Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
wwilton

Review HP Pavillion DV6755US

Recommended Posts

Olá pessoal,

comprei há mais ou menos um mês esse HP DV6755US e hoje trago à vocês uma análise que venho fazendo desde o dia da compra. Espero que seja útil e se tiverem alguma pergunta, é só postar. Desculpem escassez benchmarks, é algo que pretendo fazer em breve.

Review HP Pavillion DV6755US

:: INTRODUÇÃO

A primeira impressão que tive ao ver um notebook da série DV6000 foi relacionada ao design. Alguns modelos desta série (e das séries DV2000/DV4000/DV5000/DV9000) possuem um acabamento denominado “HP Imprint Finish”, caracterizado pela cor black piano na tampa, e um cinza lustroso ao redor do teclado. O notebook é todo estampado com desenhos de linhas sinuosas, que são visíveis de certos ângulos e de acordo com a incidência de luz.

Especificamente, adquiri o modelo DV6755US com processador Core 2 Duo e baseado na plataforma Intel Centrino. Esta plataforma na verdade é uma jogada de marketing da Intel visando não só passar a impressão para os consumidores de um aparelho mais sofisticado, confiável, mas também com a intenção de vender um conjunto de componentes para os fabricantes. Para receber o selo Centrino, um notebook tem de possuir o chipset, a placa de rede wireless e o processador, todos da Intel. A linha Celeron, formada por processadores mais básicos, não recebe o selo. A empresa argumenta que os notebooks que possuem o selo Centrino, são mais rápidos, já que os três componentes são projetados para uma melhor integração. Particularmente eu não acredito que o ganho de desempenho seja grande, mas, ao menos teoricamente, as chances de problemas técnicos diminuem.

Por último, procurei fazer esse review em um nível médio, nem voltado para os mais leigos, mas também tentei não ser técnico demais. Por isso, se você é um expert, não leve em consideração as explicações básicas que procurei apresentar.

:: ESPECIFICAÇÕES

• Processador Intel Core 2 Duo T5450 (1.67Ghz) – FSB: 667Mhz – 2MB Cache L2;

• 2GB de Memória RAM (expansível até 4GB);

• HD de 250GB Sata - 5400rpm;

• Gráficos Intel Media Accelerator X3100;

• Gravador de CD/DVD com suporte a Dual Layer e Lightscribe;

• Leitor de cartões 5 em 1: Secure Digital cards, MultiMedia cards, Memory Stick, Memory Stick Pro, or xD Picture;

• Webcam integrada;

• Portas: 3 USB / 2 headphone / 1 microfone/ 1 VGA / 1 S-VIDEO / 1 Modem (RJ-11) / 1 LAN (RJ-45) / 1 Firewire / Infravermelho / Porta de Expansão;

• Fonte 65W e Bateria 6 de células;

• Na caixa: 1 par de fones, o controle remoto, 1 bloco de notas da HP e um monte de panfletos inúteis;

• Windows Vista Home Premium (em inglês)

:: RAZÕES PARA A COMPRA

Comprei esse notebook em substituição ao desktop e ao mesmo tempo queria algo que pudesse ser facilmente carregado, por isso optei por um com tela de 15.4”. O ponto chave para essa decisão foi o fato de que provavelmente no meio do ano terei de mudar de cidade para fazer faculdade, e é óbvio, não se pode carregar um desktop nas costas.

Jogo muito pouco, por isso não dei tanta importância para a placa de vídeo. Ele será usado mais para programação em geral (PHP, Delphi, Java), utilização de programas gráficos, como Photoshop e Fireworks, ocasionalmente para edição e conversão de vídeos e para ouvir músicas e assistir filmes em dvd e alta-definição.

:: RESISTÊNCIA

Esse é um dos quesitos mais difíceis de avaliar, até porque, acredito que ninguém vá jogar o notebook no chão para testar. Mas ele parece ser feito com bons materiais. O teclado é firme e as dobradiças seguram muito bem a tampa, que, mesmo não possuindo uma trava, fica bem firme quando está fechada.

