Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
alemonteiro

i7 qual deles?

Recommended Posts

bom dia a todos,

gostaria de comprar um micro novo e nao entendo nada de configuração, gostaria muito da ajuda de vocês aqui, trablho com renderizaçao de imagens, fui comprar um i7 e senti que os vendedores queriam na verdade é vender os produtos que tinham lá e nao me passar a informaçao correta, gostaria muito de entender um pouco do que estou comprando.

queria saber qual é o melhor i7 com placa-mãe com um custo beneficio bom, qto de memória compro, ou seja preciso da força dos feras aqui do forum para me ajudar se possivel.

muito obrigado a todos que passar por aqui e deixar seu conselho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pela melhor relação de custo/benefício, com certeza eu compraria o Core i7 860, integrante da plataforma LGA 1156.

Agora, uma coisa que você precisa ter em mente é se o HyperThreading (tecnologia presente nas CPUs Core i7 da Intel e dos antigos P4 que permite aos núcleos reais executarem duas threads por vez, o que gera 8 núcleos lógicos ao sistema) será bem utilizado nas aplicações que você utiliza para renderização de imagem.

Infelizmente poucos programas realmente fazem uso eficiente do HT e os ganhos de performance chegam na casa dos 30%, isso nos casos bem extremos. Aconselho você dar uma lida nesse review e ver se as aplicações que você utiliza para renderização de imagens se encontra no meio daquelas capazes de aproveitar bem o potencial do HT. Se estiverem, então compensa a aquisição do i7 860. Caso contrário, é melhor você adquirir o Core i5 750 que, apesar de não possuir HT, possui quase o mesmo desempenho que o i7 860 e custa em torno de R$ 300-400 a menos que este último, ou seja, uma diferença bem considerável no preço para uma quase irrisória diferença na performance (baixa relação de custo/benefício).

Como falei, a compra do i7 860 só se justifica se as aplicações que você utiliza, fazem real uso do HT e os ganhos de performance são consideráveis devido a isso. Se não é o caso (como talvez você venha a constatar na leitura do review), é muito mais viável você pegar essa diferença de valor entre o i5 750 e o i7 860 e investir em mais memória RAM ou na aquisição de uma placa de vídeo mais forte, capaz de ajudar na renderização da imagem. Hoje em dia alguns programas já são capazes de utilizar o potencial de processamento da GPU para realizar cálculos gerais (tecnologia chamada GPGPU, que, do lado da nVidia temos o CUDA e, do lado da ATI, temos o Stream. Pesquise na internet e veja se seus programas são capazes de utilizar o potencial da GPU para realização de suas atividades e com qual(is) tecnologia(s) eles são compatíveis).

Garanto a você que, caso seus programas possam fazer uso do potencial da VGA, os ganhos de performance serão bem consideráveis, mais até do que investir numa CPU mais parruda...

Quanto à memória RAM, o que vai definir que quantidade usar é justamente o tamanho das imagens com que você trabalha. Se o seu trabalho envolve imagens de altíssima resolução, acredito que a quantidade de memória RAM usada pelo programa no momento da realização da será bem considerável e talvez 4GB já não sejam suficientes... Se esse for o seu caso, recomendo a aquisição de 2 kits 2x2GB DDR3-1333 ou 1600 (o que tiver mais barato, mas sendo de marcas boas, como Kingston, Corsair, Super Talent, Patriot, G.Skill, OCZ, etc.) para a formação de 8GB para o sistema. Vale lembrar que a controladora do i5 só trabalha nativamente com memórias de no máximo 1333MHz. Qualquer valor de frequência acima disso só poderá ser atingida mediante overclock do sistema.

Outra coisa que você poderia ter em mente era a aquisição de um disco de estado sóido, o chamado HD SSD. Ele possui taxas de leitura e gravação bem maiores que os HDs convencionais e isso vai te ajudar muito a carregar suas aplicações e trabalhos, além de salvá-los mais rapidamente (considerando que fossem salvos no próprio SSD e que os arquivos tivessem sido previamente copiados para o SSD e abertos a partir dai). O problema é que o SSD não possui ainda uma boa relação entre performance x capacidade x preço, então o ideal seria manter um SSD com a inteção de instalar o Windows + programas e manter um HD comum, de maior capacidade, para armazenamento dos dados e backup de informações.

