfico não usado em PCs modernos, de acordo com representantes da Microsoft. Os gráficos do Avalon incluem algum elementos remanescentes do Mac OS X, incluindo janelas transparentes.

O Longhorn também conseguirá renderizar vídeos perfeitamente incluídos em uma janela estática. O Avalon começará a integrar aplicativos desktop e online, disse Allchin. Um engenheiro da Amazon.com demonstrou uma página Web como deve aparecer no Longhorn, com um vídeo completo de um novo DVD e a capacidade de alternat mensagens de merchandising.

O desktop do Longhorn também trará uma barra lateral onde usuários podem agregar serviços de informação e notificação como lista de amigos ou aplicativos RSS.

O sistema de arquivos WinFS usa as tecnologias XML e de banco de dados para definir e organizar arquivos de todos os tipos por múltiplos atributos ou por metadata. O novo sistema permitirá pesquisas mais rápidas e sofisticadas por meio de diferentes tipos de arquivos em pastas distantes, disse o representante. As informações que antes estavam disponíveis apenas no nível da aplicação serão acessadas no nível do sistema, permitindo ao usuário pesquisas mais rápidas e diretas por arquivos antes separados por tipo.

Em uma demonstração da versatilidade do novo sistema, Allchin achou 1.100 itens para a palavra Longhorn. Na hora em que acabou de digitar, a janela de resultados já havia lhe mostrado 30 arquivos. A pesquisa foi formatada apenas para documentos de texto, e-mail e faxes. Enquanto o Longhorn chegará às prateleiras com um esquema básico para definir metadados, os desenvolvedores poderão customizar seus próprios esquemas, de acordo com a Microsoft.

A tecnologia Indigo foi planejada para facilitar a comunicação entre aplicativos pela Internet. Um engenheiro da gigante farmacêutica Merck demonstrou um programa que permite que médicos monitorem remotamente pacientes em exames clínicos - e sejam alertados se alguns dados do paciente ultrapassem certos parâmetros.

Allchin apenas alertou que os desenvolvedores não esperem muito do código divulgado pela Microsoft no encontro." A performance nesse beta não é boa" disse ele, sugerindo ainda que o disco fosse instalado em máquinas de alta performance sem muito uso.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

(Então eu digo: ''Mais dinheiro pro tio Bill!'')

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0