Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

NVIDIA Lança GeForce GTX 580M

       
 7.166 Visualizações    9 comentários

A NVIDIA expandiu a sua linha de chips gráficos com o lançamento do que eles estão chamando de “o chip gráfico para notebooks mais rápido do mundo”, o GeForce GTX 580M.

NVIDIA Lança GeForce GTX 580M

A NVIDIA expandiu a sua linha de chips gráficos com o lançamento do que eles estão chamando de “o chip gráfico para notebooks mais rápido do mundo”, o GeForce GTX 580M.

O novo chip trabalha internamente a 620 MHz, acessa seus 2 GB de memória GDDR5 a 3 GHz através de uma interface de 256 bits, e tem 384 processadores rodando a 1.240 MHz. Este chip suporta as tecnologias DirectX 11, OpenGL 4.1, CUDA, PhysX, Optimus, 3D Vision e SLI de duas vias.

Os primeiros notebooks equipados com o chip gráfico GeForce GTX 580M serão o Alienware M17x e M18x.

A NVIDIA também lançou o GeForce GTX 570M. Este chip trabalha internamente a 535 MHz, acessa sua memória GDDR5 (1,5 GB ou 3 GB) a 3 GHz através de uma interface de 192 bits, e tem 336 processadores rodando a 1.150 MHz. Este chip também suporta as tecnologias DirectX 11, OpenGL 4.1, CUDA, PhysX, Optimus, 3D Vision e SLI de duas vias. De acordo com a NVIDIA, o GeForce GTX 570M já está disponível no notebook MSI GT780R como um componente opcional.

Mais informações

Compartilhar



  Denunciar Notícia
Entre para seguir isso  

Notícias similares


Comentários de usuários


Alem dos preços, gostaria de saber se será possivel assar um bolo dentro do note que comportar uma Vga dessas...

Hehehe!

Tomara que tais notebooks tenham uma otima solução de refrigeração!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Preços altos, notebooks torrando... Deve ser uma beleza essa placa dedicada num desses notebooks. E Fernando, não tem que ter uma ótima solução de refrigeração, tem que ter uma excepcional, isso sim...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

o que me deixa encucado é se tem taanta gente assim que joga com o note.

a capacidade de atualização e upgrade é proxima ao mínimo.

a diferença entre o preço de peças dele e do desktop é absurda.

eskenta paaaaaakas!!

e ainda com chips gráficos mais porretas? nossa, em desktops comuns enquanto o processador tá a uns 40 ~ 50º a GPU tá quase 80º(!)

o que dirá essa nova GTX580M...

não compensa o investimento pra todo mundo, só pra entusiastas e viciados em games que devem jogar a qualquer hora e em qualquer lugar xD

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tenho a leve impressão que vocês estão confundindo a GTX580 com a GTX580M, que é a noticiada aqui..

As especificações são bem diferentes entre elas e, como não foi divulgado o TDP, não sei de onde saiu essa de que a placa esquenta demais.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

voce pode estar certo, mas eu tava me referindo à própria GTX580M mesmo. pensei que por ser uma placa mais nova com desempenho gráfico superior com certeza não vai chegar aos 36º idle!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Placa esquenta demais, placa muito cara, notebook não foi feito pra jogar ...

Isso difere um fórum de informática brasileiro de um típico fórum de informática na América do Norte e na Europa. Mal foi divulgado o consumo da placa, que DEVE ser levado em consideração pois os chips de notebooks consomem MUITO MENOS energia e portanto liberam menos calor na forma de desperdício energético (calor irradiado), tristemente não vimos nenhum comentário a respeito do DESEMPENHO deste aparato, que seria subliminarmente o anseio do profissional que teve o trabalho de redigir o artigo com a novidade supracitada. Claro, óbvio e evidente que todos queremos saber dos prós e contras do produto, e não opiniões enviesadas na cultura das uvas verdes da fábula de La Fontaine ("as uvas são maduras e suculentas, mas se eu não posso alcançá-las, estão verdes").

Faz-me lembrar opiniões negativas de excelentes produtos em sites de download, com as labels "num tem em português" no campo de justificativas.

Nunca é demais lembrar que, como em qualquer meio de comunicação, nossas opiniões, por mais singelas e anônimas que pareçam, podem influenciar fortemente no fluxo mercadológico e na formação de opinião de terceiros, portanto temos que ter responsabilidade e prudência com o que dizemos.

O maior site de comparativos de hardware de notebooks do mundo, o Notebook Check (www.notebookcheck.net/), sequer havia arriscado uma especulação sobre dissipação ou valor comercial do aparato foco deste artigo, e infelizmente colegas já se dispuseram a falar com todo o know-how sobre o assunto que devera vir em tom particularmente recatado, até mesmo para respeitar as tendências de evolução dos dispositivos, que vêm sofrendo constante otimização no que tange consumo elétrico. Oficialmente, a 580M consome os mesmos 100W de potência de sua antecessora, a 485M. Este valor é ainda inferior a placas de desktop lançadas há mais de 5 anos atrás, que iniciaram o modelo de 2 conectores PCI-express auxiliares para alimentação (eu mesmo tive uma). E todo mundo achava (acha) lindo.