Se o preço do SSD ainda está alto para você bancar, existe uma solução mais em conta que seria a utilização de 2 HDs comuns no sistema RAID0. Esse sistema faz com que um arquivo de 100MB, por exemplo, seja dividido pela metade e cada HD participante do arranjo RAID0 armazene uma fatia do mesmo. Com isso, tem-se ganhos consideráveis de performance, já que é muito mais rápido armazenar 1 arquivo de menor tamanho. O grande problema do RAID0 é a sua confiabilidade, já que, caso um dos HDs venha a falhar por qualquer motivo, você não poderá recuperar seus dados... Por isso é aconselhável que, ao se fazer um sistema RAID0, você tenha também um HD para realização de backups, de preferência com o mesmo tamanho do arranjo (se o RAID0 for formado por 2 HDs idênticos de 500GB, o arranjo entre eles criará um único disco de 1TB, o que acarretaria na aquisição de mais um disco individual de 1TB com o propósito de realizar o backup dos dados mais importantes do arranjo). O ideal do RAID0 é que ele seja montado utilizando 2 HDs idênticos, de preferência da mesma marca, para que o sistema possua a maior compatibilidade possível, além da maior performance. Já consegui fazer RAID0 com HDs diferentes, tanto de marca, quanto de tamanho e demais especificações. Funcionou bem, mas como falei, essa não é uma situação ideal...

Pra finalizar, recomendo a aquisição da Asus P7P55D LE, pois é uma das placas LGA 1156 que possuem a melhor relação custo/benefício atualmente. O problema dela é justamente nos extras, que são bem escassos (ela só vem com 2 cabos SATA, por exemplo), mas isso não te impede de comprar o que esteja faltando posteriormente. Se a intenção não é de fazer overclock ou overclock extremo, essa placa é perfeita pra você.

Se você pretende overclocar seu futuro Core i5 (suponho), então recomendo algo mais robusto, como o modelo PRO ou EVO, ou mesmo a minha Deluxe (se você a encontrar por um preço camarada). Elas são bem mais caras que a LE (principlamente a EVO e a Deluxe), mas possuem mais recursos e extras que esta placa, principalmente no que diz respeito ao overclock (exemplo de recursos extras: mais fases de alimentação, principalmente no caso da Deluxe, que possui 16+3 fases; presença de refrigeração passiva nos reguladores de tensão (VRMs); mais portas SATA (9 no caso da Deluxe, 8 no caso da EVO e 7 para a PRO, que tem o mesmo número da LE); presença de mais acessórios, etc.). Todos esses recursos podem ser visto com mais detalhes no site da Asus ou mesmo numa pesquisa rápida por esses modelos no site da Newegg, onde nele você pode ler comentários dos compradores (em inglês), além de visualizar as fotos de ambas as placas (que possuem o mesmo modelo, P7P55D, vairando apenas o sufixo).

Fonte para essa configuração? Uma Corsair VX 550W ou TX 650W. Tanto uma como a outra tem potência de sobra para alimentar seu sistema, mesmo numa situação de overclock.

Falouws :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O colega aí falou bem, mas tenho algumas coisas a acrescentar. No caso de tu pegar mais do que 4GB de RAM, é melhor tu prestar bem atenção no sistema operacional e pegar um x64, que aí sim irá usar os 8GB ditos pelo amigo. O RAID é uma coisa muito complicada hoje ainda. É só a partir de uns R$500 que tu consegue fazer um bom sistema, isto é um RAID 10 ou 0+1, aí confiabilidade não seria o problema, já que o sistema teria uma cópia de cada HD. Quanto ao processador recomendo que tu fique mesmo com o i7 860, de fato ele é o i7 com melhor custo/benefício.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O colega aí falou bem, mas tenho algumas coisas a acrescentar. No caso de tu pegar mais do que 4GB de RAM, é melhor tu prestar bem atenção no sistema operacional e pegar um x64, que aí sim irá usar os 8GB ditos pelo amigo. O RAID é uma coisa muito complicada hoje ainda. É só a partir de uns R$500 que tu consegue fazer um bom sistema, isto é um RAID 10 ou 0+1, aí confiabilidade não seria o problema, já que o sistema teria uma cópia de cada HD. Quanto ao processador recomendo que tu fique mesmo com o i7 860, de fato ele é o i7 com melhor custo/benefício.

A partir dos 4GB já é necessário a implantação de um S.O. 64bit, para poder aproveitar integralmente os 4GB de RAM.

Eu também pensava que o RAID era complicado, mas depois que eu fiz aqui, percebi o quanto é simples e rápido de ser feito (pelo menos o RAID feito pelo sistema da Intel). Depois de ativar a opção RAID na BIOS, pressionei Ctril + i para iniciar o utilitário de configuração de RAID da Intel. Mandei o programa criar um novo volume RAID, escolhi as opções apropriadas para meu caso (nome do volume, tipo de arranjo (no caso, RAID0), tamanho do cluster, quais os HDs participariam do arranjo, o tamanho total do mesmo) e mandei executar. Em questão de segundos tudo já estava pronto e funcionando, inclusive o programa de instalação do Windows 7 o reconheceu automaticamente sem a necessidade de se inserir drivers externos. E olha que usei HDs totalmente diferentes para criação desse volume RAID. Tem coisa mais fácil do que isso? :D

