Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
kirkorian

Fonte com PFC e nobreak - senoidal ou não?

Recommended Posts

kirkorian    16

Pessoal

Estava pesquisando para comprar um nobreak para substituir meu bom e velho SMS (durou 15 anos e foi-se num dia de chuva). Em contato com o suporte da APC para saber de um produto deles, fui questionado sobre a fonte ter ou não PFC ativo. Tendo, precisaria ser senoidal. Desde então estou pesquisando em tudo quanto é canto para saber se precisa mesmo ou não e por quê (afinal são quase R$300,00 de diferença). Já vi todo o tipo de explicação, desde que precisa ser senoidal como outros dizendo que onda quadrada é até melhor... Bom, já não sei o que fazer. Até pensei em ficar sem nobreak, mas depois de mais uma queda de energia (a quarta neste ano)eu voltei a desejar a tranquilidade que eu tinha com o meu nobreak.

Alguém pode indicar uma fonte segura de informação sobre isso. Afinal, quem usa fonte com PFC ativo precisa de nobreak senoidal ou não?

Obrigado

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
RooT    735

Veja bem, onda quadrada é abominável na entrada de uma fonte. Jamais uma onda quadrada será melhor, pois ela não é suave e provoca uma espécie de "soco" nos capacitores do primário da fonte, estressando-os.

O correto é procurar por um nobreak com onda senoidal mesmo, porém eles são muito caros. No caso de não se poder comprar um senoidal, que seja pelo menos um de "onda senoidal aproximada", mas isso somente no caso de você realmente ter uma grande necessidade de ser usar um nobreak. Na verdade uma queda de energia não provoca dano algum ao PC, mas sim as variações que antecedem essa queda, mas isso o PFC ativo resolve.

Não é que o nobreak precisa ser senoidal caso a fonte tenha PFC ativo. O que acontece é que o PFC ativo, além de outras funcionalidades, é um mecanismo elétrico que "ajusta" a fonte de acordo com a situação da entrada elétrica nela. Se houver uma queda ou aumento na tensão, o PFC ativo irá "se adaptar" à essa variação, de forma que o primário da fonte não "perceba" essa variação. Isso vale também para deformações na onda da entrada da fonte, então o PFC irá trabalhar em cima disso de forma a "amortecer" essas variações para a fonte. Se você não usar um nobreak senoidal o PFC ativo irá trabalhar mais intensamente de forma a consequentemente se desgastar mais rápido, porém isso é a longo prazo. Não significa que o PFC ativo da tua fonte irá estragar após 2 ou 3 anos usando um nobreak senoidal por aproximação, até porque essa onda senoidal por aproximação só passará a existir no momento da queda de energia, onde o nobreak é quem alimenta o PC.

Sendo assim, se a necessidade do uso do nobreak é de causa maior e não puderes ter dinheiro suficiente para ter um nobreak senoidal, compre então um senoidal por aproximação, mas observe se ele possui a potência necessária para alimentar teu PC.

O nobreak perfeito é o senoidal on-line, este fornece uma onda limpa o tempo todo para o PC, de forma que nas saídas dele nunca chegue a onda que vem da tomada, mas sim a onda já "suavizada" pelo nobreak o tempo todo. Ou seja, mesmo no caso da queda ou não da rede elétrica, o nobreak sempre fornecerá a onda senoidal, ao contrário dos nobreaks of-line que entram em ação somente no caso de uma queda da rede.

Abraço

Editado por RooT
Corrigindo confusão entre nobreak on-line e off-line.
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
faller    9.199

O nobreak perfeito é o senoidal off-line, este fornece uma onda limpa o tempo todo para o PC, de forma que nas saídas dele nunca chegue a onda que vem da tomada, mas sim a onda já "suavizada" pelo nobreak o tempo todo. Ou seja, mesmo no caso da queda ou não da rede elétrica, o nobreak sempre fornecerá a onda senoidal, ao contrário dos nobreaks on-line que entram em ação somente no caso de uma queda da rede.

Abraço

Uma pequena correção...

Na verdade o no-break ideal é aquele que permanece On-Line o tempo todo, sempre gerando energia para seu PC, e além disso, de dupla conversão, que significa converter da rede AC, 120 ou 220 Volts para a tensão CC da bateria e ao mesmo tempo fornecer, nessa tensão baixa CC da bateria, energia suficiente para fazer a segunda conversão, que é do CC de baixa para o AC de alta tensão (120 ou 220 Volts) necessário para alimentar seu PC...

