• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
macsei

Update do Windows? Agora, só com identificação

9 posts neste tópico

Update do Windows? Agora, só com identificação

Quarta-feira, 26 de janeiro de 2005 - 19h08

SÃO PAULO - A Microsoft lança no próximo dia 7 de fevereiro uma campanha de combate à pirataria de software que restringirá o acesso às atualizações do Windows aos usuários registrados de cópias legítimas do sistema operacional.

O sistema Windows Genuine Advantage, conta a Microsoft, é capaz de checar a autenticidade de um usuário, dando a ele acesso a updates, ofertas especiais e outras ferramentas e benefícios. O programa-piloto foi lançado, como opcional para usuários do Windows em inglês, em setembro do ano passado. Mais de cinco milhões de clientes, segundo a companhia, aderiram ao programa.

A partir de 7 de fevereiro, o sistema de autenticação poderá ser acessado por usuários do sistema operacional em 20 outros idiomas no Microsoft Download Center, que fica no endereço www.microsoft.com/downloads. O canal vai liberar programas como o Photo Story 3 for Windows, o Winter Fun Pack 2004 e seis meses de teste do Microsoft Office OneNote 2003, entre outros, para quem aderir ao programa. Usuários da República Tcheca, Noruega e China, as nações mais afetadas pela pirataria, serão convidados a participar - e receberão como prêmio uma versão totalmente legítima do Windows.

E, a partir do segundo semestre de 2005, os visitantes do Microsoft Download Center e do Windows Update só poderão acessar os conteúdos dos dois sites se estiverem cadastrados no programa. Quem ainda não tiver feito o registro poderá baixar programas apenas através do Automatic Updates, dentro do próprio Windows.

Renata Mesquita, do Plantão INFO

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tava demorando, mas tomara que ainda seja possível baixar os fix de segurança para atualização, pois pelo que entendi somente o windows update terá identificação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha opnião, isso pode ajudar o Linux, pois muitos usuários não tem $$ ou vontade de adquirir o Windows.

Com certeza logo farão isso com os outros produtos também !!!

A propósito, é já que alguem descobre uma maneira de burlar, e fica tudo do mesmo jeito hehehe !!!

Abraços,

Alexandre.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Programa anticópias ilegais da MS chega ao país

Quarta-feira, 16 de fevereiro de 2005 - 14h16

SÃO PAULO - A Microsoft lançou nesta quarta-feira (16) no Brasil o piloto do Programa de Vantagens do Windows Original, aquela iniciativa que só permitirá a atualização de programas via internet a quem tiver o Windows legítimo e se registrar como tal. O piloto vai até agosto e a participação é opcional.

O programa começou em setembro com a participação dos Estados Unidos, Canadá, Rússia, República Tcheca e China, e chega agora a outros países em 20 idiomas. Na apresentação, o colombiano Orlando Ayala, vice-presidente sênior para pequenas e médias empresas e parceiros da Microsoft, contou que o Brasil é, entre os novos países integrantes, o com maior número de ofertas para os usuários registrados: são 16 ao todo, sendo três iniciativas mundiais e 13 criadas especificamente para o nosso mercado.

O usuário que quiser participar do piloto deve entrar no endereço www.microsoft.com/brasil/original, escolher as ofertas que deseja (podem ser todas) e validar seu Windows. O sistema baixa então para o PC uma chave em ActiveX que vai conter esse código de validação. O download e instalação dessa chave, diz a Microsoft, levam de 30 segundos a um minuto. O sistema não pede nenhuma informação pessoal do usuário - só verifica que aquele Windows é legítimo ou não - e passou pela auditoria da empresa alemã de segurança TUV-IT - "para garantir que a privacidade do usuário seja preservada", afirma Dinis Couto, gerente-geral de Windows Client. Em caso de perda do HD ou outra necessidade de reinstalação do sistema operacional, o usuário pode validar novamente sua máquina.

O Programa de Vantagens do Windows Original está aberto para as versões XP e 2000 do Windows e para clientes domésticos e de pequenas empresas. A versão final sai no segundo semestre. Quem topar participar nessa fase piloto, na qual a Microsoft "espera conhecer melhor as necessidades do usuário", vai ter acesso a uma série de descontos e a programas gratuitos.

As ofertas mundiais abertas aos usuários brasileiros que se inscreverem no programa são: uma cópia gratuita do software de edição de filmes a partir de fotografias Photo Story 3; 50% de desconto nos jogos do MSN Online; e o Windows Winter Fun Pack, protetor de tela também gratuito.

