Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Expressões “em inglês” que só existem no Brasil


         12.746 visualizações    Outros    27 comentários
Expressões “em inglês” que só existem no Brasil

O mercado brasileiro adora criar expressões “em inglês” que simplesmente não existem naquela língua. Você utiliza essas expressões no dia a dia, mas é importante que você saiba o termo correto, em inglês, para caso você viaje ao exterior ou faça buscas na Internet em sites em inglês.

Nesta pequena compilação, incluímos apenas termos relacionados à informática. Existem muitos outros exemplos fora desta área como, por exemplo, “outdoor”, “busdoor” e “smoking”.

Gamer

A expressão “gamer” virou uma verdadeira praga no Brasil, e aqui vale uma explicação mais detalhada.

Em inglês, normalmente acrescenta-se o sufixo “er” ao final de um verbo para indicar uma pessoa que executa aquela ação. Por exemplo: to drive (dirigir) e driver (piloto); to farm (cultivar) e farmer (fazendeiro); to lie (mentir) e lier (mentiroso); to sing (cantar) e singer (cantor ou cantora); e assim sucessivamente.

Seguindo esta mesma lógica, temos “gamer”, que significa, literalmente, “jogador”, pois to game significa jogar.

Sendo assim, expressões como “computador gamer”, “gabinete gamer”, “memórias gamer”, “mouse gamer” e construções similares simplesmente não fazem sentido, pois significam, respectivamente “computador jogador”, “gabinete jogador”, “memórias jogadoras” e “mouse jogador”.

As expressões corretas seriam “computador para jogadores”, “gabinete para jogadores”, “memórias para jogadores”, “mouse para jogadores” e assim sucessivamente. Em inglês, tais expressões utilizam a palavra “gaming”, ou seja, o correto, em inglês, é “gaming computer” (ou “gaming PC”), “gaming case”, “gaming memories”, “gaming mouse” etc.

Sabemos que você continuará utilizando, vendo e ouvindo o termo “gamer”, mas achamos interessante destacar essa peculiaridade do mercado brasileiro.

Pendrive

O pendrive é um dispositivo de armazenamento removível, baseado em memórias do tipo flash, permitindo que o usuário grave e transporte arquivos de dados.

Em inglês, este tipo de dispositivo é conhecido por diversos nomes: “thumb drive”, “USB drive”, “flash drive” ou “USB stick”.

Nobreak

O nobreak é um equipamento que gera tensão alternada através de uma bateria, a fim de alimentar equipamentos em caso de falta de energia elétrica, dando tempo para o usuário salvar o trabalho que estiver sendo efetuado e não o perder.

Em inglês, nobreak é chamado UPS (Uninterruptible Power Supply, ou fonte de alimentação ininterrupta).

Notebook

Nos EUA, o termo mais usual para computadores portáteis é laptop computer, que indica um equipamento que pode ser colocado no colo do usuário. Durante uma época, no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, quando os computadores portáteis ainda eram relativamente grandes, foi cunhada a expressão notebook computer (computador do tamanho de um caderno) para indicar computadores portáteis de menor tamanho, que, fechados, tinham o tamanho aproximado de um caderno, daí o nome. Atualmente, os termos laptop e notebook significam a mesma coisa, não estão mais associados a um computador portátil de tamanho específico.

No entanto, dependendo da região, um ou outro termo pode ser mais comum. Pela nossa experiência pessoal, podemos afirmar que o termo notebook computer caiu em desuso nos EUA junto à população em geral, mas no Brasil é o termo mais usual para designar computadores portáteis.

Dizemos isto para você entender que, se você falar, em inglês, “notebook”, dependendo do contexto, falantes nativos que não trabalhem na área de hardware associarão a palavra a um caderno, e não a um computador (a não ser que você fale a expressão completa “notebook computer”).

Para tornar essa discussão ainda mais interessante, como é muito comum de ocorrer em nosso país, as pessoas acabam reduzindo o tamanho das palavras e criando apelidos. Muitas pessoas chamam notebook simplesmente de “note” e, algumas, grafando “not”. São mais exemplos de “inglês inventado por brasileiro” que não fazem qualquer sentido em inglês, pois tais palavras significam, respectivamente, “nota” e “não” (no sentido de negação).