:: TELA

A tela de 15.4” com resolução nativa de 1280x800 é fabricada pela Samsung e possui uma película chamada glossy, que realça as cores, entretanto aumenta drasticamente o nível de reflexos. A qualidade é inferior ao que eu esperava, talvez por estar acostumado com monitores CRT em desktops. Ainda sim, desde que não haja muita luz no ambiente (provocando reflexos), a qualidade é maior do que a média dos notebooks, porém, repetindo, não chega perto de um CRT. Os ângulos horizontais são bons, já os verticais são apenas razoáveis.

:: SOM

Os auto-falantes da Altec Lansing se encontram acima do teclado. Para um notebook a qualidade do som é boa. Alto e claro, sem distorções em qualquer nível de volume. Não sou audiófilo, por isso não saberia fazer uma avaliação mais precisa, mas para o usuário que está interessado apenas em uma boa qualidade de áudio para músicas e vídeos, esses auto-falantes estão de bom tamanho.

:: PROCESSADOR

O notebook vem com um processador Core 2 Duo T5450 de 1.67Ghz e com FSB de 667Mhz. É um processador da primeira geração dos Core 2 Duo, substituto dos Core Duo. Existem hoje processadores mais avançados, mas ainda sim este não deixa de ser rápido, e é ideal para quem roda vários programas ao mesmo tempo.

Antes de pegar o notebook, eu havia escolhido um filme em alta definição (“O Senhor das Armas”, 1920x800 pixels, 9.12GB, formato .mkv) para testar. O filme pediu socorro em um Pentium 4 3.06Ghz com HyperThreading (ou HyperTrash, como queiram). Já com o processador Dual Core do notebook, ele rodou perfeitamente, mas apenas com o codec AVC. Usando o ffdshow (mais pesado que o AVC), os lags eram perceptíveis. Porém, praticamente não existe diferença de qualidade na imagem gerada pelos dois codecs. Mas como o filme foi apenas um teste, já que não pretendo rodar programas pesados com freqüência, minha conclusão é que T5450 dá conta do recado para o que eu preciso, e ainda sobra poder de processamento.

Filme em alta definição, visto aqui em downscale:

dsc01180qz0.th.jpg

dsc01182zi8.th.jpg

:: TECLADO E TOUCHPAD

O teclado é no padrão americano, sem o cedilha. Apesar disso, é bem fácil de se acostumar, ainda que no início o Windows insista em trocar automaticamente o padrão para ABNT quando algum texto em português é exibido na tela, confundindo o usuário. Isso se resolve configurando o idioma padrão para “United States – International”. No mais, a digitação é excelente, as teclas são macias e não travam. E, diferente de alguns outros teclados, o caractere “?” (ponto de interrogação) fica ao lado do Shift da direita, e não na letra Q.

Em outros reviews de notebooks da HP, sempre vi o pessoal elogiando o touchpad. Minha impressão foi diferente: Apesar da resposta ser muito precisa, a superfície faz com que o dedo sempre “trave”, o que às vezes chega a ser irritante. É preciso um pouco de tempo para se acostumar, mas mesmo assim, em outros notebooks que usei, o dedo deslizava no touchpad com mais facilidade. Bom, não se pode ter tudo, e para quem usa mouse comum isso não será problema.

