• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Picco

Membros Plenos
  • Total de itens

    120
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D

Reputação

49

Sobre Picco

Informações gerais

  • Cidade e Estado Boituva/SP
  • Sexo Masculino

Meu PC

  • Sistema Operacional Linux
  1. Eu conheço e escuto as pessoas falarem em estação de retrabalho... Tem um equipamento mais barato e indispensável se você quer trabalhar com placas mãe, pulseira anti estática e se possível uma manta anti estática para usar na bancada. 90% desses componentes são retirados de sucata, eu montei varias coisas usando eles, a minha fonte de três saídas tudo foi reaproveitado de sucata, a única coisa que comprei foi a caixa de ferro, os bornes, o interruptor principal e o fio esmaltado que usei para enrolar o transformador.
  2. @albert_emule Você conhece o sistema termoelétrico detalhado onde é usado um líquido a alta temperatura para mover um gerador? Me desculpe se você já citou isso pois ainda não tive tempo de ler todas as mensagens, mas tenho uma ideia de esquentar um líquido que pode chegar a 400 graus usando aquele sistema que concentra a luz do sol em um ponto(não é aquele usando parabólica), mas na parte de integração com um sistema mecânico eu não sei nada.
  3. O problema de usar esse sistema com baterias são justamente as baterias que são caras e duram pouco, os painéis solares é para ter uma vida útil de pelo menos 20 anos, muitos dizem 25 anos, já os inversores é outra questão e não acredito que vão durar tanto assim.
  4. O problema dos datasheets em relação aos iniciantes é que não é fácil decifrar as informações lá e nem sempre o que está lá você pode usar como referência, por ex., se você pegar um transistor qualquer que tenha uma Ic de 5A e na prática você for querer passar os 5A por ele, vai queimar, o que acontece é que aquelas medições são feitas em situações especiais, se você pegar um gráfico da potência dissipada x temperatura verá que você só consegue obter a potência indicada no datasheet se o transistor permanecer em 25 graus, coisa que na prática não é possível, isso tudo você aprende na prática e não usando simuladores. Eu fiquei quase um mês fazendo testes com transistores ligados para aumentar a corrente de reguladores como o LM317 e no início eu usei um transistor que no datasheet indica 4A de Ic, mas na prática ele suporta 1A, queimei vários, os vídeos dos experimentos estão no meu canal se quiser dar uma olhada. Mesa de retrabalho ou estação de retrabalho? Estação de retrabalho é aquelas com ar quente para trabalhar com SMD. adicionado 2 minutos depois Belo achado esse osciloscópio, antes de eu me mudar pro interior eu vi num ferro velho um aparelho que pelo que me lembro era um gerador de RF, não comprei na época por estar desempregado, mas a mulher do ferro velho queria 150 reais por ele, talvez você conheça o ferro velho, fica na rua dos coqueiros aí em SA.
  5. Tem muita sucata que eu retiro componentes que acho nas ruas, TVs, receptores de satélite, etc, não gasto um tostão, mas se você for nos ferro velhos e comprar placas por quilo não vai pagar caro, aqui na minha cidade eu pago R$2,00 o kilo e da pra comprar muita coisa em 1 kilo de sucata. Se você já tem algumas fontes de baixa tensão já da pra quebrar um galho, a maioria dos circuitos funcionam em 12V ou menos, você pode arrumar uma fonte de impressora que não tenha uma tensão maior de 30V e fazer um circuito com um LM317 para variar a tensão da saída, a minha fonte reserva de bancada eu faço assim, mas uso uma fonte de 19V então a tensão máxima será de 16V aprox. Quando comecei a uns 25 anos também não tinha muita coisa, só uma fonte, um ferro de solda, estanho e um multímetro, é o mínimo pra se montar algo, hoje já tenho um pouco mais que isso:
  6. Para falar a verdade eu não pesquisei muito sobre isso até porque não tenho nenhum interesse em fazer esse tipo de ligação, prefiro usar baterias do que injetar energia na rede para obter desconto, apesar de algumas pessoas falarem que as concessionarias pagam o mesmo valor do kW que vendem eu só acredito vendo.