Já em Portugal, o termo mais comum é “portátil”.

Você pode chamar computadores portáteis como bem entender, mas entenda essas peculiaridades quando quiser buscar informações em sites em inglês, participar de fóruns de discussão em inglês ou quando precisar se comunicar em inglês com alguém.

Off-board

Antigamente, antes de os processadores trazerem controlador de vídeo integrado, havia a possibilidade de o chipset da placa-mãe trazer este componente embutido. As placas-mãe contendo tais chipsets eram conhecidas por terem vídeo “on-board”, que significa, “na placa”, em inglês. Com isso, brasileiros inventaram a gíria “off-board” para indicar placas de vídeo avulsas, embora tal expressão não exista em inglês. Ademais, como atualmente o controlador gráfico integrado, quando existente, está dentro do processador, e não mais na placa-mãe, não faz sentido referir-se a ele como “on-board”, visto que o processador não é uma placa (“board” significa “placa”).

Water cooler

A palavra “water cooler” significa “bebedouro refrigerado”. O termo correto para refrigeração líquida, em inglês, é “liquid cooling”. Até por que o líquido presente dentro do sistema de refrigeração líquida não é água pura, mas sim uma mistura, normalmente meio a meio, de água e um glicol (propilenoglicol ou etilenoglicol). Se você pesquisar por “water cooler” no Google, verá que os resultados que apontam para sistemas de refrigeração líquida serão apenas em português, com os resultados em inglês mostrando um bebedouro refrigerado.

Home office

Este termo foi popularizado na pandemia de Covid-19, porém é mais um caso de inglês inventado. Em inglês, ninguém fala “trabalho em home office” nem “estou de home office”. O termo utilizado é simplesmente “work from home” ou WFH (trabalho de casa), ou, ainda, telecommuting (teletrabalho), sendo este mais específico para designar que o trabalho está sendo feito online. Aliás, qual seria o problema, em português, de dizer “trabalho de casa” ou “estou trabalhando de casa”? Aparentemente as pessoas utilizam expressões em inglês inventado só para parecerem mais “chiques”, sendo que em inglês a expressão é mais simples.

É importante notar que a expressão “home office” existe em inglês, mas em contextos diferentes. O primeiro, para designar um espaço físico em casa destinado ao trabalho, sendo equivalente à palavra “escritório”, em português. Tanto que em informática é bastante comum o termo “SOHO” (Small Office, Home Office) para designar produtos voltados a pequenos escritórios. O segundo uso de “home office” é no sentido de indicar o escritório principal de uma empresa. E o terceiro uso que destacamos é nome de um ministério do governo do Reino Unido, responsável por imigração, segurança e lei e ordem. Não há um equivalente direto em nosso país, mas seria equivalente a um Ministério do Interior, se existisse.

Veja também:

  • Curtir 29
  • Obrigado 3
  • Amei 4

Comentários de usuários

Respostas recomendadas



 

22 horas atrás, Thiago Miotto disse:

Faltou a maior de todas na minha opinião. Se você pedir um notebook para uma pessoa que fale inglês, receberá sempre um caderno, nunca um computador portátil.

Explicando melhor:
Como pode ser visto ao acessar sites de fabricantes em inglês, o termo usado lá é laptop. O uso aqui ocorre pois pessoas em inglês usam o termo "notebook computer" para falar sobre os laptop, algo que trazendo ao português seria "computador em forma de caderno". Mas como eu falei acima se você usar somente o termo notebook como usamos aqui, o entendimento em inglês é caderno.

  • Curtir 7
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

@Thiago Miotto Explicação corretíssima. É por que o nome correto seria "notebook computer". Como fica muito longo, prefere-se falar simplesmente "laptop".

 

Isto é outro problema, de brasileiros encurtarem palavras em inglês. Por exemplo: "make up" (maquiagem), o pessoal aqui chama de "make", que não faz sentido em inglês. Outro exemplo: "transtorno borderline", chamar simplesmente de "border". Aí a pessoa acha que está "falando em inglês" quando, na verdade, está apenas falando em português pensando estar falando em inglês, aí a pessoa tenta usar tais apelidos em inglês e ninguém entende.