Seu discurso, colega RooT, esta corretíssimo mas a nomenclatura por você usada, ao nomear o tipo de no-break, está trocada..

Isso exige que o retificador de entrada, responsável pela primeira conversão de AC para CC na tensão da bateria, seja muito robusto, diferentemente daqueles retificadores usados para simplesmente carregar a bateria em 24 ou mais horas, usados em no-breaks off-line. No no-break On-Line o retificador de entrada tem que fornecer, em 12 Volts, por exemplo, toda a potência que seu PC + monitor, etc, necessita (digamos 500 Watts) o que daria no exemplo uma corrente de entrada do no-break de quase 50 Amperes na tensão da bateria, contra uns poucos 3 a 4 Amperes de um no-break Off-Line.

Outrosim, para poder operar o tempo todo, gerando energia para seu PC e não somente por 5 a 10 minutos de um short-break, como se costuma chamar os no-breaks de baixo custo, dizia, para operar gerando energia o tempo todo é normal e altamente desejável que esse no-break gere uma forma de onda semelhante àquela da rede elétrica, ou seja senoidal o mais pura possível. O teor de harmônicas em bons no-breaks On-Line pode até nem passar dos 3% enquanto essa mesma medida em no-break Off-Line, doa baratos, às vezes ultrapassa os 80%..

Isso tudo, necessidade de dupla conversão, necessidade de um retificador de entrada muito sólido e potente, e necessidade de geração de senoidal o mais pura possível, faz com que os No-breaks On-Line de Dupla Conversão sejam caros, mas muito bons..

Abraço...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
RooT    735

Obrigado pela observação faller, de fato eu acabei trocando o On-line om o Off-line.

Forte abraço!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16

Continuando a pesquisa, vi que há um consenso a repeito do que vocês colocaram aqui: pode usar PWM, degrada a fonte, mas lentamente.

Recebi um texto do pessoal da APC justificando o nobreak senoidal. Se eu não entendi errado, o problema maior é a transição de rede para bateria, quando pode dar indicação de sobrecarga ou desligar o micro. O pessoal da SMS disse a mesma coisa, tanto que eles não garantem o funcionamento do nobreak de onda retangular com fonte de PFC ativo. Ai eu estranhei porque eles tinham indicado o Manager III+ (senoidal) mas este também tem um tempo de transição da rede para a bateria...

Estou achando que é mais fácil vender minha fonte e pegar uma sem pfc ativo...

Segue a explicação da APC

This document will explain why some BackUPS or SmartUPS SC models may drop the load or trigger an Overload indication while on battery, when the attached load consists of PFC (power factor corrected) power supplies.

Answer

Power Factor Corrected (PFC) power supplies are becoming increasingly popular in desktop PC’s in North America. Contributing to this trend is the fact that Energy Star 4.0 compliance as of July 2007, requires the use of PFC in desktop PC’s. Please see reference to the Energy Star 4.0 compliance Tier 1 at www.energystar.gov/

What is Power Factor and Power Factor Correction?

Power factor is the percentage of electricity that is being used to do useful work. It is expressed as a ratio. For example, a power factor of 0.72 would mean only 72% of your power was being used to do useful work. Perfect power factor (which in this case is being achieved by the computer’s PFC power supply) is 1.0 (unity), meaning 100% of the power is being used for useful work. Power Factor Correction is a circuit design technique to increase the power factor of a device so that it approaches 1, or unity power factor.

Although computer power supplies draw only a fraction of their full capacity during it’s steady state(normal operation), PFC power supplies have the potential to draw their full capability during initial inrush. "Inrush" or "Inrush Current" refers to the maximum instantaneous input current drawn by an electrical device when first turned on.

A computer’s power supply may also be subjected to a period of inrush, while the UPS is changing state (switching from utility power to battery power and back). Back-UPS and Smart-UPS SCs may experience up to an 8ms transfer time during this period. This is just long enough to remove power from the PFC power supply, resulting in a momentary inrush of the PFC. Once the UPS changes states from "Online" (passing utility power) to "Onbattery" (passing power from the UPS's internal battery), the momentary inrush from the attched equipment subjects the UPS to the PFC power supply’s maximum power draw, resulting in a potential Overload condition or dropped load.

