Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
GusGraf

Software livre é usado em 48% das microempresas no Brasil

Recommended Posts

Software livre é usado em 48% das microempresas no Brasil, diz IBGE

IBGE divulgou dados sobre o uso de tecnologias pelas empresas. Estudo ainda mostrou que 78% das microempresas usam computador.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (13), revelaram que 48,3% das microempresas brasileiras usaram programas livres em 2010. Porém, apenas 3,3% delas desenvolveram seus próprios programas. A pesquisa sobre o “Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Empresas” mostrou ainda que 96,6% das microempresas (de um a nove funcionários), que têm computador, utilizaram programas prontos para uso.

A TIC-Empresa ainda revelou que, entre as empresas de maior porte, 95,1% adotaram pacotes prontos para uso e 49,5% utilizaram programas livres. Apenas 8,5% delas declararam desenvolver seus próprios programas. Já 52,4% das empresas com 500 funcionários ou mais afirmaram desenvolver seus próprios programas.

Leia mais em: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/12/software-livre-e-usado-em-48-das-microempresas-no-brasil-diz-ibge.html

Editado por Rafael Alquati
Editado com um pouco mais de informações...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sempre vejo com desconfiança esses dados. Porque "software livre" pode ser qualquer um, de um simples tocador de música a um servidor. Vou procurar algo mais especifico, até porque esse mercado de suporte à software livre me interessa muito =]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A tendência mundial é o uso de software livre. No Brasil, a maioria das grandes empresa públicas usam software livre e de código aberto. Quando bem administrados, trazem excelente custo benefício. A Celepar tem um case excelente de migração no Detran do Paraná.

Editado por Hosco Tecnologia
correção

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O BB que usa opensuse em suas máquinas de multipla função, nos terminais eletrônicos (baseado no kernel 2.4.xxx) e BrOffice. isso na rede varejo.

Os servidores já trabalham com o sistema Remus há 5 anos (software livre), o que, eu como funcionário e não trabalho na área de tecnologia notei em disponibilidade de sistema a maior parte das vezes.... claro, impossível comparar com um windows NT da vida, ou o mesmo OS2/Warp que era usado há até pouco tempo atrás.

Nas microempresas te confesso que não vi, e também acharia os números interessantes, visto que vi apenas grandes redes usando (outras abandonando) como a rede wallmart que usa windows em seus leitores de código de barras, aqueles do corredor

O grande porém, agora, que vejo com o software livre é o mesmo problema da portabilidade entre os vários MS offices. A saber. Quem uma o libreoffice, e quem usa o apache openoffice. A comunidade broffice adotou o apache openoffice, openoffice.org

fonte:

http://www.broffice.org/

mas, o libreoffice, pro meu serviço por exemplo, é melhor. O apache não é muito bem integrado ao meu linux (arch linux) não tem ainda versão em linguagem portugues, ou seja, apesar de ser livre, ele deve estar voltado a algumas distros em especial. Minhas fórmulas, que uso desde o broffice 3.0, no 3.6 do libreoffice trabalharam muito bem... no apache, não......

então.... conforme isso tudo, eu também veria melhor as fontes disso..... porque essa migração poderá ser cruel a longo prazo.

Embora que...... cá entre nós... vocês não notaram uma migração para o SO livre depois de algumas alterações da tia M$? a saber, o visual a lá office 2007 dos aplicativos, o M$ windows 8 que está fazendo alguns apanhar (e não apanham tanto no linux, salvo o unity (blerg))

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

então.... conforme isso tudo, eu também veria melhor as fontes disso..... porque essa migração poderá ser cruel a longo prazo.

Os pontos chave estão ligados a uma implementação bem feita e a equipe que administrará os ambiente migrados. Um ambiente que será gerenciado por uma equipe de pessoas limitadas a arrastar mouse, poderá ter problemas, mesmo se a implementação for bem feita.

O caso da Celepar (Detran do Paraná), resultou em uma enorme economia para os cofres públicos com a quebra das licenças milionárias da Oracle e da Microsoft. Sem contar as melhoras de performance e estabilidade.

Um abraço a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se bobear, das outras empresas que não usam software livre, mais da metade usa programas "alforriados" e o resto mal sabe que tem alternativas gratuitas e legais.

O saco é que ainda tem alguns percalços pra quem quer usar o broffice por exemplo (desconfiguração de arquivos .doc) que às vezes inviabilizam seu uso.

Sobre o visual do office 2007 e 2010, eu gostei bastante, demorou um pouco pra pegar o jeito, mas depois foi só alegria.

Os pontos chave estão ligados a uma implementação bem feita e a equipe que administrará os ambiente migrados. Um ambiente que será gerenciado por uma equipe de pessoas limitadas a arrastar mouse, poderá ter problemas, mesmo se a implementação for bem feita.

Perfeito !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

realmente, como o colega falou, convém analisar melhor os dados, pois software livre pode se referir até ao firefox.

o avanço do uso, é óbvio tem a ver com a redução de custos, e não por ser livre.

no entanto, como foi citado tb pelo colega, a longo prazo isso pode ser um um mau negócio trabalho num órgão público federal que seguiu essa linha e é um desastre hoje.

o que se economizou nos aplicativos de escritório nem se compara ao tempo e produtividade perdidos depois da chegada do broffice, que é mt inferior ao pacote da microsoft.

98% dos funcionários acham horrível, apesar de ser gratuito.

isso sem falar em outras soluções.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

As pessoas ainda confundem muito software livre = software gratuito...

Se bem que grande parte é gratuito, só se paga o suporte...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×