Perdoem o desabafo acima que não pertence exatamente ou exclusivamente ao presente tópico, mas a um modelo de discussão tupiniquim que é bastante infrutífero e vejo que pode ser mudado, com a nossa colaboração.

Abraços.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Placa esquenta demais, placa muito cara, notebook não foi feito pra jogar ...

Isso difere um fórum de informática brasileiro de um típico fórum de informática na América do Norte e na Europa. Mal foi divulgado o consumo da placa, que DEVE ser levado em consideração pois os chips de notebooks consomem MUITO MENOS energia e portanto liberam menos calor na forma de desperdício energético (calor irradiado), tristemente não vimos nenhum comentário a respeito do DESEMPENHO deste aparato, que seria subliminarmente o anseio do profissional que teve o trabalho de redigir o artigo com a novidade supracitada. Claro, óbvio e evidente que todos queremos saber dos prós e contras do produto, e não opiniões enviesadas na cultura das uvas verdes da fábula de La Fontaine ("as uvas são maduras e suculentas, mas se eu não posso alcançá-las, estão verdes").

Faz-me lembrar opiniões negativas de excelentes produtos em sites de download, com as labels "num tem em português" no campo de justificativas.

Nunca é demais lembrar que, como em qualquer meio de comunicação, nossas opiniões, por mais singelas e anônimas que pareçam, podem influenciar fortemente no fluxo mercadológico e na formação de opinião de terceiros, portanto temos que ter responsabilidade e prudência com o que dizemos.

O maior site de comparativos de hardware de notebooks do mundo, o Notebook Check (www.notebookcheck.net/), sequer havia arriscado uma especulação sobre dissipação ou valor comercial do aparato foco deste artigo, e infelizmente colegas já se dispuseram a falar com todo o know-how sobre o assunto que devera vir em tom particularmente recatado, até mesmo para respeitar as tendências de evolução dos dispositivos, que vêm sofrendo constante otimização no que tange consumo elétrico. Oficialmente, a 580M consome os mesmos 100W de potência de sua antecessora, a 485M. Este valor é ainda inferior a placas de desktop lançadas há mais de 5 anos atrás, que iniciaram o modelo de 2 conectores PCI-express auxiliares para alimentação (eu mesmo tive uma). E todo mundo achava (acha) lindo.

Perdoem o desabafo acima que não pertence exatamente ou exclusivamente ao presente tópico, mas a um modelo de discussão tupiniquim que é bastante infrutífero e vejo que pode ser mudado, com a nossa colaboração.

Abraços.

Adorei o seu Post, e fiz um pequeno recorte: "(...)tristemente não vimos nenhum comentário a respeito do DESEMPENHO deste aparato(...)"

Realmente do jeito que a discussão estava indo, a impressão que dá é que um Alienware equipado com a GPU Top da NVIDIA mobile pode ser usado também como chapa para lanches!

Estranhamente não saio do foco da reportágem, porque de tudo, é passível tirar conclusões interessantes...

É difícil falar apenas de tecnologia desvinculando um produto do seu valor comercial e comparação com outros produtos, eu mesmo não me isento disso, já me peguei fazendo comparações quando lançaram o IPAD, e eu argumentei que era mais vantajoso um Notebock.

Mas sem dúvida, o aspecto sempre verificável quando se comenta sobre Notebock ou componentes do mesmo, de maneira geral, é levar para o lado da comparação com o PC. "mas compensa mais o PC" "O PC é mais barato e têm configuração melhor" , não quero entrar no mérito dessa discussão, afinal não sei o que vende mais atualmente, e, mesmo que os numeros apontem um crescimento ou utrapassagem, por exemplo, do Notebock, ainda assim não ira mudar certas qualidades e limitações do mesmo, mas em outra perspectiva, as pessoas são livres para defender qualquer ideia, se gosta é de PC ou de Notebock! Temos que encarar como tecnologias diferentes, embora tenha o mesmo O.S etc..em comum, ainda assim (em uma perpectiva particular) é como se estivéssemos falando de Nintendo 3DS ou PS VITA, que são video games portáteis, e alguem falar que o Play Station 2 ou 3 são melhores e mais em conta! então já deslegitimiza uma perspectiva de discussão voltada pura e simplesmente do ponto de vista tecnológico, etc (mas que é válida) afinal a vida não é somente tecnologia, é comercial, é prática e multipla e orgânica.

Fernando Pessoa nos alerta: tudo vale a pena se a alma não é pequena.

Abraços

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×