An Energy Star 4.0 compliant power supply has to be more than 80% efficient. For example, if a PFC power supply is delivering 600W output power, its ‘input’ power can be as high as 750W. .

This ‘input’ power should be the basis for sizing the UPS, so as not to Overload the UPS. This can be calculated by taking the PFC power supply’s rated output power and multipling it by 1.25 as follows;

600W x 1.25 = 750w

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
rau    474

Uso uma Zalman 460W com nobreak APC com onda retangular sem problema... Mas minha fonte não tá nem com 50% de carga.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Kayke    4.091
Estou achando que é mais fácil vender minha fonte e pegar uma sem pfc ativo...

Será que você precisa mesmo de um nobreak? Não estou duvidando que talvez tenha necessidade sim. Mas já observei que uns 90% ou mais dos usuários que compram um não têm na verdade a menor necessidade dele.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16
Será que você precisa mesmo de um nobreak? Não estou duvidando que talvez tenha necessidade sim. Mas já observei que uns 90% ou mais dos usuários que compram um não têm na verdade a menor necessidade dele.

O que você considera necessidade?

Eu tive um nobreak durante 15 anos. Meu micro só desligou uma vez, quando a bateria estragou. Nesse tempo, não sei quantas vezes a energia acabou. Foram poucas? Pode até ser, mas felizmente eu não lembro delas pois tinha o nobreak. Uma queda de energia pode não provocar danos? Sim. Mas também pode estragar o hd, você não tem como saber. HDs estão baratos agora, mas não eram. Vale o risco agora que são baratos? Eu acho que não. Perder tudo, mesmo tendo backup, é ruim. A sensação quando o micro desliga de repente é horrível. Sem falar que dá até para ouvir rádio ou ver tv durante ausência de energia. Poder terminar o que se estava fazendo com tranquilidade... Meu nobreak acabou custando R$28,00 por ano (a grosso modo). Por tudo isso eu digo que vale a pena sim. Eu já teria comprado o outro, só fui pego de supresa pela pergunta do suporte da APC sobre a fonte. Foi aí que a dúvida surgiu, pois nunca tinha ouvido falar dessa questão do PFC.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
rau    474

A questão do PFC Ativo depende muito, só testando, mas como fabricantes, eles vão orientar o seu consumidor a ir pro lado onde não tem erro. No forum da APC volte e meia tem gente lá dizendo que teve problema com fonte e PFC Ativo, já outras pessoas, como eu, usa nobreaks simples sem problema.

Realmente, estar fazendo uma coisa no PC e a energia faltar ou mesmo dar aquela piscada suficiente pro PC resetar, é um pé no saco! Já passei várias vezes por isso até adquirir meu primeiro nobreak em 2005, depois vieram outros pra outro PC e nobreak mais potente. Já se vão 5 anos que uso nobreak, sem dar problema em nada nos meus PCs ou passar por quedas de energia e ver o PC desligando de repente, nem sei mais o que é isso...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Jorno    2.254
O que você considera necessidade?

Eu tive um nobreak durante 15 anos. Meu micro só desligou uma vez, quando a bateria estragou. Nesse tempo, não sei quantas vezes a energia acabou. Foram poucas? Pode até ser, mas felizmente eu não lembro delas pois tinha o nobreak. Uma queda de energia pode não provocar danos? Sim. Mas também pode estragar o hd, você não tem como saber. HDs estão baratos agora, mas não eram. Vale o risco agora que são baratos? Eu acho que não. Perder tudo, mesmo tendo backup, é ruim. A sensação quando o micro desliga de repente é horrível. Sem falar que dá até para ouvir rádio ou ver tv durante ausência de energia. Poder terminar o que se estava fazendo com tranquilidade... Meu nobreak acabou custando R$28,00 por ano (a grosso modo). Por tudo isso eu digo que vale a pena sim. Eu já teria comprado o outro, só fui pego de supresa pela pergunta do suporte da APC sobre a fonte. Foi aí que a dúvida surgiu, pois nunca tinha ouvido falar dessa questão do PFC.

E se o no-break não for On-line, com onda Senoidal Pura, de dupla conversão, é ele mesmo quem vai acabar estragando o seu computador (no-breaks desse tipo custam algo com 4 digitos, se você me entende).

