Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

aphawk

Membros VIP
  • Total de itens

    5.382
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

2.446

Sobre aphawk

  • Data de Nascimento 07-02-1960

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo, SP
  • Sexo
    Masculino

Outros

  • Ocupação
    Hardware
  • Interesses
    Pescar, jogar, bons restaurantes, pesquisar novidades, andar de moto, inventar montagens, e principalmente criticar o Ensino do jeito que está sendo feito....
  1. @Juliana Batista da Silva , Legal ! Quando conseguir, publique aqui o seu projeto para poder ajudar outras pessoas também ! Paulo
  2. @Juliana Batista da Silva , Nunca ouví falar de um botão analógico ..... será que você está se referindo ao Joystick ? Se sim, um Joystick nada mais é do que dois potenciômetros , um na horizontal e outro na vertical. Portanto, basta você usar duas entradas analógicas e lêr o valor da tensão. Se você alimentar com 5 Volts, terá 2,5 Volts nos dois potenciômetros quando o joystick estiver em repouso na posição central, sendo que a tensão vai sempre variar entre 0 e 5 Volts entre os extremos do movimento. Veja aqui : http://www.arduinoecia.com.br/2013/09/modulo-joystick-arduino.html Paulo
  3. Tem um projeto feito em Basic que faz isso, toca MP3 usando duas saídas PWM, e o pessoal fala que o som ficou bom. Mas para ter alto volume, terá de usar um amplificador mesmo .... hoje existem módulos pequenos que fornecem 2W por canal, mais do que suficiente para ser bem audível kkkkk ! Comece por aqui, ambos fazem o que eu te disse acima : https://www.mcselec.com/index2.php?option=com_forum&Itemid=59&page=viewtopic&t=11968&highlight=mp3 https://www.mcselec.com/index2.php?option=com_forum&Itemid=59&page=viewtopic&t=8714&highlight=mp3 Depois, olhe estes outros posts, usam módulos próprios de MP3 : https://www.mcselec.com/index2.php?option=com_forum&Itemid=59&page=viewtopic&t=9559&highlight=mp3 https://www.mcselec.com/index2.php?option=com_forum&Itemid=59&page=viewtopic&t=9396&highlight=mp3 Ah, para poder ver e baixar, tem de se cadastrar no Fórum.... Não vejo o porquê do pessoal do Arduino dizer que não vai conseguir .... se o pessoal faz isto em Basic com a mesma família de AVR fazem anos e anos .... !! Paulo
  4. @Kaike Wesley , Bom, deixa eu entender uma coisa : seu programa no PC vai rodar em python; e no Arduino Mega ? Porque nunca ví um Arduino rodar python.... Os Arduínos podem reproduzir sim , existem alguns projetos que "demodulam" o .MP3 e geram o som estéreo usando dois canais de PWM do Arduino, claro que não é Hi-Fi. Se precisar de alta qualidade, vai ter de acrescentar um módulo que faça saída direto do formato .mp3. Na verdade, tudo pode ser feito pelo Arduino mesmo. Creio que a comunicação via serial comum já fica bom, em velocidade tipo 57600 deve conseguir sem nenhum problema. Paulo
  5. Deve ser para telefonia.... então esquece isso de fazer emenda porque a perda será muito alta. Compre um cabo novo, marca KMP, do tipo RGC , se a distância é tipo 15 metros eu sugiro o uso de cabo grosso, como o RGC-213 , que vai ter bem menos perda do que o RCG-58. E compre também os conectores apropriados. Paulo
  6. Ela precisa de Assmbly para 8051... Pic não adianta em nada nesse caso. Paulo
  7. @Gabriel Faria00 , Poste o seu projeto de hardware, e claro, a sua ideia de software... Paulo
