• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Foxwalt

Moderadores
  • Total de itens

    5.023
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

3.782

Sobre Foxwalt

  • Data de Nascimento 20-05-1996

Informações gerais

  • Cidade e Estado Belo Horizonte
  • Sexo Masculino

Meu PC

  • Processador Intel Core i5 4670K @ 3.8GHz
  • Cooler DeepCool Maelstrom 120T
  • Placa de vídeo Gigabyte GTX 760 Windforce 2GB Triple Fan
  • Placa-mãe Gigabyte GA-Z87-D3HP - BIOS F7
  • Memória 3x4GB (12GB) Corsair Vengeance 1600MHz
  • HDs Seagate Barracuda 1TB 7200rpm
  • SSDs Sandisk Plus 240GB
  • Gabinete PCYes! Horse Blue Edition - 5 fans 12cm
  • Fonte OCZ ModXStream Pro 600W
  • Extras Drive de DVD-RW Asus E-Green
  • Mouse Gigabyte Force M7
  • Teclado Exbom BK-G35
  • Headset C3Tech Xcite Volcano
  • Monitor TV Samsung LED 40'' 1080p; Som 5.1 Logitech Z506
  • Sistema Operacional Windows 7 Home Premium 64 bits
  • Browser Firefox
  • Antivírus Panda Free

Meu Notebook

  • Marca Asus
  • Modelo T100TA
  • Tamanho da tela 10.1''
  • Processador Atom Z3775
  • Memória 2GB DDR3 1066MHz
  • HD 500GB
  • SSD 32GB flash
  • Sistema Operacional Windows 10 32 bits
  • Browser Firefox
  • Antivírus Panda Free