Muito melhor o computador desligar algumas vezes por falta de energia do que ficar em um no-break (ou short-break) com uma onda Quadrada.

E tenho minhas duvidas sobre falta de energia estragar o HD.... talvez corrompa o windows ou algum arquivo que esteja sendo modificado na hora da falta de energia, nada que uma formatação (no caso do windows se corromper) ou um simples programa de recuperação de arquivos danificados não resolva.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16

Para obter mais dados sobre o assunto, escrevi para o suporte da Corsair. Eu transcrevo as mensagens trocada nos dois últimos dias. Parece que quem responde não é a mesma pessoa. Pelo que entendi, de início disseram que podia causar problemas e no fim disseram que a PWM não estraga a fonte. De qualquer forma, recomendam a senoidal pura. Interessante que vocês aqui (Faller, você é o IFaller em outras listas?) mostraram mais firmeza ao dizer que não precisava ser senoidal, do que o pessoal da SMS e da APC ao dizerem que precisava ser senoidal. Eles estão deixando o assunto meio de lado (não há referência nenhuma nos sites sobre essa questão de FPC). Perguntei para o pessoal da SMS por que não avisavam que PWM não servia para fontes com PFC ativo e o cara se esquivou.

Hello. I want to buy a UPS and wanted to know if I can use that provides a voltage with a sine wave approximation (PWM) or need an uninterrupted power supply that provides sine wave even for use with the PSU VX550W. Thankyou

We would suggest pure sinewave UPS if you really need one as simulated sinewave UPS may cause problems with active PFC on PSUs. You also need to ensure that UPS capacity has margin to support power supply loading with associated efficiency loss. It would be best to consult with your UPS manufacturer for each model is best for a 550 watt PSU.

Please, the problem is the wave form or time of transition to PSU battery? With simulatede sinewave, PSU may be damaged?

There is no battery in PSU. Simulated sinewave should not cause any damage to the PSU; however, it may cause buzzing and some other small issues.

Sorry I wrote wrong. I wanted to ask if the problem with active PFC is the waveform or the transition time for the battery of the UPS, because in the previous reply mentioned that can cause problems. Thankyou

It is the waveform. Simulated waveform isn't smooth as the pure sinewave form.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom, tem gente no forum que usa. Se você precisa das baterias pra continuar operando o PC, então compre.

Eu até pensei em comprar aqui, mas as quedas foram resolvidas pela troca da fonte genérica por uma muito boa. Não tive mais problemas com quedas/resets desde então...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique - RJ    963

Usei durante uns 8 anos um nobreak SMS Manager II de 600VA (senoidal por aproximação) e fonte Troni de 300W (genérica) e nunca tive problemas.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Kayke    4.091
O que você considera necessidade?

Vou explicar o que considero necessidade.

Em 2007 eu tive necessidade. Antes disso nunca tive. Nem depois. Mas em outubro de 2007 por alguma razão a energia acabava quase diariamente e o computador desligava. Todo dia, ao final da tarde, eu já ficava apreensivo. Foi um final de ano de muita chuva e de muito vento. Vinha um vento mais forte e a luz já dava suas piscadas. Por vezes o computador reiniciava. Por vezes desligava. As quedas de energia não demoravam mais do que 3 ou 5 minutos. Mas por serem quase diárias, e às vezes até mais de uma vez ao dia, já tinha me dado nos nervos. Sim, um nobreak podia ser a alternativa certa. Preferi pegar no pé da concessionária e o problema acabou solucionado depois de mexerem mais de uma vez no poste. Acabaram trocando um transformador. Fim da novela. E felizmente não cheguei a precisar do nobreak ou teria precisado dele apenas de outubro até início de dezembro.

Um short-break (vou chamar assim para não parecer que estou generalizando e englobando todos os tipos de nobreaks) como esses mais comuns que as pessoas compram exerce 3 funções básicas:

1 - Mantém o computador funcionando por um tempo em caso de falta de energia.

2 - Traz algum nível de proteção contra surto.

3 - Faz regulação de tensão.

O item um é realmente a função dele. Foi feito para isto. Deve ser usado para isto. Se a energia acaba pouco, não há justificativa para a compra de um. O item 2 é muito básico, quase inexistente. Para proteção que não seja contra falta de energia um filtro de linha razoável é preferível. O item 3 é desnecessário e prejudicial. Tão prejudicial quanto um estabilizador.