No Brasil, para os usuários domésticos, a Microsoft fechou parcerias com o iG (no produto SuperiG); com a Computer Associates (no EZ Antivírus); e com a Symantec (para o Norton Internet Security). Além disso, o pacote de ofertas inclui o Premium Hotmail Plus (dois meses grátis); o protetor de tela Brazilian Soccer Theme; e descontos de 10% a 25% na aquisição dos seguintes produtos da casa: Works 8.0, Wireless Optical Mouse, Age of Mythology Gold e Halo para PC.

Pequenas empresas têm acesso a outras parcerias, com a Locaweb e com a CA (nos produtos ERwin Data Modeler & Unicenter e Total Protection), a um desconto na aquisição de cópias do Office 2003 e a oito horas de serviço e uma impressora multifuncional para quem adquirir o Small Business Server 2003.

Depois da fase piloto, só quem se validar no sistema poderá baixar programas e atualizações nos sites Centro de Downloads e o Windows Update. Mas as atualizações críticas de segurança automáticas pelo Windows continuarão abertas a todos os usuários do sistema operacional, sem necessidade de um registro.

Renata Mesquita, do Plantão INFO

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E se o meu Windows não for original?

Quarta-feira, 16 de fevereiro de 2005 - 16h32

SÃO PAULO - O recém-lançado Programa de Vantagens do Windows Original limitará downloads e atualizações a quem se cadastrar e validar seu Windows. Mas não abrange as atualizações críticas de segurança liberadas pela Microsoft, o que significa que esses downloads, que são realmente importantes, continuarão disponíveis a todos pelas atualizações automáticas do XP.

Quando a versão final do programa for lançada, no segundo semestre, estarão bloqueados para os usuários que não validarem seus Windows originais o Centro de Downloads e o Windows Update.

Mas o que acontece quando um usuário descobrir, no ato da validação, que seu Windows não é legítimo? Uma das opções é confrontar o vendedor, se ele tiver alegado, na venda, que o software que acompanhava o produto era original. O sistema permite a impressão de um relatório com as informações sobre a ilegalidade daquele sistema operacional, explica Dinis Couto, gerente-geral de Windows Client. Se a empresa não oferecer ajuda, o usuário pode denunciá-la através de um relatório de irregularidades no próprio sistema.

De qualquer forma, quando o sistema acusar que a cópia não é original, a primeira coisa a ser feita, segundo Couto, é acionar as atualizações automáticas do Windows.

Esse programa será usado pela Microsoft também para "limpar" o canal de distribuição, ou seja, descobrir quem oferece falsos Windows legítimos através das denúncias dos usuários no tal relatório de irregularidades.

Para quem levou gato por lebre - ou seja, comprou o Windows falso como se fosse o verdadeiro - a empresa não se dispôs a trocar a cópia por uma legítima (como fez a Microsoft britânica em seu teste de projeto antipirataria). Não ficou claro se a solução será na forma de desconto para a aquisição do produto original, por exemplo. "Mas não há dúvida de que haverá diálogo para resolver a situação. Estamos centrados na satisfação do cliente, faremos primeiro o que é correto para o cliente", promete Orlando Ayala, vice-presidente sênior para pequenas e médias empresas e parceiros da Microsoft.

Renata Mesquita, do Plantão INFO

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom, tem muita gente que acha que o pessoal vai abandonar o Windows e usar o Linux só por causa dessas medidas da M$. Ora, quem trabalha com suporte técnico para empresas sabe que uma simples formatação e reinstalação de s.o. já causa uma enorme dor de cabeça (principalmente nas micro e pequenas empresas), agora imagine só falar em migração de plataforma. Isso não é tão simples assim, pois tempo é dinheiro para as empresas (grande novidade...) e ninguém está disposto à parar com o trabalho só pra aprender à usar um s.o. diferente.

Pode até ser que uma parcela dos usuários domésticos de Windows resolva migrar para Linux, ou por conselho de amigos/conhecidos, ou por ter se deixado levar pela "ideologia anti-M$".

Na minha opinião o Linux vai continuar na mesma. Ninguém vai deixar de usar de usar o Windows, até porque logo surge uma maneira de burlar esses limites nas atualizações (como disse o colega silva1ar). E mesmo com o prejuizo que a M$ vai continuar tendo aqui, ela vai continuar líder pois nem só de Brasil vive a M$.

No caso do Linux, três coisas que os seus "seguidores" ainda não entenderam é:

1) Marketing é a chave do sucesso

2) O dinheiro está nas mãos dos leigos

3) Por mais que os adeptos do "software livre" pareçam detestar dinheiro e insistam em confundir software livre com "software grátis", nada sobrevive sem dinheiro.