Meu Smartphone

  • Marca e modelo Microsoft Lumia 640 DTV

Meu Console

  • Modelo Wii U Deluxe; Wii Deluxe; Playstation 2 Slim

Outros

  • Ocupação Estudante de Engenharia Civil na UFMG.
  • Interesses Engenharia, hardware e jogos, automodelismo, música e guitarra.
  1. E como ele pode calcular que ela dá conta? Algo que já falei anteriormente e vou reforçar novamente: a fonte suportar alguma coisa vai muito além de ter potência para tal. Não adianta entregar potência de forma que prejudique a máquina. Pode ser que até algum ponto ela seja segura? Pode. Mas isso só testando. Não, não é. Uma fonte que promete 500W e só é capaz de entregar para uma máquina moderna (e ainda considerando que vai ser capaz de cumprir a promessa na etiqueta) 208W, que não tem PFC ativo, tem muito menos conectores que uma fonte de 500W de verdade e é vendida por valor extremamente elevado pelo que entrega, jamais poderá ser vista como produto decente, e muito menos boa compra. Novamente, "dar conta" não significa simplesmente funcionar. Tem que manter as tensões estáveis, a eficiência alta, e os níveis de oscilações e ruídos baixos. Se for capaz de entregar a potência mas não o fizer de forma limpa, a consequência vai desde computador desligando ou reiniciando sozinho, travando, dando tela azul, podendo levar ao dano de alguns ou todos os componentes (junto com a fonte). Não há como garantir a segurança ao usar esse produto mesmo para a configuração mais simples que seja. Usar em configurações que precisam de mais potência apenas piora a situação. Se o usuário não pode adquirir uma fonte decente no momento, é recomendável esperar até que possa para aí sim, depois de trocar, fazer os upgrades que deseja. As fontes novas e confiáveis de menor potência que encontramos atualmente no mercado são de 400W. O custo mínimo, considerando que encontrou bom preço, fica perto de R$150,00. Seria muito exagero para configurações mais simples, como a sua? Seria. Há saída? Não. Sacanagem seria indicar algo que não oferece segurança e deixar o usuário correndo risco. E você assume a responsabilidade se o computador do usuário for danificado? Não é questão de escrita, é erro de conceito físico. Watt é uma unidade de potência. Ponto. Não podem existir Watts reais, irreais, fantasmagóricos ou coisa do tipo. Esse termo incorreto é constantemente usado por marcas de fontes e lojas que querem enganar o consumidor e é importante ser atento quanto a isso. Não sou eu quem está dizendo que a fonte é mentirosa, mas sim a etiqueta dela. As marcas que ficam cometendo fraudes com o Selo 80 Plus são as ruins, não as honestas. Elas mentem e colocam o Selo em produtos que não têm. Por isso que tem que tomar cuidado ao ver o Selo, entrar no site da Ecova e verificar se o teste está lá. A Gamemax 5850 é uma fonte ruim e de projeto antigo. Está na mesma categoria, mas tendo o preço muito elevado pelo que oferece. Talvez sim, talvez não. Depende da fonte genérica. A sua não explodiu. Não é difícil para uma fonte genérica qualquer alimentar uma configuração que não passa de 200W de pico. É a maioria dos computadores e o seu está nessa faixa. Mas de que maneira a fonte faz isso e por quanto tempo é outra história. Não existe a marca "Crosshair", existe Corsair. E vejo que você não assistiu ao vídeo que enviei logo acima. A Corsair de 430W conseguiu entregar 520W com segurança e em boas condições de trabalho, a EVGA de 430W chegou a 490W e a PCYes! de 430W conseguiu absurdos 620W. Um pouco mais e as fontes desarmaram porque possuem sistemas de segurança (fonte decente não explode). Nenhuma delas ficou perigosa nem ao passar bastante do limite. As marcas honestas consideram a temperatura e colocam fatores de segurança e por isso rotulam seus produtos com menor potência. Satisfeito?
  2. E dessa forma o usuário iniciante vai escapar de uma compra ruim e ser direcionado a uma compra consciente. Não use esse termo. Só existem Watts. Não há "Watts reais" e "Watts irreais". Só existem dois grupos: fontes honestas capazes de entregar o que prometem e fontes criminosas. A Gamemax 5850 é uma fonte genérica de 208W. Não é muito diferente dessas fontes que encontramos por R$40,00. É um produto feito para lesar o consumidor. Devo ressaltar que o fato de ter funcionado durante esse tempo não implica que a fonte é boa. Uma pessoa pode fumar por 30 anos e continuar viva, não é por isso que o hábito de fumar será considerado saudável. Seu computador consome muito pouca energia. Não é difícil que quase qualquer fonte genérica consiga suportar. Contudo, isso é uma roleta russa. Você nem faz ideia de como devem estar os níveis de oscilações e ruídos, como está cada tensão, como está a eficiência. Funcionar não é a mesma coisa que funcionar como deveria. Fonte genérica pode durar alguns dias, alguns meses, alguns anos... Melhor não brincar com a sorte, principalmente sabendo que a