:: WIRELESS

A placa wireless é a padrão que vem com notebooks Intel, a “Intel Pro/Wireless 3945ABG”. Alguns notebooks já vêm com uma versão mais avançada da placa, a “Intel Pro/Wireless 4965AGN”, que aceita também o padrão 802.11n. Mas como é um padrão que ainda não está homologado, não sabemos se futuramente a placa irá funcionar com dispositivos 802.11n. O que vou comentar agora pode não ter muita relação com a placa em si, mas sim com o roteador usado: Fiquei decepcionado com a velocidade de transmissão de dados via wireless. Utilizando o notebook ao lado de um roteador Linksys WRT54GL com velocidade nominal de 54Mpbs, fui transmitir um filme de 9.12GB vindo a partir de um PC conectado ao roteador por cabo. A transmissão demorou cerca de 50 minutos, com uma velocidade que aumentou gradualmente durante a transmissão, de 1MB para 2MB. Tudo bem que é um arquivo grande, mas uma velocidade máxima de 2MB/s com o note ao lado do roteador, que transmitia os dados vindos de um PC conectado a ele por cabo? É um número bem fraco, com certeza. O resultado foi ainda pior ao transmitir o mesmo arquivo de um notebook para outro, ambos funcionando com placa Intel no padrão 802.11g conectados ao roteador via wireless. A velocidade mal passou de 1.2MB/s e a transmissão demorou quase duas horas. Lembrando que esse é provavelmente é um problema de baixa velocidade do roteador, e não do notebook. Como não havia muito o que escrever sobre a placa wireless, decidi fazer esse relato.

:: BATERIA

A bateria padrão dele é a versão de 6 células. Não estranhem se programas como Everest detectarem um grande desgaste na bateria desse notebook, mesmo ela sendo nova. Isso aconteceu comigo, mas, buscando na internet, descobri que é um erro de leitura. E o mesmo erro ocorrerá em todos os programas, como Aida, o PC Wizard, etc, já que eles lêem os dados na mesma fonte. No meu caso, esses programas informam 31% de desgaste da bateria, mas como eu disse, não passa de um erro de leitura. Utilizei o notebook na bateria em três situações diferentes. Na primeira, com o Plano de Energia configurado para Equilibrado, apenas digitando textos e casualmente ouvindo músicas, a bateria durou duas horas e meia. Na segunda vez deixei um filme em alta definição (1080p) rodando com o Plano de Energia definido como Alto Desempenho. Como esse tipo de filme exige muito do processador, a bateria durou apenas 1 hora. Em uma outra situação, navegando em sites da Internet, com uso intenso do wireless, casualmente carregando vídeos do YouTube e com o Plano de Energia Equilibrado, a bateria durou 2 horas. É um desempenho muito bom para uma bateria de 6 células. O tempo ficou na média para as baterias desse nível, comprovando a imprecisão dos programas que apresentaram a bateria como se estivesse 31% desgastada.

Para saber mais sobre erros de leitura e desgaste de bateria, acesse seguinte artigo (em inglês): http://www.notebookreview.com/default.asp?newsID=3537

:: SISTEMA OPERACIONAL E programas EMBUTIDOS

O DV6755US traz o Windows Vista Home Premium original em inglês. Quanto a linguagem, eu não me incomodo, mas isso pode desagradar a alguns usuários não tão familiarizados com o idioma. O que me irrita mesmo no Windows Vista é o excesso de alertas e confirmações que o usuário tem de passar para executar alguma tarefa que o sistema considere “suspeita”. Para criar uma pasta dentro do “C:/Arquivos de Programas” é quase um desafio: você tem de passar por quatro confirmações. Isso é o que a Microsoft chama de segurança, quanto mais incomodar o usuário com alertas, mais seguro está o sistema operacional. Outro ponto negativo desse Sistema Operacional é sua incompatibilidade com vários programas. programas de grandes empresas, como a Adobe, são totalmente compatíveis. Mas não espere o mesmo de vários programas de conversão de vídeo (WinAVI, por exemplo) e daqueles produzidos por empresas menores.

Algumas pessoas poderiam dizer “basta voltar para o Windows XP”. Não é bem assim: De acordo com a HP, instalar o Windows XP leva a uma interrupção da garantia do aparelho até que o usuário reinstale o Vista. Se o usuário instalar o Linux, mesmo em dual-boot, a garantia é cancelada. É necessário dizer que existe um dedo da Microsoft nessa decisão? Acho que a HP andou recebendo uns descontinhos nas licenças do Vista que ela instala nos notebooks.

