Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
FelipeCorrêa

[Resolvido] Por que realimentação?

Recommended Posts

A realimentação corrigiu problemas do flip-flop RS e é muito usada em comparadores. Gostaria de saber como funciona a questão da realimentação ( por exemplo, um comparador tem a saída ligada na entrada, por que fazemos isso)? Espero que não seja uma pergunta *****, hehe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para melhorar ou agregar histerese a esse comparador, por exemplo..

Uma realimentação faz com que a decisão de mudança de estado, em um comparador, aconteça com maior velocidade, com maior resolução, mais imune ao ruído, por exemplo..

Leia sobre histerese em comparadores para entender..

Analise um diagrama típico de comparador com histerese para entender como opera a realimentação naquele caso..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Para melhorar ou agregar histerese a esse comparador, por exemplo..

    Uma realimentação faz com que a decisão de mudança de estado, em um comparador, aconteça com maior velocidade, com maior resolução, mais imune ao ruído, por exemplo..

    Leia sobre histerese em comparadores para entender..

    Analise um diagrama típico de comparador com histerese para entender como opera a realimentação naquele caso..

    Amigo, dei uma boa pesquisada e continua difícil de entender. Você se importa de descrever uma análise da imagem do link abaixo? Falar como acontece o ruido e o que acontece no circuito com as correntes e tensões para que eu possa entender melhor como a realimentação ajuda com os ruídos, na velocidade da decisão da mudança de estado e etc. Abraço.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Amigo, dei uma boa pesquisada e continua difícil de entender. Você se importa de descrever uma análise da imagem do link abaixo? Falar como acontece o ruido e o que acontece no circuito com as correntes e tensões para que eu possa entender melhor como a realimentação ajuda com os ruídos, na velocidade da decisão da mudança de estado e etc. Abraço.

    Na imagem do link abaixo??????

    Qual link???

    Qual imagem???

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Essa topologia apresentada é a de um amplificador. A da dieita, que coloquei, é a de um comparador com histerese..

    AmplificadorxComparadorcomhisterese.jpg

    Sabendo-se que um amplificador operacional faz o que for possível para ele fazer com sua saída, mandando-a para o lado dos + VCC ou do - VCC de tal modo que anule a diferença de tensão entre seus terminais de entrada, fica fácil de entender por que ele é um amplificador e de quem depende o fator de ganho do mesmo..

    .

    Imagine que a tensão de entrada seja de 0,1 Volts, positivo.. na sua entrada + portanto..

    O AmpOp fará de tudo para que a tensão no outro terminal, o negativo, alcance também esses mesmos 0,1 Volts, machendo com a tensão de saída..

    Ora, a tensão na entrada - é o resultado do divisor de tensão R2 R1

    Imagine o resistor R1 sendo de 1k e o R2 sendo de 9k..

    Para que haja 0,1 Volts na entrada -, a corrente sobre o resistor R1 deveria ser de 0,1/1000 = 0,0001A

    Essa corrente viria, lá da saída do AmpOp, via resistor R2. A queda de tensão sebre R2 seria portanto de 0,0001 x 9.000 = 0,9 Volts, que somados aos 0,1 Volts do pino - até a massa daria exatos 1 Volt na saída

    Na entrada 0,1 Volts e na saída 1 Volts. Tens ai um amplificador de ganho 10.

    Portanto o arranjo aje como um amplificador de ganho 1V / 0,1V = 10

    Ora, se fizeres o seguinte cálculo

    G = (R1+R2) / R1 = (1000 + 9000) / 1000 = 10

    Ou seja o ganho desse amplificador depende da razão desses dois resistores.. Depende da realimentação.. Esses resistores perfazem a realimentação que determina o ganho do conjunto

    E assim vai, para todo o tipo de sinal, positivo ou negativo...

    Para maiores detalhes leia sobre amplificadores com operacionais:

    Por exemplo ai:

    http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=amplificador%20operacional&source=web&cd=3&ved=0CFgQFjAC&url=http%3A%2F%2Fwww.peb.ufrj.br%2Fcursos%2FCOB781%2FRef-05.pdf&ei=KkI8T9zMLqLt0gH4iKGSCw&usg=AFQjCNGmGlzTBNxOGt667IF-sSQukZDduQ&cad=rja

    Editado por faller

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Essa topologia apresentada é a de um amplificador. A da dieita, que coloquei, é a de um comparador com histerese..

    AmplificadorxComparadorcomhisterese.jpg

    Sabendo-se que um amplificador operacional faz o que for possível para ele fazer com sua saída, mandando-a para o lado dos + VCC ou do - VCC de tal modo que anule a diferença de tensão entre seus terminais de entrada, fica fácil de entender por que ele é um amplificador e de quem depende o fator de ganho do mesmo..

    .

    Imagine que a tensão de entrada seja de 0,1 Volts, positivo.. na sua entrada + portanto..

    O AmpOp fará de tudo para que a tensão no outro terminal, o negativo, alcance também esses mesmos 0,1 Volts, machendo com a tensão de saída..

    Ora, a tensão na entrada - é o resultado do divisor de tensão R2 R1

    Imagine o resistor R1 sendo de 1k e o R2 sendo de 9k..

