Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Fonte de Alimentação Thermaltake Toughpower 750 W (W0116RU)

       
 68.321 Visualizações    Primeiras Impressões  
 1 comentário

A Toughpower 750 W é uma fonte de alimentação topo de linha da Thermaltake. Nós desmontamos completamente esta fonte de alimentação para darmos uma olhada. Confira.

Fonte de Alimentação Thermaltake Toughpower 750 W (W0116RU)
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Toughpower 750 W é atualmente a fonte de alimentação mais topo de linha da Thermaltake, sendo que eles lançarão em breve modelos de 850 W, 1.000 W e 1.200 W nesta mesma série. A Toughpower 750 W, conhecida internamente como W0116RU, vem com um sistema de cabeamento modular, tem uma ventoinha grande de 140 mm, é compatível com o padrão EPS12V e deve fornecer mais potência do que qualquer usuário comum necessita, sendo destinada para ser usada em sistemas SLI e CrossFire. Vamos dar uma olhada aprofundada nesta fonte de alimentação.


Figura 1: Thermaltake Toughpower 750 W.


Figura 2: Thermaltake Toughpower 750 W.

Por se tratar de uma fonte de alto desempenho, a Toughpower 750 W tem alta eficiência e PFC ativo. De acordo com a Thermaltake esta fonte de alimentação tem uma eficiência de até 85% (fontes de alimentação comuns têm uma eficiência de 50% a 60%), que significa menor perda de energia elétrica – uma eficiência de 85% significa que 85% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 15% é desperdiçada, ou melhor, transformada em outro tipo de energia, como calor. Isto é traduzido em menor consumo da rede elétrica (já que menos potência é consumida de modo a gerar a mesma quantidade de potência em suas saídas), o que significa uma conta de luz mais baixa.

O PFC ativo (Fator de Correção de Potência), por outro lado, oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que esta fonte de alimentação esteja de acordo com leis européias, o que permite a Thermaltake vendê-la neste continente (você pode ler mais sobre PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação). Na Figura 1 você pode ver que esta fonte de alimentação não tem uma chave 110V/220V, característica esta presente em fontes de alimentação com PFC ativo. Na verdade, um truque para verificar se uma fonte de alimentação tem ou não PFC ativo é verificar a existência ou não desta chave.

Esta fonte de alimentação utiliza uma solução de refrigeração muito boa. Em vez de ter uma ventoinha na sua parte traseira, sua ventoinha está localizada na parte de baixo da fonte, como você pode ver na Figura 1 (a fonte de alimentação está de cabeça para baixo). Uma grade foi colocada no lugar da ventoinha traseira, como você pode ver. Como a ventoinha usada é maior do que as ventoinhas normalmente usadas nas fontes de alimentação – maior até mesmo do que ventoinhas grandes usadas por fontes de alimentação que utilizam o mesmo sistema: 140 mm –, esta fonte não é apenas mais silenciosa do que as fontes tradicionais, mas também oferece um melhor fluxo de ar.

Na Figura 3 você pode ver o sistema de cabeamento modular desta fonte de alimentação usado pelos cabos para periféricos. Na Figura 4 você pode ver os cabos para periféricos que vêm com esta fonte de alimentação.


Figura 3: Sistema de cabeamento modular.


Figura 4: Cabos para periféricos que vêm com esta fonte.

Esta fonte vem com dois cabos de alimentação para periféricos contendo quatro conectores para periféricos e um conector para a unidade de disquete cada, dois cabos de alimentação Serial ATA contendo dois conectores cada, dois cabos de alimentação auxiliar PCI Express para placas de vídeo trabalhando em modo SLI ou CrossFire e um cabo ATX12V/EPS12V. Todos esses cabos fazem parte do sistema de cabeamento modular e são protegidos por um acabamento plástico que ajuda na circulação de ar dentro do micro.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Prezados Gabriel Torres e Cássio Lima:

Boa tarde.

Muito bom o artigo sobre a fonte Thermaltake Toughpower, no entanto, permita-me fazer uma pequena correção sobre o mesmo. Salvo melhor juízo, entando eu, o PFC corrige apenas o fator de potência e não interfere em outros detalhes da fonte que influenciem na sua eficência energética. Assim sendo, julgo ser necessário esclarecer ao consumidor doméstico que o PFC por encarecer, e muito, a fonte, só é interessante

para os grandes consumidores, que possuem muitos computadores e que se enquadram entre aqueles que podem ser multados pelas distribuidoras de energia elétrica pelo consumo exagerado de potência reativa (KVA). O consumidor doméstico ou pequenos consumidores só pagam pela potência ativa (KW) e o PFC de nada adianta para eles.

Atenciosamente.

Anazeil Bragança Fernandes

e-mail: ruadaesperanca@yahoo.com.br

Tópico para a discussão do seguinte artigo publicado no Clube do Hardware:

Fonte de Alimentação Thermaltake Toughpower 750 W (W0116RU)

https://www.clubedohardware.com.br/artigos/1271

Aqui está um pequeno trecho do artigo:

"A Toughpower 750 W é atualmente a fonte de alimentação mais topo de linha da Thermaltake, sendo que eles lançarão em breve modelos de 850 W, 1.000 W e 1.200 W nesta mesma série. A Toughpower 750 W, conhecida internamente como W0116RU, vem com um sist..."

Comentários são bem-vindos.

Atenciosamente,

Equipe Clube do Hardware

https://www.clubedohardware.com.br

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×