• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
alex-araujo

Gravador de cds no conectiva 7.0

5 posts neste tópico

Olá galera! Tenho um gravador de cds IDE 12x 8x 32x da LG e, por ser iniciante no Linux, gostaria de instalá-lo.

Obs.: o Conectiva já o reconheceu como unidade de cds.

Brigadão,

Alexandre

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra fazer ele funcionar você vai ter que fazer uma emulação de SCSI no CDRW.

Pra fazer isto você tem que adicionar uma entrada no lilo (ou grub)

Pro lilo é só adicionar  (no arquivo /etc/lilo.conf)

===>>>   hdc=ide-scsi     <<<===

na parte de configuração do linux. Apos isto basta executar o comando <<<  lilo  >>>

A parte de configuração do LILO ficaria mais ou menos assim:

---------------------------------------------------------------------------

image=/boot/vmlinuz-2.4.7-10

label=linux

initrd=/boot/initrd-2.4.7-10.img

read-only

root=/dev/hda7

append="hdc=ide-scsi"

-------------------------------------------------------------------------

Pro grub e só adicionar (no arquivo /boot/grub/grub.conf) a mesma linha acima na parte de configuração do Linux.

O trcho do meu grub tá assim:

-------------------------------------------------------------------------

title Red Hat Linux (2.4.7-10)

root (hd0,6)

kernel /boot/vmlinuz-2.4.7-10 ro root=/dev/hda7 hdc=ide-scsi

initrd /boot/initrd-2.4.7-10.img

--------------------------------------------------------------------------

Ps.: onde tá hdc é a porta do seu CDR

hda=1a porta IDE master

hdb=1a porta IDE slave

hdc=2a porta IDE master

hdd=2a porta IDE slave

Depois é so abrir o programa de gravação de CD (GToaster, KreateCD,...) e na configuração ver se acha o host SCSI 0,0.

Qualquer duvida escreva...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O programa responsável pela comunicação com sua gravadora é o cdrecord. Por padrão, o cdrecord trabalha apenas com drives CD-R ou CD-RW em interfaces SCSI. Ok, vamos lá, todos nós temos drives de CD-R em interfaces IDE, certo? Pois bem, existe uma forma de mascarar nosso drive para que o mesmo funcione como um drive SCSI e então, burlar o cdrecord.

A primeira informação a se ter em mente é em qual dispositivo se encontra o seu drive CD-R. Antes de informarmos ao Linux que existe uma gravadora de CDs no sistema, o mesmo trata o dispositivo como um simples drive de CDROM.

No caso do meu sistema, a gravadora de CDs corresponde a /dev/hdc, que equivale a interface secondary master em minha placa-mãe. Usualmente seu drive pode estar em /dev/hdb (secondary slave), isso vai depender da forma como o seu equipamento foi jumpeado.

Você pode descobrir onde se encontra seu drive de CDROM emitindo o seguinte comando:

#ls -l /dev/cdrom

Como saída teremos algo parecido com:

lrwxrwxrwx 1 root root 3 Sep 21 13:46 /dev/cdrom -> hdc

Neste caso, o dispositivo associado a gravadora de CDROM é /dev/hdc, como mostrado na última coluna da saída do comando.

Agora que descobrimos onde se encontra o CDROM, vamos informar ao kernel que /dev/hdc será o "dispositivo-alvo" do modulo ide-scsi*. Para que a configuração da gravadora seja algo permanente, é interessante fazermos com que os parâmetros e os módulos envolvidos sejam carregados durante a fase de inicialização do sistema. Sendo assim, usaremos o lilo para passar parâmetros ao kernel. Mas porque o lilo? Ora, é o lilo quem carrega a imagem do kernel na memória do computador, nada melhor do que ele para se passar parâmetros ao kernel.

* se o seu Linux não encontrar o módulo ide-scsi, será necessário recompilar o kernel com suporte a "SCSI emulation", porém essa parte está fora do escopo do artigo.

Edite o arquivo /etc/lilo.conf e insira a seguinte linha:

append="hdc=ide-scsi"

(lembre-se de substituir hdc pelo dispositivo acusado pelo link /dev/cdrom)

Feitas as alterações em lilo.conf, digite o comando "lilo" para atualizar o novo lilo na MBR.