  8. @AndréKSilva , Sim, é isso mesmo, se houver luz suficiente a bateria vai ser carregada; se não houver, a bateria vai fornecer a energia para o seu circuito, tudo feito automaticamente! Sobre as baterias tipo 18650, acho que a de maior capacidade real é de 3.000 mAh, feita pela Panasonic e pela Sanyo, mas custa lá fora cerca de US$ 15 cada uma ! Posso te afirmar que 95% das baterias 18650 que temos no nosso mercado são falsas ! Existem aparelhos que medem a capacidade real; eu tenho alguns deles, e já comprei umas 10 baterias diferentes, mas nunca nenhuma dessas que afirma ter mais de 3000 mAh porque essas eu já sei que não prestam... as que funcionaram melhor eram de 2000 e 2500 mas de marcas conhecidas, tipo Panasonic, Sanyo, Matsushita. Pesquise sempre o site do fabricante antes de comprar. Paulo
  9. Todo microcontrolador AVR tem muita coisa para ser configurada via Fuses, e claro que isso depende do que você pretende fazer com ele. Para torná-lo compatível com um Arduino Uno, precisa programar os Fuses, pois ele vai funcionar diferente da maneira default que o fabricante fornece. Gravar o Fuse é uma operação que a gente faz muito raramente, e depois não precisa mais fazer, a menos que você precise alterar algo no hardware, como por exemplo configurar para clock interno de 8 Mhz , ou de 1 Mhz, ou proteger o programa contra cópia, ou esperar um pouquinho mais de tempo após o Reset antes de começar a executar o programa, etc .... Use um programador para isso, a opção mais simples e barata é comprar um USB ASP , que custa baratinho e tem em qualquer lugar. Depois de gravar esses Fuses, pode seguir os tutoriais que ele vai rodar na velocidade do cristal e vai te liberar o pino 14 para uso. Paulo
  10. @ilovepic , Algo muito pareçido ao que os Pics também tem : http://www.ladyada.net/learn/avr/fuses.html Sem acertar isso, seus programas não vão funcionar como você quer . Paulo
  11. @ilovepic , Repare no segundo link . Na hora de gravar o Bootloader voce deve escolher se vai trabalhar a 8 Mhz ou se vai usar cristal a 16 Mhz, mas não menciona que para rodar a 16 Mhz tem de regravar os Fuses com os valores adequados... Paulo
  12. @AndréKSilva, Existe um pequeno módulo que você pode comprar até no Mercado Livre, você liga uma bateria de litio nele, e ele gera a tensão de 5V para alimentar o seu Arduino, e caso você ligar esse módulo em uma saįda USB ele permite também a carga da bateria ! Essa bateria de 8800 mAh é falsificada, com sorte ela chegará a uns 1500 mAh. E sim, esse pequeno módulo permite a ligação de uma célula solar com tensão de pico em torno de 5,5 Volts e assim quando houver sol suficiente a bateria será carregada. Paulo
  13. O Atmega328 vem de fábrica configurado para usar o clock interno de 8 Mhz e apresentar em seu pino 14 o clock de 1 Mhz. Ou seja, independente de você colocar um cristal oscilador de 16 Mhz, ele vai rodar a 8 Mhz, e você não consegue usar o pino 14 nem como entrada e nem como saída. Para usar ele da maneira que ele funciona no Arduíno, é necessário gravar os Fuses internos com a mesma configuração usada no Arduíno... Você fez a gravação dos Fuses ? E como você está passando o seu programa compilado na IDE do Arduíno ? Usando um Bootloader ou pela interface ISP ? Paulo
  14. @ilovepic , Você gravou os Fuses do Atmega ? Se sim, quais os valores Low e High que você usou ? Paulo
  15. Meu amigo, não leve a mal o que vou escrever... mas eu denunciaria esse "orientador" para a diretoria de sua escola ! Todo TCC tem um orientador justamente para te ajudar em suas dúvidas ! Se não ajuda, peça para trocar por um que realmente faça o trabalho para o qual é pago. Isso de apenas revisar eu nunca ouví falar de nada parecido. É um absurdo ! Paulo

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×