Para fazer o RAID0+1, o procedimento será o mesmo, mudará apenas as opções que são específicas para esse tipo de arranjo que, como não cheguei a montar, desconheço quais sejam. Além do mais, não citei o RAID0+1, pois ocorre muito da pessoa não querer salvar todo o conteúdo dos discos do arranjo, apenas aquilo que se mostra mais relevante. Além do que, pode ocorrer da pessoa não ter capital suficiente para adquirir os 3 discos necessários para realização do RAID0+1 (por exemplo, 2 de 500GB e 1 de 1TB) e tenha que adquirir o terceiro disco, responsável pelo backup, com um tamanho inferior ao necessário para montagem do RAID0+1. Nesse caso, ele é uma opção inviável e o backup manual ou automático (mediante agendamento via software) se mostra mais interessante do ponto de vista econômico e se mostra uma opção confiável também, ainda mais se o agendamento de backups automáticos via software for utilizada (o próprio Windows 7 possui um aplicativo que cuida dessa parte). Com relação ao RAID10, cheguei a ler sobre ele, mas não me recordo de seus detalhes, por isso prefiro não opinar à respeito.

Quanto ao processador, nem de longe que o i7 860 é um melhor custo/benefício frente ao i5 750... -_- Conforme este artigo, o custo a mais para se ter o i7 860 só se justifica se as aplicações que ele fará uso apresentarem ganhos consideráveis de performance devido ao uso do HT, como ocorre nos programas de decodificação de vídeo. Se os aplicativos de renderização de imagem que ele utiliza apresentarem ganhos de rendimento com o uso do HT, o custo adicional que se paga para adquirir o i7 860 se justifica, mas não creio que seja o caso dele. O i5 750, do meu ponto de vista, o atenderia muito bem, uma vez que custa quase US$ 100 a menos que o i7 860 (diferença bem considerável que se paga só para ganhar o HT, tecnologia essa que nem é otimizada para uso cotidiano do S.O.), além de oferecer praticamente a mesma performance em quase todos os programas, com pernas mínimas em aplicações devidamente otimizadas.

Sem dúvida nenhuma, o i5 750 é, de longe, a melhor opção de compra atualmente ;)

Falouws :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sei que o i5 tem custo/benefício melhor, só que dentre os i7 ele seria a opção mais viável entende? E pelo que eu sei HT aumenta em até 30% o poder de processamento, o que poderia ajudar o colega.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Eu sei que o i5 tem custo/benefício melhor, só que dentre os i7 ele seria a opção mais viável entende? E pelo que eu sei HT aumenta em até 30% o poder de processamento, o que poderia ajudar o colega.

O i7 só se torna uma opção mais vável que o i5 750 SE E SOMENTE SE as aplicações que ele utilizará fizerem bom proveito do HT, o que acredito que não seja o caso.

Aplicações que utilizam o HT de forma eficiente são as que trabalham com codificação de vídeo. Até podem ter outras, mas, se existirem, seu número é bem insignificante... Se ele for um gamer exclusivo, ai que o i7 não se justifica de forma alguma, já que o HT não trás ganho nenhum[/b ] de performance nos jogos. Aliás, nesse patamar de performance do i5 750 em diante, investir numa CPU mais parruda, e cara, não trará ganhos de performance que justifiquem o invesitmento; revela-se mais viável investir o dinheiro que seria pago no i7 numa VGA mais possante, num disco SSD, ou num arranjo RAID0.

Os ganhos do HT com aplicações bastante otimizadas para tal podem chegar a, NO MÁXIMO, 30%, mas isso não significa dizer que todas as aplicações otimizadas para ele sempre atingirão esse patamar... É muito mais comum de se ver ganhos em torno de 5 a 10% (que considero baixo, em vista do preço alto (cerca de R$ 300-400 a mais que o i5 750 em comparação com o i7 860) que se paga para se ter uma CPU com esta tecnologia), do que 30%.

Como falei, se as aplicações que ele irá utilizará fizerem bom uso do HT, o i7 860 é a melhor opção, mas se isso não acontecer (ainda mais considerando que ele utilizará esse PC exclusivamente para games), o i5 750 é, de longe, a CPU que oferece a melhor relação custo/benefício, pois custa quase US$ 100 a menos que o i7 860 e oferece praticamente a mesma performance para quase todos os programas, com pernas mínimas em aplicações devidamente otimizadas.