O próximo passo será o de fazer com que o módulo ide-scsi seja carregado durante a fase de inicialização do sistema. Toda distribuição tem um script de inicialização local, o problema é que o nome do arquivo varia de uma para outra. Usuários de Debian deverão usar o arquivo /etc/init.d/bootmisc.sh (ou /etc/modules), usuários de Slackware o arquivo /etc/rc.d/rc.modules, enquanto que usuários de Red Hat e derivados usarão /etc/rc.d/rc.local. Edite o script de inicialização local de sua distribuição e insira a seguinte linha:

insmod ide-scsi

Reinicie o computador para que as alterações surtam efeito. Assim que o lilo carregar a imagem do kernel, será exibida uma mensagem de detecção do drive SCSI correspondente a sua gravadora de CDs. Guarde na memória o nome do dispositivo encontrado, que será algo parecido com scd0*. Você pode pressionar a tecla Scroll Lock durante a inicialização do sistema para congelar as mensagens na tela e identificar o dispositivo.

Dispositivos SCSI variam de máquina para máquina. Existem casos em que o dispositivo pode ser scdX, srX, sdaX (onde X é o número do dispositivo).

Efetue login no sistema como usuário root e atualize o link /dev/cdrom para o novo dispositivo SCSI:

#rm /dev/cdrom

-> remova o link simbólico /dev/cdrom

#ln -s /dev/scd0 /dev/cdrom

-> crie o link /dev/cdrom apontando para /dev/scd0

Se você perder a mensagem que aponta o dispositivo SCSI da gravadora de CDs, não se preocupe. Insira um CDROM qualquer no drive e digite:

#mount /dev/scd0 /mnt -t iso9660

Substitua o "0" de /dev/scd0 por 1,2,3... até que o CDROM seja encontrado e montado adequadamente, ou então substitua "scd" por "sr" e "sda".

Uma vez configurado nosso drive CD-R, vamos aprender como gerar nossas próprias imagens ISO e como gravá-las em CDs. Usaremos o programa mkisofs para gerar as imagens e o cdrecord para gravá-las.

Tanto o mkisofs quanto o cdrecord já vem instalados por padrão na maioria das distribuições Linux. Caso sua distribuição não tenha os programas incluídos, podemos encontrá-los em www.freshmeat.net. Leia a documentação encontrada nas páginas dos programas para saber como instalá-los

qualquer duvida estamos aí... ah, se quiser um tutorial de como usar o cdrecord ou mkisofs me fala q eu tenho um bom... mas voce pode usar programas como o xcdroast que traz uma interface amigável...

[]'s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algumas informações:

Cuidado ao usar o comando ls -l /dev/cdrom...

você pode, ao invés de detectar o seu Gravador de CD detectar o seu drive de CD...

Pra gravar CDS existem porgramas mais maigáveis do que o mkisofs e o cdrecord.

Ve se você encontra no seu sistema o programa "Gnome Toaster" (apesar de ter sido desenvolvido pro Gnome roda no KDE, Window Maker,...) ou então pegue na internet o programa KreateCD (www.tucows.com ou outro site de download). Estes programas funcionam em ambiente gráfico e, por isso, são mais faceis de entender.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Front-Ends

Alguns programas gráficos que podem ser usados como modo de acesso amigável aos comandos mkisofs e cdrecord:

X-CD-Roast (Meu favorito!hehe)

O X-CD-Roast é um dos programas de gravação de CDs mais amigáveis dentre todos e talvez o mais conhecido e usado da categoria. O programa torna possível a missão de "fazer com que usuários inexperientes gravem CDs no Linux" com poucos e intuitivos cliques de mouse.

O X-CD-Roast pode ser encontrado em: http://www.xcdroast.org

CDR-Toaster

Este é um front-end gráfico para os programas mkisofs e o cdrecord. O CDR-Toaster também pode gerar CDs de audio a partir de arquivos MP3.

O CDR-Toaster pode ser encontrado em: http://www.jump.net/~brooke/cdrtoast/

KisoCD

KisoCD é uma ferramenta gráfica, baseada em QT, que nos auxilia na criação e cópia de CDs. Ele nos ajuda a compor o conteúdo do CD graficamente, enquanto que o trabalho em si é feito pelo mkisofs e o cdrecord. Sua vantagem é a facilidade na criação de CDs "bootáveis" e de multi-sessão.

O kisocd pode ser encontrado em: http://www.uni-karlsruhe.de/~um12/en/main_index.html

Gnome-Toaster

Gnome-Toaster é um amigável software gráfico baseado em Gtk que nos permite gravar CDs com poucos cliques de mouse, apenas arrastando o conteúdo desejado para a janela principal.

[]'s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0