Queda de energia não causa danos nem danifica HD. Uma queda de energia pode eventualmente provocar corrupção de arquivos que estejam abertos ou algum dano ao sistema de arquivos (que um checkdisk resolve).

O que pode causar dano são os surtos de tensão, os picos. O que se recomenda para isto é o protetor conta surtos (filtro de linha) e não o nobreak.

De modo que você pensar em substituir a fonte por outra sem PFC ativo a fim de manter o short-break me parece um contra-senso, quando acho que o correto, para a maioria das pessoas que fazem uso de um short-break sem necessidade, seria justamente o oposto: Substituir o short-break por uma fonte com PFC ativo.

Veja meu caso: Neste ano de 2010 a luz aqui acabou 3 vezes. Na verdade duas vezes, porque na última foi meu pai que desligou a chave para mexer no chuveiro. Já no ano passado eu calculo 5 ou 6 vezes no ano todo. De modo nenhum preciso de um short-break. E se ganhasse um de presente não o usaria, pois meu computador está melhor sem ele. Se ganhasse um nobreak de verdade - um nobreak online de dupla conversão - aí sim, usaria com gosto. O short-break eu só usaria se retornasse ao ano de 2007 sem perspectiva de encontrar solução rápida para aquele problema que tive. É mais ou menos como um remédio que só deve ser tomado com receita médica, sabendo-se necessário para conter um mal, ainda que com efeitos colaterais indesejáveis, ou seja, causando outros males menores.

Tudo isso que falei acima foi sem considerar a questão do PFC ativo na fonte. Com PFC ativo o problema se agrava. Consultar os fabricantes é meio perda de tempo porque eles ficarão sempre no limite entre a ética e o interesse comercial. Se acharem que podem te induzir a adquirir o nobreak online, farão isso. Se acharem que não irão te induzir, preferirão que você continue usuário do short-break com ou sem PFC ativo na fonte.

Editado por Kayke
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16

Apenas para não mudar o foco do tópico, alguns pontos:

eu não tenho dúvida: eu tive nobreak por 15 anos e fiquei satisfeito. Ele pifou em dezembro e não puderam consertar (vou ser ressarcido pela Eletropaulo-problema de rede). Vou comprar outro. Além de não ver o micro desligar de repente, também quero usar junto ao gravador de dvd de mesa para não perder gravações.

Na verdade, só não comprei ainda porque, quando eu fazia pesquisa sobre preço-modelo, um atendente da APC perguntou se a fonte tinha PFC ativo ou não para indicar o modelo. Ele disse que para PFC ativo devia ser nobreak senoidal.

Até aí nunca tinha lido nada sobre algum problema fonte X nobreak (usei meu antigo nobreak com uma Corsair durante 10 meses) ou que houvesse alguma restrição (nem passava pela minha cabeça que houvesse problema). A partir do atendimento da APC, comecei a procurar informações para saber se devia comprar ou não o senoidal.

Hoje, estou entre comprar o Manager III senoidal ou o net 4+. Os apc são bem mais caros.

Considero este tópico e outros sobre o mesmo assunto que estão por aí muito importantes pois não existe nenhuma informação dos fabricantes a esse respeito tanto nos sites como nas caixas dos produtos. Muita gente tem comprado esses nobreaks de baixo custo justamente porque estão baratos (paguei R$420,00 em 1995, o que era muito na época, principalmente para mim), e as fontes com PFC ativo são cada vez mais comuns. Assim, se houvesse problema e precisasse usar o senoidal, as empresas estariam omitindo essas informações, prejudicando o consumidor.

A literatura sobre esse assunto está sendo criada nos fóruns.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
rau    474

O grande problema é que algumas fontes com PFC Ativo vão de boa com uma onda retangular dos nobreaks baratos e outras já não funcionam direito e a APC afirma que o problema é o tempo de transferência para o modo bateria que é o problema, não porque as fontes não suportam esse tempo, que é de 8 milisegundos em média ou seja, meio ciclo AC 60Hz, já que as fontes ATX hoje são obrigadas a operar por até 1 ciclo sem fornecimento elétrico. A questão está na forma que o circuito de uma fonte com PFC Ativo drena a corrente no momento da partida.