Tá convencido agora que o i5 é a melhor pedida? ^_^

Falouws :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bom, provavelmente o cara não precisa de um I7, pois um I5 daria conta muito bem, porém se ele quer mesmo um I7, hoje o melhor custo-benefício é O I7 860 Socket 1156. Pessoalmente, eu pensaria num I5, e com a diferença de preço, comprava um bom cooler e manda um overclock lindo, onde se ganha desempenho em todas as aplicações. Sei que tambem se pode fazer over no i7 , mas pessoalmente eu faria isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bom, provavelmente o cara não precisa de um I7, pois um I5 daria conta muito bem, porém se ele quer mesmo um I7, hoje o melhor custo-benefício é O I7 860 Socket 1156. Pessoalmente, eu pensaria num I5, e com a diferença de preço, comprava um bom cooler e manda um overclock lindo, onde se ganha desempenho em todas as aplicações. Sei que também se pode fazer over no i7 , mas pessoalmente eu faria isso

Com certeza MarioC. É muito mais jogo comprar um i5 750 e um cooler decente, se as pretenções são de fazer overclock com ele. Sairia muito mais barato que o combo i7 860 + cooler decente, que seria utilizado para o mesmo propósito.

Mesmo que a pessoa não tenha intenção de fazer overclock, na sua configuração padrão o i5 já entrega performance para dar e vender, ainda mais se a pessoa estiver saindo de uma configuração mais antiga, como foi meu caso (A64 X2 3800+@2.5GHz + 2GB DDR400@500). Posso declarar com toda a certeza de que, mesmo nessa situação (sem overclock) os ganhos de performance serão ABSURDOS.

Falouws :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, renderização de imagens não consome só processador, vai precisar também de uma ótima placa de video, recomendo uma GTS 250 (custa em torno de 600 reais). O processamento ajuda, mas pra renderização de video, memória e video pesam bastante também.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ou uma ATI 4850, no mesmo nivel da GTS, porém para quem vai comprar um processador do nivel de i5 e i7, chega a ser uma sacanagem usar uma GTS 250 ou ATI 4850, manda uma GTX 260, ATI 4890, 5770 ou superiores :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olha, renderização de imagens não consome só processador, vai precisar também de uma ótima placa de video, recomendo uma GTS 250 (custa em torno de 600 reais). O processamento ajuda, mas pra renderização de video, memória e video pesam bastante também.

Sim, concordo com tudo que disse!

Só uma obs:Uma gts250, na atualidade nao está custando tudo isso.

ou uma ATI 4850, no mesmo nivel da GTS, porém para quem vai comprar um processador do nivel de i5 e i7, chega a ser uma sacanagem usar uma GTS 250 ou ATI 4850, manda uma GTX 260, ATI 4890, 5770 ou superiores

Realmente, é uma sacanagem ter um cpu poderoso, com uma gts250.

:D

abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se você tem condições de pagar por um i7 860, fique com ele, como consequencia você não sentirá a necessidade de trocar de processador tão cedo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Se você tem condições de pagar por um i7 860, fique com ele, como consequencia você não sentirá a necessidade de trocar de processador tão cedo.

Mesmo com o i5, ele não vai sentir essa necessidade, ainda mais se considerarmos o aproveitamento ineficiente do HT. Se você não possui aplicações otimizadas para o uso do HT (o que acredito ser o caso dele), de nada adianta você adquirir o i7. É o mesmo que jogar quase US$ 100 no lixo, uma vez que esse valor investido na CPU mais cara trará ganhos insignificantes de performance. Se existir a intenção de overclocar a CPU para extrair ainda mais "suquinho" dela, ai sim podemos dá o chute na ***** definitivo no i7.

Se as aplicações que ele usa puderem utilizar o poder computacional da GPU para agilizar na execução das tarefas, usar esses US$ 100 que seriam investidos no i7 860 para aquisição de uma placa de vídeo mais parruda se revela muito mais viável na relação performance x preço.

Falouws :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde Alemonteiro,

Também trabalho com 3D e posso te ajudar na configuração da sua máquina.

O que você precisa ter em mente é o seguinte:

O Processador é importante apenas na hora de renderizar, e essa relação é direta, quanto maior o clock, mais rápido será o RenderTime. Quanto mais núcleos, também mais rápido será o render Time... Para o Rendering, é mais importante ter mais núcleos do que um clock mais elevado.

A quantidade de memória vai depender muito do software que você usa e do tipo de modelagem que você trabalha. O 3ds max e o maya são sedentos por memória, e quanto mais polígonos você tiver no seu viewport mais memória ele vai consumir, então se você for trabalhar com arquitetura, ambientes, animações, nesses dois programas comprar menos de 8gb você realmente vai passar raiva, eu trabalho com o max, e acho que ele tem um péssimo gerenciamento de memória... um view port com 2 milhões de poligonos usa ai 4GB da sua memória só no max.

programas como o MODO são mais inteligentes no gerenciamento de recursos... se você usar esse, você não precisa de 8GB... 4gb tá de bom tamanho...