queima de fontes de baixa qualidade muitas vezes significa a queima de alguns componentes junto. E muitas vezes nem precisa chegar a esse ponto para danificar algo, já que a instabilidade das tensões e alguns outros fatores podem ir matando componentes antes. Marca funciona como um dos indicativos de qualidade de uma fonte. E pode funcionar muito bem. Contudo, está longe de ser fator determinante. A questão é que existem, no mercado nacional, algumas marcas já conhecidas por não pisarem na bola. São tão poucas que dá para contar nos dedos. O resto (a imensa maioria) acaba sendo de produtos ruins mesmo, aí fica essa impressão que você disse. A melhor forma de apontar a qualidade de uma fonte é através de testes em sites confiáveis. Contudo, há diversos detalhes que você pode usar para analisar cada modelo e determinar, com muita precisão, o que é bom e o que não é. Leia mais sobre o assunto aqui: Não é o fato de sua fonte ser da Gamemax e não de marca famosa que faz dela um produto ruim, mas sim todos os outros detalhes. Sobre as marcas que você citou, creio que o objetivo era dizer Corsair, e não "Crosshair". E a OCZ não existe mais no mercado de fontes há algum tempo, sendo que a compra de seus produtos (antigos e usados) requer algum cuidado. Claro que é possível. A PCYes!, fabricante brasileira, está aí para mostrar isso e tem linhas de produtos tão confiáveis quanto as de marcas internacionais com mais tempo de mercado. Saiu do nada e hoje já é conhecida como marca honesta. Creio que nem seja necessário dizer que está anos-luz acima de uma Gamemax "da vida". O preço? Não é muito diferente do que o que as outras marcas já ofereciam, e acaba ficando na mesma. Uma fabricante nacional que chegou como opção, mas que na realidade não trouxe nada diferente ainda. Há sim falta de um produto ainda mais básico e com melhor preço no mercado nacional. Infelizmente, continuaremos indicando as fontes que estamos acostumados a indicar pelos preços em que são encontradas. Não tem saída. A Gamemax está no mercado há algum tempo e continua sendo considerada ruim. E isso porque realmente é ruim. O que merece ser valorizado nós valorizamos, o que não merece, que melhore. Não há como recomendar algo que em diversos detalhes mostra (grita bem alto) ser um produto de projeto totalmente obsoleto e nada seguro. A BR One é um exemplo de marca mentirosa de produtos ruins (acompanhando o tópico citado previamente você chegará à essa conclusão). É ruim? Sim. Se é suportável até determinada potência (com sorte pode até ser), só tem como descobrir com testes. Como não há testes para mostrar isso e percebendo claramente que se trata de um produto mentiroso, não vamos indicar algo que pode trazer problemas a outras pessoas. Vou ressaltar novamente que apenas o fato de "funcionar" não quer dizer que entrega um desempenho satisfatório. Tem muito mais além disso. Oscilações e ruídos, eficiência, temperatura, resistência e por aí vai... Além disso, ao comprar algo assim, você contribui com essas empresas mentirosas. Algumas com bases em testes, outras porque só lançaram produtos ruins no mercado e isso fica extremamente óbvio (não precisa de testes para detectar que a fonte é mentirosa e desonesta - conforme exposto no tópico citado anteriormente - há como detectar isso facilmente se você conhece um pouco sobre o funcionamento de fontes). Muitas delas são "velhas conhecidas" nossas, que infelizmente continuam no mercado enganando mais pessoas a cada dia. Espero que suas dúvidas tenham sido esclarecidas. @Jasiel O vídeo que você citou é de outra fonte da Gamemax, totalmente diferente da citada. Também não é um produto confiável (conforme o teste demonstrou), mas já é bem melhor que a 5850. Com fontes é mais complicado que isso... Há muita informação extremamente importante que uma ficha técnica não vai lhe entregar (como já citado), fora que muitas fontes aí têm etiquetas com mentiras estampadas. Alguns lojistas lucram bastante com essas marcas de fontes criminosas. Muitas vezes mais que o que lucram com os produtos confiáveis. Tem muita loja por aí fazendo fortuna com BROne, BlueCase, WiseCase, Vinik, PowerX e muitas outras. Vende que nem água porque a maior parte das pessoas só bate o olho na potência e no preço. Sorte que estamos aqui para lutar contra isso. Cuidado especial deve ser tomado com esse Selo. Pode até servir como indicativo de qualidade, mas está longe de ser algo confiável. Primeiro porque eles só testam a eficiência (e a capacidade de entregar a potência prometida, que é inerente ao teste de eficiência), mas fazem isso em temperatura ambiente baixa e que varia de teste para teste (temperaturas mais altas prejudicam o trabalho da fonte e o interior de um computador é consideravelmente mais quente que o ambiente que o circunda). Fora que tem muita falsificação desse Selo por aí. Para saber mais:
  3. Importante lembrar que são fontes de categorias diferentes. São ambas fontes de entrada, mas a Cooler Master é melhor.
  4. @Kelven Aguiar da Silva Qual GX? É a Storm? Tem uma grande diferença entre os modelos atuais e os antigos...
  5. @FabioSiilva É bem difícil uma fonte como essa dar defeito em apenas três anos de uso. Você usava estabilizador ou algo do tipo?
  6. @President of United States Preferência pessoal também é algo a se levar em conta. Para mim, por exemplo, o de Xbox é melhor, mais anatômico e confortável. Tem que avaliar todos os fatores e ver o que pesa mais. Mas não há como negar que o controle de Xbox original é o melhor em termos de praticidade. É só plugar e você sabe que vai funcionar em qualquer jogo sem precisar configurar.
  7. @President of United States Creio que funciona com qualquer controle. Mas para computador ideal mesmo seria um controle de Xbox. O Windows é preparado para receber tais controles, assim como a maioria dos jogos. É tudo automático, o mapeamento já vem otimizado e todos os tutoriais e legendas do jogo vão se referir aos botões dele. Tem um programa para o controle do PS4 que consegue transformar aquele touchpad em um mouse. Para quem tem interesse, isso pode ser uma vantagem. Não sei se o Motion Joy faz isso.
  8. @Filipe Da Silva Romero Dá para ligar quase quatro do seu computador nessa fonte. Qualquer coisa acima de 500W não faz sentido e é desperdício.
  9. @President of United States Insisto na necessidade de não usar. Bem melhor comprar um controle original. Eu uso porque não tenho saída.
  10. @Josue Vieira O CDC prevê que a loja possui responsabilidade solidária pelo produto que vende. A loja é obrigada a cobrir o mesmo tempo que o fabricante indica desde que isso esteja documentado pelo mesmo. Você pode escolher a quem recorrer. Contudo, optar pela garantia direto com o fabricante pode ser até melhor. adicionado 0 minutos depois Seja bem-vindo ao Clube do Hardware.
  11. @Lost Byte Aqui eu tenho um controle de Xbox 360 USB da Dazz. Uso o Motion Joy para emular o controle original e fica perfeito, todos os jogos reconhecem como o original da Microsoft. Só há um detalhe: toda vez que vou jogar com o controle tenho que abrir o programa e clicar na janela de configuração e voltar. Se você quer algo automático, que não tem dor de cabeça nenhuma, compre um original da Microsoft. Os jogos de computador geralmente já possuem um mapeamento ideal feito para esses controles (você não perde tempo configurando botões e os tutoriais mostram tudo corretamente) e, sendo original, não vai precisar de emulador de terceiros. Dá para encontrar o controle de Xbox 360 e comprar com confiança que é original. É só ficar verificando nas grandes lojas (como Kabum! e Oficina dos Bits). Esse tipo de loja não vai te vender coisa pirata.
  12. Com uma diferença de preço tão grande como essa, é extremamente provável que a loja não seja condenada a cumprir a oferta em eventual processo. Isso aí seria abuso por parte do consumidor, porque é um tanto óbvio que se trata de erro grotesco ao montar o anúncio.
  13. @Kelven Aguiar da Silva Sobre o teclado, posso até lhe falar do meu, mas não é nenhum produto sensacional. Eu usava um modelo básico de escritório da Leadership (e nem ligava muito, exceto para o problema de ghosting que aparecia em algumas combinações frequentes de teclas em jogos e me irritava). Certo dia tive a ideia de pegar algo mais "legal", com LEDs, e na esperança de não ter ghosting. Eis que navegando no Mercado Livre encontrei o tal Exbom BK-G35, um teclado bem bonito. Duvidei bastante da qualidade no início, pois fica na cara que é um produto desses genéricos. Resolvi comprar e fiquei muito satisfeito. Paguei pouco mais de R$50,00. Ele tem teclas multimídia, LEDs iluminando apenas as teclas (e não também em volta delas, como alguns modelos da Multilaser, coisa que eu não gosto), em três cores (azul, vermelho e rosa), podendo deixar fixo, piscando ou alternando. A estrutura dele não é nada espetacular, mas também não é ruim, é bem rígido e tem um certo peso. O cabo é forte e tem uma textura diferente para ser flexível e o conector USB é reforçado. Ele tem sistema para drenagem de líquidos em caso de acidente e o mais incrível... O anti-ghosting realmente funciona! Para algo do preço dele... Contudo, aqueles LEDs indicadores (como do Caps Lock) ficam sempre azuis. E a iluminação não é muito forte mesmo na configuração máxima.
  14. @Kelven Aguiar da Silva A AMD lançou a RX 570 e a RX 580 para "encher linguiça" até chegarem as Vega. São placas ótimas, certamente, mas são exatamente as mesmas da geração passada com o clock um pouquinho mais alto.
  15. @Kelven Aguiar da Silva A RX 570 não passa de uma RX 470 com um pequeno overclock. A diferença de performance é muito pequena. As placas que vão realmente ser a próxima série da AMD usarão a arquitetura Vega, que promete ser um grande salto.