Na partida a frio ou seja, quando a fonte tá fria, a corrente de partida exigida pela fonte é limitada por um componente chamado termistor, isso em qualquer fonte, mesmo sem PFC Ativo. O que ocorre é que nessa ultima, por alguma razão que não compreendo ainda, tende a drenar uma corrente muito mais elevada durante os 8ms de queda de tensão do que uma fonte comum. Ambas nesse momento, quentes, tem o termistor desativado, mas a fonte com PFC ativo drena mais corrente no tempo de transição do que uma fonte comum e esse é o ponto chave pra fonte desligar, não porque a fonte não aguenta operar sem energia por 8ms, mas porque o nobreak entra em sobrecarga e se desliga rapidamente e volta a religar em seguida, a culpa aqui é toda do nobreak e não do projeto da fonte! Tanto é que a APC anunciou que sua linha básica, a Back-UPS passou por uma revisão para não mais se comportar dessa forma (informação essa lida por mim diretamente do suporte deles no forum da APC).

O tempo de transição nos modelos senoidais por alguma razão é mais rápido, essa informação novamente foi lida por mim no forum da APC diretamente de um funcionário deles e na Knowledge base da APC tb tem essa informação.

Eu pessoalmente, como já falei, tenho uma Zalman 460W, num nobreak APC que fornece apenas 360W que não dá zica alguma, tudo funciona às mil maravilhas, a fonte só emite um pequeno "zzzziiiiiii" quando tá operando com a onda retangular e tá assim há quase 2 anos sem problema.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16

Para encerrar o tópico, da minha parte, só queria um esclarecimento: os nobreaks PWM devem ser usados apenas para dar aquele tempo de desligar tudo com calma (e não devem ser usados porque forçam as fontes de quem está ligado a ele) ou podem ser usados enquanto a bateria tiver carga sem danos aos aparelhos?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
RooT    735

Havendo carga suficiente na bateria, pode usar sem problema algum.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
rau    474
Para encerrar o tópico, da minha parte, só queria um esclarecimento: os nobreaks PWM devem ser usados apenas para dar aquele tempo de desligar tudo com calma (e não devem ser usados porque forçam as fontes de quem está ligado a ele) ou podem ser usados enquanto a bateria tiver carga sem danos aos aparelhos?

Olha, eu tenho equipamentos alimentados por nobreaks que suas fontes tão funcionando desde 2006 em nobreak com onda retangular e no local em que estão já teve umas três quedas que duraram mais de 3 horas sem energia, como os equipamentos são de baixo consumo e havia baterias extras, o nobreak ficava por horas ligado em modo bateria, na verdade foi o nobreak que não aguentou, mas as fontes sim, tão até hj funcionando.

O ideal é que se possível não deixe a fonte operando com esse tipo de onda por muito tempo, mas se não for possível, eu não me preocuparia a ponto de sair correndo pra comprar um nobreak senoidal. Desde que comecei a usar nobreaks em meus PCs, desde 2005, nenhuma das fontes estragaram, mesmo as vezes deixando alimentadas 10-15min com onda retangular.

Isso talvez não prove nada, mas não vou ficar arrancando os cabelos de preocupação porque deixei minha fonte 20min operando com onda retangular, não mesmo...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
belther7    27
Olha, eu tenho equipamentos alimentados por nobreaks que suas fontes tão funcionando desde 2006 em nobreak com onda retangular e no local em que estão já teve umas três quedas que duraram mais de 3 horas sem energia, como os equipamentos são de baixo consumo e havia baterias extras, o nobreak ficava por horas ligado em modo bateria, na verdade foi o nobreak que não aguentou, mas as fontes sim, tão até hj funcionando.

O ideal é que se possível não deixe a fonte operando com esse tipo de onda por muito tempo, mas se não for possível, eu não me preocuparia a ponto de sair correndo pra comprar um nobreak senoidal. Desde que comecei a usar nobreaks em meus PCs, desde 2005, nenhuma das fontes estragaram, mesmo as vezes deixando alimentadas 10-15min com onda retangular.