A VGA tmb é importante... mas depende do tipo de aplicação também... se você mexer com arquitetura as VGAs comuns não dão nem pro cheiro... nenhuma delas... uma GTX 290 não da conta porque apesar de ser uma VGA muito boa, o tipo de renderização do viewport dessas VGAs é diferente do que os programas precisam... Se sua aplicação for realmente bastante profissional, vale a pena investir em uma nVidia Quaddro. São VGAs caríssimas e não servem para jogar... então realmente você precisa ter um uso bastante profissional desse PC para justificar o investimento... caso contrário pegue uma GTX 280 ou a Radeon equivalente... mais uma vez, isso depende do software que você vai usar...

A placa mãe você escolhe depois, uma que seja compatível com o restante das peças, e o HD tá tão barato hj em dia que vai do seu gosto.

é imprescindível uma fonte descente. Nada de leadercheap gamer, clone, akasa, dr hank...

Vá atras de uma corsair, OCZ, zalman... a potencia dela precisa segurar um sistema que ficará horas consumindo 100% de processamento, que é o momento do rendering...

um nobreak entra em boa hora, pois um pico de luz que reseta seu computador depois de ter ficado a noite inteira renderizando um projeto que você tem que entregar naquele dia é uma coisa que pode acontecer, e você não quer que isso aconteça. Como a fonte para esse sistema será provavelmente em torno de 800W, o no break precisa ser bem parrudo...

Olha, eu te aconselho pesquisar bastante antes de comprar, vá lá sabendo o que você quer e o que cada coisa faz... esse pessoal de loja não sabe de nada e realmente vão querer te empurrar o produto que eles precisam vender para bater as metas da loja... eles não estão preocupados com você mas sim com a meta deles...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Boa tarde Alemonteiro,

Também trabalho com 3D e posso te ajudar na configuração da sua máquina.

O que você precisa ter em mente é o seguinte:

O Processador é importante apenas na hora de renderizar, e essa relação é direta, quanto maior o clock, mais rápido será o RenderTime. Quanto mais núcleos, também mais rápido será o render Time... Para o Rendering, é mais importante ter mais núcleos do que um clock mais elevado.

A VGA tmb é importante... mas depende do tipo de aplicação também... se você mexer com arquitetura as VGAs comuns não dão nem pro cheiro... nenhuma delas... uma GTX 290 não da conta porque apesar de ser uma VGA muito boa, o tipo de renderização do viewport dessas VGAs é diferente do que os programas precisam... Se sua aplicação for realmente bastante profissional, vale a pena investir em uma nVidia Quaddro. São VGAs caríssimas e não servem para jogar... então realmente você precisa ter um uso bastante profissional desse PC para justificar o investimento... caso contrário pegue uma GTX 280 ou a Radeon equivalente... mais uma vez, isso depende do software que você vai usar...

é imprescindível uma fonte descente. Nada de leadercheap gamer, clone, akasa (??? :huh:), dr hank...

Vá atras de uma corsair, OCZ, zalman... a potencia dela precisa segurar um sistema que ficará horas consumindo 100% de processamento, que é o momento do rendering...

um nobreak entra em boa hora, pois um pico de luz que reseta seu computador depois de ter ficado a noite inteira renderizando um projeto que você tem que entregar naquele dia é uma coisa que pode acontecer, e você não quer que isso aconteça. Como a fonte para esse sistema será provavelmente em torno de 800W, o no break precisa ser bem parrudo...

É a velha regra da informática: quanto maior o clock, mais rápido o PC executará uma atividade X. Há casos em que ela não funciona, mas para a maioria delas, ela é válida.

De forma análoga ao clock, se a aplicação tiver sede por núcleos, quanto maior for a quantidade deles, mais rápido ela será executada (como já citei logo acima). Se a aplicação faz uso eficiente do HT, ai que os ganhos de performance podem ser bem consideráveis aliando as 3 coisas ao mesmo tempo: overclock, CPU quadcore ou superior (que está ainda para ser lançada, pelo menos para usuário doméstico) que possui HT.

No caso das VGAs, tanto na AMD quanto na nVidia, existem VGAs para o público comum que o mesmo chip é usado nas VGAs para uso em aplicações profissionais (pelo menos no passado era, mas acredito que ainda seja). Desenvolver o projeto de um chip gráfico se revela bastante oneroso ao fabricante; muitas vezes eles preferem elaborar um único projeto e, a partir dele, gerar chips secundários com pequenas variações que, para o caso das Quadro ou FireGL (senão me engano, é esse o nome das placas da AMD, ou é algo bem próximo disso), essas modificações se remetem à instruções específicas utilizadas nas aplicações profissionais; estruturalmente falando, o chip é o mesmo, o que muda é a ativação destas instruções, clock de operação, etc. (é a mesma coisa que ocorre com o Core i5 750 e i7 8xx: o chip é o mesmo, utiliza a mesma arquitetura, mas diferenciam-se basicamente na frequência e presença, ou não, do HT).