  7. Se o simulador deixa passar esses esses pequenos erros então pra mim não serve pra muita coisa, além do mais, imagina uma pessoa que está iniciando na área técnica e ver esse LED ligado no simulador e quando for ligado na prática queimar o LED, o que ele vai pensar? Talvez ele ache que o LED está com problemas ou alguma ligação errada que fez. Na minha opinião um simulador deve seguir a risca tudo e não deixar passar pequenos erros, se não, não pode ser considerado um simulador, pois simulador é feito para simular o real e o real quando liga um LED em 5V sem resistor queima. Quanto a questão de comprar um transformador só para testes, bom, se você tem alguma experiência com eletrônica e faz montagens provavelmente você vai ter uma fonte de alimentação, ou você pode fazer como eu, retirar componentes de sucata para aproveitar nas montagens, é bem mais barato e os componentes são mais confiáveis do que os novos vendidos nas lojas.
  8. Em todo lugar que li fala que para usar um inversor ligado na tomada para mandar energia para a rede deve entrar em contato com a fornecedora de energia da região para trocar o relógio do poste porque esse comum só passa energia de fora para dentro, agora, a energia que vai ser gerada e conectada no sistema da rua acredito que não vai passar pelo transformador e virar 13,8kV na outra ponta, acredito que ela vai ser usada pelas casas que estão sendo alimentada junto da sua.
  9. Você pode começar a ler revistas de eletrônica e tentar montar os circuitos usando componentes retirados de sucata, a maioria dos componentes que uso nas minhas montagens são de sucata. A maioria das revistas tem a explicação de como o circuito funciona e isso ajuda a entender melhor, mas NUNCA fique somente nos simuladores, os simuladores são um quebra galho, você aprende mesmo botando a mão na massa. Por sorte, hoje em dia tem muitos sites e blogs que você acha revistas e livros grátis para estudar e praticar, vou deixar uma referência do meu blog, tenho algumas revistas lá pra download: http://www.blogdopicco.blogspot.com.br Também tenho um canal no youtube onde passo algumas dicas de montagens, componentes e compartilho alguns dos meus experimentos. https://www.youtube.com/user/picco02 Boa sorte nos estudos
  10. Não entendi nada do que você falou a respeito do LED. Eu falei para usar um LED como carga mínima para fonte porque qualquer fonte deve ter uma carga mínima e não pode ficar em flutuação. Outra coisa, quando falo para usar um LED não é para ligar o LED direto nos 15V e sim passar por um resistor obviamente. Eu prefiro fazer tudo na mão do que usar um simulador, primeiro porque você vai estar ligando o circuito real, segundo você vai pegar experiência que só consegue pondo a mão na massa e terceiro como já mencionei, existem coisas que os simuladores não levam em consideração portanto uma montagem prática vai ser bem diferente da montagem no simulador.
  11. O esquema de ligação é aquele que passei a foto com o zener na base do transistor, a saída é o emissor que vai ligado na entrada do regulador e o coletor você liga os 40V com um resistor limitador entre o coletor e a base. Qualquer dúvida a respeito da pinagem do TIP31 baixe o datasheet aqui: http://www.datasheetcatalog.com/datasheets_pdf/T/I/P/3/TIP31.shtml
  12. Você pode até reaproveitar alguns resistores da fonte se tiver algum que o circuito do transmissor precise, mas é só.
  13. Só um detalhe que eu acho que esqueceram de mencionar, esses relógios de energia dos postes deve ser trocados por outros para trabalhar com eletricidade nos dois sentidos, relógios comuns são como diodos, só passam energia de fora pra dentro da casa.
  14. Depois que eu vi um circuito em um simulador alimentar um LED com 5V sem resistor e não acusar erro eu nunca mais usei um simulador. Em relação a adicionar mais alguma coisa, depende do que você vai alimentar com essa fonte, mas eu adicionaria pelo menos um capacitor cerâmico de 100nF desacoplando a entrada do regulador e um resistor de carga na saída(como a tensão é fixa pode ser um LED como carga). Só um detalhe, se você precisar exatamente dos 1A na carga o transformador deve ter pelo menos 1,5A.
  15. Você pode usar qualquer transistor NPN que tenha pelo menos 2 ou 3A de Ic, já o zener depende da tensão que você quer na entrada do regulador, por ex., você pode usar um zener de 18V, 24V, 27V, a saída será a tensão do zener - Vbe do transistor usado, basicamente é a tensão de zener menos 0,7V da junção do transistor