Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

O Disquete Assassino

       
 89.069 Visualizações    Tutoriais  
 0 comentários

Disquetes assassinos: como lidar com eles?

O Disquete Assassino
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Você pegou aquele disquete antigo e tascou ele dentro do drive. Nada, só aquela chata mensagem de "Abortar, Repetir, Falhar". Até aí tudo bem, o disquete era velho mesmo. Só que, a partir daí, nenhum disquete é mais lido, mesmo aquele disquete novinho que você gravou na casa do seu primo. Xiii... Será que o disquete velho estragou o drive?

O maior problema que acontece em relação às unidades de disquete é justamente o problema do disquete velho. O que acontece: o disquete possui uma vida útil de 5 anos, em média. Após esse prazo (ou em menos tempo, dependendo da qualidade do disco), a sua camada magnética começa a se deteriorar. Em outras palavras, pode haver perda de dados. O pior dessa situação é que a camada magnética começa a realmente se descolar da camada plástica do disquete, sujando as cabeças de leitura e gravação das unidades em que o disquete for inserido.

Com as cabeças sujas, o drive não consegue mais ler outros disquetes - mesmo que eles estejam bons - ou então apresentam erros aleatórios de leitura ou gravação. Por exemplo, no meio da cópia de um arquivo o drive apresenta o erro de "Abortar, Repetir, Ignorar ou Falhar".

Para resolver esse problema, basta limparmos as cabeças de leitura e gravação da unidade de disquete que tudo se resolve. Isto pode ser feito através de um disco de feltro especial, que é vendido na maioria das lojas de suprimento para informática. Em geral esse disco vem junto com um vidrinho contendo álcool isopropílico, que deverá ser usado.

A maioria das pessoas embebe o disquete em álcool isopropílico, insere o disco na unidade e utiliza algum comando para fazer o drive girar, normalmente o comando DIR. Acontece que somente este procedimento não resolve o problema, pois o simples comando DIR não faz o drive girar tempo o suficiente para a correta limpeza das cabeças de leitura e gravação.

Portanto, a grande dica é a utilização do disquete de limpeza em conjunto com um programinha especial, que faz com que o drive gire durante bastante tempo e também que o conjunto das cabeças seja movimentado dentro da unidade, fazendo com que as cabeças sejam limpas corretamente. Esse programinha chama-se Cleaner e pode ser baixado em nossa área de download.

Dessa forma, para resolver problemas de unidades de disquete que está apresentado erros de leitura, basta utilizar um disquete de limpeza embebido em álcool isopropílico e executar o programinha Cleaner.

O que fazer com disquetes velhos

Ok, você tem um disquete velho que está te torrando a paciência, pois suja o drive o tempo todo. O ideal é ler todo o seu conteúdo para um diretório do disco rígido e jogá-lo fora imediatamente. Se o disquete estiver muito "brabo" de ser lido, muito provavelmente você precisará intercalar a leitura de cada arquivo com uma sessão de limpeza do drive...

Com os arquivos no disco rígido, você poderá facilmente fazer backup dos dados em um novo disquete.

 O Disquete Assassino

Figura 1: Programa Cleaner, utilizado para limpar unidades de disquete.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×