• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

renatosba

Membros Plenos
  • Total de itens

    67
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

3

Sobre renatosba

  • Data de Nascimento 02-09-1995

Informações gerais

  • Cidade e Estado Pernambuco
  1. Olá, pessoal! Sempre gostei bastante de eletrônica, inclusive tentei várias vezes consertar aparelhos por conta própria e na maioria das vezes piorava a situação do que melhorava haha. Não sei se o @Bcpetronzio lembra, mas em meados de 2010, tentei consertar um videocassete por conta própria e acabei piorando a situação, levando o aparelho à lata do lixo. História cômica, o tópico ainda existe, mas me recuso a visitá-lo para não ter uma crise de vergonha alheia haha. Agora vamos ao que importa, nesses 6 anos não desisti da eletrônica, tentei ver cursos em vídeo aulas, até que surgiu a oportunidade de me matricular em curso técnico em instituição reconhecida pelo MEC. Como peguei o curso no andar da carruagem, tendo que pular 5 disciplinas (informática aplicada, matemática aplicada, eletroeletrônica, circuitos em CC e circuitos em CA), começando na disciplina de eletrônica analógica. Pessoal, na turma formada em maio, só tem 12 alunos, e vários já desistiram. Não quero entrar nessas estatísticas, porque eletrônica é um sonho antigo. Só que tenho muitas dificuldades em matemática e física, pois estudei em escola pública, ainda no horário noturno, onde os professores meio que só vão para cumprir carga horária. Tenho vários livros de matemática, desde a antiga 5ª série do fundamental até o 3º ano do ensino médio e ainda estou estudando por eles, mas precisamente no da 5ª série e ainda tenho dificuldades, mas estou tentando superá-las. Vocês acham que devido a eu ter entrado na última cadeira do primeiro módulo, o curso está avançado demais para meu nível? Já adquiri alguns livros, como o do Gabriel Torres e o do Malvino indicado pelo professor, mas creio que terei que aprender o básico da matemática e física antes, então gostaria de opiniões por onde começar. Também tenho o curso em DVD do Luís Burgos, que por sinal, já me deu um vasto conhecimento que eu não tinha antes. Obrigado.
  2. Sim, seria realizar todo o serviço na casa do cliente e caso esse aceitasse, levaria o computador para meu "laboratório". Se o cliente quisesse fazer todo o serviço a domicílio, seria cobrado por hora técnica, conforme me indicaram. O problema são as localidades que o cliente mora, que pode ser de risco. Estou pensando em alugar uma sala comercial no centro do Recife (PE) e montar junto uma pequena loja vendendo itens básicos, juntos com os serviços. Com o passar do tempo, posso ir aumentando o estoque e disponibilizar mais componentes. A princípio não pretendo trabalhar com placa-mãe e processador (esses correm risco de desvalorizarem muito rápido devido às novas tecnologias), mas do resto todos os componentes e alguns periféricos tipo teclado, mouse, pendrive, cartão de memória, HD, fonte etc. Por ter CNPJ na área de informática, já tenho contato com alguns distribuidores.
  3. Boa tarde, pessoal! Recentemente me matriculei em um curso técnico em manutenção e suporte em informática. Como o curso tem duração relativamente curta (2 anos) se comparado a uma universidade, acho que quanto mais cedo se planejar melhor fica. Confesso que estou meio decepcionado com a oferta de vagas de trabalho em minha região. São poucas e a concorrência é alta. Então pensei em abrir uma oficina em manutenção para eu trabalhar por conta própria. Já possuo CNPJ, no caso só faria os procedimentos burocráticos (estou cadastrado como loja de informática e teria que alterar para serviços). Mas nesse meio tempo, algo vem me encucando a cabeça. Trabalhar em local fixo ou trabalhar com atendimento a domicílio? Trabalhar em local fixo, tem despesas com aluguel e trabalhar a domicílio tem os riscos. Enfim, na opinião de vocês qual a melhor dessas duas maneiras? Obrigado
