Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Cobertura do Intel Wireless Forum 3

       
 29.982 Visualizações    Artigos  
 1 comentário

Veja a cobertura do Intel Wireless Forum 3.

Cobertura do Intel Wireless Forum 3

Aconteceu no último dia 17 de junho, na cidade de São Paulo, o Intel Wireless Forum 3, evento que teve como objetivo abordar o futuro da tecnologia wireless e o impacto que a sua utilização causará na maneira como as comunicações de dados são realizadas hoje. O evento contou com a participação de empresas da área de telecomunicações, profissionais de TI, estudantes e jornalistas.

O grande destaque desta terceira edição do Intel Wireless Forum foi a presença do vice-presidente sênior e diretor de tecnologia da Intel, Pat Gelsinger. Em sua apresentação, Pat falou sobre o renascimento do rádio em silício, tecnologia que integra de recursos de comunicação via rádio com os processadores e chipsets, desvendou o panorama das tecnologias wireless, e apresentou a tecnologia sem fio em que a Intel está apostando: o Wi-Max. O Wi-Max (IEEE 802.16) é uma tecnologia sem fio de longo alcance que permitirá conectar usuários a distâncias de 50 quilômetros, podendo atingir uma velocidade de transmissão de até 75 Mbps.

Em coletiva com a imprensa, Pat Gelsinger fez dois anúncios importantes: o primeiro foi sobre a realização, pela primeira vez no Brasil, do IDF – Intel Developer Forum. O outro anúncio foi sobre um acordo firmado junto ao Ministério da Educação e Cultura – MEC. No acordo, está previsto o desenvolvimento de um projeto-piloto que conectará escolas à Internet utilizando tecnologia sem fio, como a Wi-Max e a Wi-Fi. O MEC, por sua vez, continuará apoiando a implantação do programa Educação para o Futuro da Intel, que tem por objetivo capacitar alunos e professores de licenciatura para utilização de novas metodologias de ensino, objetivando trazer tecnologia às salas de aula.

Cobertura do Intel Wireless Forum 3
Figura 1: Paulo Cunha – Diretor Corporativo da Intel (esquerda), Pat Gelsinger – Vice Presidente Mundial Sênior e CTO da Intel (centro) e Max Leite – Gerente de Programas de Tecnologia (direita).

Gary Forni, Diretor do Grupo de Software da Intel, também marcou presença nesta edição do Intel Wireless Forum. O foco da sua apresentação foi na convergência entre a informática e a comunicação, mostrando tendências em serviços móveis. A Intel acredita que dispositivos móveis, tais como os telefones celulares, terão cada vez mais poder de computação. Telefones celulares que só oferecem serviços de voz não existirão mais segundo a Intel. Os telefones celulares do futuro suportarão voz, jogos, dados, rodarão aplicações em Java e tocarão músicas MP3.

Durante sua apresentação, Gary fez algumas demonstrações utilizando um telefone celular que podia ler e-mails e tocar músicas MP3.

Cobertura do Intel Wireless Forum 3
Figura 2: Gary Forni, Diretor de Software da Intel.

Cobertura do Intel Wireless Forum 3
Figura 3: Telefone celular que toca música MP3.

Cobertura do Intel Wireless Forum 3
Figura 4: Telefone celular com acesso à Internet.

No final do evento, um grupo de empresas locais demonstrou suas experiências com a tecnologia wireless, mostrando os benefícios que obtiveram com a sua utilização.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


:help:

Preciso de uma ajudinha com um Wireless...

ele esta ligado corretamente no roteador...

todas as luzes que tem que ficar acessas estão...

mas não esta dando sinal em notebook...

:muro::muro::muro:

Q q eu posso fazer....?????????

respostas para

daemonryu@bol.com.br

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×