Placa-Mãe ASUS P7P55D PRO
16/09/2009 às 14h18min por Gabriel Torres em Placas-Mãe Soquete LGA1156 (Intel)

Introdução

A ASUS lançou nada menos do que nove modelos diferentes de placas-mães soquete LGA1156 baseadas no novo chipset Intel P55. Hoje nós daremos uma olhada em um desses modelos que atualmente está sendo vendido nos EUA na faixa dos US$ 170, chamado P7P55D PRO, que tem vários recursos únicos e inclui suporte a SLI..

A P7P55D PRO tem um visual muito sóbrio, toda preta com peças plásticas em azul, cinza claro e cinza escuro. O dissipador do chipset e os dissipadores usados nos transistores do circuito regulador de tensão são prata e azul com um desenho que lembra a Fortaleza da Solidão do Super Homem.

ASUS P7P55D
Figura 1: Placa-mãe ASUS P7P55D.

ASUS P7P55D
Figura 2: Dissipador de calor do chipset.

ASUS P7P55D
Figura 3: Dissipador de calor do circuito regulador de tensão.

Slots

Uma das principais novidades dos processadores soquete LGA1156 é a presença de um controlador PCI Express 2.0 integrado no processador. Este controlador suporta uma conexão x16 ou duas conexões x8. Normalmente em placas-mães baseadas no chipset P55 os fabricantes colocam dois slots PCI Express 2.0 x16 na placa, com o primeiro slot trabalhando a x16 quando apenas uma placa de vídeo é usada, ou ambos os slots trabalhando a x8 quando duas placas de vídeo são usadas..

A ASUS P7P55D PRO, no entanto, tem três slots PCI Express 2.0 x16, cada um com uma cor diferente. Os dois primeiros (azul e cinza claro) são conectados ao controlador integrado no processador e por esta razão o slot azul trabalha a x16 quando apenas uma placa de vídeo é instalada, mas quando duas ou três placas de vídeo são instaladas tanto o slot azul quanto o slot cinza claro trabalham a x8. O terceiro slot, que é cinza escuro, é controlado pelo o chipset e trabalha a x4.

A ASUS P7P55D PRO tem ainda dois slots PCI Express x1 e dois slots PCI.

Esta placa-mãe da ASUS suporta as configurações SLI e CrossFire. Lembre-se que o suporte ao modo SLI em placas-mães baseadas no chipset P55 dependerá se o fabricante licenciou ou não esta tecnologia da NVIDIA e, portanto, nem todas as placas-mães baseadas no chipset P55 têm suporte ao SLI. Na linha da ASUS apenas a P7P55D LE e a P7P55D padrão não suportam o modo SLI.

ASUS P7P55D
Figura 4: Slots.

Suporte à Memória

Os processadores soquete LGA1156, assim como os processadores soquete LGA1366 da Intel e os processadores da AMD, têm um controlador de memória integrado. Todos os outros processadores da Intel utilizam um controlador de memória externo localizado no chip ponte norte (também conhecido como MCH, Memory Controller Hub ou Hub Controlador de Memória) do chipset. Isto significa que com esses processadores o chipset (ou seja, a placa-mãe) é o componente responsável por dizer quais as tecnologias e a quantidade máxima de memória que você pode instalar no micro..

Como a partir de agora o controlador de memória está dentro do processador, é o processador – e não mais o chipset – que define quais as tecnologias e a quantidade máxima de memória que você pode instalar no micro. A placa-mãe, no entanto, pode ter uma limitação da quantidade de memória que você pode instalar.

Até o momento o controlador de memória integrado dos processadores soquete LGA1156 suportam apenas memórias DDR3 até 1.333 MHz na arquitetura de dois canais, apesar de a ASUS dizer que a P7P55D PRO suporta memórias DDR3 até 1.600 MHz. A P7P55D PRO tem quatro soquetes de memória DDR3 e como cada módulo de memória DDR3 pode ter até 4 GB cada, você pode instalar até 16 GB nesta placa-mãe.

O primeiro e o terceiro soquetes são cinza escuro, enquanto que o segundo e o quarto são azul claro. Para obter o desempenho máximo você deve instalar dois ou quatro módulos de memória de modo a habilitar a configuração de dois canais. Quando apenas dois módulos são usados certifique-se de instalá-los nos soquetes azuis. Caso você os instale nos soquetes cinza escuro o computador não ligará e o LED de diagnóstico da memória ficará permanentemente aceso.

Se você prestar atenção na Figura 5 verá que a ASUS está usando um tipo de soquete diferente nesta placa-mãe. Em vez de ter uma trava em cada lado dos soquetes, há apenas uma trava. No outro lado do soquete há apenas uma ranhura para a inserção do módulo de memória.