  4. Pelo o pouco que eu sei, o capacitor aparenta estar com a polaridade correta. O negativo está para o lado onde tem a marcação no circuito impresso. Como o cara não tem muito conhecimento em fontes de PC, ele trabalha consertando TV, não sei ele fez algo errado. Não posso exigir garantia, pois só paguei R$10,00 a troca do capicitor (capacitor incluído no preço, ele retirou de alguma sucata). Foi o unico que aceitou olhar a fonte. Se fosse uma fonte genérica eu descartaria, mas se tratando de uma fonte de qualidade, convem avaliar o conserto.
  5. Como não entendo muita coisa de eletrônica. Só venho pedir opiniões para não ser enganados por técnicos desonestos. Se bem que a maioria sequer aceita pegar a fonte para consertar. Para eles, é viável comprar uma nova, só que com o dólar em alta essa fonte está custando quase R$300,00. Não é a V2, mas possui as mesmas caracterísitcas. Será que vale a pena o conserto? O que pode levar a essa fonte a estufar todos os capacitores instalados nela? A fonte nunca foi ligada em estabilizador, sempre foi no filtro de linha recomendado aqui no fórum (Clamper Multi Energia). Dependendo dos supostos componentes defeituosos, eu posso tentar convencer um técnico de eletrônica a fazer o reparo. Pois dá pena jogar essa fonte no lixo. Aparentemente o problema é na linha de entrada AC.
  6. Possuo essa fonte desde 2012, logo não está mais na garantia. Por isso a abri.
  7. Prezados, Eu tive um problema com a minha fonte Corsair CX430. Ela funcionava normalmente, até que um dia ao ligar o PC, ouço um estouro e fumaça branca com o cheiro que parecia de bacon assado. Abri apenas para fazer uma inspeção visual e percebi que o capacitor 400V 180 uF havia estufado e derramado se líquido ficando alogo parecido com uma "crostra" fiz a limpeza e levei a fonte a um "técnico" de televisão para trocar o capacitor, a troca foi feita por um capacitor 220uF 400V. Ele disse que o capacitor é melhor e a fonte iria funcionar normalmente. Ao ligar o PC vem o segundo susto, pipoco e fumaça e o cheiro fétido. Ao abrir a fonte, verifico que o capacitor havia estufado novamente. A fonte é ligada em 220V em um filtro de linha da marca Clamper. Será que a fonte tem conserto ou posso jogar no lixo. Segue as fotos: Capacitor original da fonte:
  8. A placa-mãe foi adqurida nova em 2011. No caso dessa placa-mãe os capacitores são, em sua maioria, eletrolíticos. Possui alguns (poucos) sólidos. Chegaram a me orientar, que podia ser problema de solda do chipset, sendo a única alternativa o reflow/reballing. Como não possuo, equipamentos nem conhecimento nesse esquema de reballing. Achei melhor deixar quieto, e providenciar um PC usado. Em MLs da vida dá para encontrar PCs usados em boas condições por R$150,00, enquanto apenas uma placa-mãe no padrão 775 usada, chega a custa mais do que isso. A placa em questão é uma ECS G31T-M7 montada no Brasil pela Digitron, com uma marca genérica chamada "Mega". Inclusive o utilitário de atualização de bios da ECS reconhece a placa como sendo deles, mas não inicia o processo por alguma motivo. Enfim, não compensa o conserto. Melhor comprar um PC novo e usar os componentes desse micro para "transplante" em outros PCs. Obrigado. Abraço!
  9. Olá, Estou com esse problema a nada menos que 4 anos. Tanto que desisti desse PC e resolvi montar um novo. Passei o PC em questão para minha mãe e ele ainda apresenta problemas. Já levei em vários técnicos que sequer consegue fazer o diagnóstico devido ao problema ser bem chatinho. Vamos ao problema: O computador as vezes liga e não dá sinal de vídeo, depois de resetar várias vezes ele liga. As vezes liga de primeira, porém a tela congela e fica com artefatos na tela. Tem que esperar o PC esquentar e aí sim, ele funciona sem travamentos. Depois que liga, pode passar meses ligado que não apresenta qualquer problema. O problema é na hora de ligar, sobretudo quando o computador está frio. Problema bem chatinho para ser resolvido. O que foi verificado: Memória RAM: Já cheguei a limpar com o limpa contato e colocar outra no lugar e continua na mesma. Fiz testes com o Memtest durante 24 horas e não apresentou qualquer erro. Fonte: Testei com uma Corsair CX430 e também continuou na mesma. Pasta térmica: A antiga estava ressecada e foi devidamente trocada. Além de