Ir ao conteúdo

Novos processadores Intel “Coffee Lake” serão vendidos a partir de 5 de outubro

       
 7.695 Visualizações    19 comentários

Os processadores têm compatibilidade com placas-mãe baseadas no chipset Z370 e com as memórias Optane.

Novos processadores Intel “Coffee Lake” serão vendidos a partir de 5 de outubro
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A Intel anunciou oficialmente a oitava geração de processadores Core para computadores de mesa, com os modelos Core i7-8700K, i7-8700, i5-8600K, i5-8400, i3-8350K e i3-8100.

Os novos processadores têm até 40 linhas PCI Express 3.0, suporte à resolução 4K, compatibilidade com placas-mãe baseadas no chipset Z370 e com as memórias Optane. 

O processador Core i7-8700K tem seis núcleos, 12 threads, clock de 3,7 GHz, clock Turbo Boost 2.0 de 4,7 GHz, 12 MiB de memória cache, dois canais de memória DDR4 até 2.666 MHz, dissipação térmica de 95 W e é desbloqueado para overclock.

O modelo Core i7-8700 possui clock de 3,2 GHz, clock Turbo Boost 2.0 de 4,6 GHz, seis núcleos, 12 threads, dois canais de memória DDR4 até 2.666 MHz, 12 MiB de memória cache e dissipação térmica de 65 W.

A versão Core i5-8600K é desbloqueada para overclock, traz seis núcleos, seis threads, clock de 3,6 GHz, clock Turbo Boost 2.0 de 4,3 GHz, dois canais de memória DDR4 de até 2.666 MHz, 9 MiB de memória cache e dissipação térmica de 95 W.

O Core i5-8400 tem clock de 2,8 GHz, clock Turbo Boost 2.0 de 4,0 GHz, 9 MiB de memória cache, dois canais de memória DDR4 até 2.666 MHz, seis núcleos, seis threads e 65 W de dissipação térmica.

Já o modelo Core i3-8350K vem com quatro núcleos, quatro threads, 6 MiB de memória cache, dois canais de memória DDR4 até 2.400 MHz, clock de 4,0 GHz, 91 W de dissipação térmica e é desbloqueado para overclock.

E a versão Core i3-8100 possui quatro núcleos, quatro threads, clock de 3,6 GHz, 6 MiB de memória cache, dois canais de memória DDR4 até 2.400 MHz e dissipação térmica de 65 W.

Os novos processadores estarão disponíveis a partir do dia 5 de outubro deste ano, sendo o Core i7-8700K por US$ 359; o Core i7-8700 por US$ 303; o Core i5-8600K por US$ 257; o Core i5-8400 por US$ 182; o Core i3-8350K por US$ 168; e o Core i3-8100 por US$ 117.

8th-Gen-Intel-Core-S-series-Chip.jpg

Mais informações

Compartilhar

  • Curtir 2


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


Não são compatíveis com chipsets da geração anterior, mas mantiveram o socket 1151. Que confusão...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
12 minutos atrás, plutos disse:

Não são compatíveis com chipsets da geração anterior, mas mantiveram o socket 1151. Que confusão...

intel sendo intel haha

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@HardwareNewbie Em multithreading, sim. Em single-threading é melhor por ter clocks mais altos.

adicionado 0 minutos depois
1 hora atrás, plutos disse:

Não são compatíveis com chipsets da geração anterior, mas mantiveram o socket 1151. Que confusão...

Eles ainda vão lançar outra linha separada, Z390, para 8c\16t se nao me engano ano que vem ja :x

 

então...Kabylake, coffee Lake, Z390, hahaha

 

"The Ryzen Effect"

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
13 minutos atrás, Atretador disse:

Em multithreading, sim. Em single-threading é melhor por ter clocks mais altos.

adicionado 0 minutos depois

Entendi. Mas o preço vai ser quase o dobro do R5 1600, essa diferença vai compensar?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, HardwareNewbie disse:

Entendi. Mas o preço vai ser quase o dobro do R5 1600, essa diferença vai compensar?

Atualmente a diferença de um 7700K para um R5 1600 em jogos é de uns 5%. Não valendo a pena, para praticamente nada.

 

O 8700K pelos rumores é em multithreading/trabalho equivalente a um R5 1600 ou um i7-7800X, porém é um pouco melhor em jogos que um i7-7700K. Se a pessoa for só jogar, um 8700K pode ser um bom negocio, jogando em resolução baixa com uma GPU top de linha. Atualmente, 1080p é a única resolução que o processador importa.

