Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

CES 2012: Gigabyte Apresenta Placas-mãe Intel Z77

       
 9.014 Visualizações    11 comentários

O chipset Intel Z77 será lançado juntamente com os novos processadores “Ivy Bridge” da Intel, e a Gigabyte nos mostrou quatro modelos de placas-mãe baseados neste chipset que chegarão ao mercado assim que a Intel lançar sua nova geração de processadores.

CES 2012: Gigabyte Apresenta Placas-mãe Intel Z77
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

O chipset Intel Z77 será lançado juntamente com os novos processadores “Ivy Bridge” da Intel, e a Gigabyte nos mostrou quatro modelos de placas-mãe baseados neste chipset que chegarão ao mercado assim que a Intel lançar sua nova geração de processadores. O principal novo recurso deste chipset é o suporte nativo para portas USB 3.0. O PCI Express 3.0 também será suportado se um processador “Ivy Bridge” for instalado. Este novo processador utilizará o padrão de pinagem soquete LGA1155, portanto processadores “antigos” também poderão ser instalados em placas-mãe baseadas no chipset Intel Z77.

Para o mercado de entusiastas, a Gigabyte oferecerá a G1.Sniper 3. Dentre suas especificações podemos destacar a presença de um chip de áudio Creative, um chip de rede Killer, duas portas Gigabit Ethernet, seis portas SATA-600, seis portas USB 3.0, duas portas FireWire, quatro slots PCI Express x16 (x16/x8/x16/x8), dois slots PCI Express x1 e dois chips de BIOS.



A G1.Sniper M3 será voltada para os entusiastas que querem uma placa-mãe microATX topo de linha. Esta pequena placa-mãe terá um chip de áudio Creative, quatro portas USB 3.0, três portas SATA-600, uma porta eSATA-600, três slots PCI Express x16 (x16/x4/x8) e dois chips de BIOS.

A GA-Z77X-UD5H terá um codec de áudio de alto desempenho, duas portas Gigabit Ethernet, seis portas USB 3.0, duas portas FireWire, uma porta eSATA-600, cinco portas SATA-600, uma baia mSATA para unidades SSD baseadas neste formato, três slots PCI Express x16 (x16/x8/x4) e dois chips de BIOS.

A GA-Z77X-UD3H terá uma porta Gigabit Ethernet, quatro portas USB 3.0, uma porta eSATA-600, três portas SATA-600, uma baia mSATA para unidades SSD baseadas neste formato, três slots PCI Express x16 (x16/x8/x4) e dois chips de BIOS.

Embora não tenha sido exibida na CES, nós podemos assumir que a Gigabyte também oferecerá um modelo “UD7” baseado neste novo chipset.

Mais informações

Compartilhar



  Denunciar Notícia
Entre para seguir isso  

Notícias similares


Comentários de usuários


Essas placas estão com um visual muito esquisito... Serão versões finais?

Tomara que não, e como tem uns capacitores não sólidos ali, eu suspeito que não eja o projeto final.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É impressão minha ou as placas da GIGABYTE estão ficando mais feias? Minha GIGABYTE GA-890FXA-UD5 e até minha antiga GA-MA790FXT-UD5P são muito mais bonitas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Não é nem a questão que estejam feias, e sim que não estão completas. Com certeza são versões beta.

O que está faltando ?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Falo de faltar no sentido de faltar um acabamento final, pois ver uma G1.Sniper mesmo compacta daquela forma é um pouco estranho.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tomara que não, e como tem uns capacitores não sólidos ali, eu suspeito que não eja o projeto final.

Os capacitores nao solidos sao do cirquito de pre-amplificador de som, todas as G1-killer sao assim, capacitores solidos nao sao bons para sistema de som

Quanto a reportagem diz que o som possui um chip creative mais pela foto da pra ver que e um via, de duas uma, ou colocaram a foto errada, ou na verdade usa a penas uma solução via software, como a Creative SB X-Fi MB usada no G1.Guerrilla

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Falo de faltar no sentido de faltar um acabamento final, pois ver uma G1.Sniper mesmo compacta daquela forma é um pouco estranho.

Ah sim, achei que faltava algum recurso. ^_^

Os capacitores nao solidos sao do cirquito de pre-amplificador de som, todas as G1-killer sao assim, capacitores solidos nao sao bons para sistema de som

Quanto a reportagem diz que o som possui um chip creative mais pela foto da pra ver que e um via, de duas uma, ou colocaram a foto errada, ou na verdade usa a penas uma solução via software, como a Creative SB X-Fi MB usada no G1.Guerrilla

Não sabia dessa, obrigado pela informação.

Placa com chip Creative eu só lembro de umas top da MSI ou Asus com uma plaquinha de som.

Às vezes falaram uma coisa errada pro Gabriel lá na feira..

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não sabia dessa, obrigado pela informação.

Placa com chip Creative eu só lembro de umas top da MSI ou Asus com uma plaquinha de som.

Às vezes falaram uma coisa errada pro Gabriel lá na feira..

As MSI eu ja nao sei mais quanto a Asus todas as placas com audio SupremeFX usam um codec de alta definiçao de outra marca e a solução da Creative baseada em software.

Ja as Placas G1-Killer da Gigabyte So a G1.Guerrilla usa a solução baseada em software, as outras placa da linha ja lançadas usam um processador de audio real da Creative, nao sei por que essa tem um codec da via e nao um processador de audio da Creative ja que o G1.Sniper anterior tinha

Editado por Erich_ET

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×