Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Visita à nova Fábrica da Corsair em Fremont, CA, EUA

       
 57.720 Visualizações    Artigos  
 2 comentários

A Corsair mudou recentemente sua fábrica para um prédio maior e tivemos a oportunidade de visitar suas novas instalações. Veja como foi nossa visita e o que vimos lá.

Visita à nova Fábrica da Corsair em Fremont, CA, EUA
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Corsair mudou recentemente sua fábrica para um novo prédio em Fremont, Califórnia, e tivemos a oportunidade de visitar suas novas instalações e comparar com a fábrica antiga que visitamos em setembro de 2004. Eles estão agora em um prédio maior, com uma linha de produção a mais (seis linhas, a fábrica antiga tinha cinco), uma nova máquina de teste e classificação de chips de memória, mais uma estação de teste de módulos de memória e muito mais espaço para estoque, embalagem e despacho.

O fabricante do módulo de memória pode comprar os chips de memória como um produto final do fabricante de memória, como a Samsung, Hynix, Infineon, etc; pode comprar os chips sem estarem testados (também conhecidos como chips UTT, Untested) e testá-los (geralmente para classificação de velocidade) e classificá-los na própria fábrica; ou pode comprar e cortar o wafer de memória e encapsular os circuitos integrados por conta própria.

A Corsair se encaixa na primeira opção (durante nossa visita vimos vários chips da Infineon e Nanya sendo usados) e também na segunda, já que agora eles têm uma máquina de teste e classificação de chips de memória. Esta máquina é normalmente usada para classificar chips de memória para módulos de alto desempenho, onde eles geralmente trabalham em overclock.

Visita à nova Fábrica da Corsair em Fremont, CA, EUA
Figura 1: Nova máquina da Corsar para teste e classificação dos chips de memória.

Como já comentamos em outros artigos sobre fabricação dos módulos de memória, o processo de fabricação é praticamente o mesmo para todos os fabricantes:

  • Aplicação da pasta de solda na placa de circuito impresso.
  • Componentes são colocados na placa de circuito impresso através da técnica SMT (Surface Mount Technology, Tecnologia de Montagem em Superfície). Esse processo é também conhecido como “pick-and-place” (“pegar e colocar”).
  • Os módulos são colocados dentro de um forno onde a pasta de solda será derretida, soldando os componentes.
  • Inspeção visual.
  • Os módulos são retirados do painel (antes deste processo os módulos de memória ficam agrupados em um painel, cada painel possui cinco ou seis módulos de memória), um processo que em inglês é conhecido como depanelization.
  • Programação do SPD e um rápido teste manual (SPD, Serial Presence Detect, é um pequeno chip de memória EEPROM localizado no módulo de memória e que armazena os parâmetros dos módulos de memória, tais como suas temporizações).
  • Teste do módulo de memória.
  • Teste funcional.
  • Caso o módulo necessite, é adicionado um dissipador de calor nessa etapa.
  • Os módulos de memória são rotulados.
  • Os módulos de memória são embalados e enviados para os clientes.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Bom é interessante dar uma olhadinha nas fábricas...

Saber que realmente são empregados testes de qualidade, principalmente porque ficamos recomendando Corsair, Kingston... em vez das genéricas.

Agora, aquela do chip duplo é uma mentira... eu tenho um módulo da Viking de 256MB PC100 e já faz uns 4 anos... claro que a tecnologia pode ser diferente, mas como foi citado parece ser exclusivo dela.

T+

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma pergunta que eu quero faz desde a outra visita a fábrica da Corsair nos "EUA"

Por que, sempre, apesar da fabrica supostamente ser nos Estados Unidos, todos os trabalhadores são orientais?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×