 

Se vale para você, é outra historia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Atretador A melhor coisa que fiz foi comprar um R5 1600.
Intel é muito caro e uma diferença de 5% não vale a pena, ao menos para mim.
E cara, acho que os jogos estão muito mal otimizados para os Ryzen, mas meu foco é outro, então os jogos é de menos para mim.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O preço dos processadores achei meio parelho com os Ryzen... i5 8400 a preço de R5 1500X. O problema é: a quanto virão estas MBs com Z370? Se comparar com o preço das Z270 (eu sei, eu sei)... vai ser pelo menos o dobro das B350, e isto para usar um processador "ruim" de overclock, já que o 8600K vai custar mais que o R5 1600X. 

Então, acho que a AMD fez a lição de casa com os Ryzen e, se não crescer o olho, vai "ganhar" a competição com a Intel nas gerações 7 e 8. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Kleber Peters disse:

Então, acho que a AMD fez a lição de casa com os Ryzen e, se não crescer o olho, vai "ganhar" a competição com a Intel nas gerações 7 e 8. 

 

Com a 7º é "apelação" o que a AMD fez com a Intel. Chegou no fim da vida, e num teve muito o que a Intel reagir. Com a 8º, AMD parece anos luz na frente, mas vamos ver como o mercado reage.

 

Só acho uma ***** sacanagem, é manter o socket mas não a compatibilidade com os chipset´s anteriores. Se o H110, c/ upgrade de BIOS aceitava a 7º, porque não manter isso com as B250 / Z270?

 

Veja meu exemplo: em meados de Março, montei um G4560 + Rx470 (otimo custo/benefício), com a intenção de migrar para um i5/i7 7º Gen. E agora? Quando for fazer upgrade? Migro pra AMD, ou insisto na Intel, mesmo que sem upgrades futuros? Hj sei que é difícil opinar, mas é a minha realidade e de muitos outros por ai... 

 

Vamos ver as cenas dos próximos capítulos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa história do socket se manter o LGA 1151 me lembra o LGA2011 nos X79, a Intel manteve o 2011 porém mantendo a compatibilidade dos Haswell-E e BroadWell-E apenas com o chip X99.

 

Agora eu só vou esperar começar aparecer os Coffee Lake de entrada para ver como o mercado vai ficar, lembrando que logo logo teremos os Ryzen Refresh. Como eu já disse ano que vem será bem interessante para o consumidor.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

I3 com 4GHZ, que beleza...

Ainda bem que isso, teoricamente, faz baixar os outros processadores Intel.

Vamos ver se quando eu vender meu I5 3ª, eu já compro o 7700K heheheheh

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@RodrigoeKathland Polette  Polette  os haswell não baixaram ainda :v

 

Levando em consideração que atualmente o i7-7700K mesmo com overclock é só uns 5% mais veloz que um R5 1600, custando quase o dobro e esquentando horrores, em uma plataforma morta que esta sendo substituída pelos Coffee lake,mesmo só tendo uns 6 meses de vida, não faz o minimo sentido em comprar Kabylake.

 

Esses i3 estão na cara que são os i5 kabylake, quero ver as temps dos i5 e i7 novos. Skylake-X e os Kaby atuais já são fornalhas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

sera que a placa b250 vai ter atualização na bios pra aceita o coffee lake? comprei essa semana com um i3 7100 me arrependi agora kkkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@barsimpson Você tem 7 dias para devolver :x

 

Foi uma escolha ruim mesmo, um G4560 ou r3 1200 teriam sido escolhas melhores.

 

Já foi confirmado que da mesma forma que Coffee não sera compatível com as series 100/200, kaby não é compatível com serie 300.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
33 minutos atrás, barsimpson disse:

sera que a placa b250 vai ter atualização na bios pra aceita o coffee lake? comprei essa semana com um i3 7100 me arrependi agora kkkk

Você não perguntou aqui no CdH antes de comprar, né? Se tivesse perguntado, teria ouvido que não era para fazer isso... :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, plutos disse:

Não são compatíveis com chipsets da geração anterior, mas mantiveram o socket 1151. Que confusão...

 

Lembra do soquete 775?
Então..

 

Poderiam ter colocado um soquete 1152 pra evitar esse problema.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 26/09/2017 às 20:11, Evandro disse:

 

Lembra do soquete 775?
Então..

 

Poderiam ter colocado um soquete 1152 pra evitar esse problema.

 

O 775 ainda tinha uma certa retrocompatibilidade com os processadores antigos. Os primeiros Pentium 4 775 funcionavam nas placas G41 que se não me engano foi o último chipset para a plataforma 775. Até os Core2Duo e Core2Quad Extreme utilizavam o mesmo soquete 775 e eram compatíveis com a maioria dos chipsets da plataforma. A prostitutaria começou mesmo com o Core i de primeira geração.

Mas o pior de tudo não é nem retrocompatibilidade, mas o assassinato prematuro das plataformas com a descontinuação das placas-mãe. Excelentes processadores como o i7 8320K são órfãos. Os i7 de 2ª e 3ª geração que ainda dão um bom caldo ficam limitados ao insosso chipset H61.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×