 

  • Curtir 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Thiago Miotto taí um negócio que sempre me incomodou... Tanto que, em comunicações com clientes, eu sempre me refiro ao "notebook" como laptop mesmo. Obviamente eu não corrijo ninguém, não sou um "grammar nazi", mas creio que é uma forma indireta de educar as pessoas sobre os termos adequados.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Incrível como são usadas algumas expressões, por exemplo, usar "random" como expressão é quase instintivo de entender, hoje em dia quem  joga games, coda ou está inserido no mundo da informática já se deparou com esse termo e há momentos que frases imensas podem ser substituídas por essa expressão onde, curiosamente, "aleatório" não faria sentido algum.

Milagrosamente entendemos quando escutamos "random", "é random", "muito random", "é um random disso", "esse cara ta random", mesmo, as vezes, nem sequer  fazer sentido direto com a tradução.

ps: no  início achei essa expressão muito "jovem frescado", mas dps que entendi a utilidade passei a amar.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outra coisa que caiu nas graças do brasileiro é o "Home office". Sendo literal, para quem possui de fato um escritório em casa, não seria errado dizer "I'm in my home office". Mas acredito que o correto, para quem está trabalhando em casa de modo geral, seria "I’m working from home". 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
17 horas atrás, Swalls disse:

"random"

 

Em português brasileiro usa-se muito palavras em inglês sem necessidade. Por exemplo, "aleatório" (o correto é "aleatório"), "performance" (o correto é "desempenho") e "deletar" (já temos "apagar").

 

14 horas atrás, Chico Borges disse:

"Home office"

 

Excelente lembrança. Em inglês o correto é telecommuting ou WFH (Work From Home).

  • Amei 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não é coisa exclusivamente brasileiro. Sou alemão e na Alemanha o que aqui se chama gamer por lá é gaming. Um telefone celular chamam de Handy. A expressão "home office" é usado da mesma maneira que aqui.

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Considerando que cada estado brasileiro tem seu próprio dialeto, usando diversas gírias e em grande parte pensando que seu coloquial faz parte do formal, não me admira que o povo acaba entrando nestas ondas de usar vários termos incorretos e querendo ter a razão mundo afora.

Infelizmente o marketing (agora fiquei na dúvida se este termo estaria correto) e mídia tendem a causar a maior parte destes problemas, já que como sendo exposto frequentemente sem alguma correção, se torna popular. Em redes sociais por exemplo, o "TBT" poucas pessoas realmente se importam com a real tradução e usam a sigla para um propósito similar, o que já consolidou o uso de forma errada.

Para finalizar, ainda temos os casos de pessoas se referindo ao gabinete ou o computador em si como "CPU", logo creio que estamos passando pelo "analfabetismo funcional gringo".

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
Em 27/08/2022 às 09:21, Lost Byte disse:

pessoas se referindo ao gabinete ou o computador em si como "CPU"

 

Essa inclusive é antiga, mas tem um fundamento histórico. É da época dos minicomputadores (anos 70 e 80), onde realmente uma caixa enorme do tamanho de uma geladeira era a CPU do computador. Aí o apelido pegou. Que nem "Winchester" para disco rígido. Era uma tecnologia de 1972. Sorte que este atualmente está em desuso, mas quem estava na informática nos anos 80 lembra que era assim que discos rígidos eram chamados no Brasil.

 

Além do que vocês escreveram aqui, anotei várias expressões que reparei no meu dia a dia na última semana. Em breve atualizo o artigo! rs.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

As diferenças de "entendimento" dos termos, digamos, "inglesados" pelos brasileiros, causam tanta confusão em uma conversa com norte americanos ou ingleses, assim como uma trivial conversa nossa com nossos irmãos portugueses. Muitas frases e palavras do português de Portugal não têm os mesmos significados do nosso português brasileiro e vice versa. Estávamos dirigindo em uma rua de Lisboa quando notamos um veículo ao lado com uma das portas meio aberta. Avisamos o motorista com a já famosa "porta está aberta". Paramos em um semáforo adiante a ele nos corrigiu: "a porta não estava aberta, estava mal fechada".