ASUS P7P55D
Figura 5: Soquetes de memória. Instale dois ou quatro módulos para o desempenho máximo.

A ASUS P7P55D PRO vem com um testador de compatibilidade de memória chamado MemOK!. Para ativar este recurso tudo o que você precisa fazer é pressionar um botão localizado próximo ao conector de alimentação principal da placa-mãe (veja na Figura 6) por alguns segundos após ligar o micro e mantê-lo pressionado até que você veja o LED vermelho próximo a ele começar a piscar. Ao fazer isso a placa-mãe verificará se seus módulos de memória são compatíveis com o seu processador e exibirá uma mensagem na tela após alguns segundos (veja na Figura 7). Se este LED ficar permanentemente aceso e o micro não exibir uma mensagem mesmo após você esperar por um minuto, então seus módulos estão instalados em soquetes errados (veja o texto acima) ou não estão instalados corretamente ou estão com problema de mau contato nos soquetes ou são incompatíveis ou estão com defeito.

ASUS P7P55D
Figura 6: Botão MemOK!.

ASUS P7P55D
Figura 7: Resultado do teste de compatibilidade de memória.

Periféricos On-Board

O chipset Intel P55 é uma solução com apenas um chip. As características básicas deste chipset incluem seis portas SATA-300 (o suporte a RAID é opcional), 14 portas USB 2.0 suportando o recurso “Desabilitar Porta USB” (que permite a você desabilitar portas USB individuais), rede Gigabit Ethernet e oito pistas PCI Express x1. O P55 não suporta portas ATA paralela (PATA)..

A ASUS P7P55D PRO oferece todas as seis portas SATA-300 suportando RAID 0, 1, 5 e 10 (Intel Matrix Storage). A placa-mãe tem ainda uma porta SATA-300 extra, uma porta eSATA-300 e uma porta ATA-133 controladas por um chip JMicron JMB363. A porta eSATA presente nesta placa-mãe suporta o recurso de multiplicação de portas com até quatro dispositivos, ou seja, você pode instalar até quatro discos nela, limitado pela quantidade de discos que o seu gabinete para discos rígidos externo suporta, é claro. Os modos RAID 0, 1, 0+1 e JBOD são suportados nas portas controladas por este chip extra da JMicron. Desta forma se você tem um gabinete para discos rígidos externo suportando multiplicação de porta você pode criar um arranjo RAID com os discos instalados neste gabinete.

Quatro dos conectores SATA estão voltados para a borda da placa-mãe, enquanto que os demais estão localizados próximos à borda esquerda da placa-mãe, como você pode ver na Figura 8. Esta solução é sensacional já que em placas-mães onde as portas são voltadas para cima normalmente o acesso às portas é bloqueado pelas placas de vídeo e em certos casos você não consegue inclusive instalar os cabos SATA nelas.

ASUS P7P55D
Figura 8: Portas SATA.

Esta placa-mãe não tem uma controladora para unidade de disquete.

Na ASUS P7P55D PRO todas as 14 portas USB 2.0 suportadas pelo o chipset estão presentes, oito soldadas no painel traseiro e seis disponíveis através de três conectores na placa-mãe. Esta placa-mãe vem ainda com uma controladora FireWire (IEEE 1394) fornecendo duas portas FireWire, uma soldada no painel traseiro e uma disponível através de um conector na placa. Ela vem com um adaptador contendo duas portas USB e uma porta FireWire.

O áudio é gerado pelo o chipset através de um codec VIA VT1828S, que é um componente de nível profissional, oferecendo áudio 7.1 com resolução de 24 bits, relação sinal/ruído de 110 dB para as saídas, relação sinal/ruído de 100 dB para as entradas analógicas e taxa de amostragem de 192 kHz para as entradas e saídas. Esta placa-mãe vem com saídas SPDIF coaxial e óptica on-board. A placa tem ainda pinos SPDIF out na placa, que podem ser usados para conectar esta saída à sua placa de vídeo caso ela tenha saída HDMI, para que você tenha uma saída HDMI com áudio digital em um único cabo. Como você pode ver na Figura 9, esta placa-mãe tem saídas de áudio independentes para todos os oito canais de áudio. Com essas especificações você pode trabalhar profissionalmente com edição e mixagem de áudio sem a necessidade de instalar uma placa de som avulsa topo de linha (e cara).

A ASUS P7P55D PRO tem uma porta Gigabit Ethernet controlada pelo o chip Realtek RTL8112L.

Na Figura 9 você pode ver o painel traseiro da placa-mãe: conectores para mouse e teclado PS/2, oito portas USB 2.0, saídas SPDIF coaxial e óptica, porta FireWire, porta eSATA, porta Gigabit Ethernet e saídas de áudio independentes no formato 7.1.