remover todos os componentes, deixando apenas o processsador, placa-mãe e memória, mesmo assim o problema persisistiu. Diantes dos testes, cheguei a conclusão que só pode ser problema na placa-mãe ou no processador. Como a placa-mãe funciona normalmente após algumas tentativas, gostaria de saber o tipo de reparo que pode ser feito nela. Já que é uma placa-mãe que não se encontra mais a venda nas lojas, por ser padrão antigo. Segue as configurações: placa-mãe: MEGA (Digitron), G31T-M7 (creio que essa placa é uma ECS do mesmo modelo, apenas montada pela Digitron) Processador: Celeron E3400 Socket 775 RAM: 2x DDR2 800 mHz Fonte: Genérica, embora foi testada com uma de qualidade, e o problema persistiu. O PC é ligado em um filtro de linha da Clamper, mas foi ligado durante vários anos em um módulo isolador (não estabilizado). Obrigado.
  10. Tive um Sony, mas precisamente da Optiarc, e, de fato, é um excelente gravador. Tenho DVDs gravados come ele há 4 anos que até hoje são lidos sem nenhum problema. Infelizmente tive que trocá-lo quando montei o atual PC, pois ele era IDE e não tem compatibilidade com minha placa mãe. Comprei um LG que nunca funcionou, depois passei para esse Lite-ON (na época só encontrava LG e Lite-OM, LG eu não queria) e menos de 1 ano começou a dar defeito. Agora comprei esse Asus, mas já está com sua aposentadoria programada, após passar todo o conteúdo dos DVDs para o HD externo, não vou gravar mais nada, pois DVD mostrou não ser confiável, ao contrário das velhas fitas VHS que tem 20, 30 anos e funcionam perfeitamente.
  11. Quanto a isso, eu não uso não, O PC é ligado em uma fonte confiável com PFC ativo a um filtro de linha. Nunca usei estabilizador nesse PC.
  12. Upando o tópico por uma causa nobre. Depois de 2 meses acabei trocando o drive citado no tópico por um Gravador da Asus e ao gravar as mídias Multilaser do mesmo pack que utilizava nesse gravador, nenhum arquivo foi corrompido, gravei mais 10 DVDs que se acumularam ao longo desses 2 meses e também são arquivos de gravações da TV. Ou seja, o problema não era as mídias e sim o gravador que só tinha 1 ano e já não prestava mais. Já estou indo para o terceiro gravador em 2 anos, espero que esse Asus não me decepcione. Porém tem um pequeno detalhe: as mídias gravadas pelo Lite-ON corrompeu alguns arquivos de fato, como são arquivos importantes, estou utilizando o software CD/DVD Data Recovery há 1 dia e ainda está em 5%, andando em passos de tartaruga, mas está andando. Espero recuperar esses arquvios, só que isso será um processo lento, pois são 20 DVDs para recuperar. Também tomei outra decisão: abandonar de vez o DVD para gravar arquivos, pois tem DVDs que foram gravados há 3 anos e estão sendo lidos com dificuldades, ou seja, não é uma mida confiável. Estou migrando os dados dos meus 146 DVDs para um HD externo, aliado a um HD interno exclusivo para backup. DVD nunca mais. Enfim, o problema era no gravador que me deixou no prejuízo pois, para recuperar os dados dos DVDs, se conseguir recuperar, vai levar um bom tempo.
  13. É, outro dia desses estava cogitando comprar um gravador de Blu-ray. Vou pesquisar o preço dos gravadores e das mídias e posso substituir os DVDs. Quanto a converter para WMV, geralmente utilizo esse formato devido a possibilidade de rodar o vídeo na TV pelos meus videogames (no caso um XBOX 360 e agora um XBOX ONE), que por sinal são os únicos que rodam esse formato, o PS3 por exemplo, chega a identificar, mas não roda. Por isso que gravo em WMV pois além de rodar no PC, roda nos consoles e mesmo assim os vídeos corrompidos simplesmente não rodam mesmo nos consoles, ou seja, de fato está corrompido. Outro pequeno detalhe: sempre baixo vários vídeos de televisão do YouTube (é, podem me chamar de fanático por TV), principalmente os mais antigos da década de 80 e 90 e ao gravar esses arquivos no DVD eles também são corrompidos. Não são todos, mas geralmente uns 2 a 5 ficam corrompidos, as vezes o DVD nem chega a abrir, travando o PC. Faço todo o procedimento desde 2011, no PC antigo com gravador IDE isso não ocorria.Detalhe: os vídeos já eram gravados em