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
21 minutos atrás, Sergio Mantovani disse:

"a porta não estava aberta, estava mal fechada"

 

O português dos portugueses é mais correto do que o nosso! A gente aqui no Brasil é que fala muito "errado" mesmo... rs.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

Agradeço a participação de todos aqui nos comentários! Como havia prometido, atualizei o artigo para incluir alguns termos que observei nos últimos meses e também para adicionar os exemplos que vocês deram. As seguintes expressões foram adicionadas: notebook, off-board, water cooler e home office. Divirtam-se! 🙂

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

11 horas atrás, Rodrigo Neon disse:

Vale lembar também do "Print" "tira um print" que literalmente significa "imprimir" em inglês se usa o termo "screenshot".

Nos PCs existe a tecla "Print Screen", em que o print fica com sentido de gravar. Depois se criou a expressão aportuguesada "tirar um print da tela".

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Math.Pi disse:

Mas eu já tinha visto Water Cooler ser usado na gringa. Fui conferir agora e, mesmo não encontrando o termo, dá pra ver que é muito usado a palavra "watercooling". Seria um alternativa, não é?

https://www.intel.com.br/content/www/br/pt/gaming/resources/cpu-cooler-liquid-cooling-vs-air-cooling.html
Novamente o reducionismo do Português.
Temos cooler para cpu, gpu ou gabinete, etc. Podendo ser resfriado a água (ou líquido)  ou resfriado a ar.

Eu interpreto que o termo air cooler até faz algum sentido já que a ação do cooler é empurrar ar. Agora uma tradução ao pé da letra de water cooler seria algo que jogasse líquido diretamente no cpu.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Uma coisa que me corrói a alma é a # CERQUILHA!

Os brasileiros usam indiscriminadamente o termo "hashtag". Mas o mais triste é que as maioria esmagadora das pessoas nem sequer sabem o nome em português do símbolo.

Isso pra não entrar no mérito dos apelidos como jogo da velha e outros termos que usam ou enorme quantidade de pessoas que confundem o símbolo com o sustenido (que também parece ter tido seu nome apagado dos registros da língua portuguesa).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

43 minutos atrás, sdriver disse:

Uma coisa que me corrói a alma é a # CERQUILHA!

Os brasileiros usam indiscriminadamente o termo "hashtag". Mas o mais triste é que as maioria esmagadora das pessoas nem sequer sabem o nome em português do símbolo.

Isso pra não entrar no mérito dos apelidos como jogo da velha e outros termos que usam ou enorme quantidade de pessoas que confundem o símbolo com o sustenido (que também parece ter tido seu nome apagado dos registros da língua portuguesa).

O Google já incorporou ao nosso vocabulário.
Mas aí acho que entra a questão da palavra curta e mais sonora, que eu acho a única justificativa p/ uso desses termos, tipo o subir/uppando (subir/subindo de level)

 

image.png.b9a834ebfd74261acce059f880d3027c.png

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
1 hora atrás, Thiago Miotto disse:

O Google já incorporou ao nosso vocabulário.
Mas aí acho que entra a questão da palavra curta e mais sonora, que eu acho a única justificativa p/ uso desses termos, tipo o subir/uppando (subir/subindo de level)

 

image.png.b9a834ebfd74261acce059f880d3027c.png

 

É porque o hashtag é um termo inglês abrasileirado tal qual os demais da lista. A tradução de cerquilha é apenas hash. O termo tag que se usa junto é para expressar que se trata de um marcador/bandeira/agrupador em sistemas eletrônicos e informatizados. A tradução de hashtag seria algo como cerquilha de marcação. 

Além disso, o Google tradutor é bem amplo mas não é totalmente confiável. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

@Thiago Miotto@sdriver tem razão. Hashtag refere-se ao conjunto formado pelo símbolo # + uma tag (expressão). O que ele está falando é sobre o nome do símbolo # isoladamente. Em inglês este simbolo pode ser chamado de hash ou pound. Em português, tem vários nomes, como "jogo da velha", tralha e cerquilha. Isto acontece com vários outros símbolos. Por exemplo, o símbolo & em inglês é chamado ampersand. Mas em português, o pessoal chama apenas de "e" ou "e comercial", o que confunde com a letra "e".

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites




Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!