Isso talvez não prove nada, mas não vou ficar arrancando os cabelos de preocupação porque deixei minha fonte 20min operando com onda retangular, não mesmo...

não existe nenhum modo de transformar essa onda em senoidal de volta ?

um filtro de linha descente ignoraria esse tipo de onda ?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
faller    9.199
não existe nenhum modo de transformar essa onda em senoidal de volta ?

um filtro de linha descente ignoraria esse tipo de onda ?

Sim existe e esse modo de recuperar a senóide a partir de uma onda retangular é um filtro passa faixa, sintonizado na frequência fundamental de 60 Hz. Acontece que esse filtro teria uma grande volume e peso e, o que é o pior, retiraria energia da forma de onda retangular resultando em uma tensão menor para alimentar seu equipamento. Desse modo fica inviável esse raciocínio..

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
belther7    27
Sim existe e esse modo de recuperar a senóide a partir de uma onda retangular é um filtro passa faixa, sintonizado na frequência fundamental de 60 Hz. Acontece que esse filtro teria uma grande volume e peso e, o que é o pior, retiraria energia da forma de onda retangular resultando em uma tensão menor para alimentar seu equipamento. Desse modo fica inviável esse raciocínio..

o mínimo que ia acontecer é que toda a economia de pegar o nobreak offline acabaria, seria mais viável um online ?

e também aumentaria a conta de luz e o custo de manutenção pelo que eu entendi

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
MorBioS    8

Pessoal.

Desculpa ressucitar um tópico tão antigo como esse, mas este é meu primeiro post aqui e estou com uma dúvida cruel.

Eu tenho uma PC i7 robusto que usa uma fonte de 1100w PFC (Fonte Sentey Hard Blue Power 1100w) e ontem comprei um no-break SMS de 1400VA Net4+ sabendo que seria no limite. Já que eu trabalho para fazer edições de vídeo e uso 2 monitores LED de 27" e um dock station para HDs USB3.0. quando estava lendo o manual do No-Break, li que este No-Break não era indicado para fontes com o PFC ativo. Então desde ontem estou preocupado porque gastei R$ 583,00 nesse No-Break e o site da SMS me indicou comprar o NO-BREAK 3200VA BIV/115 POWER SINUS II que custa um absurdo de R$ 2.870,00.

O que devo fazer? Li o que vocês escreveram e diante disso estou pensando em usar esse meu No-Break de 1.400VA mesmo com esses equipamentos. Será que irá ferrar a fonte de 1100w.

Agradeço desde já a atenção,

Valter Silveira

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kirkorian    16
Pessoal.

Desculpa ressucitar um tópico tão antigo como esse, mas este é meu primeiro post aqui e estou com uma dúvida cruel.

...

O que devo fazer? Li o que vocês escreveram e diante disso estou pensando em usar esse meu No-Break de 1.400VA mesmo com esses equipamentos. Será que irá ferrar a fonte de 1100w.

Agradeço desde já a atenção,

Valter Silveira

Eu cheguei a comprar o 4+. O vendedor garantiu que não havia problema e efetivamente nada aconteceu enquanto eu o tive. Confiei no que o vendedor disse porque eu liguei procurando o senoidal (mais caro) e perguntando sobre meu uso ele sugeriu o 4+, falou com o técnico de laboratório deles e tudo. Eu tenho uma corsair 500W e consultando o técnico deles ele me disse também que não havia problema. Parece que tinha problema com fontes de 220V (tensão mesmo) na hora de entrar no modo interativo. Como sua potência é bem maior, não sei se há. O que lembro que atrapalha mais é que fpc ativo regula a tensão e o nobreak também, então vai ter correção dupla toda hora. Acredito que se você for ter problema (fora autonomia) vai ser no momento do nobreak assumir o fornecimento.

Meu 4+ pifou numa chuva com raios (eu não estava em casa, não tirei da tomada) e comprei um senoidal porque uso o nobreak para manter o decodificador da net ligado e quando está só ele, o 4+ desligava sozinho quando a potência exigida é muito baixa (isso é de fábrica).

Editado por kirkorian
acrescentar informação
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
MorBioS    8

Bem... Não posso dizer q compreendi 100% da sua explicação. O q entendi é que só será prejudicial para meu PC no momento em que faltar energia. E mesmo assim, se usar por muito tempo o PC durante a falta de energia.

Não sei se tem alguma relevância, mas a tensão de minha cidade é 220v e trabalho com meus equipamentos em 110v.

Muito obrigado Kirkorian

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×