WMV. Acho que vou comprar um gravador de blu-ray em breve, afinal ainda estou gravando da TV analógica com qualidade ruim e instabilidades e infelizmente os canais de TV Digital daqui da minha cidade, não estão com as transmissões estabilizadas, tendo várias falhas e as vezes saindo do ar, outras vezes travando os equipamentos (no meu caso, quando eu sintonizava um canal digital, o software do PC para assistir TV travava e tive que reinstalar para voltar ao normal) e gravar em 1080p em DVD está quase inviável, já que é um arquivo pesado, pelo visto a solução é o Blu-ray. Quanto a esse gravador LITE-ON fiz o processo citado e gravou um DVD sem corromper arquivos, vou esperar aparecer mais arquivos para gravar e deverei estar postando o relato se corrompeu ou não. Achei meio estranho esse fato de após ter reinstaldo o driver (que por sinal é nativo do Windows) ele não apresentar isso. Vou tentar encontar alguém que "ainda" tenha um PC para testá-lo em outro lugar. Disse "ainda" porque quase ninguém que conheço hoje em dia utiliza um micro, a maioria, trocou seus micros por smartphones e tablets, devido às redes sociais, então encontrar um conhecido com um PC vai ser meio difícil, mas vou tentar e tentar descobrir a causa disso.
  14. Quanto ao procedimento eu faço assim: geralmente não são fitas VHS que converto e sim gravações da TV aberta e fechada que realizo com minha placa de captura (na realidade é um receptor de TV digital usb que tem como umas das funçôes capturar de entrada RCA) que é uma Pixelview (Prolink) PlayTV Hybrid (TV Digital e analógica); São gravações que faço da TV analógica com o software VentiTV no qual é gerado no formato .ts e converto com o Format Factory para WMV, reduzindo algumas caracterísitcas do arquivo original como resolução e taxa de bits. Assim que a gravação termina, eu confiro todos os arquivos para ver está rodando normalmente e sim, roda, um único defeito que aparece é quando quando seleciono uma cena mais distante, o vídeo congela por alguns segundos até abrir a parte do vídeo selecionada, mas abre normalmente. Só um detalhe: utilizo esse programa desde 2013 e da mesma forma que faço hoje e no gravador antigo (Optiarc IDE) esse problema não ocorria Quanto à gravação, sempre gravo meus discos na velocidade mais baixa (no caso desse gravador, o mínimo é 6x), embora nos últimos DVDs eu tenha testado uma velocidade maior (no caso 8x) justamente para ver se o problema era com a velocidade de gravação (tanto em 8x como em 6x acontece isso) e tentei utilizar programas diferentes e inclusive tentei não usar os DVDs na capacidade máxima. Quanto a gravar em dados, gravo dessa forma justamente pela praticidade, pois os vídeos rodam como se fosse um vídeo normal no computador e facilita o acesso à gravação, diferente de DVD de vídeo, que tem um limite de tempo (2 horas se não engano) e para encontrar determinada cena, tem que recorrer a um processo de busca, muito mais lento. Além de acumular mais discos, e atualmente já não sei como guardar pois tenho quase 200 DVDs de vídeos da TV gravado ao longo de 4 anos e pelo visto vai aumentar mais, assim não compensando gravar como DVD de vídeo. Obrigado.
  15. Fiz o processo que citei anteriormente, de ir no gerenciador de dispositivos, desinstalar o driver do gravador e reiniciar o PC, ao reiniciar o micro, o Windows reinstalou o driver do gravador. Agora uma coisa que chamou a atenção: após realizar esse processo tentei gravar um DVD com gravações feitas com minha placa de captura na mesma mídia Multilaser que citei antes e para minha surpresa nenhum arquivo fo corrompido, todos abriram normalmente. Não sei se isso de fato solucionou o problema e se os próximios discos continuarão a serem gravados sem corromper arquivos, só gravando novamente para saber. Só estou deixando o relato, sobre o que ocorreu no último disco gravado, que por sinal foi gravado quase na sua capacidade máxima. Peço para que deixem o tópico aberto, para que eu possa deixar possíveis novo relatos e se essa foi de fato a solução do problema ou não. Isso pode ajudar outras pessoas que tiveram o mesmo problema. Obrigado.