Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da unidade NAS Synology DS218+

       
 12.831 Visualizações    Testes  
 11 comentários

Testamos o Synology DS218+, um NAS (unidade de armazenamento de rede) com duas baias, baseado em um processador Celeron J3355, suportando encriptação e diversas funções extras.

Teste da unidade NAS Synology DS218+
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Conclusões

O Synology DS218+ é, basicamente, um computador com processador de baixo consumo, otimizado para trabalhar como servidor de armazenamento. Estas otimizações incluem o gabinete (compacto e com duas baias removíveis para unidades de armazenamento), o gerenciamento de energia e o sistema operacional, desenvolvido especificamente para esta finalidade.

Por ser um computador, o que diferencia o que o Synology DS218+ pode ou não pode fazer é o seu software. Neste ponto, ele é bem mais do que uma simples unidade de armazenamento de rede, podendo trabalhar como gravador de vídeo de câmeras de segurança, servidor web, servidor de email, servidor de mídia, unidade de backup inteligente, etc. São tantas aplicações que preferimos focar nossa análise no aparelho em si e a suas funções mais básicas, já que testar todas as aplicações possíveis do produto levaria um tempo demasiadamente longo.

Em nossos testes ficou claro que o desempenho do Synology DS218+ é limitado pela interface Gigabit Ethernet. Com o próprio nome diz, esta interface oferece uma largura de banda de 1 gigabit por segundo, o que, considerando que 1 byte tem 8 bits, corresponde a uma taxa de transferência máxima teórica de 125 MB/s. Assim, a taxa medida de 118 MB/s significa que o dispositivo está utilizando toda a taxa disponível na prática, o que é ótimo.

Por isso, não vimos ganho de desempenho ao utilizar um SSD em vez de um disco rígido, como veríamos no caso de dispositivos de armazenamento internos. Também o uso de duas unidades em RAID 0 (sejam discos rígidos ou SSDs) apresenta apenas a vantagem de propiciar mais espaço de armazenamento, não fornecendo "o dobro de desempenho" como em um arranjo RAID 0 interno. Por outro lado, o uso de RAID 1 (espelhamento) é bastante interessante, já que você não perde seus dados caso uma das unidades venha a falhar. Nesse caso, basta remover a unidade defeituosa e substituí-la por uma nova, que o NAS automaticamente reconfigura tudo, sem que você precise desligar o dispositivo.

Em comparação com o modelo da ASUSTOR, vemos um empate técnico na maioria dos testes, causado, também, pela limitação de taxa de transferência imposta pela interface de rede. Em alguns testes, porém, o DSS218+ foi significativamente mais rápido.

É bom lembrar que, ao utilizar um NAS, você deve evitar o padrão "Fast Ethernet" (100 Mbit/s), que limita muito o desempenho do produto: se os seus switches e roteadores são deste padrão, será necessário trocá-los por modelos Gigabit Ethernet (também chamados de 10/100/1000).

Outra vantagem do Synology DS218+ são as portas USB 3.2 Gen 1. Nelas, você pode instalar até três discos rígidos externos ou mesmo "pendrives"; basta conectá-los que eles ficam automaticamente disponíveis para todos os dispositivos com acesso ao NAS. Além disso, você pode conectar uma impressora a uma dessas portas, de forma que o DS218+ passe a funcionar como servidor de impressão.

Assim, com tantos recursos, o Synology DS218+ é um excelente auxiliar para quem tem uma "casa digital" ou mesmo um pequeno negócio, e precisa de um sistema de armazenamento de rede poderoso e flexível. Seu principal ponto fraco é o preço alto, embora ele seja ligeiramente mais barato do que o seu concorrente.

Compartilhar

  • Curtir 3


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Prefiro montar eu mesmo o meu NAS com uma Biostar J3060NH e o FreeNas em um gabinete ultra compacto. O preço desses aparelho NAS são um empecilho para min.

Montei meu primeiro NAS através da revista PC&Cia edição 79 onde ensinavam a usar o FreeNas em um SD Card de apenas 512MB.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que o único diferencial desse produto que talvez ate justifique o preço é o suporte ao padrão 2.5Gbps Ethernet, ja que esse recurso só costuma ser achado em placas mãe bem caras, inclusive a placa-mãe usada no teste suportava o padrão 2.5G, podiam ter ligado esse NAS direto na placa-mãe pra ver como ele se sairia em uma rede mais rapida, ate mesmo como uma opção de expansão futura quando as redes 2.5 Gbps tornarem comuns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Rfelixdj disse:

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

Com 2 mil reais duvido eu não montar um servidor NAS mais potente e barato que esse Synology DS218+ . Mesmo com o preço relativamente alto do hardware no Brasil, ainda sai mais barato montar um NAS peça por peça, do que comprar um Nas desses. O único diferencial é o software, visual estético e a comodidade de não precisar gastar tempo e trabalho montando um do zero. E não precisa somente do FreeNas para essa tarefa, tem o Openmediavault , Nas4Free e outros. Sinceramente prefiro usar o Debian no meu NAS. 

 

Preço do ultimo NAS que eu montei.

placa-mãe Biostar J3060NH                           360 R$    

8 GB DDR3 dual channel 4 x 4GB                  160 R$

Placa de rede gigabit  PCI-E X1                        35 R$

Gabinete Sharkoon Mini ITX QB ONE             245 R$

Fonte ATX 350W 80 Plus ouro                           85 R$

SSD Kingston 120 GB                                      130 R$

Vontade para montar um NAS                             0 R$

Total da brincadeira                                        1015 R$

Com a sobra de 1085 R$ da para comprar um Hd 4tb Seagate Iron Wolf 820 R$ e ainda sobrar uma graninha para tomar um cafézinho. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A ventoinha tem regulagem automática de velocidade ou fica em uma rotação fixa?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Darkmana disse:

A ventoinha tem regulagem automática de velocidade ou fica em uma rotação fixa?

A velocidade pode ser selecionada na interface, você pode configurar como silenciosa, média ou sempre no máximo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

essa MB não tem uma porta de rede boa ou não compensaria pegar outra MB ao invés de usar uma externa? e com o "restante" não seria melhor comprar 2 unidades para fazer um raid?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
23 horas atrás, Rfelixdj disse:

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

 

Isso me desanimou bastante. Não é de toje que tenho vontade de montar um NAS com componentes antigos. Em tempo: pesquisando rapidamente por alternativas encontrar um s.o. chamado Rockstor, que tem requisitos bem mais modestos que o FreeNAS.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sinceramente é muito melhor pagar por um serviço de storage na nuvem. Menos dor de cabeça.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não gostei do aparelho. Possui fonte externa. Evito ao máximo equipamentos desse tipo. Também achei o preço muito alto. Posso montar um bom PC para servir como NAS com o mesmo valor.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, dirsors disse:

Não gostei do aparelho. Possui fonte externa. Evito ao máximo equipamentos desse tipo.

Por que? Eu até prefiro, mais fácil de reparar ou substituir caso estrague.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!