Por conta disso, nada impede que seja criado um método que possa transformar uma Radeon ou GeForce em uma FireGL ou Quadro, à nível de driver, à nível de BIOS, etc. Eu lembro que quando tinha minha 6600GT AGP, eu a transformei num modelo Quadro equivalente, mas como faz tempo, nem lembro como procedi, se só foi usando um driver modificado ou utilizando uma BIOS modificada. Talvez isso ainda exista hoje e seja possível transformar uma GTX 2xx numa Quadro equivalente. Logicamente que se perderia, por exemplo, a grande quantidade de memória de vídeos que essas placas profissionais possuem, que provavelmente seriam utilizadas por uma aplicação específica, mas pela GRANDE diferença de preço existente, talvez valesse à pena fazer uma pesquisa sobre assunto, à respeito da viabilidade (pode fazer? Com quais modelos?) e dos riscos envolvidos na operação.

Sim, é de vital importância a utilização de uma fonte de qualidade, que possa fornecer as tensões e correntes estáveis (sem grandes variações e ruídos) necessárias ao bom funcionamento do PC; ela também deve possuir conexões suficientes para ligar todos os componentes do PC sem a necessidade de usar adaptador de qualquer espécie, além de potência capaz de alimentar todo o PC, permitir futuros upgrades e ainda fornecer energia de forma eficiente, sem grandes desperdícios sob a forma de calor, que gera elevação da temperatura interna do gabinete (ainda mais se ele não for bem refrigerado) e aumento no custo da conta de luz. Por isso, faz-se necessário adquirir uma fonte que forneça o dobro da potência que o PC irá consumir, já que o nível de eficiência ideal das fontes giram em torno dos 50%. Corsair VX 550W e TX 650W são modelos que recomendo para a configuração dele e que oferecem uma excelente relação custo/benefício (única linha 12V bastante forte, boa quantidade de conectores de força, excelente acabamento, etc.); dependendo de quais componentes ele venha utilizar, uma fonte de potência superior talvez seja necessária, para justamente manter o nível de eficiência no patamar ideal. Outra coisa, Akasa é uma boa marca de fontes, apesar de não ser muito conhecida por aqui; compará-la com marcas de um nível medíocre de qualidade como Clone, Leadershit, dentre outras, revela-se um insulto muito grande -_-

Nobreak hoje se revela como item fundamental, não só para os profissionais, como também para os usuários comuns que querem proteger seu equipamento e manter sua saúde em dia. Possuo um nobreak da SMS, o Net3+ 1400VA. Ele é excelente do ponto de vista da potência real (possui fator de potência de 0,7, o que permite ele gerar uma potência real de 980W), além da autonomia em si. Tive que adquiri-lo, pois os nobreaks anteriores que eu tinha (todos girando na faixa dos 700VA) possuíam fator de potência muito baixo e eram incapazes de alimentar meu PC (na época, um X2 3800+@2.5GHz + 2GB DDR400@500 + 6600GT/9600GT + 2/3 HDs SATA e + 2 drives óticos) e o restante dos componentes (modem, roteador, monitor LCD 19", scanner de mesa, impressora à laser, carregador de celular) ao mesmo tempo, justo quando eu mais precisava (quando ia jogar e/ou imprimir alguma coisa). Teve um que foi inclusive "pro saco", por conta do excesso de potência que tava sendo exigido dele (na época que o comprei, não tinha muita noção do assunto). Depois que comprei nobreak 1400VA, que considero até superdimensionado para meu equipamento atual (ainda mais porque ele consome menos que meu X2 anterior), todos meus problemas foram resolvidos. Foi até caro na época, mas hoje sei que ele vale cada centavo investido...

Uma coisa que se deve levar em conta é que a fonte de energia do PC, mesmo podendo fornecer mais potência do que o nobreak possa suportar, não causará danos ao mesmo, uma vez que, o que importa é o consumo efetivo, a real energia que o PC está precisando para funcionar. A fonte vai sugar isso e um pouco mais do nobreak (já que são máquinas imperfeitas, com nível de eficiência abaixo de 100%) e não a potência rotulada em sua etiqueta. É claro que esse caso também pode ocorrer, mas é bastante raro. Se considerarmos que boas fontes de energia possuem circuito PFC, capaz de corrigir o fator de potência da fonte para deixá-lo mais próximo possível de 1, a utilização delas se mostra bastante benéfica, já que, nesse tipo de fonte, a potência aparente (VA) se iguala ao valor real (dado em W), ou seja, se a fonte estará sugando exatamente a potência que o PC diz precisar (mais as perdas devido à eficiência, que fica acima de 80% em fontes de alta qualidade) e você não terá sustos ao usar esse tipo de fonte em um nobreak que indica sua potência em VA.

