• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Brum RJ

Codificação Mpeg para DVD

6 posts neste tópico

Olá Pessoal,

Fiz a algumas semanas um DVD de teste usando o encoder Main Concept para gerar o arquivo MPEG2. Video editado, mpeg renderizado, dvd criado, tudo certo.

Minha dúvida é quanto a questão da taxa de bits usada na geração do arquivo MPEG2 para criar o DVD. Depois de varios testes aqui consegui a taxa de 9800kbps máxima e 6000kbps de average, em 2 passadas. O DVD criado toca maravilhosamente bem no PowerDVD 5 no micro com qualidade incrível, porém ao reproduzilo em um DVD player Philips (aquele "portátil" q parece um walkman avantajado) a imagem apresenta uma espécie de distorção horizontal em cenas com movimento. Procurei n altarar nada nas configs de Interlaced e Field Order no codec Main Concept, apenas na resolução.

Bom, de volta ao meu player no micro, notei q a taxa média deste DVD se mantém alta, por volta de 7500kbps, enquanto q em DVDs de filmes e shows ela se mantém em apenas por volta de 4500kbps, o q nestes DVDs causa uma perda de qualidade na imagem assistida no monitor do micro, mas não na TV (em raros momentos se nota os pixels indesejados).

Na época capturei em 720x480 29,7fps NTSC em MPEG2 a 9500kbps CBR, editei no mesmo formato e só mudei a taxa de bits na hora de gerar o MPEG pra indexar e fazer o menu no programa de autoração de DVD. Por sua vez o programa de autoração aceitou o formato MPEG q renderizei, apenas dividindo os arquivos, criando as pastas e os VOBs em alguns minutos. Estava despreocupado justamente por ele ter aceitado ao n ter re-renderizado o video novamente.

Será q este problema no DVD q criei está relacionado a taxa alta de bits, ou teria haver com outra coisa, como o Field Order, interlaced/de-interlaced, ou qualquer outra coisa, como o proprio aparelho DVD de mesa q apresenta este problema?

Abração,

Brum

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Saiba que existe um limite de qualidade, se você capturar em CBR 6000 ou 9000 de uma fita VHS com certeza a qualidade será a mesma.

Alguns programas de autoração possuem um padrão, se você capturar no padrão final do DVD o trabalho será mais fácil e mais rápido.

Você está capturando em AVI ou MPEG?

Qual software usa para autoração?

:bandeira:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é, a qualidade da captura está ok quando a faço em MPEG2, tanto a 6000kbps ou a 9500kbps. Como n dá diferença de rendimento na edição prefiro capturar na resolução mais alta pra depois baixar só na renderização pro DVD. O problema é só na hora de ver o DVD autorado neste Player da Philips q mencionei. N tive tempo ainda de assistir em outro aparelho além dele e do player em software do PC. No PC fica ok, sem problemas de distorções.

Em breve vou finalmente passar a capturar em AVI DV, editar tudo em DV e só passar para MPEG2 quando for autorar no DVD. Uso o DVD Arquitech pra autorar. quando chegar a hora vou ver se o problema resolve. Talvez trocando de encoder MPEG2, o software de autoração, enfim, vou pesquisar e se resolver eu aviso aqui... Valeu!

Abraços,

Brum

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi

Cara, acho que teu problema é o bitrate alto mesmo. Uso Final Cut com codec Quicktime para codificar video DV para m2v e tenho problemas se usar um bitrate mais alto que 6.5. Já usei 7 e 9, sendo que em 9 (embora tocasse no Mac) os players de mesa rejeitavam o DVD. Aprendi a me contentar com 6.5 mesmo.

Nani

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

também estou de olho no bit rate a partir de agora. Experimentei criar um filme de 10 min, e codifiquei um com o setup q deu galho e outro com o "default" do Main concept. O resultado foi q o setup "gordão" deu o mesmo problema em um dvd player da Gradiente, enquanto q o default ficou beleza. E o q me deixou pasmo foi o fato q a qualidade na TV foi a mesma, so mesmo no micro q ficou um pouco pixelado o setup default de codificação... Tem jeito n, tenho q me contantar com o ideal pra TV, e n pro micro...

Abração,

Brum

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Brum RJ,

Via de regra, um DVD nunca pode passar os 9000kbps.

Isso com audio e tudo.

Costumo trabalhar com bitratevariavel numa média de 7000kbps.

Ou seja, coloco mínimo de 6000 e máximo de 8000kbps.

Sempre disso p/ menos.

Outra coisa importante é o Pixel Aspect Ratio.

O padrão DV NTSC é (0,9).

Pode acontecer da TV estar configurada de outra forma, o que eu acho muito difícil...

Bom, é isso.

Salvador Jr

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0