    Para que haja 0,1 Volts na entrada -, a corrente sobre o resistor R2 deveria ser de 0,1/1000 = 0,0001A

    Essa corrente viria, lá da saída do AmpOp, via resistor R1. A queda de tensão sebre R1 seria portanto de 0,0001 x 9.000 = 0,9 Volts, que somados aos 0,1 Volts do pino - até a massa daria exatos 1 Volt na saída

    Na entrada 0,1 Volts e na saída 1 Volts. Tens ai um amplificador de ganho 10.

    Portanto o arranjo aje como um amplificador de ganho 1V / 0,1V = 10

    Ora, se fizeres o seguinte cálculo

    G = (R1+R2) / R2 = (9000 + 1000) / 1000 = 10

    Ou seja o ganho desse amplificador depende da razão desses dois resistores.. Depende da realimentação.. Esses resistores perfazem a realimentação que determina o ganho do conjunto

    E assim vai, para todo o tipo de sinal, positivo ou negativo...

    Para maiores detalhes leia sobre amplificadores com operacionais:

    Por exemplo ai:

    http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=amplificador%20operacional&source=web&cd=3&ved=0CFgQFjAC&url=http%3A%2F%2Fwww.peb.ufrj.br%2Fcursos%2FCOB781%2FRef-05.pdf&ei=KkI8T9zMLqLt0gH4iKGSCw&usg=AFQjCNGmGlzTBNxOGt667IF-sSQukZDduQ&cad=rja

    Você trocou os resistores na hora de desenvolver os cálculos mas eu entendi cara. Muito obrigado. Você poderia falar um pouco mais sobre a questão da hysteresi no comparador e como aquele resistor ajuda com isso? Abraço e mais uma vez obrigado.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Você trocou os resistores na hora de desenvolver os cálculos ..

    Corrigido lá na origem, para a compreensão de quem ler novamente..

    Obrigado pela lembrança..

    Como dizia um velho professor meu....

    Foi de propósito, só para ver se estavas atento..

    Veja que em se tratando de um caomarador com histerese o funcionamento do circuito é um pouco diferente..

    Imagine esse circuito dai, com os valorse de resistor como ai estão e note que existem dois diferentes tensões de comutação do comparador. Uma para quando ele vai de - para + e outra quando ele vai de + para -

    Comparadorcomhisterese.jpg

    Se não houvesse a histerese existiria um único ponto de comutação. Se a tensão de entrada estivesse com aquele valor da tensão de comutação + 0,00001 Volts (por exemplo) ele subiria para saída positiva e se a tensão ficasse 0,00001 Volts abaixo daquele valor, comutaria para -

    Evidente que qualquer ruído da ordem de 0,00002 Volts, sobreposto ao sinal de entrada, provocaria a comutação repetida do comparador... O ruído por exemplo já seria suficiente para essa operação errática..

    Ai se introduz a histerese, que no exemplo exige para comutar de nível que o sinal seja >1,2 e para mudar para o utro nível, menor que -1,2. Ou seja, uma histerese de 2,4 Volts..

    Isso minimiza ou elimina a chance do ruído provocar mau funcionamento do comparador..

    A histerese pode assumir qualquer nível, pode ser simétrica ou assimétrica, tudo vai depender da realimentação colocada ou estabelecida pelos resistores..

    Para fazer a mesma assimétrica coloque dois ramos de realimentação, um deles com um resistor puro, e em outro com um resistor em série com um diodo..

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Corrigido lá na origem, para a compreensão de quem ler novamente..

    Obrigado pela lembrança..

    Como dizia um velho professor meu....

    Foi de propósito, só para ver se estavas atento..

    Veja que em se tratando de um caomarador com histerese o funcionamento do circuito é um pouco diferente..

    Imagine esse circuito dai, com os valorse de resistor como ai estão e note que existem dois diferentes tensões de comutação do comparador. Uma para quando ele vai de - para + e outra quando ele vai de + para -

    Comparadorcomhisterese.jpg

    Se não houvesse a histerese existiria um único ponto de comutação. Se a tensão de entrada estivesse com aquele valor da tensão de comutação + 0,00001 Volts (por exemplo) ele subiria para saída positiva e se a tensão ficasse 0,00001 Volts abaixo daquele valor, comutaria para -

    Evidente que qualquer ruído da ordem de 0,00002 Volts, sobreposto ao sinal de entrada, provocaria a comutação repetida do comparador... O ruído por exemplo já seria suficiente para essa operação errática..

    Ai se introduz a histerese, que no exemplo exige para comutar de nível que o sinal seja >1,2 e para mudar para o utro nível, menor que -1,2. Ou seja, uma histerese de 2,4 Volts..

    Isso minimiza ou elimina a chance do ruído provocar mau funcionamento do comparador..

    A histerese pode assumir qualquer nível, pode ser simétrica ou assimétrica, tudo vai depender da realimentação colocada ou estabelecida pelos resistores..

    Para fazer a mesma assimétrica coloque dois ramos de realimentação, um deles com um resistor puro, e em outro com um resistor em série com um diodo..

    Nossa cara, obrigado mesmo. Ajudou muito. Abraço.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Caso o autor do tópico necessite, o mesmo será reaberto, para isso deverá entrar em contato com a moderação solicitando o desbloqueio.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Visitante
    Este tópico está impedido de receber novos posts.





    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×