Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do SSD Intel 905P de 960 GiB

       
 16.598 Visualizações    Testes  
 3 comentários

Testamos o SSD Intel 905P de 960 GiB, que é baseado em memórias Optane, que utilizam a tecnologia 3D XPoint. Vamos ver como ele se sai contra SSDs que utilizam memórias NAND convencionais.

Teste do SSD Intel 905P de 960 GiB
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Conclusões

À primeira vista, pode parecer decepcionante que o SSD Intel 905P tenha uma taxa de transferência máxima sequencial inferior à de um SSD "comum" que utiliza memórias TLC. Porém, é preciso levar em conta que, em uma situação real de carregamento do sistema operacional, de um programa ou leitura de um banco de dados, a maior parte da transferência é aleatória.

E nesse quesito ele não decepcionou, mantendo velocidades de leitura e escrita aleatória mais alta do que as do WD Black (um dos SSDs mais rápidos que já testamos até agora) em praticamente todos os testes.

Outro dado importante visto nos testes é estabilidade do desempenho do Intel 905P, mantendo-se no mesmo nível em praticamente todas as situações, seja com dados compactáveis ou não compactáveis, pequena ou grande quantidade de dados, com o SSD totalmente vazio ou praticamente cheio. Não houve degradação de desempenho em nenhuma situação.

Porém, são dois pontos principais que diferenciam o Intel 905P dos demais SSDs. O primeiro é a sua durabilidade. Como comentamos anteriormente, a sua expectativa de limite de gravação de dados é de 17,52 PiB (pebibytes), quase 90 vezes maior do que a durabilidade de seu irmão caçula, o 660p. O segundo ponto é o seu preço, já que ele é mais de quatro vezes mais caro do que o WD Black e quase 12 vezes mais caro do que o Intel 660p.

Mas o que isso significa? Primeiramente, significa que o Intel 905P não é indicado para o usuário doméstico, simplesmente porque ele vai fazer basicamente a mesma coisa que um SSD topo de linha que utilize memórias NAND, só que custando muito mais. Como discutimos em nosso vídeo "Mitos do hardware #13: durabilidade de SSDs", para um usuário doméstico típico, mesmo um SSD com TBW relativamente baixo vai ter uma excelente durabilidade neste tipo de situação.

Porém, para quem utiliza algum tipo de aplicação que implique no uso intensivo de leitura e escrita de grande volume de dados diariamente, como é o caso de estações de trabalho e servidores onde uma grande quantidade de novos dados são escritos por dia, vale a pena pagar o que ele custa, pois vai trazer mais desempenho e muito mais confiabilidade do que um SSD "comum". Seu TBW representa que ele é capaz de aguentar gravações de até dez vezes a sua capacidade por dia, ou seja, cerca de 10 TiB de dados gravados todo dia, durante os cinco anos de sua garantia, sem o risco de ter problemas de desgaste.

Assim, fica claro que, apesar de seu excelente desempenho e incrível durabilidade, o Intel SSD 905P de 960 GiB, baseado em memórias Optane, é caro demais para ser vantajoso para o usuário doméstico. Porém, para aplicações corporativas e profissionais que exijam uma grande demanda de escrita e leitura, ele é uma excelente solução para armazenamento.

Compartilhar

  • Curtir 5


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Realmente um SSD para uso corporativo onde a demanda de escrita e leitura aliado a confiabilidade e durabilidade é critica , para uso domestico com certeza opções mais simples podem ser usadas por enquanto . Daqui uns 5 anos , quem sabe né .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E ainda por cima tem leds!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A leitura aleatória com blocos de 4 kiB realmente surpreende!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!