Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da unidade NAS Synology DS218+


         21.018 Visualizações    Armazenamento    Testes    14 comentários
Teste da unidade NAS Synology DS218+
Produto Recomendado

Instalação e configuração - parte 1

Para testar o Synology DS218+, inicialmente instalamos dois discos rígidos Seagate IronWolf de 10 TB, modelo ST10000VN0008, de 7.200 rpm e 256 MiB de cache. Estes discos são voltados ao uso em unidades NAS, com diversas otimizações para este tipo de aplicação, trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, com monitoramento de integridade, prevenção a falhas e sensores de vibração.

Synology-DS218-13.jpg

Figura 13: discos rígidos utilizados

Também testamos o Synology DS218+ com um SSD modelo Seagate IronWolf 110 SSD de 480 GiB (ZA480NM10001). Trata-se de um modelo de SSD desenvolvido para utilização em unidades NAS.

Synology-DS218-14.jpg

Figura 14: inserindo as gavetas com os discos rígidos

Após instalar os discos dentro do NAS, conectá-lo à rede e ligá-lo, é necessário configurar o Synology DS218+. Para isso, o primeiro passo é baixar e instalar o Synology Assistant.

Ao executá-lo, ele reconhece o NAS e mostra a tela da Figura 15.

Synology-DS218-15.jpg

Figura 15: tela do Synology Assistant

Clicando no NAS desejado, uma janela do navegador é aberta. Ao fazer isso pela primeira vez, surge uma tela inicial de configuração.

Synology-DS218-16.jpg

Figura 16: tela inicial de configuração

Antes da configuração propriamente dita, o dispositivo procura por novas versões do firmware. Como foi encontrada, ele baixa e instala a versão mais atualizada.

Synology-DS218-17.jpg

Figura 17: atualização de firmware

O próximo passo é dar um nome ao dispositivo e criar uma conta de administrador.

Synology-DS218-18.jpg

Figura 18: criação de conta de administrador

A seguir, você pode criar uma conta no serviço QuickConnect da Synology, que permite o acesso remoto ao NAS.

Synology-DS218-19.jpg

Figura 19: criação da conta Synology


  • Curtir 5

Comentários de usuários

Respostas recomendadas

Prefiro montar eu mesmo o meu NAS com uma Biostar J3060NH e o FreeNas em um gabinete ultra compacto. O preço desses aparelho NAS são um empecilho para min.

Montei meu primeiro NAS através da revista PC&Cia edição 79 onde ensinavam a usar o FreeNas em um SD Card de apenas 512MB.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que o único diferencial desse produto que talvez ate justifique o preço é o suporte ao padrão 2.5Gbps Ethernet, ja que esse recurso só costuma ser achado em placas mãe bem caras, inclusive a placa-mãe usada no teste suportava o padrão 2.5G, podiam ter ligado esse NAS direto na placa-mãe pra ver como ele se sairia em uma rede mais rapida, ate mesmo como uma opção de expansão futura quando as redes 2.5 Gbps tornarem comuns.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Rfelixdj disse:

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

Com 2 mil reais duvido eu não montar um servidor NAS mais potente e barato que esse Synology DS218+ . Mesmo com o preço relativamente alto do hardware no Brasil, ainda sai mais barato montar um NAS peça por peça, do que comprar um Nas desses. O único diferencial é o software, visual estético e a comodidade de não precisar gastar tempo e trabalho montando um do zero. E não precisa somente do FreeNas para essa tarefa, tem o Openmediavault , Nas4Free e outros. Sinceramente prefiro usar o Debian no meu NAS. 

 

Preço do ultimo NAS que eu montei.

placa-mãe Biostar J3060NH                           360 R$    

8 GB DDR3 dual channel 4 x 4GB                  160 R$

Placa de rede gigabit  PCI-E X1                        35 R$

Gabinete Sharkoon Mini ITX QB ONE             245 R$

Fonte ATX 350W 80 Plus ouro                           85 R$

SSD Kingston 120 GB                                      130 R$

Vontade para montar um NAS                             0 R$

Total da brincadeira                                        1015 R$

Com a sobra de 1085 R$ da para comprar um Hd 4tb Seagate Iron Wolf 820 R$ e ainda sobrar uma graninha para tomar um cafézinho. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP
10 minutos atrás, Darkmana disse:

A ventoinha tem regulagem automática de velocidade ou fica em uma rotação fixa?

A velocidade pode ser selecionada na interface, você pode configurar como silenciosa, média ou sempre no máximo.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
23 horas atrás, Rfelixdj disse:

Meu sonho de consumo, me arrependo até hoje de não ter comprado em 2014 quando o dólar estava na casa dos dois reais.

Thevirtua, infelizmente os requisitos minimos pra rodar um FreeNas atualmente são muito altos, e levando em consideração o preço dos equipamentos de informatica, um Synology pode acabar saindo até mais barato.

 

Isso é o minimo que ele precisa pra rodar o sistema:

"FreeNAS 11.3 requires a 64-bit CPU and a minimum of 8GB RAM."

 

Isso me desanimou bastante. Não é de toje que tenho vontade de montar um NAS com componentes antigos. Em tempo: pesquisando rapidamente por alternativas encontrar um s.o. chamado Rockstor, que tem requisitos bem mais modestos que o FreeNAS.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O preço assim como a quantidade de recursos de qualquer sistema para armazenamento de dados é sempre um fator relativo relativa.

Qualquer empresa, por menor que seja, depende muito de seus dados. Além de não poder nem pensar em perder, o que deve ser levado em consideração é quanto custa a empresa parada por não poder acessar os dados.

E não é uma questão de qualidade do produto, pois além de defeitos em hardware, erros humanos não podem ser descartados, invasões, Ransomware ou até problemas de incompatibilidade devem ser pesados antes de decidir qual sistema optar.

Além do tipo de NAS que, sem dúvida, é uma decisão muito importante, outros fatores devem possuir tanta senão mais peso nesta decisão, como qual HDD utilizar e quem dará suporte quando o equipamento apresentar qual erro (acredite sistemas sempre param, e normalmente quando você mais precisa dele), quanto tempo levará para que este volte a funcionar corretamente.

Agora, se for um equipamento para se ter em casa, onde uma parada não causa efeito financeiro e os dados podem ser perdidos em uma eventual necessidade de formatação, o free NAS é uma boa opção.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

livros-black-friday.jpg

SEMANA BLACK FRIDAY
Clube do Hardware

Todos os livros por apenas R$ 9,99 cada!

Eletrônica | Montagem de Micros | Redes