ASUS P7P55D
Figura 9: Painel traseiro da placa-mãe.

A ASUS P7P55D PRO tem ainda uma porta serial, disponível através de um conector interno na placa-mãe. A placa, no entanto, não vem com o conector necessário para usá-la.

Outros Recursos

A ASUS P7P55D PRO tem outros pequenos recursos, mas que não são menos importantes. Todos os capacitores usados nesta placa-mão são sólidos e ela usa um circuito regulador de tensão com 12 fases (além de duas fases para o controlador da memória) usando bobinas de ferrite, com os transistores equipados com dissipadores de calor passivos já mostrados na primeira página. Leia nosso tutorial Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Circuito Regulador de Tensão da Placa-mãe para entender porque esta configuração é excelente..

ASUS P7P55D
Figura 10: Circuito regulador de tensão de alto desempenho.

Assim como outras placas-mães da ASUS, a ASUS P7P55D PRO tem o recurso Express Gate, que é um sistema operacional armazenado dentro de uma memória de apenas leitura localizada na placa-mãe, que permite ao usuário acessar a Internet sem a necessidade de carregar o sistema operacional da máquina ou mesmo ter um disco rígido instalado.

Na Figura 11 você pode ver todos os acessórios que acompanham a ASUS P7P55D PRO.

ASUS P7P55D PRO
Figura 11: Acessórios.

Opções de Overclock

A ASUS P7P55D PRO oferece uma série de opções para overclock. Um recurso realmente único nesta placa-mãe é a presença de um botão físico para limitar a sobretensão de memória para impedir que você aumente a tensão de alimentação das memórias acima de 2 V. Como o controlador de memória está embutido no processador, aumentar as tensões da memória pode danificar o processador. Portanto esta trava física é uma ótima ideia. Mudando esta chave de posição você pode ajustar a tensão de alimentação das memórias acima de 2 V, até 2,5 V..

ASUS P7P55D PRO
Figura 12: Botão para limitar a sobretensão da memória.

As principais opções que vimos com o BIOS inicial de lançamento (0209) foram:

Além das temporizações da memória, que também podem ser altamente configuradas.

ASUS P7P55D PRO
Figura 13: Menu de overclock.

ASUS P7P55D PRO
Figura 14: Menu de overclock (cont.).

ASUS P7P55D PRO
Figura 15: Opções das temporizações da memória.

Resumo dos Recursos

Os principais recursos da ASUS P7P55D PRO são:.

*Pesquisado no Newegg.com no dia da publicação deste artigo Primeiras Impressões.

Conclusões

A ASUS P7P55D PRO tem algumas vantagens em relação a outras placas-mães soquete LGA1156 baseadas no chipset P55 na mesma faixa de preço..

A vantagem mais óbvia é o suporte a SLI, a presença de três slots PCI Express 2.0 x16 (embora eles trabalhem com um velocidade menor quando mais de uma placa de vídeo é usada), suporte para RAID, uso de apenas capacitores sólidos e um circuito regulador de tensão de alta qualidade. Ela traz ainda o teste de compatibilidade de memória (MemOK!) e mais opções de overclock do que outras placas concorrentes, além da interessante ideia de ter um botão físico para limitar a sobretensão das memórias, evitando assim que os usuários fritem seus processadores.

Outro destaque da ASUS P7P55D PRO é o seu áudio on-board de qualidade profissional, que permitirá a você editar fontes de áudio analógicas praticamente sem ruído branco, devido a sua alta relação sinal/ruído (100 dB). Traduzindo: você pode usar esta placa para trabalhar profissionalmente com edição de áudio sem a necessidade de comprar uma placa de som avulsa.

Mas nós sentimos falta de alguns recursos na P7P55D PRO que estão disponíveis em produtos concorrentes, como display de diagnóstico do POST, um botão externo para limpar o conteúdo da memória de configuração CMOS (ou pelo menos um botão na própria placa para esta tarefa), botões liga/desliga e reset on-board e um buzzer.

Em resumo, esta é uma boa placa-mãe intermediária que suporta SLI para os novos processadores soquete LGA1156, mas alguns usuários podem precisar de ainda mais recursos. Se este é o seu caso, então opte por um modelo mais caro.

Originalmente em http://www.clubedohardware.com.br/artigos/Placa-Mae-ASUS-P7P55D-PRO/1769

© 1996-2013, Clube do Hardware - Todos os direitos reservados.

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.clubedohardware.com.br), no fórum de discussões (http://forum.clubedohardware.com.br), no boletim de notícias enviado por e-mail e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).

Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, em nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).

Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião do Clube do Hardware e de sua direção.

Ao acessar o nosso site ou nossa página em redes sociais, você está ciente e concorda com os termos acima.