Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Fortrek Gamer 350 W

       
 42.926 Visualizações    Testes  
 10 comentários

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo de marca nacional, a Fortrek Gamer 350 W. Vamos ver se ela passa em nossos testes.

Teste da Fonte de Alimentação Fortrek Gamer 350 W
Produto Bomba

Produto Bomba

Introdução

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo de marca nacional, a Fortrek Gamer 350 W. Vamos ver se ela passa em nossos testes.

Fortrek Gamer 350 W
Figura 1: Fonte de alimentação Fortrek Gamer 350 W

Fortrek Gamer 350 W
Figura 2: Fonte de alimentação Fortrek Gamer 350 W

A Fortrek Gamer 350 W tem 14 cm de profundidade e uma ventoinha de 120 mm com rolamento de mancal em sua parte inferior (Xiongli W12025HZ12SEMA).

Ela obviamente não tem nenhum sistema de cabeamento modular e também não traz proteção de nylon em nenhum de seus cabos. Felizmente seus fios usam a bitola correta (18 AWG), o que é raro de se ver em fontes de baixo custo. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 36 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que, juntos, formam um conector EPS12V, 37 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de alimentação SATA, 37 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete, 37 cm até o primeiro conector e 15 cm entre os conectores

A configuração de cabos desta fonte mostra que ela é, definitivamente, um produto de baixo custo. É interessante notar como o nome do produto é “Gamer”, mas ele não traz cabo de alimentação para placas de vídeo.

Fortrek Gamer 350 W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Que fonte é essa que consegue se arriar na linha de 5v, tão pouco exigida? É botar uns HD a mais que um deles começa a reiniciar rsrsrs.

E que tipo de fonte oferece altos niveis de ruido mesmo com bobinas e capacitores nas saídas?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu diria que nem de 300W é... Pra mim é uma fonte de 200W no máximo. E 'porquera' ainda, da até um desgosto olhar a foto 5 ver metade dela sem componentes (_(.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quanta ironia da Fortreco chamar isso de fonte Gamer!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Quanta ironia da Fortreco chamar isso de fonte Gamer!

É gamer sim!! e de alto risco.... O nome desse jogo é roleta russa....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais uma fonte bomba sendo vendida no mercado Brasileiro, fonte praticamente pelada em termos de proteções, eles querem baratear os custos e ferra com os componentes internos do computador.

Não serve nem pra peso de porta, verdadeiro lixo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É mais uma daquelas fontes em que apenas a ventoinha pode ter alguma utilidade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu gostaria que uma fonte de qualidade fosse destaque para que ela fosse visada pelos importadores e não fontes ruins como destaque... O teste é previsível.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O teste é previsível.

Nenhum teste é 100% previsível.

Prova disso é esse aqui:

https://www.clubedohardware.com.br/artigos/Teste-da-Fonte-de-Alimentacao-DexPC-PX400RPF/2504

E em outras ocasiões é importante para revelar as maiores trambicagens:

https://www.clubedohardware.com.br/artigos/Teste-da-Fonte-de-Alimentacao-Hantol-Silent-ATX-700-W-Pro/2538

Mais "previsível" do que estes testes são os testes de Seasonic e companhia ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Nenhum teste é 100% previsível.

Prova disso é esse aqui:

https://www.clubedohardware.com.br/artigos/Teste-da-Fonte-de-Alimentacao-DexPC-PX400RPF/2504

E em outras ocasiões é importante para revelar as maiores trambicagens:

https://www.clubedohardware.com.br/artigos/Teste-da-Fonte-de-Alimentacao-Hantol-Silent-ATX-700-W-Pro/2538

Mais "previsível" do que estes testes são os testes de Seasonic e companhia ;)

Pior que errei mesmo em minha declaração, mas é ver tanta fonte boa precisando de nome para importação no mercado brasileiro e não conseguem ter o devido destaque porque o CDH não a testa...

A verdade é o coração fica tão endurecido ao ver essas fontes aí que você acha que não vai sair nada de bom.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!