Errrr... Acho que falei demais hehe. Por hoje tá bom :D^_^

Falouws :cool:

Editado por engenheiro_ce
Topico movido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bom dia a todos,

gostaria de comprar um micro novo e nao entendo nada de configuração, gostaria muito da ajuda de vocês aqui, trablho com renderizaçao de imagens, fui comprar um i7 e senti que os vendedores queriam na verdade é vender os produtos que tinham lá e nao me passar a informaçao correta, gostaria muito de entender um pouco do que estou comprando.

queria saber qual é o melhor i7 com placa-mãe com um custo beneficio bom, qto de memória compro, ou seja preciso da força dos feras aqui do forum para me ajudar se possivel.

muito obrigado a todos que passar por aqui e deixar seu conselho.

Bem eu tinha a mesma duvida que voce, chegava nas lojas e os vendedores nem sabiam o que era o i7 muito menos 1156, ve se pode uma coisa destas.

Depois de pesquisar muito peguei o 860, que diga-se de passagem é muito bom. Só é esquentadinho, aqui com temperatura ambiente de 29cº ele pegava c42º em idle, até comprei um V8, ai as coisas mudaram as temps estão boas e ele ta vooando a 3.740 :wub:com over basico, sem muito conhecimento.

Excelente processador, sobe muito fácil. muito estavel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Convêm ao autor informar:

1) Configuração do PC atual

2) Tempo típico das renderizações

3) Quais programas usa

4) Quanto pode gastar

Sem saber nada sobre o caso é difícil determinar "custo/benefício", incluindo a questão do HT.

19214.png

19213.png

19211.png

[]'s

DT

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Convêm ao autor informar:

    1) Configuração do PC atual

    2) Tempo típico das renderizações

    3) Quais programas usa

    4) Quanto pode gastar

    Gente, primeiramente gostaria de agradecer a todos que compareceram ao tópico, me ajudaram bastante a entender muita coisa, tem coisas que não entendo muito mas me deram caminhos a pesquisar, a questão preço não estou muito proecupado, pois quero um micro eficaz: pois o micro pagará com meus trabalhos será um investimento.

    minha configuração atual:

    Q8200 - 2.33ghz -

    placa mãe: P5kpl/1600 é boa?

    memmoria: 4gb DDR2 kingston

    clock real 333 mhz (DDr2)

    clock efetivo 667 mhz

    Placa de video: NVIDIA Geforce 9500 GT

    fonte não sei ver qual é.

    tempo tipico de render: para finalização em imagens grandes 3 a 4 horas, depende de settings usados.

    Programas usados: 3ds max 2009 64bits - vray - Photoshop - autocad.

    Quanto tenho para gastar:

    Sou muito do custo beneficio, dinheiro: estou disposto a gastar uma boa grana, desde que me beneficie por alguns anos sem me preocupar,

    Possuo passagens aereas de graça, por isso posso buscar no paraguai (em lojas decentes) que sai em média uns 30% mais barato que aqui.

    Ps: só uma coisa;No escritório que trabalhei, usava um Q6600 com uma placa-mãe P5KL-E-SE com 3 de memoria placa de veideo GeForce 8500GT.

    Então decidi comprar um micro para minha casa que é o atual que esta descrito acima, achei que estava comprando um mais rápido, uma vez que o Q8200 era mais novo, mas fiz um teste entre os dois e por incrivel que pareça o Q6600 ganhou em 30 minutos do Q8200 (tempo de render), então dei uma pesquisada para entender o que houve, vi que o Q6600 tem um cache de 8m e qto o Q8200 tem 4m, então acho que isso conta em questão de render não? ou tem algo na outra configuração do Q6600 que é melhor?

    abços e muito obrigado

    Editado por Evandro
    alterando a citação denovo..

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    minha configuração atual:

    Q8200 - 2.33ghz -

    placa mãe: P5kpl/1600 é boa?

    memmoria: 4gb DDR2 kingston

    clock real 333 mhz (DDr2)

    clock efetivo 667 mhz

    Placa de video: NVIDIA Geforce 9500 GT

    fonte não sei ver qual é.

    tempo tipico de render: para finalização em imagens grandes 3 a 4 horas, depende de settings usados.

    Programas usados: 3ds max 2009 64bits - vray - Photoshop - autocad.

    Quanto tenho para gastar:

    Sou muito do custo beneficio, dinheiro: estou disposto a gastar uma boa grana, desde que me beneficie por alguns anos sem me preocupar,

    Possuo passagens aereas de graça, por isso posso buscar no paraguai (em lojas decentes) que sai em média uns 30% mais barato que aqui.