Enquanto o Linux não fizer o seu marketing melhor que o da Microsoft e enquanto o Linux não funcionar igual e "compativel com" o Windows, para que qualquer leigo possa usar seu Word, seu Excel, seu PowerPoint ou seu Outlook Express sem notar a diferença, nada vai mudar nesse cenário.

E a Microsoft vai continuar dominando ditatorialmente, queira ou não a ideologia socialista dos que torcem para que o Linux derrote o Windows só pra ver seu herói vencer.

É minha opinião. E fato, também.

Editando: Ah, outra coisa: a Microsoft acaba com a pirataria na hora que quiser, basta violar as "políticas de privacidade" (coisa que acredito que já fazem há muito tempo), verificar se a cópia instalada é ilegal ou não e tomar as "medidas necessárias". É muito fácil fazer isso, ainda mais para o próprio fabriante do s.o..

Ou então, será que alguém acha que as inúmeras "falhas de segurança" dos produtos M$ existem por acaso? Ou estão lá justamente para permitir acesso da própria M$? Será que os Service Packs existem mesmo para corrigir falhas, ou para instalar novos meios de controlar remotamente as cópias? Ou eu sou muito ingênuo e a M$ muito incompetente, ou então tem coisa por trás disso tudo aí...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu concordo pelnamento com o colega Clemente.

Eu tenho em casa Windows XP SP 2 e todos os patchs e infelizmente são genericos. Isso porque?

Se fosse R$ 100,00 uma copia do Windows eu comprava na boa, mas já firam o preço Full do XP? Fui cotar pra fazer UP dos 98 daqui da empresa e cada copia sairia a R$ 545,00 antes do aumento do inicio do mês, e olhe que a empresa aqui compra como revenda.

Rapaz isso logo, logo nossos "amigos" da NET arranjaum jeito de burlar, mas a M$ deveria era baixar o preço pra galera licensiar tipo, vender a preço popular mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Cesar Lima@17 de fevereiro de 2005, 10:23

Rapaz  isso logo, logo nossos "amigos" da NET arranjaum jeito de burlar, mas a M$ deveria era baixar o preço pra galera licensiar tipo, vender a preço popular mesmo.

Eu ja consegui um serial que funciona perfeitamnete ja instalei todos esses programas photo story e esse serial é da epoca do lançamento do sp1. Claro ja troquei o meu serial por um valido era só motivo de teste. Entrava na microsoft com esse serial e dazia autenticação e dizia windows original pra que tudo isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Clemente Silva@17 de fevereiro de 2005, 09:38

Enquanto o Linux não fizer o seu marketing melhor que o da Microsoft e enquanto o Linux não funcionar igual e "compativel com" o Windows, para que qualquer leigo possa usar seu Word, seu Excel, seu PowerPoint ou seu Outlook Express sem notar a diferença, nada vai mudar nesse cenário.

eu discordo!

motivos:

1 - dizer que "o Linux só será bom quando for compatível com implementações para Windows" é a mesma coisa que dizer uma equipe de corrida só será boa se pintar a carenagem dos carros de vermelho. Existem programas muito melhores para Linux do que em suas versões para windows (vide as funções estatísticas do OpenOffice que não dependem de macros). Problemas existem sim, mas se compararmos com os de 3 anos atrás percebe-se uma animadora melhoria.

2 - o Windows só é referência de software para quem nunca deixou a preguiça de lado e folheou uma apostila UNIX. dizer que um sistema diferente do windows é complicado é algo muito relativo, tanto que o OS/2 não apresentava uma única linha de comando.

3 - Sistemas operacionais fantásticos jamais chegaram ao nosso conhecimento graças ao excelente trabalho da Microsoft em seu S.O., mas se eles continuarem pensando só em $$$ vão acabar perecendo em outros fatores. eles já são famosos por fazerem software de qualidade duvidosa, lançar 10 SPs para cada sistema operacional e coisas do gênero.

4 - Se você pedir para um pobre cidadão que vendeu até as calças para pagar pela licença do windows que ele usa com certeza vai ouvir besteira. marketing não é tudo, e pelo menos eu tenho a empírica opinião de que o Windows custa muito mais caro do que realmente ele faz.

enquanto vocês discutem, três empresas de porte internacional e duas instituições de ensino estão fechando acordo com a Conectiva para a instalação do novo sistema operacional. Definitivamente, o Linux não precisa investir bilhares de dólares em marketing para defender a ideia de que é bom.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0