Como não poderia deixar de ser, o PC vem com um monte de programas embutidos, a maioria, é claro, inútil. Dentre eles programas de edição de vídeo, fotos, o “HP Games”, recheado de jogos “da-época-da-minha-avó”. Além disso, vem com o Microsoft Works, com uma versão de teste do Office 2007 e do Norton Internet Security, o Cyberlink YouCam (destinado a tirar fotos e gravar vídeos com a webcam embutida). Um software embutido interessante é o QuickPlay. Na verdade a HP dá o nome QuickPlay tanto ao software Media Center que vem embutido no notebook e também ao conjunto botões de acesso rápido para controlar a execução de áudio e vídeo. Mais detalhes abaixo.

:: CONTROLE REMOTO, FONES E QUICKPLAY

O controle remoto se encaixa perfeitamente no slot ExpressCard. Com ele é possível controlar vídeos, músicas (executar, pausar, avançar, retroceder, aumentar e abaixar o volume, etc) e slideshows. Ele funciona com vários Players de áudio e vídeo. É muito útil quando se tem que conectar o notebook na TV e controlar suas funções de longe (é claro, você não vai usar o controle com o notebook no colo, ou vai?) ou fazer uma apresentação em PowerPoint.

A qualidade dos fones (earbuds) é muito boa, com um som bem claro e alto, sem ruídos. Aqueles que gostam de se ver envolvidos com músicas e filmes com certeza vão aprovar.

O QuickPlay é um dos recursos mais interessantes dessa linha de notebooks. Trata-se de uma superfície sensível ao toque, com botões que permitem controlar funções básicas de arquivos de áudio e vídeo, como executar, pausar, retroceder, etc. É possível aumentar ou reduzir o volume apenas deslizando o dedo entre o sinal de + e -. Parece-me que esses botões funcionam em qualquer tocador de áudio/vídeo, mas não tenho certeza. Garanto ao menos que funcione no Windows Media Player, Windows Media Center, iTunes, Winamp, e no QuickPlay.

:: CALOR E RUÍDOS

Um dos pontos fortes desse aparelho é o pouco calor gerado. É possível perceber que a área de apoio dos pulsos aquece um pouco (mais no lado esquerdo, onde fica o HD), mas nada que chegue a incomodar. Já no touchpad, o calor é um pouco mais intenso, mas ainda sim aceitável. Uma dica para quem possui notebooks é jamais utilizar o notebook diretamente no colo, principalmente essa linha da HP cuja refrigeração ocorre apenas na parte debaixo. É sempre melhor apoiá-lo sobre uma superfície mais firme, como uma madeira, por exemplo.

Já o ponto fraco dele é o cooler que é um pouco ruidoso. Mas isso não seria problema se não fosse o liga-e-desliga que ocorre com a ele. Quando o processador chega a mais ou menos 51 graus, o cooler se liga e quando volta aos 46~47 graus ele é automaticamente desligado. O problema é que ele desligando, o processador volta rapidamente aos 51. Se o cooler fosse mais silencioso, ou se seu funcionamento fosse contínuo, não seria motivo para incômodos. De qualquer modo, você só vai ouví-lo se estiver em um lugar muito silencioso. Mesmo assim, se você gosta de trabalhar ouvindo música, provavelmente vai querer utilizar os fones que vêm como acessório, e então nem vai perceber o ruído do cooler.

:: BENCHMARKS

Por enquanto rodei apenas 2 benchmarks no notebook. O Super PI e o wPrime. Provavelmente em breve postarei resultados de outros testes. Sugestões são bem-vindas.

SuperPi:

superpire7.th.jpg

wPrime

wprimeey7.th.jpg

:: JOGOS

Como disse anteriormente, não costumo jogar muito, e nem tenho aqui os jogos mais atuais para avaliar, mas instalei dois jogos lançados já há alguns anos. O GTA San Andreas rodou bem em 800x600, aumentar a resolução começa a causar lags. Quando rodo o GTA, a tela não é ajustada à resolução do jogo, tudo aparece dentro de um quadrado de 800x600 pixels centralizado na tela. Outro jogo foi o The Sims 2 – Vida de Universitário. Este rodou muito bem com Detalhes dos Objetos e Iluminação no nível Alto e o resto no nível Médio em resolução 1280x800.

