• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Dick Trace

Membros Plenos
  • Total de itens

    1.079
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

229

Sobre Dick Trace

  • Data de Nascimento 01-01-1910

Informações gerais

  • Cidade e Estado ---
  1. @RobertoGB Pois é, fiquei tão entusiasmado que nem li direito antes de postar. Se fosse mesmo 35% a 45% em todos os programas eu iria comprar um CPU desses agora mesmo.
  2. Deus do céu, parece que eu falei besteira das grandes. O teste do Bits em Chips não mostrou diferença de desempenho na maioria dos programas, exceto no UT3 onde o ganho foi de 35%.
  3. Se não me engano alguns reviews mostraram que o Ryzen tem excelente eficiência energética (desempenho por watt) quando tem clocks até cerca de 3GHz, então outro fator a ser considerado é que talvez a AMD não tenha projetado o Ryzen pensando em gamers, overclockers e entusiastas, mas sim em servidores e notebooks, já que esses são os segmentos com maior potencial de lucro para AMD e os que ela praticamente perdeu por causa do Bulldozer. E CPUs para servidores e notebooks costumam ter entre 2 a 3GHz já que eles tem dúzias de núcleos nos servidores ou precisam de baixo consumo energético nos notebooks. O pessoal que compra CPU para jogar, fazer overclock a 5GHz e também compra VGA high-end são na verdade a minoria do mercado. Outra possibilidade é que devido à produção ainda estar no início, a AMD está reservando os melhores chips para serem usados em CPUs de servidor (Naples) a serem lançados em breve (e que custam muito mais), enquanto os Ryzen R7 do lançamento ficaram com os chips mais-ou-menos.
  4. Não sei se a Intel vai baixar os preços dos CPUs soquete 1151, mas os preços dos CPU soquete 2011 (5960x, 6800k, 6900k...) acho que ela terá que baixar porque os Ryzen R7 tem custo/benefício muito melhor. A maioria dos que compram um octa-core Intel hoje não devem comprar para jogos e sim para trabalho, e dá para montar um PC Ryzen R7 completo com muita memória RAM só pelo preço do CPU octa-core da Intel. O Ryzen R7 pelo visto foi um sucesso entre os usuários de workstation por ter preço baixo e bom desempenho nos programas em geral.
  5. O site ServeTheHome, voltado para workstations e servidores, avaliou o desempenho do Ryzen 1700 e 1700X rodando Linux, e o resultado agradou bastante: https://www.servethehome.com/amd-ryzen-7-1700x-linux-benchmarks/ https://www.servethehome.com/amd-ryzen-7-1700-linux-benchmarks-zen-buy/
  6. @Flávio Santana Lima Concordo com você, o marketing da AMD devia ter focado na linha Extreme da Intel como concorrência dos Ryzen R7 e mostrado o melhor custo/benefício dos Ryzen.
  7. Correto, os Ryzen R7 compensam mais como CPUs para workstation, mas eles competem com o 6900K seja no que for (jogos ou programas de workstation) e com custo/benefício melhor que o do 6900K. Já a competição do 7700k seriam os futuros Ryzen R5 com clocks (se Deus quiser) mais altos. Mas é uma pena que a maioria das pessoas não entende isso. Se a AMD tivesse lançado um CPU de 32 núcleos a 2GHz o povo ainda estaria reclamando de jogos, sem cair a ficha de que tal CPU não seria para isso.
  8. @Contiusa Nem é tanto pela instabilidade do SMT em jogos, é que parece que no geral o Ryzen apresenta ganhos maiores em programas multi-thread com SMT ligado do que o i7 apresenta (o "SMT Yield" no review do TheStilt) , o que pode indicar que a eficiência na execução single-thread (IPC) do núcleo Ryzen ainda está imatura e que tem margem para melhorar o IPC no Zen+ (e aí o ganho com SMT seria menor já que o núcleo perde menos oportunidades na execução single-thread). E os Ryzen tem menor desempenho em FMA/SIMD por causa dos 128bits de largura vs 256bits da Intel, mas o preço compensa.
  9. Eu gostei, os Ryzen R7 tem IPC suficiente e oito núcleos a um preço bem menor que a concorrência. Eles perdem em jogos e programas single-thread para quad-cores com clock mais alto, o que era esperado, então agora a AMD precisa de CPUs quad-core de 4.x GHz para competir com o i7 7700K. Mas espero que resolvam logo a questão do desempenho com SMT ligado. Dá a impressão que é possível melhorar bem o IPC no Zen+.
  10. Quando se usa o vídeo integrado para jogar um jogo 3D, o gargalo normalmente é a largura de banda da RAM do PC. Uma VGA com um GPU idêntico ao integrado, mas com RAM GDDR5 dedicada, tem desempenho muito melhor em jogos por ter mais largura de banda. Bancos de dados devem se beneficiar. Algumas operações no Photoshop devem se beneficiar enquanto outras não. O mesmo vale para o Vegas, Premiere, etc. Um PC lotado com várias VGAs, SSDs, câmeras 4K, placas de rede e outras placas e periféricos em geral deve precisar de mais banda que um PC típico. E muita gente também usa VMs em desktops. Mas para a grande maioria dos casos isso é praticamente irrelevante. Não me entenda errado, eu acho que os Ryzen R7 são muito bons (especialmente pelo preço) e serão um sucesso. Mas a GPU integrada será usada para 3D em 99,9% dos casos.
  11. @codavaraOs CPU testado pela PCWorld tem 6 núcleos e os programas são muito mais dependentes de poder de processamento (ALU) do que largura de banda de memória. Nos testes sintéticos e encoding/transcoding você move relativamente poucos dados mas processa muito esses dados, e os jogos além disso são também limitados pela VGA. Mas largura de banda também é importante para os GPUs onboard cada vez maiores dos processadores atuais, razão pela qual estão integrando parte da memória RAM junto com o CPU/GPU em um bloco único (HBM) com barramentos largos para maior largura de banda. @EvandroNo geral sim, mas não se aplica a todos os programas e eu diria que não se aplica se você tem um número menor de núcleos. Mas vamos ver os testes amanhã.
  12. Quanto mais núcleos existem no processador, mais largura de banda de memória é necessária para manter os núcleos "alimentados" com dados. Com oito ou mais núcleos no CPU, quad-channel seria um boa notícia. Mas eu imagino que a AMD tem mais margem para melhorar no Zen+ do que a Intel nos Sandybridge+++++ atuais.
  13. É, esse review não é dos mais confiáveis...
  14. Pelo visto só o i7 5960x usa a mesma RAM do Ryzen 1700x enquanto os outros CPUs Intel nesse review foram equipados com RAM mais rápida? Confere?
  15. Review do Ryzen 1700X. Vamos ver quanto tempo esse post dura. EDIT: Não durou muito e já foi abatido devido à problemas e parcialidade... e por isso deletado.