    Suas opções são um i5 7xx ou i7 8xx, que exigem placa-mãe soquete 1156 (mais baratas), ou um i7 da série 900, que usam placa-mãe soquete 1366 (mais caras e usam memória RAM aos "trios", por isso em vez de 2, 4 ou 8GB, elas costumam ter 3, 6 ou 12GB de RAM). Fique esperto para o fato de que a nova geração de i5 e i7 para placas com soquete 1156 que foi lançada agora em janeiro são todos CPUs dual-cores em vez de quad-cores como a geração anterior a qual você se refere (veja este link). Apenas as placas-mãe soquete 1366 serão compatíveis com os CPUs hexa-core que serão lançados em março (custando MUITO caro).

    Se você já tem um C2Q 8200 com 4GB de RAM e quer um novo PC com melhora apreciável no desempenho, minha recomendação seria um i7 quad-core com HT e o mais próximo possível dos 3GHz. Minha recomendação seria um i7 860 (para soquete 1156) ou um i7 920/930 (para soquete 1366, sendo que o 930 será lançado no fim de fevereiro para substituir o 920). Existem i7 melhores e piores para cada soquete, mas os melhores custam bem mais, incluindo as placas-mães soquete 1366, e os piores não tem HT (i5), que no seu caso acho que é útil, como pode ser visto nos gráficos do meu post anterior, especialmente se você mexe com rendering e quer ficar com o novo PC por vários anos.

    Se você optar por um i7 ou i5 dos atuais para placa-mãe soquete 1156, acho que 8GB de RAM DDR3 está de bom tamanho (caso seus 4GB atuais já sejam suficientes). Se você optar por um i7 para placa-mãe soquete 1366, eu pegaria 12GB de RAM DDR3. Como você já percebeu, tudo ao redor do soquete 1366 é maior, melhor e mais caro, mas o custo/benefício é duvidoso. A única justificativa para a compra de um CPU e placa-mãe soquete 1366 agora é que no futuro você TALVEZ possa fazer upgrade do seu i7 quad-core para um i9 hexa-core (ou talvez octa-core) sem ter que mexer no resto do PC (isso quando eles forem lançados e após o preço ter baixado um pouco, daqui a um ano mais ou menos). Mas tudo pode mudar dependendo da vontade da Intel.

    Se você não tem reclamações sobre a placa de vídeo então a sua atual já serve. A placa de vídeo deve ser da NVidia, pois ela tem drivers melhores, melhor suporte a OpenGL e melhor suporte em aplicativos profissionais, ao contrário das placas ATI que ainda são mais voltadas para jogos. Se os seus programas não conseguem usar a placa de vídeo para calcular o render, então não é preciso comprar placa de vídeo mais rápida, então economize e use o dinheiro em outras partes do PC.

    Um par de HDs também são recomendados, já que você pode usar um para leitura e o outro para escrita, como por exemplo deixar os modelos de suas cenas num HD e renderizá-las diretamente no outro HD, ou instalar o Photoshop num HD e botar o arquivo de swap dele no outro HD, o que pode melhorar o desempenho caso suas imagens sejam muito grandes ou você faça processamento em lote (isso é algo que o próprio Photoshop recomenda caso detecte dois HDs na instalação).

    A placa-mãe deve suportar o que foi sugerido acima (obviamente), mas como existem várias marcas e modelos, deixo para outra pessoa recomendar uma. Como você vai comprar no Paraguai e por isso não terá garantia, minha recomendação é para evitar as placas mais baratas de qualquer fabricante e qualquer placa dos fabricantes mais baratos (ECS, PCCHIPS, etc).

    Como não sei qual sua fonte atual, não sei se você precisa de outra melhor. Provavelmente não.

    Ps: só uma coisa;No escritório que trabalhei, usava um Q6600 com uma placa-mãe P5KL-E-SE com 3 de memoria placa de veideo geforce 8500GT.

    Então decidi comprar um micro para minha casa que é o atual que esta descrito acima, achei que estava comprando um mais rápido, uma vez que o Q8200 era mais novo, mas fiz um teste entre os dois e por incrivel que pareça o Q6600 ganhou em 30 minutos do Q8200 (tempo de render), então dei uma pesquisada para entender o que houve, vi que o Q6600 tem um cache de 8m e qto o Q8200 tem 4m, então acho que isso conta em questão de render não? ou tem algo na outra configuração do Q6600 que é melhor?

    O Q6600 é mais rápido no seu caso por causa do cache maior e maior frequência, apesar do barramento mais lento que o do Q8200. A influência desses fatores no desempenho varia para cada programa.

    []'s

    DT

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Dick trace, muito obrigado man,

    vou dar uma pesquisada nas suas opções com certeza foi bem didático no que disse, agora ja possuo uma base teorica para analisar e não comprar um top achando que vai me satisfazer e na verdade não preciso de tanto!

    vou orçar e posto depois aqui, valeu irmão.

    boa noite

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×