:: CONCLUSÃO

Eu não recomendaria o DV6755US para profissionais de artes gráficas devido à sua tela, com uma qualidade aceitável, mas provavelmente não ideal para as necessidades dessas pessoas, que necessitam de grande precisão de cores. Ainda sim a tela é uma das melhores que eu já vi em notebooks, mas, mais uma vez repetindo, não se compara a LCD’s e CRT’s voltados para desktops. Dificilmente você encontrará algo melhor em um aparelho de preço inferior. Talvez esses profissionais precisem mesmo é de um desktop ou talvez um MacBook.

Para os que gostam de aproveitar os últimos games, talvez seja melhor pensar em um notebook com placa-de-vídeo dedicada. Entretanto, se você é apenas um jogador casual, o chipset desse HP provavelmente vai dar conta do recado.

Já se você é neurótico por espaço em disco, mesmo que, assim como eu, não o use completamente (espaço em disco é como a bomba atômica: você não precisa usá-lo, mas é bom saber que estará lá quando precisar), e goste músicas e/ou vídeos, precisa de uma bateria que dure um bom tempo e quer um aparelho para durar 2~3 anos, ou se simplesmente quer fazer inveja aos amigos com o “incrível design do seu novo note”, esse é o portátil que você tanto sonhou.

Se você quer tudo isso que eu disse acima e ainda pretende usá-lo para programação, parabéns, o seu perfil é igual ao meu e provavelmente vai ficar satisfeito com o seu novo brinquedinho.

Pontos fortes:

• Muito bem acabado, com design chamativo;

• Bom tempo de duração da bateria;

• Esquenta pouco;

• Fones de Ouvido de qualidade e Controle Remoto são muito úteis;

• Alto-falantes da Altec Lansing geram um som alto e claro;

• O teclado é bem firme e confortável de se digitar

• Os botões QuickPlay sensíveis ao toque são ótimos para controlar músicas e vídeos, e funcionam com vários Players;

• O processador de dois núcleos é uma mão na roda para quem roda várias aplicações ao mesmo tempo;

• Boa placa-de-vídeo onboard para jogadores ocasionais;

• HD de 250GB Sata fornece um ótimo espaço, comparado ao padrão dos notebooks atuais.

Pontos fracos

• Cooler ruidoso;

• As cores tela poderiam ser mais brilhantes;

• A superfície do touchpad não permite que o dedo deslize direito;

• Fazer downgrade para o XP implica na interrupção da garantia e instalar o Linux acarreta o cancelamento da mesma (a não ser que isso seja feito através de máquina virtual);

• Placa-de-vídeo não é a ideal para gamers que desejam rodar os jogos mais recentes;

• Não tente colocar um Memory Stick no leitor de cartões. Retirá-lo depois será um sacrifício (experiência própria);

Para quem se interessar, existe uma demonstração do produto neste endereço.

:: FOTOS

dsc01096wz0.th.jpg

dsc01101et4.th.jpg

dsc01102rr4.th.jpg

dsc01106la8.th.jpg

dsc01107bi9.th.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Show, muito bom mesmo o review..

bem completão e tudo mais..

bem parecido com o meu, esteticamente, pelas fotos, acho que a única diferença é o teclado mesmo.

Demorei um pouco para ler, mas bem completo ele..

parabéns pelo note.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente review! parabéns pelo note.. reformulei o meu review!

Editado por m1nd

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá pessoal,

comprei há mais ou menos um mês esse HP DV6755US e hoje trago à vocês uma análise que venho fazendo desde o dia da compra. Espero que seja útil e se tiverem alguma pergunta, é só postar. Desculpem escassez benchmarks, é algo que pretendo fazer em breve.

Olá tudo bem? eu tenho o mesmo note e quero saber se esse modelo vem com blotoof para que possa integrar pc e telefone ?

Parabéns pelo note e pela descrição!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Olá tudo bem? eu tenho o mesmo note e quero saber se esse modelo vem com blotoof para que possa integrar pc e telefone ?

    Parabéns pelo note e pela descrição!

    Olá, não, esse modelo não possui bluetooth.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×